Carlinhos Silva

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do Estado de São Paulo.svg.jpg Salve, mano! Este artigo é paulista: não gosta de gaúcho nem de carioca e se acha um puta trabalhador, né, meu! E não tá completo, pois o vacilão foi tomar um chôps e dois pastel, meu!
Carlos Alberto de Nóbrega da Silva
Carlinhos silva.jpg
Carlinhos lindo como sempre
Nascimento 23 de janeiro de 1980
Bandeira do Brasil Brasil - São Paulo
Ocupação mendigo

Carlinhos "Mendigo" Silva é um gordinho bombado que jura ser humorista, embora suas piadas não tenham a mínima graça. Aliás, ele mal conta piadas, seu humor resume-se basicamente em imitar outros famosos. Geralmente, as pessoas imitadas por ele são imensamente mais bem sucedidas do que ele próprio, então raramente alguém se incomoda com suas paródias. Bom, se Carlinhos imitasse alguém mais falido e fracassado do que ele, aí sim poderia considerar-se no fundo do poço e aposentar-se de vez.

Juventude[editar]

Carlinhos teve uma infância difícil, ou pelo menos isso é o que ele diz. Aos quatro anos de idade, fugiu de casa junto com seus irmãos, pois eles sofriam constantes agressões de seus pais. Como os irmãos dele também não passavam de meros guris retardados, acabaram perdendo Carlinhos de vista propositalmente, que passou então a morar embaixo da ponte e a pedir esmolas. Como todo mendigo que se preze, ele gastava os trocados que recebia comprando drogas, e com apenas cinco anos já era viciado em cheirar cola. Um belo dia, enquanto assaltava civis em uma praça, foi apreendido e levado para a FEBEM.

Carreira[editar]

Começo da carreira e programa Pânico[editar]

Aos 14 anos de idade, já reabilitado, arrumou emprego de office boy na rádio Jovem Pan. Lá, fez amizade com o humorista Wellington Muniz, outro imitador babaca sem graça, e ambos passaram a escrever juntos paródias de músicas internacionais. Como era muito gordo, Carlinhos vivia frequentemente cheio de gases, que ele eliminava arrotando em público. Assim, conseguiu chamar atenção do resto do elenco do Pânico, que achou engraçada aquela merda e o apelidou de Homem Arroto. Pouco tempo depois, ele acabou sendo contratado oficialmente pelo humorístico, e sua participação no rádio consistia basicamente em arrotar os nomes de todos os jogadores de futebol da Seleção Brasileira.

Quando o Pânico migrou das rádios para a televisão, Carlinhos foi proibido de arrotar pela RedeTV!, pois esta é uma emissora muito preocupada com os costumes e bem estar da família brasileira. Que o diga João Kléber e seu Teste de Fidelidade... Enfim, o sem gracildo precisava encontrar um novo personagem para encher linguiça e não ser demitido, então buscou inspiração em sua própria vida e criou o famoso Mendigo, apenas uma versão imunda e barbuda de si mesmo. Tudo indicava que seria um fracasso e foi, mas ele conseguiu fazer a musa do programa Sabrina Sato apaixonar-se por ele, tirando proveito que ela tem aqueles olhos puxados que não enxergam direito.

Rede Record[editar]

Em 2007, cometeu a grande burrice de trocar o Pânico na TV pelo Show do Tom, ou seja, tornou-se mais um dos pagadores de dízimo da Record. Como a emissora estava penando atrás de gente famosa para estrear a primeira edição de A Fazenda, Carlinhos foi atirado às pressas no reality show, onde reencontrou sua antiga colega de trabalho Mulher Samambaia. Ele ficou em terceiro lugar na competição. Após o término desta, foi rebaixado a repórter do pavoroso Programa da Tarde, e aí percebeu o quanto foi burro em ter abandonado o Pânico.

Como se já não estivesse tendo azar o suficiente, ainda emprenhou uma assistente de palco do Gugu, a quem atualmente deve pensão.

Retorno ao Pânico[editar]

Desde 2015, Carlinhos retornou ao Pânico, agora rebatizado de Pânico na Band e sendo obviamente transmitido pela Band. Além do célebre Mendigo, interpreta outros personagens igualmente sem graça, como Merchan Neves, uma versão satirizada do apresentador mala sem alça Milton Neves. Nas horas vagas, ele vergonhosamente faz bicos como DJ. Pelo menos conseguiu emagrecer e está menos ridículo, se bem que isso não pode ser considerado algo bom para um humorista.

v d e h
Pânico na TV Band
Papaifugiu.jpg