Carabobo Fútbol Club

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Carabobo Fútbol Club
Escudo do Carabobo.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Caraidiota Fútbol Club
Origem Bandeira da Venezuela Venezuela - Valencia
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Venezuelano
Divisão Primera División
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Carabobo Fútbol Club (também chamado de Caraidiota, Cararetardado, Caraimbecil, dependendo de sua localidade) é só um timeco extremamente inútil da Venezuela, incapaz de ser campeão em seu próprio país, detentor do pior futebol da América do Sul, o que explica o seu nome exótico. O time tem relativo reconhecimento na Venezuela, primeiro por nunca ter sido campeão, o que é um fato notável, visto um campeonato de nível tão deplorável equiparável ao campeonato roraimense, mas o que mais chama a atenção são as cores do clube, as mesmas da seleção venezuelana, cor-de-burro-quando-foge com tons de marrom-cocô e um pouco de grená.

História[editar]

Fundação[editar]

O time começou como Valencia FC nos idos de 1900 e Guaraná com rolha. Por localizar-se no Acre, por muitos anos sequer disputou o campeonato venezuelano, mas após a aquisição da Guaiana Essequiba o time garantiu direito de ir disputar o campeonato venezuelano de softbol feminino, o precursor do campeonato de futebol, e foi campeão de 1971, cuja pequena taça de latão importada de uma feirinha de Boa Vista é usada como argumento pelos 47 torcedores do clube de que eles já foram campeões venezuelanos alguma vez.

Por tratar-se de um time derrotado da Venezuela, em 1997 assumiu o nome de Cara Bobo, em homenagem aos insistentes torcedores do clube.

participações na Copa Sul-Americana[editar]

Por ser um time de extrema incompetência, nunca conseguia ir para a Libertadores, e o máximo que conseguiu almejar foram participações brutalmente discretas na Série B da Libertadores, popularmente chamada de Copa Sul-Americana, participando nos anos de 2004, 2006, 2007 e 2015, e fazendo isso mesmo, só participando, sempre eliminado no primeiro joguinho.

Libertadores 2017[editar]

Na temporada de 2016, o Carabobo basicamente manteve a sua tradição de ser um incrível fiasco nos campeonatos nacionais, perdendo os torneios venezuelanos, todavia, na soma dos fiascos, por alguma regra maluco ficou com uma vaga na Libertadores de 2017, quando pela primeira vez em sua história o Carabobo participaria de um torneio de times profissionais sem times amadores.

Títulos[editar]