Carro popular

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Motel 5 cavalos.jpg Meeeengoooo...

Aí, mermão, este artigo aqui, ó, é brasileiro, tá ligado? Só fala de futebol, come feijoada, exporta diplomatas e prostitutas, puxa o saco de políticos e de picaretas em geral, paga imposto pra caralho e põe a culpa no governo pela ausência do Prêmio Nobel.

Cquote1.png Vô financiá um Voquisvagui. Cquote2.png
Brasileiro sobre carro popular

Cquote1.png Vem com 4 rodas e um motor de série Cquote2.png
Vendedor de carros sobre carro popular

Funcionário de lava-rápido aproveitando-se da ausência do chefe para dar uma voltinha no carro do cliente, mas esqueceu de pôr gasolina.
Grande feirão de carros populares na Europa.

O carro popular é uma espécie de carroça que é o sonho do brasileiro que anda de Mercedes com motorista particular, por mais que o povão seja rico (de contas para pagar), sempre quer mais. O sujeito, por mais pé-rapado que seja, quer estar sempre de carrão, carro é a prioridade, se endivida por carro, fica duro por carro, muitas vezes vende até a casa pra ter um carro bom, mas consegue comprar! Não é aquele carrão, mas está sempre de bom tamanho. O carro popular dos brasileiros se divide em quatro categorias: carro zero, carro usado comum, carro usado possante e semi-carros.

Carros Zero[editar]

Feirão de Carros 0 km
Fiat Stilo ou Fiat 147 em terras tupiniquins, já conta com um item de série: o porta-malas.
Mais uma enganação de couro sintético vagabundo da Volquis.

Nem todo pobre anda de carro velho. É possível que uma pessoa mesmo ganhando uma miséria de salário consiga se endividar todo comprando um carro novo popular, mas bem popular mesmo, ou seja, os mais baratos, simples e fracos do mercado (obs: pobre nunca compra carro novo à vista, somente parcelado em 48X ou 60X). Principalmente de marcas com Volquis, Fíate e Xevrolé.

Os Carro de pobres novos são caracterizados principalmente por terem, na maioria das vezes, duas portas e serem carros “0” (zero): 0 de potência, 0 de velocidade, 0 de espaço interno, 0 de som, 0 de protetor de cárter, 0 de protetores de porta, 0 de para-choque na cor do carro, 0 de direção hidráulica, 0 de câmbio automático, 0 de tuning, 0 de conforto. São eles:

Itens de série dos populares zero no Brasil[editar]

Fiorino adaptado pelo proprietário recém-despejado após comprometer o dinheiro do aluguel para pagar as prestações de seu carro.
Adaptação no caso de falta de dinheiro pra manutenção das rodas.

De acordo com o site das montadoras, os populares zero oferecerem uma gama supimpa de itens de série, por coincidência, esses ítens são sempre desenvolvidos nas cidades de Detroit, Wolfsburg e Turim, segue a lista:

  • Motor de série - Nada de ficar utilizando os pés como os Flintstones, o motor é quem faz o carro andar, e de brinde o comprador ainda leva 3 exclusivos pedais para acelerar, freiar, e embreagem.
  • Espelhos retrovisores de série - Fique sabendo de tudo que acontece atrás de você sem virar o pescoço com essa revolucionária tecnologia desenvolvida nos nossos laboratórios de Detroit/Wolfsburg/Turim.
  • Pneus redondos de série - Muito mais conforto e suavidade ao guiar o automóvel.
  • Portas-malas de série - Nada de carregar bagagem no colo, nossos designers de Detroit/Wolfsburg/Turim conseguiram desenvolver um departamento exclusivo para bagagem.
  • Faróis de série - Desenvolvido com a mais alta tecnologia americana/alemã/italiana os nossos faróis permitem ao motorista enxergar o que está acontecendo na mais sombria escuridão.
  • Direção de série - Com a nossa revolucionária direção você escolhe o lado para onde quer ir
  • Bancos de série - Não utilize mais a cadeira de praia ou o banquinho de madeira! Com esta nova invenção dos laboratórios de Detroit/Wolfsburg/Turim você obtém mais conforto ao dirigir sua caranga!
  • Limpadores/Lavadores de pára-brisa de série - Quando um pombo cagar no seu vidro, essa tecnologia desenvolvida em Detroit/Wolfsburg/Turim deixará tudo mais limpo e mais claro de se ver (literalmente).
  • Velocímetro de série - Agora você saberá porque levou aquela multa de trânsito com essa invenção.
  • Freios de série - Com essa novidade desenvolvida em Detroit/Wolfsburg/Turim você escapará de levar uma multa por excesso de velocidade.
  • Manivelas para descer o viro das janelas: Tá com calor? Com essa invenção você irá dirigir seu carro sem parecer que está suma sauna com rodas.

Velhos e Usados Possantes[editar]

Pobre que conseguiu comprar um Audi possante, mas não tem dinheiro pra gasolina.
Mano sentado no seu Opala possante, só sai de casa uma vez por ano que é quando tem dinheiro para abastecer.

São os carros populares entre os favelados; são velhos e usado em assaltos ou para fugir da polícia. Também são possantes e deveriam ser chamados de POÇANTES porque onde passam deixam uma poça de óleo. Vale lembrar que todo motor FIAT vem com 1 cavalo a mais de brinde assim que sai da concessionária - O DONO. São eles:


Velhos e Usados Comuns[editar]

Desembacador, item considerado diferencial em qualquer site de montadoras que vendem carroças no Brasil.

São os mais comuns entre o povão. São sempre mais ou menos bons, porém, populares. São eles:

  • Gol
  • Parati (Até 01)
  • Escort
  • Monza
  • Fiesta (até 01)
  • Kadett e Ipanema (Até 95)
  • Corsa (Até 02)
  • Ford Ka
  • Fiat Marea SX
  • Uno Mille
  • Palio
  • Tempra
  • Tipo

Semi-Carros[editar]

Um Semi-Fusca em bom estado (de decomposição) rodando pelas ruas com seu poderoso motor de 1 Cavalo de potência.
Sistema anti-furto de um semi-carro.

Também conhecidos como lata velha, caranga, lixeira, carroça, bosta, merda, tranqueira e qualquer outro nome aplicável a essa categoria. São os legítimos carros de pobre, mas não podemos chamar diretamente de carros por que deixaram de ser considerados Carros a mais de 10 anos e por isso são os mais baratos e os piores encontrados nas ruas desse país. Também são considerados carros da faixa direita, pelo fato de não passarem dos 50 km/h (com exceção de estarem sobre guincho sendo levados para o ferro velho).

Os semi-carros inequipáveis e não é possível fazer tuning, ou seja, só um idiota gasta dinheiro restaurando um semi-carro que não tem presença alguma, sendo que o correto era comprar um novo.

Um semi-carro é tão desprezível e insignificante que se colocarmos um CD Player em um Fusca e deixarmos a chave no contado, o ladrão vai roubar o CD Player e deixar o Fusca no mesmo lugar que ele está. Isso por que o aparelho de CD Player chega a ser mais caro do que o próprio Fusca.

Serviço de seguro para pobres da Porto Inseguro.

Desvantagens de ter um semi-carro[editar]

  • É barulhento
  • Tem sempre os pneus carecas (Não necessariamente só com os carros de merda).
  • Tem todos os bancos rasgados
  • Polui muito
  • Só tem banco de motorista e banco do carona (ás vezes)
  • Tem os faróis sempre quebrados
  • Está sempre vazando óleo do Carter
  • Consome muito combustível
  • Nunca tem mais de um metro de lataria em bom estado
  • Quebra muito
  • É necessário que o motorista e os passageiros tomem uma vez por ano vacina antitetânica por medida de segurança
  • É necessário que o motorista faça manutenção quase todos os dias

Vantagens de ter um semi-carro[editar]

Serviço pratico e nada arriscado de manutenção.
  • Baixo custo de manutenção – As peças podem ser encontradas em ferro-velhos com preço bem camarada e se você preferir, pode consertar seu semi-carro na oficina porcaria da esquina
  • Dispensa sistemas antifurto – Pode ficar tranquilo, ninguém vai roubar, pois ninguém quer
  • Dispensa serviços de seguro – Como ninguém vai roubar, se quebrar é barato pra consertar e se bater e der perda integral você pode comprar outro, não precisa de seguro
  • Economia de dinheiro - Não paga IPVA
  • Segurança - Se não tiver garagem pra guardar não precisa alugar, pode deixar na rua mesmo, não tem perigo, a não ser que alguma pessoa queira incendiá-lo por diversão, ou confunda com um monte de lixo.

Semi-carros mais famosos[editar]

Nossa boa e velha brosoca brasileira Brasília.
Gurgel transparente! Carro da Mulher Invisível do Quarteto fodástico Fantástico! MADE IN BRAZIL!!!
  • VW Fusca 1200,1300,1500 e 1600 (muito cuidado com esse último)
  • VW Kombi 1200,1300,1500 e 1600
  • VW Passat Nacional
  • VW Brasília 1600
  • Gurgel BR-800
  • GT Malzoni
  • Puma DKW
  • Santa Matilde Hatchback/Coupé
  • VW TL 1600
  • VW 1600 (Zé do Caixão)
  • VW SP 1600
  • VW SP-2 1700
  • Ford/Willys Rural
  • VW Passat/Brasília Variant
  • Ford Del Rey Belina
  • VW Santana/Quantum
  • Fiat 147
  • Fiat Uno
  • Fiat Oggi (sedan do 147 desgraça que concorria com o LADA NIVA)
  • Fiat Panorama ou 147 Weekend
  • Fiat Pickup (picape do 147)
  • Fiat City ou 147 Fiorino
  • Fiat Prêmio
  • Fiat Fiorino
  • Fiat Elba ou Uno Weekend
  • Ford Corcel
  • Ford Del Rey
  • Ford Pampa
  • Fiat Tipo
  • Chevrolet Chevette
  • Chevrolet Monza
  • Chevrolet Kadett
  • Chevrolet Ipanema
  • VW Gol 1000 ou Gol Quadrado
  • Fox(Incluindo os 0Km)
  • Ford Escort
  • VW Logus
  • VW Pointer
  • Ford Versallies/Royale
  • Ford Verona
  • VW Apollo

Costumes de motoristas que dirigem carros populares (vulgos: Vectra (até 1998), Monza, Santana, Tempra, Escort, Uno, Palio, 147)[editar]

Empresa de logística.
  • Pagar de gostosão quando dirige um carro, mesmo quando não é dono
  • Comprar carro novo e não retirar os plásticos dos bancos para que fiquem sempre limpos e novos e para fingir que o carro é novo
  • Colocar GNV em um carro que se estivesse inteiro valeria R$15.000,00, porém está tão arrebentado que vale R$ 5.000,00 e mesmo assim o dono gasta R$ 4.000,00 colocando e o GNV e nunca mais faz a vistoria pois acabou o dinheiro
  • Comprar carro usado ano 1992 todo simples, parcelado em 60 vezes sem

entrada e ainda pedir desconto

  • Andar com os vidros fechados no calor para que todos pensem que tem ar condicionado
  • Empurrar o carro nas ladeiras para pegar no tranco
  • Pagar um pau pra quem tem carro melhor do que aquele lixo do seu
  • Colocar CD Player no carro para ouvir Castanha e Caju
  • Gastar todo o dinheiro que tem para equipar um Fusca
  • Quando não tem dinheiro para tunar, manda rebaixar (CORTAR AS MOLAS) o carro pra ele ganhar mais potência e estilo
  • Lubrificar peças com óleo de cozinha
  • Reaproveitar o óleo queimado tirado do motor para tratar a sarna do cachorro
Mais um cliente satisfeito tirando onda de conversível
  • Comprar carro flex e abastecer sempre com o álcool
  • Comprar um Fiat Uno Pelado 0km financiado em 90 vezes e empinar o nariz achando que é o ricaço da quebrada;
  • Adaptar carros com 30 anos de uso, retirando o teto e transformando em uma pick-up especial para trabalhos logísticos empresarias de coleta de papelão e ferro velho
  • Mandar cartas pro programa Caldeirão do Huck para participar do "Lata Velha"
  • Ir trabalhar de ônibus para economizar gasolina
  • Estacionar o carro sempre na sombra pra não estragar a pintura
  • Fazer manutenção caseira usando arame, madeira, papelão, fita durex para pequenos reparos e cabo de vassoura para apoiar o capô.
  • Usar o canivete para dar partida no carro (famosa chave canivete).
  • Acelerar o carro no máximo e em ponto morto para testar sua potência (muitos também acham é uma maneira eficiente de consertar problemas no motor)
  • Fazer o anúncio de venda do carro escrevendo com giz no para-brisa
  • Dar um chá de sumiço no carro simulando um roubo para dar o golpe no seguro (quando se tem um carro com seguro, o que no caso é raro)
  • Usar pedras e tocos de madeira para calçar as rodas ao estacionar o carro nos morros
  • Nunca sentir-se envergonhado quando tem uma verdadeira carroça com motor
  • Prender o vidro com a chave de fenda
  • Deixa o câmbio engatado porque não tem freio de mão
  • Fazer curva pra direita segurando a porta com uma das mãos (grande risco de ser despejado do veículo e ter o mesmo colidindo com construções, postes ou outros veículos)
  • Comprar um break light (porque o dele não veio com um de fábrica) e deixar o mesmo pendurado no vidro traseiro parecendo uma sinalização de bordel
  • Comprar pneu meia vida e rodar com eles o mesmo tempo que durariam 1 vida toda.

Costumes de motoristas que dirigem carros populares Vulgo: Fox[editar]

Gambiarra aplicada em um carro popular.
  • Achar que seu Volkswagen 1.0 é mais econômico que uma Towner.
  • Morar em um barraco de favela, porém seu Volkswagen é Zero.
  • Todo pobre que tem um, normalmente joga no ferro velho, por conta de sua altíssima manutenção.
  • Comprar e Financiar em 72x ou 84x, em agências como BV Financeira, Primo Rossi,ABN AMRO entre outras.
  • Passar numa balada e achar que está arrasando, sendo que todo mundo tem essa bosta de carro.
  • Ter um Fusca fabricado à partir de 2004 e falar que o vulgo Fusca é carro de pobre.
  • Achar que seus acessórios são úteis, sendo que de 17 acessórios, pelo menos 9, tem rebarbas (isto nos melhores casos).
  • Achar o Fox um carro pequeno pra quem ver e compacto para quem anda (como diz a propaganda da VW) e perceber que este carro é uma porcaria.
  • Trocar seu Palio 96, Corsa 97, Fiesta 2000 ou Gol 2004 em um Fox e falar "Tenho um Carrão".
  • Ir para a praia e ver o carro se desfazer.
  • Ter um Fox Flex e ver que só funciona à Gasolina.
  • Pagar mais de 30 mil reais, para ter um carro com o Design de um Fusca, Acabamento de uma Kombi, Conforto de uma Lotação, Motor Turbo da Towner, Peças com preço de um Ford Fusion, Parte elétrica do Escort e ainda achar que tem uma BMW ou algo do tipo.
  • Acenar com apenas 4 dedos (estilo Lula Molusco), pois 1 deles foi arrancado pelo rebatedor do do banco traseiro.

Costumes de motoristas que dirigem carros populares Vulgo: Chevrolet[editar]

Detalhe do interior de um Oldsmobile 1948 cubano que tem câmbio automático, coisa que os carros populares jamais sonharão em ter.

Após a infeliz propaganda paga de CAMPEÃO EM VENDAS, os motoristas de GM (Gambiarras Motorizadas) - Chevetteiros (já conhecidos por se julgarem pilotos profissionais de rally urbano) levaram a sério as informações e passaram a dirigir ainda pior do que o habitual. Com isso, o motorista de chevrolet atualmente, é comparado ao motorista de Fusca, sendo ambos conhecidos por:

  • serem folgados (em muitos casos, comprou a habilitação)
  • pensar que o v6 e o 1.6 é motor (coisa que qualquer pessoa normal sabe que é mentira)
  • pensar que tem um carro!
  • jurar de pé junto que seu "Carro" não é uma merda
  • achar que seu carro é melhor que os importados europeus só por que tem painel colorido.
  • crer que a vida é uma constante competição, e o próximo semáforo vermelho é a linha de chegada
  • não ter motor para atravessar o semáforo antes de mudar de amarelo para vermelho
  • tomar um pau de qualquer lata velha (inclusive Fusca)
  • o feliz consumidor de um GM 0Km é premiado com vários "brindes" de fábrica: caixa de câmbio que já vem dura e moendo, alinhamento desalinhado, cambagem porca, carroceria presa com chiclete bubaloo (se fosse Ping-Pong, pelo menos, colava), bancos que ralam o couro e ar (afinal, oxigênio ainda é de graça)
  • dizer que motor aspirado do Omega e do Opala andam mais que Formula 1.
  • Colocar um adesivo escrito "TÁ PAGO MAS É MEU" no vidro e querer fazer racha com todo mundo (e ainda por cima perder).
  • Achar que GM é carro de verdade e que anda bem. (uma coisa quase entrando em verdadeira,mas continua lerdo)
  • Achar normal um eixo traseiro quebrar na estrada e que a culpa é do dono que nunca fez manutenção no mesmo.

Ver também[editar]

v d e h
*Automóveis, atropelamento e fuga