Campo de Marte

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Romanopre.jpg ROMANI ITE DOMVM!!!

HÆC ARTICVLVS ROMANVM EST. LATIM LOQVÆBITVR. NON INTERLEGIT? HVMORIS PRIVATVS NON EST. MVITISSIMVS ENGRAÇATVS! SED ROLA MEAM VADE MAMARE! VADE FŒDERE CVM PORRIBVS NOSTRVM.

Spqrpre.jpg


O Campo de Marte é/era/foi/seria um campo de futebol criado pelos romanos pra homenagear o deus grego da guerra. Irônico não?

História[editar]

No centro do Campo tinha um obelisco que servia de inspiração a certas coisas...

O Campo, na época da República, foi um espaço reservado ao descanso dos soldados exaustos com a guerra de três horas. Ali também se usavam os generais para celebrar o triunfo na mesma guerra, ou seja, era um batalhão completo para os militares fazerem o que fazem de melhor até hoje: NADA! Até lá, teriam que aguardar sentados até criarem calos na bunda, ou até que as hemorróidas os fizessem cair.

O campo era aproveitado para treinamento do exército às segundas, para as atividades musculares da aeronáutica às terças e para os bailes BLGT da Marinha no resto da semana. No Campo havia mercados populares, restaurantes populares e espaço para as reuniões populares, tudo usado exclusivamente pelos militares. Irônico, não? Trollface2.jpg

Cercado pelo rio Tíber, ao centro do Campo havia a poça Trigarium, a sauna gay mais famosa da Roma antiga. Ao Sul havia as fontes termais com propriedades curativas chamada Tarentum.

Plínio, o Velhote, relatou a connstrução de um relógio de sol, que você pode ver a foto original ao lado exclusiva da Desciclopédia e do Google Imagens na época do Imperador Augusto, chamado Relógio Solar de Augusto.

Prédios, manolo!1!1!onze![editar]

Com o tempo, o espaço aberto aos vagabundos foi se enchendo de edifícios. Tipo aqueles filmes que o lugar lindo antes, fica cheio de prédios, ruas asfaltadas e pessoas correndo pra lá e pra cá dos trombadinhas com camisas do Flamengo.

Na época imperial foram construindo prédios e prédios. Lá foi crescendo uma nova 25 de março em Roma, onde se podia comprar de tudo, desde um colar pra puxar saco do imperador até grandes escravos. Finalmente em escavações recentes esses historiadores de merda acharam o relógio de sol de Augusto.

É isso, basicamente foi um grande Campo romano em que os Italianos faziam o que os políticos brasileiros fazem hoje.