Campos dos Gaytacazes

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Cquote1.png Menino cabrunco! Lamparão! Cquote2.png
ciclista da cidade sobre qualquer pessoa que passar na sua frente
Cquote1.png Orçamento:1 bilhão de euros Cquote2.png
Placa da prefeitura sobre sobre a colocação de um poste numa rua da cidade

Mico azul.JPG


O Mico Azul passou por aqui em 2004!!!

Município de Campos dos Goytacazes
"Campos"
Brasão de Campos dos Goytacazes
Bandeira de Campos dos Goytacazes
Brasão Bandeira
Aniversário 28 de março (todas as obras são inauguradas nesse dia, mesmo inacabadas)
Fundação 28 de março de 1900 e guaraná com rolha
Gentílico campista
Lema Corrupção, petróleo e cana
Prefeito(a) Irmãos Metralha
dos corruptos, no cargo até infinitamente
Primeira(o)-dama(o) Não disponível
Localização
Localização de Campos dos Goytacazes
21° 45' 14" S 41° 19' 26" O
Estado de emergência
Mesorregião Morte Fluminense
Microrregião Casa de Custódia Dalton Crespo
Região metropolitana não
Municípios limítrofes São Fidelis, Rio Branco(AC), Varre-sai, São João da Barra, Farol de São Thomé, Botas do judas e Casa do Caralho
Distância até a capital 333x2 km quilômetros
Características geográficas
Área grande pra caralho km²
População ½ de muita coisa hab. est. 2006
Densidade  ??? hab./km²
Altitude -666 metros
Clima tenso AAAAA!
Fuso horário UTC -3
Indicadores
IDH +-3,758 PNUD/2000
PIB R$ 999.933.707,00 IBGE/2003
PIB per capita R$ 0.000.000,00 (foi usado pra fazer um show de axé no Farol) IBGE/2003
Wikisplode.gif
Para os fanáticos religiosos entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Campos dos Goytacazes.

Tabela de conteúdo

História

Há muitos e muitos tempos, bem mesmo antes de Dercy Gonçalves ter perdido a virgindade, quando Cabral ainda nem havia descoberto a Bahia, bem antes da época em que meu avô ainda tocava punheta, havia no Brasil uma tribo muito grande, maior até que a torcida do Tabajara Futebol Clube. Essa tribo era conhecida como a nação dos Goytacazes. Poderosos, os Goytacazes defendiam com unhas e dentes as suas terras que, estendiam desde Vitória até Macaé. Os Goytacazes eram realmente ferozes. Quando Vasco Fernandes Coutinho um português donotário da capitania hereditária do Espírito Santo ancorou sua nau na baía de Vitória para então ocupar o atual município de Vila Velha, este foi recebido a flechadas pelos Goytacazes, porém o esperto português, sabendo da fama dessa nação, tirou a pica dura para fora e mostrou àquele bando de bicha fantasiado de drag queen que, tão logo abaixou as tangas armas e deixou o portuga entrar.

Manias da nação dos Goytacazes:

Indiocampista.jpg

Havia na nação dos Goytacazes uma mania um tanto quanto excêntrica: Quando um guerreiro goytacaz matava um inimigo, tirava-lhe a pica e comia, isso era sinal de força, poder e virilidade. Com essa descoberta da força aumentanda após comer um caralho, os Goytacazes passaram a se matarem com interesse de devorar o órgão do colega. Sábio, o cacique campista, depois de ter comido uma caralhada de caralhos, teve uma ideia para salvar sua nação da extinção: Ao invés de matar o colega para comer o piru, bastava chupá-lo e a força, poder e virilidade era concedida ao nobre guerreiro. Esse ato glorioso do guerreiro Goytacaz ficou preservado até os dias atuais: O bom campista chupa uma pica com os olhinhos fechados porque são guerreiros fortes, poderosos e viris.


Campos dos Gaytacazes Goytacazes ou Campos para a maioria da população preguiçosa da fronteira é a maior fonte de renda para os políticos corruptos do Estado do Rio de Janeiro, obtendo o honroso título de cidade com um dos piores IDH; levando em conta a verba que a prefeitura mantém em caixa.

Com uma população de meio milhão de otários, a cidade não vê nenhum avanço significativo (a não ser o avanço de políticos em cima dos ricos royalties pagos pela Petrobrás Indústria do petróleo).

Política

O quadro político de Campos é um tipo típico que seria caso de polícia na opinião de gente respeitosa, como José Luiz Datena, Jorge Kajuru, Sônia Abrão e até mesmo Alexandre Nardoni. A cidade é exportadora de corruptos como Anthony Garotinho e Alexandre Mocaiber, também conhecido por Malcaiber, além do famosamente malandro ex-presidente da Federação de Futebol do Rio de Janeiro, Caixa D'Agua. O fundador da villa que virou cidade tem o nome desconhecido é nascido na cidade de Itaperuna, RJ, a cidade onde o povo acha que é mineiro.

Dialeto

Em Campos o sotaque bem distante do gay carioquês com uma sutil tendência aos sotaque dos ancestrais goytacazes acoplados com gírias de moradores de rua e um toque das tribos africanas misturadas com sotaque de analfabetos capixabas mas com uma nítida alteração, criando um dialeto realmente singular.

Como forma de rebuscamento há a troca do "L" pelo "R" nos encontros consonantais e o "s" do plural raramente é pronunciado.

Alguns Exemplos:

  • Aproveitando que o dia está "craro", vou na loja de "Craudio" Comprar dois "caminhão" de "Broco" e de tijolo.
  • Nas Crasse de religião estudamo a Bibria.
  • Eu tava di bicicreta carreganu Craudete na garupêra na cicrovia disviandu das pranta e chupandu chicrete proc e parei num buteco que tava passandu o fra x fru

Outros exemplos são:

  • - Bicho olha só, que bichinha linda, ocê viu só, de onde essa bichinha deve ser?

Bicho eu acho que ela é lá do Parque Ouróra.

  • - Vai lá e regaça, mané!!!
  • - Existem também as duas palavras campistas que definem o povo desta cidade:cabrunco e lamparão

Algumas palavras do dialeto campista:

  • Cadin = Pouquinho
  • Cadiquê = Porque
  • Pocar = Estourar
  • Boleba = Bolinha de Gude
  • Mortandela = Mortadela
  • Diahoje = Alguns minutos atrás
  • Ontem-de-ontem = Antes de ontem
  • Siminino ou siminina = Pessoa desconhecida

Esportes

A cidade é representada nos esportes por grandes clubes que ninguém nunca ouviu falar como o Rio Branco (o da camisa rosa) e o Goytacaz, mas tem um clube muito famoso por não ganhar nenhum jogo, que é o Americano (clube do coração de Caixa D'Agua).

Educação

A educação é bem dividida:

Por um lado temos o ensino público, que como de costume em todo o país segue a grade curricular das greves, pelo estilo moderno das carteiras e pelos professores "preocupados" com o social, mas que por conta de sua "honestidade" acabam sendo violentados com belos tapas "na cara"(tanto física como metaforicamente). O ensino particular é fornecido por escolas de "ricos que não querem aparecer tanto" e escolas de "ricos com necessidades especiais de aparecer", sendo que entre essas duas a diferença mais clara é que aqueles que não querem aparecer tanto são mais esquisitos do que os que querem aparecer a todo custo, se possível na política, na fraca coluna social da cidade ou em uma novela da Rede Globo.

E como se não bastasse, Campos conta ainda com a inestimável contribuição da Faculdade de Filosofia de Campos - FAFIC - para entreter a garotada que não sabe o que fazer na vida e, por via das dúvidas, faz Comunicação ou História enquanto papi não morre pra botar a mão na herança.

Infra-estrutura

Pontes

Dia comum de janeiro em Campos, a ponte cai, água pelas ruas e ninguém se importa.

Campos tem atualmente seis pontes sobre o Rio Paraíba do Sul, que corta a cidade, sendo que delas uma caiu no começo de 2007. Uma caiu há muito tempo mas foi levantada e serve só para pedestres (e olhe lá) e a última vai cair a qualquer momento, mas ninguém parece se importar.

Há também a ponte do governo do estado que ainda está em obras após 40 anos em construção(desses 30 anos só por causa dos embargos da preifeitura), e a futura ponte da prefeitura que vai ser menor que a do Estado, mas custa quatro vezes mais e será a primeira ponte do mundo feita de argila. A ponte de 12 metros construida pela prefeitura custou quase 40 milhões de reais e parece que esse dinheiro foi empregado para enriquecer um sortudo que se gaba de ter ganhado na Mega Sena Acumulada, já que o concreto dela parece massa de vidraceiro.

Uma ponte também foi construida sobre o Canal Campos-Macaé, muito conhecido como beira valão.

Hospitais

Campos é referência em saúde. Os hospitais superfaturados "atendem" pacientes de qualquer lugar do Rio de Janeiro, Minas Gerais ou Espirito Santo, só não atendem aos campistas. Lá você também encontra os melhores açougueiros da cidade com diplomas direto da UNIBAN.

População

A população local é dividida em dois grupos bem típicos:

Em primeiro lugar temos os idiotas que votam em Garotinho e no grupinho que domina sozinho a prefeitura.

Por outro lado, temos aqueles que dizem que não votam em ninguém da turma acima até o momento de venderem os seus votos a preço de banana; e ainda aqueles que não sabem contar ou ler e por isso mesmo são os mais facilmente enganados.

Um dos orgulhos do povo campista é o de ostentar o prêmio do povo mais fofoqueiro do planeta, pois em Campos as pessoas vivem se metendo com a sua vida, venerando a coluna social do jornalzinho como uma bíblia e o programa do Nelson Rubens como se fosse Deus.

Não custa avisar que nós da Desciclopédia estamos te previnindo de mais esse problema, caso você queira morar nesse pardieiro.

Economia

A prefeitura deixa claro que a intenção é foder com a população

O prefeito município é sustentado pelos polpudos repasses dos royalties do petróleo pagos pela Petrobrás, bem como pelas usinas de alcool, açúcar e cachaça que ainda sobrevivem aos demandos provincianos e pelos gastos dos funcionários da Petrobrás que ainda moram de bestas na região.

Há também um projeto de comércio onde tudo é caro demais para os nativos comprarem, levando-os a fazerem suas compras em Vitória. Depos da ameaça de perder seus royalties,Campos se uniu à República Interior

Entretenimento

Em Campos há várias alternativas de lazer, como ver a ponte caída ser levantada; ir para o Jardim São Benedito ser assaltado; ir ao cinema dentro de um shopping deserto, bem como encher a cara em qualquer um dos bares da Pelinca onde tudo é caro, mas serve para tirar onda de rico com a mala do carro aberta.

Campos tem se tornado nos últimos dois anos o centro Latinoamericano de boemia, onde onde o crescimento de bares aumentou 724% nesses últimos anos. E este vem sendo o principal entretenimento da população campista.

Há também uma praça no centro da cidade, que era muito bonita, com árvores que bloqueavam as luzes dos postes a noite, deixando-a com um ar de filme de terror ou até meio romântica até ser brutalmente destruída e construída de novo; desta vez inspirada nas grandes praças de mármore (sem árvores) europeias e jardins compactos japoneses. Na verdade a praça foi feita com granito polido, virou uma verdadeira pista de patinação, principalmente quando (inunda) chove, e de tão polido que o granito, é impossível andar pela praça de olhos abertos ou sem oculos de proteçao contra raios UVA, UNB ou Radiação Gama mesmo de noite. Vale ressaltar que a temperatura média da cidade é de aproximadamente 40°C, deixando a praça num dia comum de verão, às 2 horas da tarde, um verdadeiro inferno.


Campos possui apenas uma boate, onde você será barrado caso não esteja vestindo roupas de marca, Jeans gringo ou Nike Shox. Além disso, se você conhecer um ex-gordo feio que está sempre no jornal, na televisão ou em qualquer lugar em Campos(reza a lenda de que ele possui vários clones para estar com tantos Gatos e Gatas "Nada a ver" e puxa-sacos que querem ser ele), a sua entrada estará garantida em todos eventos da cidade, basta puxar o saco dele.

Transporte

O melhor carro da frota de ônibus de Campos
Van em direção às praias

O transporte em Campos é baseado em sucatas reaproveitadas do ferro velho de outros estados e chamadas carinhosamente pelos campistas de ônibus. Temos destaque para a viação Tamandaré que atuou em Campos na época do Império quando Dom Pedro II visitou a cidade. Tamandaré fez o transporte de escravos na época para os senhores de engenho da cidade e foi o transporte oficial da tribo dos Boytacazes. Além dela, temos também a viação Brasil, que possui a linha 7, levando você a qualquer lugar de Campos(menos a Guarus, pois lá só de Tapete mágico ou nadando) em ônibus sujos que fedem à bunda, suvaco e perfume de empregada vagabundo e vivem sob constante suspeita de serem vetores da Doença de Chagas, além da grande probabilidade de ter que continuar a pé seu trajeto, tendo em vista o itinerário de merda e as constantes quebras e pifamentos no motor.

Em campos também tem os transportes de carros, Kombis e vans, estas com o preço da tarifa variáveis entre "uma merreca" e "caro pra caralho": São as chamadas Lotadas. Os passageiros ficam espremidos em seus lugares e em pé (nos ônibus também). Esse tipo de transporte é característico de cidadãos aproveitadores, que são contratados pelas empresas de ônibus para facilitarem no transporte da cidade e colaborar com o infernal fluxo no trânsito, em troca ganhando uns trocados para comprar a tradicional cachaça campista e depois saírem para dirigir bêbados e porrarem 4 na calçada, facilitando mais ainda o trânsito em Campos.

Litoral

O litoral campista é tão extenso que chega a passar os limites do município. Sua única praia dentro dos limites é Farol de São Thomé, que fica há 50 km do centro, logo depois de onde o vento faz a curva e um pouco antes de onde Judas perdeu as botas. As outras "praias de campista" são Grussaí, Atafona, Santa Clara, Guaxindiba e Guarapari. Vale ressaltar que Farol, mais conhecida pelos populares como "Faral", Grussaí, Atafona, Santa Clara e Guaxindiba (as "legítimas" praias da região) têm em comum a cor do mar, parecendo que toda população Campista inventou de cagar na água no mesmo dia. Guarapari é area restrita, permitida apenas pros corruptos da prefeitura e pras socialaites que ganham uma passagem de cortesia da folha da manhã.

Aparição do Mico Azul

Um Mico Azul, ser lendário que só aparece em momentos importantes foi visto pela cidade em 2004 na época das eleições municipais. Os gananciosos candidatos prefeito tentaram se aproveitar da incrível aparição e usaram a imagem do Mico em suas campanhas. O plano fracassou pois os candidatos já abusavam de outro animal selvagem, a onça pintada, que era usada para comprar votos da população. Inconformado com a concorrência selvagem, o Mico tentou anular aquela eleição, sem sucesso.

Meses depois do pleito, o IBAMA recebe uma carta anônima dizendo que o Mico que passara por Campos havia sido sequestrado. A denúncia foi comprovada e os sequestradores entraram em contato em seguida exigindo que fosse realizada uma nova eleição. A exigência foi aceita pelo TRE e em fevereiro de 2006 realizou-se a nova eleição, a qual logo em seguida o animal seria solto. Porém o Mico jamais fora visto novamente e suspeita-se que foi assassinado pelos criminosos, pois no novo pleito elegeu-se o candidato da mesma quadrilha do mesmo partido que o de 2004.

v d e h
GUANABARA RIO DE JANEIRO, TERRA DOS BISCOITOS
Rioband.jpg
Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas