Canidae

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Caninos
Este é um exemplo de um fenótipo perfeito nos padrões dos canídeos.
Este é um exemplo de um fenótipo perfeito nos padrões dos canídeos.
Classificação científica
Reino: Animal
Filo: Acordados
Superclasse: Quadrúpedes
Classe: Mamadores
Ordem: Comedores de carne
Família: Caninos

Canidae é uma família de animais também conhecidos como canídeos, constituem uma família de mamíferos da ordem dos carnívoros, que inclui o cachorro, o Lobo, o Coiote, o Chacal, o Mabeco e a Raposa. Esta família é dividida em duas tribos: Canini e Vulpini.(Apesar de existirem outras, elas SUMIRAM)

Evolução da relação dos Humanos com os Canídeos[editar]

A relação entre as duas espécies começou há cerca de 12 mil anos, quando alguns canídeos selvagens filavam as sobras dos churraquinhos dos Homens-das-cavernas, e foram ficando cada vez mais mansos...

Os hábitos sociais dos canídeos são variáveis. Eles podem ser gangsters bandoleiros, como o lobo que vive em alcateias; matadores paladinos solitários como os coiotes; escravos psico-sentimentais dos humanos, como alguns cães domésticos; escravos de trabalho como os cães dos trenós e os cães farejadores; ou até mesmo simplesmente amigo e companheiro do ser humano...

Era Jurássica[editar]

Os canídeos evoluíram do canídeossauro no Eocénico superior na América do Norte e espalharam-se pela Ásia e Europa, e daí para África, através do Estreito de Bering. No início eram matilhas e alcateias nômades que mudavam de toca dependo da oferta de alimentação disponível.

Primeiras civilizações[editar]

Os canídeos tiveram papel fundamental na demarcação das fronteiras ao lado dos exércitos

As primeiras civilizações de canídeos surgiram de populações nômades de canídeos que se organizaram primeiramente em pequenos agrupamentos e posteriormente em civilizações extremamente organizadas. Nessa época surgiram os primeiros exércitos canídeos, com hierarquias bem definidas e surgiram os primeiros grandes impérios canídeos, que expandiam seus territórios através de guerras entre as matilhas e alcatéias que viviam nas proximidades.

Era medieval[editar]

Os cavaleiros canídeos medievais eram os heróis das cruzadas

Durante a era medieval, as sociedades de canídeos se dividiram em feudos. Surgiram os cavaleiros canídeos, que organizaram as cruzadas vizando recuperar a terra santa dos canídeos: a Pedigreezalém. Posteriormente, os feudos se uniram e surgiram as primeiras nações canídeas.

Era das grandes navegações[editar]

Os piratas canídeos destruíam as embarcações dos canídeos colonizadores

Com o surgimento das primeiras nações canídeas, renasceu o sentimento de colonização de novaas terras. Surgiram as grandes embarcações onde os canídeos atravessavam os mares rumo às inesploradas terras ampliando o território das primeiras nações canídeas.

Revolução indústrial e as grandes guerras mundiais[editar]

Durante a Revolução Industrial, os canídeos pobres foram cruelmente explorados pelos primeiros canídeos capitalistas...

Durante essa, os canídeos ricos aproveitaram a grande oferta de matéria prima e a mão de obra barata das colônias canídeas e surgiram as primeiras indústrias canídeas. Como as fronteiras das nações canídeas não estavam completamente definidas, e com o aprimoramento da tecnologia bélica, inevitavelmente surgiram as grandes guerras canídeas mundiais.

Era moderna[editar]

os canídeos lutaram pela paz e pela liberação das drogas na era moderna na linha de evolução canídea

Depois das guerras mundias canídeas, surgiram os movimentos pacifistas e ideológicos por todo o mundo canídeo. Movimentos e protestos à favor do naturalismo, do amor-livre e da liberação das drogas eram muito comuns nessa época. Surgiram também os grandes eventos musicais que aglomeravam multidões de canídeos neo libertários.

Anatomia[editar]

pode parecer zoofilia, porém, este canídeo, não satisfeito com a análise do aroma da Dromedália, providenciou um exame papilo gustativo das substâncias químicas liberadas pelo ânus da Camela...

Os canídeos têm uma cauda longa e dentes molares adaptados para esmagar ossos. Têm quatro ou cinco dedos nas patas dianteiras, quatro nas patas traseiras, e garras não retrácteis (diferente das garras dos felinos ) adaptadas para, no caso dos selvagens, para correr atrás das presas, no caso dos urbanos, para correr atrás do pneu do carro, ou do lixeiro, ou do carteiro...

perceba que não é somente o cú de outros canídeos que os canídeos gostam do cheiro

O olfato é sem dúvidas o sentido mais aguçado dos canídeos, ninguém conseguiu criar nenhuma máquina capaz de substituir os cães farejadores de drogas, vazamentos de gás, explosivos e pessoas soterradas. Os canídeos tem a capacidade de se apresentar e reconhecer outro cão através do cheiro da urina e do cheiro do traseiro. Esses cheiros possuem informações únicas a respeito de cada indivíduo da espécie e de sua condição em relação ao sexo, saúde e idade. Porém, muitos cães se cheiram apenas para cumprimentar, da mesma forma que os humanos se cumprimentam com um aperto de mãos. Se eles falassem português, o caso de um encontro entre cães de rua, seria mais menos assim: "Como está hoje? O cheiro do seu cu me diz que está tudo bem? E a gonorreia pelo jeito melhorou...” No caso de cão cheirando uma cadelinha no cio, seria algo como: "Eaê, cadelinha do titio... sua shana tá melhor que lasanha..." Ao que tudo indica os cães se lambuzam, se esfregam no lixo para camuflar-se. É um resquício da época que este recurso era utilizado para despistar predadores. Parece que gostam de fazer isso. Para nós é um puta dum cheiro de carniça podre, mas para eles é um AVANÇO, eles rolam na carniça, e as cadelinhas avançam...

Já o sentido da visão, para os canídeos, as cores amarelo, laranja, vermelho e verde não têm diferença nenhuma. Isso explicaria muitos dos atropelamentos de cães, raposas e lobos, pois as cores do semáforo para eles são todas iguais. Para que ele notasse a diferença entre as cores do farol, duas delas deveriam ser alteradas para violeta e azul, já que o cão consegue diferenciar as cores violeta, azul e verde. Já a capacidade para distinguir diversos tons de cinza é inconpáravel à capacidade dos olhos humanos

Reprodução[editar]

Se você olha para uma menina de doze anos e pensa: "no meu tempo as meninas não tinham esse corpo com essa idade...", imagine um canídeo que olha para uma Fêmea de oito ou nove meses e pensa consigo mesmo: quando sair o sangue eu sou o primeiro à grudar ela...". De seis em seis meses as fêmeas entram no cio, um período muito alguardado por todos os cães num raio entre dez e vinte quilómetros. A gravidez das fêmeas dura 63 dias. Nascem em média entre quatro e oito filhotes. A maior cria de um canídeo nos registros atuais é de 27 filhotes...

Alimentação[editar]

com a praticidade que as novas tecnologias fornecem, alimentação dos canídeos é cada vez mais dependente dos artifícios indústriais
Esse canídeo se alimentou da vovózinha e está pronto para comer a Chapeuzinho...

São predadores mas podem também apresentar outors tipos de alimentação, por exemplo:

  • comedores de ração barata: É o típico cão que o dono compra a ração mais barata que tiver, despeja na tigelinha, se cão quiser comer coma, se não quiser que se foda...
  • comedores de resto de comida: É o típico canídeo que se recusa a comprar ração e faz um angu com a sobra do fim de semana. Geralmente come com gosto...
  • comedores de lixo: São geralmente canídeos mendigos de rua, porém existem alguns canídeos comedores de ração barata que procuram suprir os nutrientes que a ração não consegue suprir. Lobos e raposas que vivem o próximos à cidades também podem apresentar esse tipo de alimentação.
  • comedores de ração barata misturada com resto de comida: Não tem dinheiro para comprar uma ração melhor e fica com dó do cachorro e compra aquela ração de farelo de osso puro...
  • comedores de ração especial: São canídeos ricos...
  • comedores de mato: Alguns canídeos complementam sua dieta com doses diárias de capim verde...

Patologias[editar]

A doença conhecida como porculite espinhosa ataca os cães de todos os tamanhos
  • Porculite espinhosa: A porculite espinhosa é uma doença dematológica que atinge cães de todos os tamanhos e idades. É transmitida pelo animal conhecido como porco-espinhoso, muito comum em todo territrório da América Infra-equatoriana

Gêneros[editar]

v d e h


Canidae é o melhor amigo do homem, e também:

PeterFurryGabriel.jpg


CachorroCachorro-do-matoCachorro-vinagreCão-guaxinimChacalChacal-de-dorso-negroChacal-douradoChacal-egípcioCoioteDingoFenecoGraxaimLobisomemLoboLobo-abissínioLobo-cinzentoLobo-de-honshuLobo-etíopeLobo-guaráLobo-ibéricoLobo-italianoLobo pré-históricoLobo-vermelhoMabecoOtócionRaposaRaposa-cinzenta-argentinaRaposa-coloradaRaposa-das-FalklandRaposa-do-árticoRaposa-do-caboRaposa-do-campoRaposa-orelhudaRaposa-vermelha