Camarões

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Chewbacca.PNG ANIMAAAAAAAL!!!
Este artigo trata de algum animal, ou alguém que pareça um animal, ou alguém com nome de animal, ou alguma bosta que te faz se sentir um animal, ou ainda um ANIMAL.

Não alimente Camarões.

Leaotarado.jpg



●République du Puté que le Parió
●Ditadura Democrática dos Pequenos Crustáceos Decápodes
●Copépodes

Bandeira de Camaroes.png Brasao do Camaroes.png
Bandeira Brasão
Lema: Viva os crustáceos!
Hino: Por favor, nos conquistem!
Camarão anatomia.jpg
Capital Iaoundé
Maior Cidade Doua'Bundah
Língua Inglês, francês, crustacês
Tipo de Governo Ditadura a la Hugo Chavez.
Camarão-Rei Xerxes II
Heróis Nacionais Roger Milla Sebastian da pequena sereia.
Independência A França se mandou
Moeda Sal
Religião Culto ao Deus-Camarão
População 14,3 milhões (se juntarmos cabeças, pernas e orelhas espalhadas por lá)
Área de serviço (3% de água)
Analfabetismo 104%
PIB per Capita Baixíssimo USD/hab.
IDH 0.0
Fuso Horário Hora de comer camarão
Clima tenso
Site do Governo Camarões



CAMARÕES, s. m. Plural de camarão (BUENO, Galvão. Minidicionário da Língua Luso-Lusitana. São Raimundo Nonato, 1999.) Camarões é um país bizarro da África.

Tabela de conteúdo

[editar] História

Lagostas Camarões é ocupado no século X por marisqueiros que praticam o tráfico e o contrabando. Com o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945, a região é repartida entre cabeça e corpo. A cabeça, que não tem carne, vai pro lixo. O corpo vira um belo ensopado.

O petróleo, descoberto em 1976, atrai os Estados Unidos, que passam a fazer testes com armas nucleares, biológicas e químicas naquele país, sob o pretexto de que os Camarões seriam uma ameaça à paz mundial. A disputa de fronteira com a Nigéria aumenta a influência norte-americana na região. Os EUA passam a vender bombas nucleares a preço de banana (banana-maçã, que é bem mais cara) aos dois países. Uma guerra nuclear mata a metade da população africana. A outra metade passa fome e perde uma perna. Ou um braço. Uma orelha. Um ovo.. Em contra-partida surgem 632 companhias petrolíferas norte-americanas (Shell, Petrobrás, The Chaco, entre outras).

[editar] Economia

Alguns camaronesas felizes.

O país é autosuficiente na produção de tecido e tem como principal parceiro econômico a Jamaica. Até a década de 80 vivia da indústria de pescados. Vitoriosos na guerra civil, os wannabes fundaram a Gomes da Costa e passaram a vender lagostas, siris e camarões (não os frutos do mar, mas sim seus adversários derrotados na guerra) enlatados.

A moeda é o franco camaronês, que tem como cotação para 1 US$ 3 toneladas.

[editar] Geografia

Localizada na puta que o pariu e banhada por um esgoto a céu aberto, lá onde o vento faz a curva

[editar] Política

Ditadura (e como era dura) Democrática dos pequenos crustáceos decápodes de Camarões é uma das favelas africanas sendo seus principais partidos: PD (Partido Demagogo) e PT (Partido dos 'Traíra')

[editar] Cultura

Com grande diversidade cultural: possui 230 grupos étnicos (wannabes, fulanos, camarões, siris, lagostas, emos, pernetas, amputados, entre outros) que falam 250 dialetos diferentes.

[editar] Segurança

Para tentar diminuir um pouco a taxa de estupro, HIV e gravidez precoce no país, que é de 101%, as mães camaronesas desenvolveram uma técnica moderna e revolucionária: Elas esquentam um pau na brasa, e passam nos peitinhos das filhas. Essa prática torna os peitos das jovens verdadeiros sacos-de-batatas, com a capacidade de broxar instantaneamente qualquer pervertido que tente abusar delas.

Flag-map Camarões.png Camarões
HistóriaPolíticaSubdivisões
GeografiaEconomia
CulturaTurismo
Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas