Campo Mourão

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
264939.jpg
ATENÇÃO:
Simplesmente estamos cagando e andando para quem não gostar do conteúdo deste artigo e, por conseguinte, das opiniões e sugestões dos mesmos. We just couldn't care less.


Município de Campo Mourão
"Campo (apelido dado pelos amiguinhos de Luiziana)"
Bandeira CampoMourao Parana Brasil.svg Brasao CampoMourao Parana Brasil.svg
Aniversário 10 de outubro
Fundação 10 de outubro de 22 a.C
Gentílico moroense mourãoense
Lema "E viva Camorão" (by Nersão)
Prefeito(a) REGINA DUBAY (A DONA DA CIDADE E CHEFE DA QUADRILHA)
Localização
Localização de Campo Mourão
Estado Paraná
Mesorregião Não disponível
Microrregião Não disponível
Região metropolitana du Campo
Municípios limítrofes Peabiru Parisbiru, Barbosa Ferraz Babosa Ferraz-te, Luiziana BarVille, Engenheiro Beltrão Estrangeiro Beltrão, Jumbalaia,Abu Dhabi, Smallville, Springfield, Meio do nada
Distância até a capital 477 quilômetros
Características geográficas
Área 757,109 km²
População 80 mil humanos, 200 mil cachorros de rua hab. est. 2006
Idioma Não disponível
Densidade 500 hab./km²
Altitude 630 metros
Clima ruim
Fuso horário UTC -3
Indicadores
IDH 0,000001 PNUD/2000
PIB R$ 804,00 IBGE/2003
PIB per capita R$ 100,00 IBGE/2003
Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Campo Mourão.

Cquote1.png Você quis dizer: Gaucholândia Cquote2.png
Google sobre Campo Mourão

Cquote1.png Você quis dizer: Camorão Cquote2.png
Google sobre Campo Mourão

Cquote1.png Chove TORRENCIALMENTE alegria em Campo Morão! Cquote2.png
Nelson Tureck, prefeito, filósofo e metereologista

Cquote1.png E Viva CampÔ Mourão Cquote2.png
Nersão "Pinguço" Tureco sobre seus súditos pinguços Campo Mourão

Cquote1.png Vamo pro Campo que lá tem médico! Cquote2.png
Habitante de Luiziana BarVille sobre Campo Mourão

Cquote1.png E Viva Camorão Cquote2.png
Nersão, mais uma vez, sobre Campo Mourão

Cquote1.png Já fui, e vou mais... dez veis Cquote2.png
Jeremias sobre suas visitas aos milhares de butecos de Campo Mourão

Cquote1.png E Viva o mundo Cquote2.png
Nersão, mais uma vez, desta vez sobre o mundo

Cquote1.png Cquote2.png
Anônima que mora em curitiba

Cquote1.png Lá só tem mano!*medo.. Cquote2.png
Anônima que mora em uma sub-cidade de Camorão(Nova Cantu)

Cquote1.png Super Tite, você é meu herói Cquote2.png
Garota propaganda de rádio escrota sobre o açougue Super Tite

Cquote1.png Eu tenho medo Cquote2.png
Regina Duarte sobre Camorão

Cquote1.png E Viva a escola Urupê Cquote2.png
Nersão, agora sobre a Escola Municipal Vila Urupês

Cquote1.png É Escola Municipal Vila Urupês Cquote2.png
Mourãoense que estudou até a quarta série corrigindo Nelson Tureck

Cquote1.png E essa turminha vai aprontar altos assassinatos na sua cidade Cquote2.png
Narrador da sessão da tarde sobre os malacos de Camorão

Cquote1.png Deus Ô livre rapaz Cquote2.png
Nersão sobre o criador desse artigo

Cquote1.png Deus nos livre de você Nelson Tureck, ô rrrrapaz Cquote2.png
Povo da cidade sobre Nersão

Cquote1.png Que Deus te pague Nersão. Cquote2.png
Pinguços e outras pessoas de baixa renda compradas pelo Nersão sobre Nersão

Cquote1.png Bota aí aquela musiquinha alemã: TANRANRAN TANRANRAN Cquote2.png
Nersão na festa do "Urupê" querendo demonstrar sua cultura

Cquote1.png Perdeu playboy! Perdeu! Cquote2.png
Típica fala corriqueira de um malaco antes de atirar na cabeça da vítima

Cquote1.png Na União Soviética, os malacos têm medo de VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre os malacos de Camorão.

Cquote1.png Que eu to te chamando você de vagabundo no ar, seu sem vergonha... Cquote2.png
Nelson Tureck sobre vereador em um programa de rádio.

Cquote1.png Frangro.. gro.. fran.. fangrogrrbra.. frambogr.. fambrogras.. Cquote2.png
Nelson Tureck sobre nova industria de frango.

Cquote1.png Ah, eu estudei no Rondon minha vida inteira, o Nereu me deu aula de Física, será que passo no IME??? Tô com medo em Português... Cquote2.png
Algum mourãoense burro que acha que aprendeu tudo no Ensino Médio.

Cquote1.png Cãmorão agora tem a primeira Universidade TECOLÓGICA do Brasil Cquote2.png
Seu Nersô Tureck sobre o campus da primeira Universidade TECOLÓGICA do Brasil implantado na cidade.

O carneirinho e seus malacos adoradores.

Campo Mourão, também conhecida como Grande Camorão, é uma megalópole que tem Maringá como seu bairro mais famoso. Se localiza no cu centro-oeste do Paraná, norte dos Estados Unidos do Sul.

Campo Mourão também possui alguns nomes fantasia: Cidade Escola, Cidade Natal, Polo Brasileiro de Alimentos. E também muitos nomes que não são fantasiosos, tais como: Cidade Moto-taxi, Cidade do Crime, mini Vice City, Cidade dos Macacos Malacos, ou, o nome mais conhecido, Meio do nada.

A cidade também é conhecida por ser atrasada e medíocre mesmo com mais de 300 anos de nenhuma existência.

Política[editar]

A Elite Mourãoense na grande maioria é formada de gaúchos frustados, que aqui vieram brincar de agricultores para acionar o seguro agrícola Proagro, e que com a ajuda do Banco do Brasil se deram bem. Ostentam status de milionários, mas são uns sovinas miseráveis que se acham inteligentes. Comem abóbora e chuchu, mas arrotam caviar e lagosta. Seus bens são todos financiados, e penhorados por falta de pagamento, e que ninguém se atreva a consultar o SPC-Serasa.

O prefeito de Campo Mourão é chamado Nelson Tureck, mas é carinhosamente chamado de Nersão (principalmente por parte de seus colegas de boteco). Ele foi prefeito de Luiziana, uma das cidades mais pobres da face da Terra, que pode até se comparar com uma daquelas cidades paupérrimas da África (não que Campo Mourão não possa). Luiziana também é famosa por ter mais botecos do que casas e mais cachorro de rua do que gente. O projeto de Nersão é transformar Campo Mourão em mais uma Luiziana da vida. Nelson Tureck conseguiu se eleger e se reeleger pagando pinga para os pinguços e abraçando criancinhas com o seu bafo de cachaça, deixando-as bêbadas e com alto teor de álcool no sangue. Com sua recente reeleição, está traçado o destino de Campo Mourão: ruínas, dominação total dos macacos malacos e botecos até os próximos 4 anos. Parabéns povão de Campo Mourão, por traçar esse futuro em troca de pinga, dinheiro e desfavores.

Segundo consta a lenda, um dia, numa pequena cidade construida sobre bares, nasceria um homem predestinado, quando uma voz falou:

Cquote1.png Seja prefeito desta cidade, alterne o poder entre tu e teu irmão. Dividireis a pinga por todos os habitantes desta terra e dela tomarás posse. Após dominá-la com sua carinha de dó, passa-la ei para os domínios de teu irmão e cruzarás as montanhas para levar tua crença de botecos e buracos para outros povos. Cquote2.png

Ouvindo então Tureck as palavras, deixou Luiziana aos cuidados de seu irmão e comandou Campo Mourão por duas gestões. Obediente, fez o que lhe foi pedido. Tornou esta nova cidade de uma forma que possivelmente ninguém, por mais que tentasse, conseguiria. Uma nova e bela Luiziana.

Nersão também é conhecido pela sua tunada humilde brasília amarela , que ele exibe com o objetivo de aparecer como um homem humilde... mas todos sabem que ele é um ladrão como todo Político. Por causa disso também suspeita-se que a música dos Mamonas Assassinas é em homenagem a ele.

Nelson Tureck também adora se aparecer, vai em todos os eventos com seu sorriso forçado apertando a mão de todo mundo, assim como seu antecessor, o ex-prefeito Tauillo Tezelli, mais conhecido como "Falo-Fino" (devido a um problema vocal que o faz ter voz de mulher) e "Antônio Carlos Magalhães mourãoense, ou dono de Campo Mourão", já que ele é dono de praticamente tudo nesta cidade. Uns dizem que Aroldo Gallassini, aquele que vendia o almoço para comprar a janta nos tempos da extinta Acarpa é seu verdadeiro pai e mentor.

Atualmente, Tauillo (clone defeituoso do ex-deputado, ex-prefeito, ex-funcionário fantasma da Itaipú Rubens Bueno ou "rubinho malvadeza") articula uma possível volta à prefeitura, um movimento liderado pelo vereador Sidnei Jardim, conhecido por ter levado um cacete, ter ficado banguela, e de não fazer porra nenhuma pela cidade. Ganha para meter a boca nos adversários políticos.

Outro político conhecido da cidade é o vereador Isidoro Moraes, conhecido também como careca do bigodinho. Político esse que esperava receber um alto cargo do atual prefeito, já que eram da mesma chapa, e ficou chupando o dedo. Então, resolveu usar uma melancia pendurada no pescoço para ser notado. Usa também um 38 na cinta para aflorar a masculinidade em determinados momentos.

E como desgraça pouca é bobagem, Nersão já deu um jeito de perpetuar sua herança maligna na política paranaense: a filhinha Mala Marla Tureck recentemente se elegeu ladra deputada após seu pai comprar metade da cidade com doses de pinga. Marla também foi ajudada por fazer parte de um partido nanico, desses que ninguém sabe que existe e pegou carona no sistema de legendas.

Educação[editar]

Campo Mourão possui uma "incrível" rede de escolas e "universidades". Veja a lista abaixo:

  • Fecilcam: também conhecida como Facilcam, existe há 100 anos e conta com menos de 10 cursos (nenhum de qualidade). É uma faculdade pública onde quase todos os analfabetos ninguém estuda, devido ao fato de professores misteriosamente sumirem, por serem provavelmente baianos que ficam na rede enquanto os pobres alunos que não moram na cidade (99,9%) perdem totalmente a viagem de 3 horas ao irem lá, pra ficar assistindo filme com a "Tia". Também há o fato de muitos alunos ficarem perdendo tempo na Xerox e Sinuca Dona Sabrina Lanchonete Universitária (onde os estudantes vão beber e jogar sinuca com o pretexto de tirar xerox de apostilas), no Rafa Lanches, no Bordel Galpão, e na cantina da própria Fecilcam, assistindo novela das 8 e BBB na TV de plasma roubada comprada com o dinheiro do povo. Abaixo, os cursos que você pode encontrar lá:
    • Administração (ADM): Um dos pontos auge do curso é a famosa Gincana, que relembra os velhos tempos de pré-escola colegião. Enquanto isso, nos outros cursos, os alunos estão dormindo ralando em encontros como o Enieduc e EPCT.
    • Ciências Contábeis: Se fosse extinto ninguém perceberia, pois normalmente não há aulas todos os dias, e quando há, os alunos passam todo o tempo aprendendo a contar até dez com a "Tia". Curso confundido com Ciências Econômicas (ciências humanas sem aplicabilidade).
    • Ciências Econômicas: Aqui é onde os alunos aprendem a economizar dinheiro para gastar em pinga, cachaça, maconha, etc. Uma das técnicas de economia mais usadas é vir a pé para a faculdade para não ter que pagar a carroça circular. Os alunos, bem treinados, aprendem a rasgar a suas roupas velhas e vesti-las do pior modo possível para que, no caminho a pé para a escola, possam ter a chance de ganhar dinheiro pedindo esmola. Marx (KARL) é conhecida entre eles como uma marca de tênis.
    • Geografia: são os que pensam que sabem tudo. Os professores leram meia dúzia de livros, acham que conhecem a teoria Marxista, no entanto, andam por aí cavando buracos. As viagens são famosas por suas surubas. Além disso a maioria dos alunos que entram no curso de geografia são conhecidos por serem verdadeiras topeiras, pois são 40 no período da noite e 40 de manhã, e em 2007 os formandos em geografia chegaram à inacreditável marca de 1 formando, somando-se os dois períodos, ou seja, este fato foi para o Guinness Book, pois a Fecilcam foi a primeira faculdade a aprovar dois meio-alunos.
    • Letras: Nesta área, os alunos passam todos os seus 5 anos de curso aprendendo a contar as letras do alfabeto, e são poucos os que atingem o objetivo até o final do curso. São, na maioria, mulheres loiras com "muita inteligência" que buscam homens em outros cursos. Em relação aos homens do curso (que homens?), eles são, na maior parte, emos que acreditam no sucesso com bandas de rock em que os integrantes só sabem gritar. Há, ainda no curso, outras beldades musicais, como os nerds da bossa nova (acham que são reencarnações do Cazuza e da Elis Regina) e os batuqueiros desgraçados e desafinados que costumam atrapalhar as aulas (quais aulas?) por acreditar ser engraçado o fato de haverem reprovado.
    • Matemática: Curso para os nerds que se acham os fodões dos cursos noturnos porque os professores são sadomasoquistas que insistem em ensinar aquelas contas fáceis e úteis para alunos que são loucos. Neste curso os alunos aprendem técnicas denominadas avançadas para alunos deste nível de aprendizado, como soma, subtração, divisão e multiplicação.
    • Pedagogia: São as tias que cortam papelzinho. Professores com mestrado, doutorado e o diabo a quatro ensinam muitas verdades, como "...O exército russo nazista...", entre outros fatos verdadeiros da História, importantíssimos para a formação de tias pedagogas capacitadas. Geralmente os estágios são feitos em colégios terroristas ou nas pré-escolas localizadas na África e no Afeganistão, onde as tias formadas ensinam alunos a fazer as suas primeiras contas com balas de revólver, bombas, e facas de diversos tamanhos (utilizadas apenas para as operações de divisão).
    • Turismo e Meio Ambiente (TMA ou, ainda, GLS): O curso é fora da realidade, mas alguns alunos tem talentos para escrever nas portas do banheiro masculino. Os professores e 90% dos alunos só sabem andar pelo pátio com um cigarro na mão. Alguns professores adoram tomar tererê nas bancas de monografias.
    • Engenharia de Produção Agroindustrial: É o curso que tem inveja do curso de Agronomia da UEM. É conhecido por seus trotes cavalares (que envolvem violência sexual, tortura psicológica e rituais satânicos), suas festas e pela sua falta de importância para a econômia local, pois os alunos viram boias-frias catadores de milho e soja nas lavouras, ou, no mínimo, maconheiros.


  • UTFPR: É o lugar que, quando você na cagada passa no vestibular, após uma semana de aula, descobre que não aprendeu nada no ensino médio. Também conhecido como cê fede CEFET, é um colégio rural que se acha Universidade. Apesar de ser proibido, os alunos do Ensino Médio (Técnico Integrado em Informática, sucessores dos jalecos de abacate) já citados fazem um Cassino na Universidade, com jogos que vão desde Truco até Strip Poker (detalhe: em horário de aula), além disso, os alunos do técnico integrado em informática são mais inteligentes que os professores. A maior façanha desses nerds gênios foi invadir os computadores da NASA, da CIA, da SWAT, e da Casa Branca, tudo isso usando um fake "Hello World" em pascal!. Também conta com o curso de Alimentos (cozinheiros), Engenharia Ambiental (jardineiros), Produção Civil (pedreiros), e Tecnologia de Sistemas para Internet (caras que formatam computador por vintão), todos cursos sem mercado de trabalho. Também existe um ginásio inútil, que está caindo aos pedaços, e só serve de enfeite. Influenciado pelo curso de Engenharia Ambiental, todas as árvores foram derrubadas para dar lugar a um muro de fachada da fazenda Instituição (sim, só tem muro na frente). Alem disso, se você se dirigir ao "bloco E" e caminhar até a ultima sala a esquerda, chegará a uma sala denominada "Herbário", lugar onde é plantada toda a maconha consumida flora estudada pela instituição. Uma sala antes, você vera a sala E006, popularmente chamada de sala do suicídio, um lugar pequeno com 2 ou 3 cadeiras e uma forca pendendo do teto, esperando os alunos que não aguentam mais estudar.

Os cursos:

- Engenharia Ambiental: os jardineiros da instituição vivem deitados no gramado agradecendo ao deus Terra pelas árvores e flores. Também conhecidos como naturistas. Em épocas de verão intenso fazem giram em círculos cantando e louvando ao deus das Chuvas para que envie suas bençãos e não deixe os "matinhos" secarem, pois perderiam seus empregos.

- Engenharia Civil: conhecidos como pedreiros, são os que mais se acham por saberem construir banheiros públicos de bambu e sapê. Utilizam suas técnicas mais apuradas no desenvolvimento novas tecnologias para que suas casinhas de barro não desmoronem na primeira chuva ou enxurrada. Também conhecidos como "Joãos de Barro".

- Engenharia Eletrônica: são os tiozinhos que concertam os rádios da galera que curtem funk, rock, pop e rap, ritmos musicais apreciados pelos acadêmicos desta instituição para se destacar no mundo e viver na paz e amor. Gostam de se enrolar nos fios e levar alguns choques por hobby. Constroem coisas totalmente estranhas e sem nenhuma utilidade nos dias atuais, é o curso menos frequentado por meninas.

- Engenharia de Alimentos: são as meninas mais prendadas da universidade, aprenderam a fazer miojo, a fritar ovo, aquecer o leite no microondas, tudo com as aulas EAD da Palmirinha na TV Gazeta. Normalmente saem da instituição e já se casam, pois suas mães tratam de arrumar um marido dizendo que sua filha cozinha como ninguém.

- Tecnologia em Alimentos: são os auxiliares de cozinha. Normalmente frequentado por empregados no comércio que vêem neste curso a oportunidade de aprender a cozinhar e se casar com algum partido rico. É o curso mais velho da instituição e até hoje se formaram 3 pessoas, pois as outras não suportaram a pressão das aulas exaustivas e se suicidaram no bloco C, após as provas do fim de semestre.

- Química - Licenciatura: são conhecidos como nerds por fazerem química, mais na realidade estão ali para futuramente ensinar aos alunos o processo de produção e industrialização de produtos ilícitos. É o segundo curso mais novo da instituição conta com alunos aplicados que adoram desfilar seus jalecos brancos pela instituição, dando a entender que são importantes médicos.

- Ciência da Computação: em 2012, esse curso vem substituir o de Sistemas para Internet. Conhecidos quando Sistemas por formatadores de PC, hoje os novos levarão o título consigo, pois essa será a sua única fonte de renda após se formar, se é que alguém chegará lá.

Conhecida pelo seu alto índice de formação de profissionais, enquanto o CIES forma mais de 100 pessoas, a Fecilcam outros 150 aqui se formam todo semestre 2 a 3 alunos que quando chegam ao final estão tão exaustos que preferem se trancar em seus quartos e permanecem por lá, anos até se recuperar de toda a tortura sofrida durante seus anos na instituição.


  • CIES (Integrado): faculdade e colégio particular. Para passar no vestibular é só pagar, geralmente estudam aí preguiçosos e playboyzinhos/patricinhas que não conseguem passar na Fecilcam, pois todos os analfabetos pobres se dirigem para lá, outro motivo também seria a incapacidade mental de acompanhar as aulas rígidas da Fecilcam, o que confirma que o seu QI é próximo ou igual a zero. Como colégio, dão muita ênfase em fazer trabalhos de exposição chatos super interessantes, visando alunos idiotas especiais. Composta basicamente de "preibóis" que pegam o carro do pai escondido pra sair pegando altas gatinhas que são encontradas no bestódromo centro requintado da cidade. Geralmente, assim como os preibóis, as patricinhas tanto da faculdade como do colégio, andam se achando por aí só porque estudam em Instituição paga... Aí vão pra aula vestidas de Beyoncé à Lady Gaga, tiram fotos pra postar no orkut mostrando um bicão (se olharem todos os orkuts, todas são iguais, respectivamente), e um resquício do que elas chamam de bunda (?), numa tentativa frustrada de atrair os machos para roubar seus carros e pertences, como o $$, dar, dar uma volta e comer uma Universitaria super gostosa .


  • Colégio Vicentino Santa Cruz (aka Satã Cruz): o tal do Santa (não confunda com "a Santa", pois aqui temos uma espécie de antônimo disfarçado). É um colégio de freiras, bem parecido com o Integrado. É uma escola particular para criancinha de Maternal e Prezinho, mas conta com uma pequena percentagem de alunos no Ensino Médio e Fundamental. Como no Integrado, eles se acham muito. Alguns acreditam que as freiras são traficantes de drogas, outros, que são enfeites, uma vez que não fazem nada pelo Colégio além de faturar o dinheiro da mensalidade, já houve casos registrados de abuso sexual realizado pelas fanáticas católicas, que estariam predestinadas a morrerem virgem.


  • Colégio Estadual: também conhecido como Carandiru, é onde "estudam" a maioria dos vileiros da cidade. Já ocorreram vários casos de implantação de bombas por alunos terroristas. É lá que acontece anualmente a maior discussão mundial sobre a acentuação da palavra "cu". Atualmente em frente ao colégio, existem apenas: duas caminhonetes da ROTAM, um esquadrão antibomba e uma equipe de para-médicos.


  • Rondon: o colégio público onde os alunos se acham riquinhos, por essa razão, existe grande quantidade de supostos playboys e paga-paus dos mesmos. É também o colégio dos filhos dos pais falidos, que estavam antes matriculados no Santa Cruz ou no Integrado. Tem tambem a parte que rola sexo dentro do banheiro e atras do colegio. Esse colegio tem o maior numero de gostosas por metro quadrado .
  • Master Pré-Vestibular: cursinho pra passar na Facilcam, compete com o outro cursinho do Integrado, com mesmo objetivo : Ensinar os alunos a pular amarelinha corretamente, a aprenderem o alfabeto, e a contarem até dez. As mães também pensam que se pagar o cursinho seus filhos vao passar no Cefet e não precisar paga mais mensalidade de uma escola particular.


  • Unidade Polo: se destaca por ter um mato bosque, que mais serve de bordel do que o da Tia Maura. Recentemente a administração do colégio roubou adquiriu dinheiro e construiu um muro gigante igual ao do Estadual para que os detentos alunos não saiam e a macacada malacaiada que consegue sair não entre. O laboratório de informática tem 8 computadores, mas 3 não ligam, 2 estão com vírus, e os outros ficam divididos entre os 40 alunos da sala. Sem contar os banheiros que não têm papel higiênico, cujas paredes estão todas cagadas, como em todo colégio público, as cordinhas de descarga estão todas mijadas, e há rumores de que os alunos do noturno passam o pinto nas torneiras.

Turismo[editar]

É proibido nadar no barro lago do Parque do Lago, para não sujar o lago (que lago??)
  • Parque do Barro Lago: o bosque. A água do rio é super poluída límpida. No lago, completamente assoreado, tem mais terra que água na superfície. A ponte, antes quebrada, foi semi-contruída depois de anos de espera. Por causa do desvio de verbas por parte do Nersão, o parque agora não passa de uma floresta abandonada, frequentada apenas por velhinhos e pela Chapeuzinho Vermelho. A maior atração é o macaco que vomita água contaminada pura da mina, onde todo mundo para para beber. Mas agora nem o macaco funciona mais.
  • Parque Estadual Lago Azul: ponto turístico desconhecido pelos mouroenses, alguns dizem ser perto da Usina Mourão, outros deduzem que esse suposto parque se localiza no meio do Acre. Alguns também confundem com a Lagoa Azul, que passa diariamente na Sessão da Tarde.
  • Teatro Municipal: é um teatro que quebrava um galho dando uma de cinema, até instalarem um cinema de verdade na cidade há pouco tempo atrás. Agora serve pra juntar poeira.
  • Cinema: Os dois cinemas da cidade são conhecidos pelas péssimas instalações, horários iguais e, principalmente, filmes iguais, oferecendo uma variedade cultural tão grande quanto a honestidade do Lula. Um dos cinemas faz parte do Império Multimilionário da Fiorella, que controla desde a padaria no "centro" da cidade até casas noturnas, ações da Microsoft e tráfico de órgãos.
  • Bar do Luizinho: único ponto turístico conhecido internacionalmente. Muito frequentado por Jeremias e seu companheiro de bar Nersão (o prefeito). Muito visto no YouTube: Assistir
  • Faixa de gaza: Região localizada entre a loja da cometa e o clube "DÉIIZ", dominada atualmente pelo grupo denominado "Maloca mourãoense". Ótimo lugar para perder bens materias e, com alguma facilidade, a vida.
  • Maringá: Durante os feriados, a diversão favorita dos mourãoenses é ir para a invejada Maringá. A cidade se torna um verdadeiro ponto de encontro de capiaus que frequentam locais de grande divertimento, como os shoppings e as Lojas Americanas.
  • Estádio Roberto Brezinski: Lugar frequentado pelos decadentes esportistas que um dia já ganharam alguma competição. No campo do futebol, existe uma informativa placa: não pise na grama. Surge a teoria de que os jogadores jogam bola flutuando.
  • Corleone: Lugar frequentado por diversos jovens, que já se conformaram com o fato da cidade de Campo Mourão ser um lixo. O lugar tem aproximadamente 5 metros de comprimento, e 2 metros de largura, e lá se concentram muitas pessoas que geralmente são atraídas por uma banda sertaneja fracassada, e tentam dançar e se movimentar no minusculo espaço fétido.

Carneiro no Buraco[editar]

Um carneirinho de gênero duvidoso servindo seu irmãozinho

É o prato típico. É só por causa disso que Campo Mourão consegue ser um pouco conhecido (além do Jorel, da malfadada Coamo e do vídeo do Bar do Luizinho). Surgiu quando pés-vermelho da região foram no cinema pela primeira e única vez na vida e viram um filme de velho-oeste onde cowboys preparavam carne em buracos e em cima de brasas. Então se identificaram com aqueles vaqueiros porcos e sujos e resolveram copiar a ideia (como sempre), e assim surgiu o originalíssimo Carneiro no Buraco, que virou festa anual.

Na verdade, o Carneiro no Buraco marca o inicio do "Campeonato Regional de Assassinatos e Espancamentos", realizado todo ano entre os malacos de Campo Mourão e Região. De qualquer maneira, a "festa" é um lixo, onde você paga uma fortuna pra comer o tal carneiro (a cada 300 toneladas de acelga e repolho colocadas no tacho, são adicionadas 100 gramas de carne de carneiro), sem contar as merdas de bandas de forró e sertanejo que fazem show lá. Além disso, só se vê barraquinhas de Cachorro Quente, Capeta e Churros, mais preferíveis do que o tal prato típico, malacos, Nersão e lojas de produtos artesanais caríssimos que não vendem nada. Na festa também há malacos e um parque com brinquedos de bebê que vivem quebrando e causando acidentes. (Já citei os malacos?).

Nas últimas tres festas, um trio conseguiu transformá-la em notícia nacional. Trata-se do assessor de imprensa "Alex Sandro", liderado pelo seu chefe Gilbertinho, o grande, que por sua vez, foi liderado pelo terrorista chefe Alcione Jacob ( que pelo sobrenome deve ser "austríaco"). Os tres, sem o conhecimento do prefeito Nelsão, é claro, conseguiram enviá-la ao MP (Ministério Público) com suspeitas de desvio de verbas, falcatruas, desrespeito aos expositores, à população e ao próprio MP, pois duas delas encontram-se em julgamento. A última, em 2011, pela primeira vez na história, foi realizada por uma empresa qualquer, muito distante de Campo Mourão, por uma equipe de outra cidade, também distante, que nem registrada era. A prestação de contas de ambas (2009 e 2011)não foram aprovadas. Os protagonistas juram inocencia e massacram orgãos de imprensa.

Esportes e Lazer[editar]

Ironia: O carneirinho todo feliz dentro do buraco.

Tinha o ADAP, um subtime de futebol (Que foi vendido para Maringá)... e os ginásios que toda cidade tem. Mas a maior prática esportiva atualmente é o "Assalto a mão-armada" e "Atropelameto de motociclista".

Também recebe destaque a prática do Racha na não-concluida-lendária estrada da Boiadeira, além do Tiro-a-placas da mesma estrada.

Dentre as atividade de lazer do povo moroense mourãoense, destacam-se:

  • Língua-Pretismo: Trata-se da prática de fofocas, calúnias, difamações e todo o tipo de maledicências inimaginaveis. Entre os chamados Línguas-Pretas, temos várias autoridades, políticos e pessoas frequentadoras da sociedade de Campo Mourão. Mas essa atividade também é muito praticada entre o povão, onde seu lema é: "Na falta do que fazer, vamos falar mal de alguém". É uma atividade tão comum, que até os escritores da Desciclopédia praticam enquanto estão escrevendo.
  • Caminhadas pela Ciclovia do Larpão: Prática das velhas gordas e dos desocupados da cidade, que tomam conta da Ciclovia, tornando-se além de um transtorno para os ciclistas, um perigo constante de acidentes, pois a maioria das velhas que realizam essa atividade não conseguem nem sequer olhar para os lados por causa da obesidade mórbida.
  • Bingos de bairro: Comumente conhecidos como "Bingão de Cabeça de Porco", onde a cambada de desocupados se reúne em botecos durante os finais de semana, para encher a cara de cachaça e tentar ganhar uma cabeça de porco assada. Nessas reuniões, o bando de bebuns chamam a cachaça por nomes carinhosos, como pé-inchado e fófa-tóba.
  • Slots Sluts: È mais pequena que um banheiro público. È frequentada pelas piranhas socielites que se acham as gostosas por que colocaram argamassa botox na cara e pelos playboys gayzinhos que se pagam de pegadores.
  • Bar do Italiano: É mais um lugarzinho pequeno comandado pelo Vô italiano. Normalmente quem vai lá são as piranhas universitárias das faculdades dispostas a darem fazerem TUDO. Mais uma cópia localidade querendo ser o canarinhos de maringá.

Cultura[editar]

Alguns pontos que se deve ressaltar sobre Campo Mourão:

  • Cuidado ao andar pelas ruas, você pode ser assaltado. E olhe bem antes de entrar num estabelecimento, a probabilidade da loja estar sendo assaltada é grande.
  • Ocorrem uns 10 homicídios por dia, alguns através do Assassinato Delivery, basta ligar para a malacaiada aparecer com suas motocas (alguma relação com os moto-táxi?).
  • É realizada na cidade a anual dança da chuva Luau do Passarinho que é esperado por todos os agricultores como uma das únicas oportunidades de chuva na pior época.
  • Campo Mourão conta com a Escola de Arte Circense da Fundacam , onde os honoráveis membros da câmara municipal ensinam diversos truques e palhaçadas para o povo.
  • Camorão também conta com uma ótima vida noturna. Muitas noites um cérebre sujeito corre no meio das avenidas. Parrudo é o nome dele, uma vez, assim como Forrest Gump, começou a correr por pela causa de Camorão (Ps. Diz lenda que ele nunca parou e correr).

Hino da Cidade[editar]


    No centro oeste do Paraná
    Em região agora hostil
    Um município hoje há
    Que desonra e envergonha o Brasil
    -
    Teus malacos maus e trambiqueiros
    Tua pobreza sem igual
    Simbolizam o celeiro
    Da miséria nacional

    -
    Campo Mourão
    Modelo do Paraná
    Podre Torrão
    Mais podre de quantos há
    Campo Mourão
    De teus bandidos varonis
    "Belos" gritos ecoarão
    Pedidos de socorro ao Brasil

Ver também[editar]

Ligações externas[editar]