Carne humana

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é relacionado à história.

E foi nomeado senador por Calígula.

PepinoVerde.png


Cquote1.png Você tem que experimentar coisas novas... Cquote2.png
Hannibal Lecter sobre Carne humana

Um delicioso churrasco humano

Usada como alimento desde os primórdios das civilizações, a carne humana é um alimento rico em ferro, vitaminas, cálcio, proteína e carbono, de sabor agradável e suave, além de ser componente de pratos requintados.

Muito usada por fisiculturistas modernos, seguidores da Maria do Rosario.

Origem[editar]

A carne humana é consumida desde o surgimento do primeiro homem na Terra, há mais ou menos 1 bilhão de anos atrás. Inicialmente, a carne de hominídeos era consumida por tiranossauros, mas, após a escassez de alimentos, causada pela queda do meteoro que extinguiu todos os dinossauros, os homens começaram a comer outros homens, no sentido gastronômico da palavra. Os comedores se espantaram ao sentir o gosto da carne de seus semelhantes, que tinha um sabor especial. Iniciava-se então a apreciação pela carne humana. Desde então, a carne de homem foi utilizada para os mais diversos pratos.

Carnes a serem sodomizadas recheadas
Criança canibal degustando carne humana.

Resumo histórico[editar]

Com a deleitação do sabor saboroso da carne humana, o homem deixou de lado outras carnes como brontossauro e mamute, tendo a carne humana como principal alimento. Quando o homem descobriu o fogo, a carne ficou mais macia. Desse modo, os dentes não faziam tanto esforço. Já no período babilônico, o churrasco humano era apreciado com bastante sal grosso. Foi em Roma que o salame foi inventado. Apesar do formato fálico, ele não era feito das partes baixas. Na Idade Média, a carne humana foi substituída por vegetais, devido ao avanço da peste negra em toda Europa. A carne só voltou a ser consumida no período renascentista. Os banquetes nesse período eram imensos, como todo tipo de carne. Tempos mais tarde, na Revolução Industrial, surgiria a carne humana enlatada, também chamado de Spam (Socketed Piece of Anthropophagus Meat). Com a invenção do Fast food, a carne humana ganhou destaque na alimentação.

Melhores pratos[editar]

Macarrão a Bolanhesa: Ingredientes: Olhos Humanos (sexo a gosto) Tomate em Lata Pedaços de Coxa Macarrão Modo de Preparo: Corte os olhos humanos em fatias verticais, jogue fora a córne e coloque as fatias dos olhos em uma panela de pressão. Corte o macarrão que nem um Italiano Noob e coloque na mesma panela que estão os olhos. Pegue os pedaços de coxa e corte em fatias finas, frite-os e coloque-os em uma travessa cheia de sangue. Após o macarrão e os olhos ficarem prontos, coloque-os na travessa onde estão as coxas, encha a travessa até a boca de tomate enlatado e estara pronto seu prato. Não vale a pena comer, mas o que importa é a intenção!

Preparo[editar]

Bom apetite!

Para conseguir um belo prato, a carne deve ser bem fresca e seguir a especificação do prato. Em um rosbife, por exemplo, a carne deve ser suave e macia. Já para fazer um bolo de carne, a maciez e suavidade não importa muito. Para um bom churrasco, o corte da peça de ser fino. É preferível adquirir carnes magras, do tipo Gisele Bündchen e Adriane Galisteu. Carnes gordurosas, como Jô Soares e Faustão, são muito procuradas para a produção de bacon e torresmo. Para fazer uma suculenta canja, use sempre a carne de uma vaca velha, tipo Zélia Cardoso de Melo, ou de uma galinha ainda mais velha, como Hebe Camargo)Para alguns pratos europeus, a predileção por carne branca, como suecos, alemães e finlandeses, é bem maior. Nos churrascos, a carne mais utilizada é a vermelha. Índios brasileiros têm a carne mais dura, enquanto a carne dos índios pele-vermelha norte-americanos é mais gordurosa. Carnes amarelas são mais usadas em sushis e sashimis, preparadas in natura. Carnes negras são bastante usadas em caldeiradas, com muito dendê e pimenta. Segue uma receita muito elogiada dessa saborosa iguaria: Carne humana com Purê de Aipim

  • 1 kg de carne humana em tiras
  • 5 unidade(s) de cebola em rodelas
  • 3/4 xícara(s) (chá) de óleo de soja Sadia
  • 1 kg de mandioca
  • 1 xícara(s) (chá) de leite
  • 2 colher(es) (sopa) de manteiga
  • quanto baste de sal

Deixe a carne humana de molho na água, de véspera. No dia seguinte, escorra e coloque-a numa panela com 2 litros de água. Cozinhe até que fique macia. Reserve. Numa outra panela, frite a cebola no óleo até ficar macia e dourada. Retire da panela e reserve. Na mesma panela da cebola, adicione a carne e frite até dourar. Se precisar, acrescente mais óleo. Junte a cebola frita e tempere. Cozinhe a mandioca na água e quando estiver macio, escorra e depois amasse-a bem. Numa panela com a mandioca, acrescente o leite e a manteiga. Leve ao fogo e misture para formar uma massa leve. Retire do fogo e sirva com a carne.

Seres que aprovam a carne humana[editar]

Gostosa, pela reversal russa: Na União Soviética, a Megan Fox come VOCÊ!!!

Ver também[editar]

Ruth lemos01.jpg Este é um artigo gastronômico.

Ruth Lemos garante: "Esta página tem valor nu-nu-tri-triii... adequado!"