Campestre (Minas Gerais)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Campestre é uma cidade de Minas Gerais que tem 20000 habitantes, sendo que desses 20000 só 20 são habitantes confirmados. A cidade é conhecida como "capital cultural de Minas", e não é à toa:é de justamente Campestre que vem o estereótipo que todo o mineiro gosta de pão de queijo, é tímido e fala como um caipira, quando na verdade é um pseudo-nordestino.

A cidade faz festas como a "festa da fruta" que pode ser interpretada anto como uma festa cheia de pessoas alegres quanto uma para acabar com o estoque de frutas podres que o município não consegue vender.

Olha só o que uma feijoada de Campestre pode fazer com um campo!

Cidade[editar]

Sendo que está no sul de Minas, a parte com população mais bem distribuída entre cidades, a cidade de Campestre seria mais ou menos do tamanho da Rua Augusta, sendo que quando essa comparação chegou até os ouvidos do prefeito da cidade, a cidade acabou herdando não só o tamanho da rua augusta, como também acabou herdando suas características: os cafetões, os playboys, os manos, as empregadas dos cafetões e demais cidadãos eram agora habitantes da "Rua Augusta de Minas".

Depois da chegada da comparação, metade da população se dividiu "sociologicamente": enquanto metade agia como se morasse em São Paulo, a outra metade agia como se morasse em Marte.

Como o ano era 1700 e ninguém sabia o que tinha em Marte, levou algum tempo para os dois tipos de populações se unirem e formarem uma só: a população de Campestre agora eram marcianos que pensavam que moravam em São Paulo... Em outras palavras, os habitantes de Campestre eram (e ainda são) o modelo perfeito de mineiro.

Cultura[editar]

A cultura de Campestre era tão poderosa que o tipo de pessoa que eles "criaram" - a do mineirinho que gosta de pão de queijo e é caipira - se espalhou por toda Minas Gerais e também para fora dela.

Assim, Campestre tornava Minas Gerais em algo pior... Digo, melhor no sentido de facilitar as piadas, é claro! Campestre até hoje é "esculachada" pelos vizinhos por causa disso. Uma maneira que acharam de acobertar a cidade do resto do mundo foi colocar esse nome para ela: Campestre. Dessa maneira quando fossem procurar no Google pela cidade só seria visto resultados de um ecossistema qualquer do Brasil.

Turismo[editar]

As pessoas vão para Campestre cutucar os habitantes com gravetos e para alimentar eles na palma da mão. Os guias turísticos dizem que não é necessário ter medo, já que pessoas de Campestre não sabem morder. Só existe uma restrição: nunca fale o nome de Aécio Never perto dessas pessoas, senão elas ficam agressivas e começam a pensar que você é o homônimo.