Campos Elísios

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Sem comentários...
Campos Elísios é algo que Conde veadinho Cain aprova!

Este é um típico artigo Yaoi, que menciona coisas gays que só gays yaoístas curtem. Se você é cabra omi e odeia Yaoi, NÃO LEIA este artigo, pois ele pode levá-lo para o lado rosa da força, mas se carapuça serve, sente, digo, sinta-se à vontade.

●Campos Elísios
●Os Campos Elísios
●Paraíso depois do Inferno

Acesso negado.jpg Lord Hades.jpg
Bandeira Brasão
Lema: "Um lugar de Paz"
Hino: "Hino Nacional Brasileiro"
Portada-ost-hades-2008g.jpg
Capital Sarcófago de Hades
Maior cidade Nenhuma
Língua Campos Elisionês
Tipo de Governo Ditadura
Ditador Imperador Hades
Heróis nacionais Cavaleiros de Pégasus
Independência Nunca teve e nunca terá
Moeda Flor Silvestre que Perfuma os Campos
Religião Politeísta
População 3 deuses e várias ninfas
Área Muito grande (70% de água)
Analfabetismo 0%
PIB per Capita Ninguém trabalha alí, por isso é o Paraíso USD/hab.
IDH 0.Exacerbado
Fuso Horário Pra quê?
Clima Agradável sempre
Site do Governo Não tem
Cquote1.png Você quis dizer: Paraíso? Cquote2.png
Google sobre Campos Elísios

Cquote1.png Experimente também: Céu Cquote2.png
Sugestão do Google para Campos Elísios
Cquote1.png Quem manda nessa porra aqui sou eu! Cquote2.png
Imperador Hades sobre Campos Elísios
Cquote1.png Sou um dos gerentes desse local! Cquote2.png
Thanatos sobre Campos Elísios
Cquote1.png Eu tembém! Cquote2.png
Hypnos sobre Campos Elísios
Cquote1.png Vamos amigos! Agora temos que destruir mais esse local, para os deuses ficarem ainda mais putos com a gente! Cquote2.png
Cavaleiros de Athena sobre a sua onda de destruição de Templos no anime
Cquote1.png Cuidado, Hades, eles não estão brincando! Cquote2.png
Imperador Poseidon sobre a afirmação acima
Cquote1.png Eles tem a minha autorização! Cquote2.png
Athena sobre seus Cavaleiros serem vândalos destruidores dos templos de seus parentes
Cquote1.png Podem até destruir tudo, mas não cheguem perto do meu sarcófago! Cquote2.png
Imperador Hades sobre seu sarcófago
Cquote1.png Perdeu, prayboy! Cquote2.png
Seiya de Pégasus sobre o sarcófago de Hades
Cquote1.png AAAAAAA! Cquote2.png
Imperador Hades sobre o seu sarcófago profanado

Apresentação[editar]

A entrada para os Campos Elísios, um rombo no Muro das Lamentações.

Em seu interior percorre mansamente o Rio Lete, um rio que fica bem longe do Rio Aqueronte (conhecido também como o "Rio Infernal", já que banha a entrada do Inferno), alí encontra-se um local de paz e que somente os Deuses (e aquelas pessoas puras de coração, que foram escolhidas por eles) podem habitar. Cheio de campos floridos (e que qualquer gay adoraria visitar para colher algumas e montar uma coroa), rios de águas cristalinas e totalmente potáveis, um sol brilhante pela manhã e uma lua maravilhosa a noite (ORLY?, pensei que fosse o contrário!), essa é a imagem apresentada pelos Campos Elísios, no anime/mangá yaoi Cavaleiros do Zodíaco (pelo menos era, antes da chegada dos Cavaleiros de Athena), um lugar semelhante ao Paraíso das religiões monoteístas (ou não). Tal localidade, que pode ser mais facilmente encontrada bem atrás do Muro das Lamentações, é gerenciada pelo Deus do Mundo Inferior (e cabra-ômi, sim sinhô) Imperador Hades, contando com o apoio de mais dois deuses de segunda "catiguria", que botam ordem no barraco enquanto ele não está presente, Hypnos (o Deus do Sono) e Thanatos (o Shinigami Deus da Morte).

Os Campos Elísios[editar]

O Rio Lete passando calmamente pelos Campos Elísios (ou não).

O Monte Olimpo nem sempre é um local agradável para todos os deuses, ainda mais que alí Zeus adorar armar as suas panelinhas, criar intriga com os outros deuses e falar mal dos outros. Por esse motivo, o segundo irmão dele, Hades, pediu para que fosse criado um "refúgio de verão" para todos os deuses e os mais seletos humanos, claro que Hades não falou que o motivo para a criação de tal local era exatamente Zeus está se tornando insuportável, o Senhor do Mundo Inferior preferiu dizer que tal idealização era mais adequado para ser criado por egocentrismo dele mesmo, já que o Inferno era um local tão feio, se comparado com a morada de seus outros irmãos, Zeus tinha o Céu somente para ele e Poseidon já tinha os oceanos, só Hades que ficou com a pior parte, tendo que se contentar com o Submundo, sem nem sequer poder reclamar por uma troca-troca com os seus queridos brother, que achavam o Inferno meio... morto.

Tão cheio de ruínas quanto o Haiti, mas aqui é o Paraíso.

Com pena de seu irmãozinho do meio, Zeus aceitou a proposta de criação do local, que seria conhecido como Zeus' Island, já que seria uma criação do próprio O Ladrão de Raios "Senhor dos Raios". Hades, que não ficou nenhum pouco contente com a escolha do nome, preferiu colocar o nome como Campos Elísios, e explicou para o "Todo Poderoso do Olimpo" que tal escolha era devida a uma mulher que ele tinha conhecido com o nome de Elísia, sendo que queria homenagear o local com o nome dela. Zeus, que sabia muito bem como era a relação com as mulheres (já que ele próprio já comeu namorou com várias), aceitou a troca, sem se tocar que, na verdade, Hades somente teve uma esposa em toda a sua vida, e que a conheceria somente muitos anos depois da criação dos Campos Elísios (graças à Cupido e a Afrodite), tratava-se de Perséfone, a Rainha do Mundo dos Mortos, filha de Ceres (a Deusa da Agricultura). Pelo visto, Zeus não conhecia nada sobre o seu querido irmão.

O Templo de Hades.

Assim, não demorou muito para que os Campos fossem criados (pra falar a verdade, nem meio segundo foi necessário para tal criação, tudo com Zeus era rápido demais), sendo que a supervisão de tudo ficaria à cargo de Hades, já que a ideia da edificação do local foi exatamente dele, sendo que isso era exatamente o que o Deus do Submundo queria mesmo. Nesse local, Hades resolveu construir um enorme sarcófago (inspirado no Mausoléu de Halicarnaso) para ele próprio, onde ele colocaria o seu "Perfeito e Verdadeiro Corpo" em total descanço no formol, afim de evitar as rugas e outros problemas com a idade que aparecem e que nem mesmo os deuses estão imunes (eles só não morrem, mas não quer dizer que não envelhecem). Hades finalmente pode aproveitar o seu local de férias eternas, criando mais algumas casinhas, no estilo romano (claro), para os deuses que viesse para lá descansar. Porém, só depois que Hades foi se dar conta de um problema.

Hypnos e Thanatos[editar]

O dono de tudo isso, o Imperador Hades.

Hades é o deus que mais trabalha em todo esse Panteão Olímpico (o que Poseidon e Zeus fazem todo o Santo Dia não chega nem perto da rotina diária do Senhor do Mundo dos Mortos), sendo que sua vida era muito limitada ao trabalho de administrar o Inferno e, principalmente, dar uma baixa diárias nas almas que chegavam às pencas na localidade, sendo que isso nunca parava, NUNCA, sem falar que ele ainda tinha que ficar de olho em Caronte de Aqueronte, pois diziam todos alguns Espectros que ele gostava de cobrar passagem no Barco do Inferno para atravessar algumas almas no Rio Aqueronte, sendo que os corpos que chegam alí nem sequer roupas vestem, ainda mais moedas para lhe pagar. Então ele se perguntou como é que ele iria fazer para cuidar de mais uma região sob a administração dele, ainda mais agora que ele tinha decidido instalar o seu corpinho naquela região, que era tão perfeita quanto o seu verdadeiro corpo. E agora? Agora sim isso ficou um verdadeiro Inferno! Dizia.

Os deuses gêmeos, Thanatos e Hypnos.

Foi então que ele resolveu contratar dois deuses, claro que de uma "catiguria" inferior a dele (já que nenhum com a mesma força dele iria se submeter), e pedir para que eles administrassem toda a bagaça enquanto ele estaria (como sempre) em seu trabalho infernal e teria muito pouco tempo para visitar a localidade e tirar umas merecidas férias, em troca eles poderiam se beneficiar das comodidades que a região oferece aos seus hóspedes (como os apartamentos celestiais), sem falar que lá eles teriam as mais variadas ninfas virgens que lá vivem e que são todas "marias-deuses" (uma variação das "marias-chuteiras", mas agora com relação aos deuses) e que não podem ver umas kamuis que vão logo rebolando para o lado da criatura. Os Deuses-Gêmeos, que não são bobos nem nada, aceitaram na hora a proposta do Imperador do Submundo, porém, Hades tinha uma condição para com eles, aquele chão era totalmente sagrado, por isso, JAMAIS eles poderiam permitir que seu solo fosse manchado.

Tendo tudo isso de ninfas do lado, como Thanatos iria dizer não?

Hypnos era um deus de cabelos e kamui dourados, bem mais sensato que seu irmão gêmeo, considerado o "Deus do Sono", prometeu a Hades que protegeria aquele solo e jamais permitiria que algo o profanasse, principalmente sangue (Hypnos provavelmete tinha hematofobia). Thanatos, o "Deus da Morte", de cabelos e kamui prateados, era bem mais libertino que seu irmão que era "todo certinho", ele preferia passar o dia todo curtindo as suas adoradas ninfas (que foram o real motivo dele aceitar o emprego que Hades propôs), que amavam ver ele tocando a sua harpa/lira (ou sabe-se lá o que é aquilo que ele tocava), sujar os Campos era com ele mesmo, afinal ele era o Deus da Morte e de sangue não tinha medo, sendo que, se Hades mais tarde lhe viesse encher o saco, ele somente pediria desculpas e (sabendo como Hades, infelizmente, precisava dele) seria perdoado sem dúvida alguma. E assim a coisa foi rolando até aquele fatídico dia!

Os Cavaleiros de Athena - Destruidores de Templos[editar]

Hades rodeando o seu túmulo na Santa Paz de Zeus.

Depois de destruirem o Santuário de Athena, durante a revolta de Saga de Gêmeos, o Templo de Poseidon e o Inferno, os Caveleiros da Deusa Athena estavam chegando aos Campos Elísios, depois da destruição do Muro das Lamentações pelos Cavaleiros de Ouro. A Deusa da Terra, Gaia Athena (WTF?), já havia chego na localidade junto com Hades e, por obra de Hypnos, estava trancada em um jarro que lhe arrancava a menstruação todo o sangue. Não demorou muito para que o primeiro encosto, como sempre o Seiya de Pégasus, chegasse para sujar o sagrado solo dos Campos. As ninfas da localidade logo fugiram ao ver aquela criatura que mais parecia um demônio do que um ser humano. Thanatos logo se levantou para ver quem é que incomodava as suas queridas garotas. Ao encontrar com ele, ambos travam uma luta, sendo que Seiya, contando com o poder do protagonista, consegue causar alguns machucados em um deus (até aí nenhuma novidade afinal).

Os Cavaleiros de Athena chegam trazendo o Inferno para o Paraíso!

Mais tarde aparece os outros paga-paus de Athena Shiryu de Dragão, Hyoga de Cisne, Shun de Andrômeda e Ikki de Fênix, tentando ajudar Seiya e salvar Athena. Depois de apanhar mais do que mulher de malandro (e é incrível como ele não derramou uma gota de sangue sequer nos Campos) Seiya consegue transformar os seus caquinhos de armadura em uma foderosa kamui, matando Thanatos com dois simples golpes (os mesmos que ele sempre usa). Depois de matar um imortal deus, Seiya segue para o local onde estava o sarcófago de Hades (sendo depois seguido por Ikki), enquanto os outros cuidavam de matar o outro deus imortal Hypnos. Claro que Hypnos não pode contra três Cavaleiros de Athena que estavam usando kamuis, sendo vergonhosamente morto, isso para um deus bem mais sensato que Thanatos. Assim, todos chegam ao sarcófago de Hades, onde o mesmo já tinha vestido novamente o seu verdadeiro corpo e que estava lutando no mano a mano com os caras, sendo que Hades tinha a vantagem.

o resultado da invasão!

Athena então, para evitar a morte de seus queridos escravos cavaleiros, mostra que ainda estava viva, que tinha se deixado possuir por Hypnos, somente para descansar um pouco no jarro, acordando assim que Hades vestisse o seu verdadeiro corpo. No duelo entre os dois deuses, claro que uma deusa não conseguiria vencer, porém, Seiya (o intrometido) resolveu atacar o Senhor do Submundo, sendo (finalmente) mortalmente atigido pelo pelo espadão de Hades, que lhe penetrou a carne (ui!) e o ownou. Athena, revoltada por essa sacanagem (como um deus poderia matar Seiya?), pega a sua Nike, a Deusa da Vitória (aquele cetro amarelo, caso você não conheça a mitologia) e a enfia no cu corpo de Hades, matando-o também. Infelizmente, para todos os deuses, a morte de Hades significou a destruição dos Campos Elísios para sempre, ou seja, depois da morte, ninguém mais tem o direito de chegar aos Campos Elísios (o Paraíso), em suma, depois da morte não há mais nada. Pena!

Ver também[editar]



Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Campos Elísios no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg

Cavaleirospredef2.jpg