Calistenia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Calistenia é uma droga anabolizante que serve para aumentar o rendimento de aspirantes a jogador de futebol americano amador. Pode ser misturada e servida com suco de laranja, apesar do paladar não melhorar muito, e continuar não sendo apreciada pelos atletas.

História[editar]

Mestre Linguiça exemplificando a calistenia física.

A calistenia foi desenvolvida por um físico mexicano, em meados de 1900, que pesquisava por maneiras de aumentar a inteligência dos burros, de forma que eles conseguissem praticar futebol americano em terrenos baldios.

Ao misturar saliva do Satanás com pêlos do Madruguinha no caldeirão da Bruxa do 71, eis que o pesquisador potencializou ao máximo o poder bombástico da calistenia, fazendo com que a mesma se tornasse sucesso nas academias de todo o país, principalmente entre os marombas de regata "no pain, no gain".

No princípio, a droga era comercializada apenas em academias, porém com o tempo, passou a ser vendida em cápsulas na venda da esquina, por alguns poucos cruzeiros. Visando aumentar o desempenho de sua delegação técnica, o coach Madruga comprou algumas doses dessa droga, e serviu para sua delegação misturada com suco de laranja, mas eles não quiseram tomar.

Controvérsias[editar]

Apesar de qualquer mula saber que calistenia é o nome dado a uma droga esteroide, de acordo com o Maestro Linguiça, a palavra calistenia, na verdade, refere-se a um conjunto de práticas esportivas de aquecimento, que devem ser feitas estendendo as mãos a frente do corpo e fazendo agachamentos em seguida, em 8 séries de 15 repetições. A parte do agachamento, em especial, é de suma importância para uma calistenia física bem feita, pois auxilia no evitamento de lesões de 10° grau, portanto, deve ser feita por todos os atletas de alto rendimento, mesmo os mais gordos que não conseguem agachar sem rasgar a calça na altura do rego.