Capa de jogo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
30970048.jpg >Este artigo é coisa de NERD, portanto, seja bem-vindo._

>Aqui se aborda coisas as quais você pode se interessar, como RPG e computador. Caso você seja um valentão, não leia este artigo!_

O ditado: Cquote1.png Não julgue o livro/jogo pela capa Cquote2.png não cabe a capas de jogos.

Uma capa de jogo é a primeira coisa que você vê a respeito de um jogo quando você vai no camelô pra comprar 5 jogos por apenas 10 mangos. É ela que é responsável pelo marketing do jogo, por exemplo: Numa capa fofinha e bonitinha, os pais menos desavisados logo pensam que o jogo é para criança viada então eles compram, agora num jogo que mostre um mol de putaria, o jogo pode ser confundido com um filme pornô de animação. O problema é quando a capa apenas mostra pessoas aleatórias indicando um grande nada do jogo, e quando você bota o bicho pra rodar, é aquele GTAzão que você joga escondido da sua mãe de madrugada.

Capa de Space Invaders exalando beleza e charme.

Originalmente o nome para "capa de jogo" é chamada de Box Art (tupi: Arte da Caixa), e é completamente igual as capas de filmes e livros. Além das capas estilizadas, existem também os CDs e cartuchos estilizados e manuais barrigudos e coloridos.

Arcades e Atari[editar]

As capas de jogos são uma evolução dos antigos fliperamas que eram apenas caixas imensas decoradas com a temática do jogo e uma tela minúscula 4 por 4. Acredita-se que as capas de jogos surgiram graças aos aliens de space invaders, já que foi um jogo chave para a época, além de sua capa te levar para o lado vermelho da força.

Quem na época tinha um Atari 2600 (por exemplo o seu avô) sabe que as capas de jogos do console exalavam o chorume de casa de vó, elas eram feitas com papel higiênico e é por isso que é muito difícil existir uma capa de Atari 2600 intacta, já que a caixa simplesmente se desintegrava em algumas horas depois de aberto.

Nintendo[editar]

De cogumelos a nabos. Não importa o quanto tente, Mario sempre terá um vício.

As capas da Nintendo sempre foram estranhas, fazendo com que os designers de capas tivessem que se drogar para atingir as expectativas da empresa. No Nintendinho é possível ver que toda a capa de jogo do console tem apologia a drogas como a maconha e o LSD. No ocidente, as capas são todas basicônas com um sprite do personagem principal do jogo em 8-bits, ou seja, um grande trabalho de porco.

Acredite, essa capa é oficial e o jogo não fala sobre esse velho aí.

No Super Nintendo, as capas pela primeira vez eram horizontais. Uma capa de jogo de SNES é clássica por sua tabelinha que tinha à direita da capa, além do selo de qualidade de Ciro Bottini, sem contar na art style que era a cara da década de 90 onde tudo era radical. Jogos como Donkey Kong Country foram os primeiros a arriscar-se e trazer uma capa completamente em 3D, hoje, claro é horrível, mas na época era considerado a oitava maravilha do mundo.

Em jogos do Game Boy, as capas eram de estilo de desenho, mas tudo mudou quando o Pokémon foi lançado, personagens fodásticos, fizeram uma capa simples - onde apenas aparecia o belo corpo gordo do Pikachu quase explodindo entre os raios - virasse moda. A partir daí, as capas começaram a ter um estilo mais parecidos com o SNES e muito mais ousado.

Karnaaj Rally. Consegue entender a capa? pois é, nem eu.

O Nintendo 64 nos trouxe o 3D mais quadriculado do mundo, mas suas capas de jogos eram perfeitas comparados ao que se esperava no jogo. Aqui começa uma grande variedade de capas com 3D horrível, 3D bom, desenhados, simples e até mesmo tirados de filmes.

A partir do GameCube, as capas mostram-se mais radicais e épicas, mais parecendo como um lixão de tanto entulho que colocam nas capas. No GBA a tendencia continua com Pokémon com capas feitas a mão, mas ainda não tira as pérolas de jogos de baixa qualidade de terem suas capas completamente hilárias diferente dos demais jogos.

O ápice da breguisse e o console que mais teve capas ridículas e horrendas foi o Nintendo DS, o console que vendia que nem água em 2007, qualquer jogo de quinta já vendia um monte, o que também nos trouxe um arsenal de capas feitas no paint. O mesmo se repetiu no 3DS, mas o aparelho não teve tanto sucesso e por isso os jogos ruins eram esquecidos rapidinho.

Playstation e Xbox[editar]

Típica caixa de PS1.

Ainda na quinta geração quando o 3D era a modinha do momento, tanto jogos bons com gráficos incríveis quanto jogos zueiros feitos em minutos tinham suas capas que mais pareciam com a de um filme. No PS1, toda a capa tinha a logo enorme no topo da caixa, e ela era acompanhada com o personagem principal do jogo, muitas vezes apontando uma bazuca na tua fuça.

A parir do PS2 e do original Xbox, as capas começaram a ganhar um padrão, o lado artístico das capas de jogos começaram a ganhar força e a breguisse a ir embora. O estilo simples também volta a tona, onde apenas tem uma logo na capa e o fundo é preto. Um outro estilo também popular nas capas de PS4, Switch e Xbox One é o estilo canto coral, onde os personagens principais ficam na parte da frente da capa e os personagens secundários e chefes ficam na parte de trás da capa, dando um desfoque nos cachorros detrás e um foco maior nos heróis do jogo.

Tutorial: Como fazer uma capa de jogo[editar]

Caixa parodiada de WarioWare por um zé ninguém.

Como você viu, fazer uma capa de jogo não é difícil, pois até amadores fazem e fica lindo...

  • 1. Escolha o console - Sabe aquela logo do console que normalmente está no topo da capa do jogo? então, esse é o primeiro passo para fazer uma capa. Nas capas do Playstation e do xbox é apenas uma faixa, dá pra cortar e roubar de outra capa, agora nos consoles da Nintendo é sempre difícil, já que cada console tem seu próprio estilo.
  • 2. Escolha a fonte - Caso crie um jogo novo ou até mesmo uma paródia mal feita de outro, a fonte das letras da logo é uma coisa completamente importante na capa, pois ela dá identidade a sua caixa, além de um tom mais profissional (ou não)
  • 3. Escolha o estilo - Assim que você criou a logo, agora é só escolher o estilo da capa, um estilo simples, um estilo mais artístico ou doido. Inspire-se em outras capas já feitas de outras empresas, talvez você vire o novo Picasso das capas de jogos.
  • 4. Abra o paint - Procure imagens no Google que condizem com o seu jogo, organize-as e voalá, sua capa está pronta.

Galeria[editar]

Agora veja algumas capas de jogos clássicas, bizarras, zoadas e/ou feitas no paint. (Clique para ampliar)