Carlos Bandeirense Mirandópolis

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Sergiomalandro.jpg Haaaaa!!

Pegadinha do Mallandro!!

Você conhece o Mario?

Juiz.jpg Certifico, a quem interessar possa e para os devidos fins, que este artigo trata de assuntos chatos jurídicos

Data venia, se você tiver alguma informação adicional a trazer aos autos, protocole uma petição solicitando a juntada de uma procuração que outorgue a você poderes para tanto, ou clique aqui.
60px-Bouncywikilogo.gif
A nossa sátira, a Wikipédia, era a ÚNICA que tinha uma página sobre esse assunto, mas daí eles descobriram que foram trollados e apagaram a página sobre: Carlos Bandeirense Mirandópolis.
O suposto prefeito de Viena Michael Häupl jurista Carlos, nobre figura brasileira que merece maior relevância, hoje e sempre.
Nuvola apps important.svg Por favor, não tente criar novos hoaxes na Wikipédia.

Cquote1.png SE FODERAM!!! Cquote2.png
Descíclopes sobre Wikipédia
Cquote1.png Grandes merdas você ser adevogado, todo adevogado é viado mesmo! Cquote2.png
Paulo José sobre Carlos Bandeirense Mirandópolis
Cquote1.png AQUI QUEM FALA É UM ADVOGADO, E VOCÊ VEM FALAR QUE É JURISTA COM VOZ FINA, QUE QUE TÁ ACONTECENDO? Cquote2.png
Luiz Pareto sobre Carlos Bandeirense
Cquote1.png Cara... por isso que eu tentei processar essa porra de Desciclopédia e esse advogado não me ajudou... Cquote2.png
Jimmy Wales sobre Carlos Bandeirense

Carlos Bandeirense Mirandópolis (Quinto dos Infernos, 1917 - Beleléu, 25 de abril de 1984) foi um jurista, educador, filósofo político, compositor e advogado brasileiro. Marcou época não só pela suposta criação da teoria da Oferta Pública de Associação, como também por ter ajudado na criação da famosa música Samba do Orly com Chico Buarque, numa versão "mais bela e melhor", mas nunca usada porque Mirandópolis acabou indo parar no exílio na França e ficou sem querer lembrar dos tempos que passou lá. Participou ativamente do movimento Diretas Já, que propunha a volta das eleições livres no Brasil em 1983, morrendo de desgosto e de câncer em 1984 ao ver que não rolou.

Um texto belo, bem bonito e obviamente completamente fora dos padrões da Desciclopédia, já que mais parece um texto nada humorístico, e portanto deveria ir pra Wikipédia ou para a seção de coisas verdadeiras (ou quase) da Desciclopédia. Deveria mesmo. Seria uma pena se tudo isso aí em cima não passasse de uma enorme e grotesca mentira, igual àquele episódio do Pica-Pau que não comunicou à polícia, e se ele tivesse comunicado isso nunca teria acontecido.

Hoax momento vergonha alheia[editar]

Pois é, o sr. Carlos Bandeirense Mirandópolis, como diria aquele padreco do Fantástico...

Cquote1.png ...non ecziste! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre Carlos Bandeirense Mirandópolis

Banda Bacamarte Carlinhos no exílio com amigos compondo Samba do Orly. Daremos um prato de comida pro Jessé se você descobrir quem é o Carlos na foto.

Mas ainda assim, o mesmo tinha página na Wikipédia (!), foi citado em documentos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e até em decisões jurídicas, como a do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, em 2013, pra impedir que os Black Bloc transformassem os protestos em carnaval fora de época. Na ocasião, a desembargadora Nilza Bittar negou o pedido para declarar a lei inconstitucional e destacou, no voto, que Carlos Bandeirense Mirandópolis não usou máscara quando participou do comício das Diretas Já, assim como personalidades como Ulysses Guimarães, Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso.

Esse é um daqueles casos de hoaxes da internet, mas nesse caso, invés de um site como o nosso, tão caluniado por seres tolos que acham que a Desciclopédia é inverídica, falsa, grosseiramente mentirosa e cheia de humor negro e nonsense, nós provamos aqui que existem coisas piores, como a Wikipédia, e também mostrando que esse papo de fontes fiáveis só cola pra quem não proveio da inclusão digital, afinal pesquisar na biblioteca ou mesmo no Google é pros fracos, o negócio é catar a Wikipédia mesmo, e danem-se as fontes. Vide as cartilhas do sr. Luis Cláudio Lula da Silva sobre turismo no Brasil, com citações até de fontes completamente verídicas e confiáveis como a Carta Capital, Veja e Superpop...

Origem da pegadinha[editar]

Momento em que o TJRJ cometeu essa pérola eterna.

Pelo que se comenta, a página original foi criada em 16 de agosto de 2010 por dois advogados simpáticos, agradáveis, mas que no entanto perdiam tempo com bobagens, os senhores Zé Augusto e Elizeu Drummond Victor Nóbrega Luccas e Daniel Tavela, ambos de São Paulo, e que originalmente queriam apenas fazer uma trollagem com vários de seus alunos que costumavam fazer o processo "mais difícil do mundo" de fazer um trabalho de faculdade, o famoso "ctrl + C e ctrl + V", e quase sempre advindo da Wikipédia. Com isso, eles colocaram lá, já que sabiam que a Desciclopédia zela pela qualidade de artigos reais, nunca permitindo nenhuma página de coisas inexistentes. Com isso, os alunos acabaram trollados de facto ao fazer um suposto trabalho sobre a teoria da Oferta Pública de Associação, que teria supostamente sido criada por Mirandópolis, só que essa teoria nunca existiu, é igual aquelas teses insanas típicas de gente sem noção.

Mas para piorar, impressionantemente muito mais gente acabou sendo trollado com isso, já que a Wikipédia não percebeu essa mentira absurda mais absurda que as previsões que a seleção Brasileira ia ganhar a copa de 2014 em casa. Pra piorar, muito mais gente usou essa página insana para fazer documentos e coisas do gênero. Até hoje, se você procurar no Google, sim, vão aparecer páginas que ainda citam o indivíduo como real. Provando que a burrice dos brasileiros é realmente impressionante. E depois querem chamar português de burro por trocar a buceta da mulher por pão dormido, ora pois pois...

Acredite nisso também[editar]