Candeias (Minas Gerais)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Candeias, também conhecida como Mundo Perdido, é mais uma das estranhas cidades do Acre. Muitos podem falar que Candeias é de Minas Gerais, mas isso não é verdade, em Minas Gerais existe apenas um portal que leva até candeias e nada mais. Sua população é composta por dinossauros, homens macacos, animais e insetos gigantes, fagners, dragões e índios, uma variedade tão grande de raças que nem mesmo Charles Darwin conseguiria catalogá-los.

História[editar]

Eis o cu do mundo Candeias

A história do município começa quando um grupo de tropeiros aparecem na região querendo impor todos os seus costumes de suas devidas regiões. Sabe, toda aquela coisa chata que você aprende em matérias como sociologia e história? Pois bem, tropeiros praticamente aplicavam estas metodologias nos lugares por onde passavam e deixavam as pessoas cada vez mais confusas quando contavam essas histórias.

O povo mineiro era o que mais sofria, pois Minas Gerais era um dos estados que mais estão "picotados" em municípios. Até o Amazonas tem menos municípios inúteis que Minas Gerais.

Então resolveram criar mais um município para acabar com toda essa farra dos tropeiros de uma vez por todas. Assim, eles criam o município de Candeias. Pelo menos 500 tropeiros foram presos em Candeias que era nada mais uma alusão a "cadeias".


Crescimento[editar]

A cidade começou a subir quando os tropeiros começaram a fazer uma reprodução assexuada. O que era antes 500 tropeiros agora eram mais de oito mil e foi aumentando.

A cidade de Candeias virou um centro comercial que ajudou a região e blá blá blá. Mas como tudo que floresce em Minas, tem que broxar alguma hora. Assim, Candeias perdeu o foco da economia quando começou a produzir apenas camisinhas. Dessa forma, a cidade ficou pobre e é a merda que é atualmente.

Por ser um município muito rústico, todos vivem em uma mesma oca, onde se pode encontrar uma variedade de mercadorias e especiarias exóticas, como a carne de dragão.

Economia[editar]

Inexistente... Bem, dizem que fazem agronegócio, mas nunca vi uma vaca em Candeias. Lá é proibido bovinos. As pessoas nem sabem o que é uma galinha e não tomam café de manhã.

Vagner De Rezende Gonçalves[editar]

Muito conhecido como menino da APAE Fagner, é mais um dos humanoídes que vivem no Mundo Perdido. Dedica grande parte de seus dias para ficar quieto ou entrar em grandes aventuras com sua égua Princesa e seu irmão Denis o Roletinha. Muitas destas aventuras inclui matar onças e principalmente Dragões. Graças a sua incrível incompetência, foi reprovado na APAE e hoje sua localização é imprecisa, há relatos que foi visto em uma tribo de índios do Xingu.

População[editar]

A população candeense é constituída basicamente por doentes mentais, drogados, idosos, putas mulheres de família e cornos mansos homens de respeito. Também encontramos dentre a população filhos bastardos dos traficantes de campo belo que dominaram a cidade já que a principal fonte de renda dos jovens desta pacata cidade é a profissão de aviãozinho.