Campeonato Brasiliense de Futebol

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Prefiro ver o flme do Pelé Cquote2.png
Chaves sobre Campeonato Brasiliense de Futebol
Cquote1.png Com licença senhores, onde posso comprar uma água com gás gelada? Beber água da torneira do banheiro pode fazer mal Cquote2.png
Torcedor goiano visitante no Abadião
Cquote1.png Se for pra chorar vendo porcaria vou ir assistir The Voice Kids Cquote2.png
Torcedor revoltado do Gama sobre mais um fracasso do time no Candangão

O Campeonato Brasiliense de Futebol (vulgo Série C do Campeonato Goiano), carinhosamente apelidado de "Candangão" para ridicularizar ainda mais a competição, é o grande evento esportivo do Detrito Federal, onde times semi-amadores e amadores disputam emocionantes peladas em estádios minúsculos caindo aos pedaços, sem torcida para no final o campeão e o rebaixado sempre serem os mesmos times de sempre, para acabar também com qualquer esperança de emoção.

A Federação Brasiliense de Futebol é a entidade subordinada da CBF que rege tal campeonato amador, o principal objetivo da competição é qualificar os dois menos piores times para participar da série D do campeonato brasileiro. A ideia é punir rigorosamente os times ruins goianos, que jogam Série D, obrigando-os a jogar em pocilgas como Serejão e Abadião (o Gama nem vai mais para a Série D, não que o Bezerrão seja grandes coisas, mas pelo menos é um gramado e não um pasto). E descarte o Mané Garrincha, não tem como jogar lá com ingresso a R$10,00.

O futebol candango é um dos menos tradicionais e respeitados do Brasil, tanto que é bem comum ver os times locais indo disputar torneios de truco valendo o toba nas proximidades da Cochinchina, como o caso da Copa Verde.

Mesmo que existam dezenas de regiões administrativas pelo Distrito Federal, não há times o bastante para disputar essa desgraça, muito porque existe no âmago dos seres humanos algo denominado de "vergonhas alheia" que impede que cidadãos de bem se exponham ao ridículo de disputar tal competição, que inevitavelmente fica com poucos times existentes, então o GDF precisa ficar importando times goianos, e em determinado momento até times mineiros, afinal os luzianienses já são acostumados a todo dia visitarem Brasília para exercer algum sub-emprego, jogar no Candangão para essas pessoas seria até, pasme, menos humilhante.

História do campeonato[editar]

A única coisa legal do Candangão é quando Gama e Brasiliense decidem resolver o jogo com uma disputinha amigável de encoxamento público, cujas regras permitem uma batalha campal entre a meia-dúzia de torcedores de cada time, e vence quem encoxar mais o adversário.

A primeira edição do Campeonato Brasiliense aconteceu em 1959, quando a cidade de Brasília e o Distrito Federal ainda nem existiam, mas pedreiro desocupado era o que não faltava para jogar futebol, porque pedreiro sabe como é, gosta de enrolar. O primeiro campeão foi um time de pedreiros sobre uma equipe de ajudantes de pedreiros.

Após a fundação do DF, a década de 60 foi dominada por times de desempregados, sobretudo ex-pedreiros que acabaram de construir Brasília e agora não tinham mais o que fazer da vida. Nessa época o campeonato foi dominado por outrora potências do cuspe à distância, o Defelê e o Rabello, além de outros times ridículos um com nome mais escroto que o outro, como o Pederneiras e o Coenge.

Durante a década de 70 surgem times de várias forças sindicais como o Associação Atlética Serviço Gráfico, formado por gente do Correio Braziliense, o CEUB Esporte Clube formado por supostos estudantes e o Pioneira Futebol Clube formado por funcionários da Pioneira da Borracha, uma famosa lojinha candanga de venda de quinquilharias diversas. Tais times contribuíram para que o futebol brasiliense se tornasse uma piada.

Só na década de 80 surgem times razoavelmente mais decentes, como Brasília Futebol Clube, o primeiro time amador-profissional do Distrito Federal que conseguiu 8 títulos locais e consequentemente algumas participações na primeira divisão do campeonato brasileiro da época que mais de 8000 times disputavam.

Na década de 90, com o maior desenvolvimento das favelas no Distrito Federal, em especial a favela goiana chamada Gama, o time local consegue desbancar qualquer outro time de mauricinhos do Distrito Federal ou de pedreiros da Ceilândia, provando que é na malouqueiragem que está o melhor do futebol raiz. O Gama se orgulha de ser o maior campeão do DF, embora nos últimos 15 anos tenha vencido apenas 1 mero Candangão, sendo até difícil imaginar como um time pode ficar tanto tempo sem conquistar um torneio tão mixuruca.

O reinado do Gama não durou muito. A partir do ano 2000, com o interesse dos políticos em lavar cada vez mais fácil seu dinheiro, eles criam o time Corruptense Futebol Clube, sediado em seu principal curral eleitoral, a cidade de Taguatinga, e o clube rapidamente se torna a nova potência do estado distrito, isso até é claro seu presidente ser preso e o clube rapidamente decair. Hoje o Candngão é lar de times falidos apenas.

Campeões[editar]

Ano Campeão Vice
1959 GE Corruptense Planície
1960 Defecar Cuará
1961 Defecar Rabueiro
1962 Defecar Ovo do Colombo
1963 Cuzeiro do Norte Rabueiro
1964 Rabueiro Defecar
1965 Rabueiro Ovo do Colombo
1966 Rabueiro Luz e Anta
1967 Rabueiro Cuzeiro do Norte
1968 Defecar Rabueiro
1969 Cu Gente GE Corruptense
1970 GE Corruptense Civilization
1971 Ovo do Colombo Peladeiros do Serviço Gráfico
1972 Peladeiros do Serviço Gráfico SEU CU
1973 SEU CU Casamento Blindado
1974 Pioneira da Borracha Oncinha
1975 Carpinteira MST
1976 Brasólia Cuará
1977 Brasólia Bandeira Anta
1978 Brasólia Tá Com Caatinga
1979 Engana Brasólia
1980 Brasólia Engana
1981 Tá Com Caatinga Cuará
1982 Brasólia Cuará
1983 Brasólia Cuará
1984 Brasólia Sobras do Zinho
1985 Sobras do Zinho Tá Com Caatinga
1986 Sobras do Zinho Tá Com Caatinga
1987 Brasólia Tá Com Caatinga
1988 Dentistas da Ceilândia Cuará
1989 Tá Com Caatinga Sobras do Zinho
1990 Engana Tá Com Caatinga
1991 Tá Com Caatinga Cuará
1992 Tá Com Caatinga Dentistas da Ceilândia
1993 Tá Com Caatinga Engana
1994 Engana Sobras do Zinho
1995 Engana Brasólia
1996 Cuará Engana
1997 Engana Brasólia
1998 Engana Cuará
1999 Engana Bombeiros Desocupados
2000 Engana Bandeira Anta Reboot
2001 Engana Corruptense
2002 VSF Engana
2003 Engana Corruptense
2004 Corruptense Engana
2005 Corruptense Sei lá dia
2006 Corruptense Engana
2007 Corruptense Botafogo Falsificado
2008 Corruptense Bombeiros Desocupados
2009 Corruptense Brasólia
2010 Sei lá dia Corruptense
2011 Corruptense Engana
2012 Sei lá dia Luz e Anta
2013 Corruptense Brasólia
2014 Luz e Anta Brasólia
2015 Engana Brasólia
2016 Luz e Anta Sei lá dia
2017 Corruptense Sei lá dia
2018 Sobras do Zinho Corruptense
2019 Engana Corruptense

Títulos por clube[editar]