Campinense Clube

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Campinense Clube
Escudo do Campinense.png
Brasão
Hino Viva a raposa! Seu rabo macio! Adoramos o Renatão!
Nome Oficial Campinense Clube
Origem link={{{3}}} Paraíba- Campina Grande
Apelidos Preá, cadela no cio, rabugenta
Torcedores Zé sem dentes
Torcidas mundiça do zepa, mundiça do pedrega
Fatos Inúteis
Mascote Preá rabugento
Torcedor Ilustre Raposão
Estádio Chiqueirão
Capacidade 15 sentadas e 25 em pé
Sede Campina Grande, pedregal
Presidente Seu Barriga
Coisas do Time
Treinador Seu Paraíba
Pior Jogador Nuvola apps core.png Paraíba
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Marcelinho Paraíba
Patrocinador boates gays de Campina Grande
Time
Material Esportivo Magal
Liga campeonato brasileiro
Divisão sem serie
Títulos Copa Sidney Magal: 1978
Ranking Nacional Treze >>>>>>>>>>>>>>>>>>> Preá
Uniformes Uniforme-flamengo.gif
Uniforme sao paulo.jpg



Cquote1.png Campinense Clube não tem treze letras Cquote2.png
Zagallo

Cquote1.png Só foi para fazer vergonha a paraiba Cquote2.png
Paraibano sobre Campinense

Cquote1.png Nome criativo como o desse time não existe Cquote2.png
Sarcasmo sem graça sobre Nome do campinense

Campinense Clube é o time representa a cidade de Campina Grande (Paraíba) no cenário do futebol nacional, sendo bem sucedido no seu papel de humilhar sua cidade natal.

História[editar]

Fundação[editar]

Torcedores do campinense apoiando o Flamengo de Zico em jogo festivo em João Pessoa.

Fundado em 1915 como sociedade recreativa, os vários aristocrátas criadores do Campinense visavam rivalizar com o time do Treze FC. Na época sendo um clube com piscina e salão de festa, o Campinense resolve se tornar um time de futebol visando ter mais homens em seu clube organizando uma grande festa junina a colheita do algodão do meio do ano. Em 1920 aquela molecagem toda acabou quando a globalização chegou em Campina Grande, e assim foi criado o departamento de futebol, ou seja a postagem do Campinense, tornando-o um time da Paraíba, então não é vantagem alguma golear o Queimadense se vai perder pro Treza.

Profissionalização[editar]

Em 1958 o Campinense se torna uma equipe semi-profissional de futebol como foi até 1959, e passa a disputar o campeonato da Paraíba.

Apesar de raramente ganhar campeonatos aqui e acolá, qualquer um sabe que esse lixo não vale nada. Na hora do que interessa que é uma competição a nível nacional, o Campinense nunca passou de um mero figurante. Durante a sua história chegou a disputar a primeira divisão do Campeonato Brasileiro sim, mas daqueles campeonatos de 150 times que todo mundo jogava e mais parecia uma Copa do Brasil com grupos. Mas o certo porém, foi com o tempo ser constantemente convidado a estar disputando a série B quando esta era inventada, já que no começo a Série de Acesso era frequentemente desativada e voltava depois... Na medida que o futebol ia se organizando e a Série B se estabelecendo, o Campinense passou a disputar a série C com mais regularidade, e as vezes nem isso.

Anos 2000[editar]

Durante essas época de (in)glórias, revelou grandes jogadores de alta expressão nacional, como Rodrigo Tabaca, Marcelinho Paraiba, Adelino Paraiba e Paraíba.

Série B de 2009[editar]

Conseguiu um favor sem precedentes no futebol paraibano 2008, quando subiu para a série B depois de vencer tradicionais times das várzeas do Brasil como o Confiança, o Rio Branco e a Associação dos Deficientes Físicos do Amapá.

Em sua participação na série B de 2009, nem viu a cor da bola, muito menos a sombra dos atacantes adversários. Tomou doze gols e rebaixou para a série C tendo outro rebaixamento no ano seguinte e após isso ficando sem série.

2012[editar]

Alem do inicio de 2012 conseguir a proeza de perder por 2x0 de um selecionado da cidade de cuité, onde os principais atacantes se chamavam: Valmin buchudo e Jackson banguela

O time está quase falido, a Justiça confiscou colchões e até papéis higiênicos, pois o campinense deve jogador desde o tempo do ronca, sem material esportivo jogou com abadá de carnaval.

Torcida[editar]

O Campinense tem a tradição de encher o estádio por muitos motivos, primeiramente a população gosta de futebol, e todos querem ir sentar no Amigão, além do evento ser uma boa oportunidade para roubos e pontos de drogas.

Atualmente os pobres animados sofredores ajudam com sócio torcedor, em reais para pagar uma pequena dívida trabalhista, mais de dois milhões de reais.

Títulos[editar]

  • Copa teste do Nordeste: 2013 (que era uma preparação pra a verdadeira copa do nordeste que começaria em 2014)
  • 4º lugar Campeonato Brasileiro Série C: 2003.
  • 3º lugar Campeonato Brasileiro Série C: 2008.
  • 2º lugar Campeonato do Nordeste: 2 vezes (1961, 1965).
  • Campeonato Paçoca: 17 vezes (1960, 1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1967, 1971, 1972, 1973, 1974, 1979, 1980, 1991, 1993, 2004 e 2008)
  • E outras copa de varzea que disputa quando está de ferias

Títulos orgulhosos:

  • Torneio Misto Quente: 1970.
  • Mundial de Clubes: 1973.
  • Eurpe Liga: 1977.
  • bilibertadores
  • Primeiro e único time a levar um gol de Pedro das Sordas.
  • Recordista de derrotas na Série B.
  • Perdeu para o seu maior rival, o Barcelona-Esp, por 6 x 0 ... que vergonha hein.