Caso Frederick Valentich

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Crash qjpreviewth.jpg YOU'LL COME A WALTZING MATILDA WITH ME!

Este artigo é da Land Down Under! Sua fauna é extremamente mortífera e sua economia depende da venda de camisetas do AC/DC O autor fala um inglês horrível, bebe água suja e assiste MasterChef.

Mate um canguru e mandaremos atrás de você!

Monalien.jpg ┘¶Æ╦Ù⌂ï◙ Ð˧©Î©£ØÞѮÐÎÅ !!!

Este artigo contém altas doses alienígenas! Se você se confundir é porque sua mente primitiva e obsoleta é muito subdesenvolvida. Se vandalizar, um white enfiará uma sonda em você!

Alienwantyou.jpg
Zorak.jpg Você está entrando em um mundo desconhecido nas imensidões da escuridão, onde
ninguém pode ouvir seus gritos!

Agora, viajar pelo espaço ficou mais fácil depois que inventaram a Coca-Cola.
Se aconchegue em sua nave e vá tomar um "chazinho" com o E.T. de Varginha.


Cquote1.png Você quis dizer: Piloto desaparecido Cquote2.png
Google sobre Caso Frederick Valentich
Cquote1.png Experimente também: Chamar a tua mãe Cquote2.png
Sugestão do Google para Caso Frederick Valentich
Cquote1.png Chamando controle de tráfego aéreo. Tem algum disco voador governamental perto do meu avião? Cquote2.png
Frederick Valentich sobre disco voador
Cquote1.png Olha, cara, que eu saiba, não! Cquote2.png
Controlador de voos sobre a pergunta de Frederick Valentich
Cquote1.png Putz! Então isso é um disc... Cquote2.png
Frederick Valentich antes de sumir misteriosamente

Apresentação[editar]

DiscoVoadorGif.gif

Frederick Valentich é (ou era, já que ninguém sabe que fim o cara levou) um grande piloto de aviões e aeroplanos nem sei se isso ainda existe depois do 14º BIS, famosão em várias partes do mundo da Austrália. Tendo feito mais de oito mil viagens entre uma pequena ilha à outra ilha no meio do Oceano Índico.

Um dia o aviador sumiu misteriosamente durante a sua última viagem e o seu último contato com a torre de controle do tráfego aéreo e o que ele queria toda vez dizer nunca foi compreendido. Até hoje nunca se soube o que aconteceu com ele ou o porquê dos controladores de voos nunca terem conseguido achar as respostas para as indagações de Frederick durante a viagem (provavelmente os controladores de voos eram brasileiros e o avião estava em algum buraco negro aéreo).

Where are you?[editar]

Frederick Valentich, aonde está você?

Frederick Valentich não era nenhum noob no que fazia, ele sempre planejava tudo o que tinha para fazer, aonde tinha que passar, o que tinha levar e quanto tempo levaria para fazer tudo o que tinha para fazer, tal qual um velho reclamão, pontual e preciso. Ele tinha um aviãozinho Cessna 182-L, que somente as pessoas que entendem de aviação conhecem realmente que modelo é esse ou para que ele serve, tendo acumulado várias horas de voos tanto noturnos quanto diurnos.

Tudo estava bem na vida dele, o cara era um verdadeiro ás nos ares e todo mundo o adorava mais do que um ornitorrinco. Porém, no dia 21 de outubro de 1978, uma grande acontecimento abalou a vida desse aviador e de toda a pilotagem australiana. Ele havia planejado fazer uma viagem sabe-se lá para onde. Ele viajaria antes do pôr-do-sol, sobre o Estreito de Bass, fazendo uma passagem pelo Cabo (ui!) Otway. O voo duraria cerca de semente noventa minutos e ele partiu trinta minutos antes do céu ficar totalmente coberto pela noite... Quando tudo aconteceu!

O local exato do último contato de Frederick, antes dele sumir misteriosamente, com o jatinho e tudo.

Quando estava exatamente em cima do Cabo (ui!) Otway, Frederick comunicou-se com o a torre de controle aéreo pelo seu rádio, falando do tempo, da vida, e sobre a sua altitude (nada mais e nada menos do que a 4.500 pés), estando sobre o mar. Com o tempo totalmente Mara!, Frederick continuou o seu trajeto, podendo até chegar antes do planejado (ou não). Quando finalmente escureceu pelo céu onde o jovem piloto viajava, ele contactou a torre de controle para uma atividade um tanto estranha que ocorria naquele momento.

Falando calmamente, ele pergunta sobre algumas luzes que estavam piscando que nem uma árvore de Natal a sua frente e queria saber se alguém sabia do que se tratava. O controlador negou que isso estivesse no radar e pediu para que ele narrasse o que estava vendo para ele. Durante cerca de 52 minutos que a conversa durou (putz, eles estavam era fofocando ao invés de controlando o tráfego aéreo), de repente o aviador some do radar, some da conversa e some do mapa completamente, não deixando vestígios nem para contar história, mesmo que fosse pelo menos os destroços do seu avião.

A conversa entre os caras[editar]

Vejamos agora a representação descíclope entre o Controlador de Voo e Frederick Valentich antes do mesmo sumir misteriosamente:

  • FREDERICK - Macgyver, aqui é LSD. Tem algum OVNI abaixo de mim a mais de oito mil?
  • CONTROLE - LSD, que eu saiba não.
  • FREDERICK - LSD, parece um grande disco voador ou uma sonda anal abaixo de mim.
  • CONTROLE - LSD, como é que é a bagaça?
  • FREDERICK - Tá escuro, acha que eu sou o Super Homem? Só vejo quatro luzes piscando.
  • CONTROLE - LSD que mais?
  • FREDERICK - Macgyver, a aeronava acaba de passar por mim, quase encostando.
  • CONTROLE - LSD, é grande a coisa, ou não?
  • FREDERICK - Tá rápido demais, nem ví! Tem algum jatinho do Lula por aqui?
  • CONTROLE - LSD, negativo, estamos em 1978, ele só terá essas regalias a partir de 2002.
  • FREDERICK - Macgyver, ele está se aproximando, vindo na minha direção.
  • CONTROLE - LSD que mais?
  • FREDERICK - Me parece que a coisa que jogar comigo o truco valendo o toba, está indo em uma velocidade que não posso nem identificar.
  • CONTROLE - LSD, em que level você está?
O jatinho de Frederick sendo perseguindo por uma sonda anal um OVNI.
  • FREDERICK - Meu nível atual é 4,5 mil; 4 - 5 - 0 - 0, caso não saiba nada de numeral.
  • CONTROLE* CONTROLE/ - E você não pode identificar a nave seu burro?
  • FREDERICK - Não! Sou cego.
  • CONTROLE - Aguarde um pouco, vou pegar um café e postar isso no Twitter.
  • FREDERICK - OMG! Aquilo não é uma nave, é um d... (indisponível o áudio)
  • CONTROLE - E aí, rapaz, já dá pra ver a coisa?
  • FREDERICK - Parece grande e comprido... não posso identificar direito. Já viu algum filme do Kid Bengala? Poisé.
  • CONTROLE - Ui! Quero o tamanho, o tamanho! ;)
  • FREDERICK - Macgyver, ele está orbitando sobre mim, parecendo um satélite, ele é metálico está com camisinha.
  • CONTROLE - LSD? Estou excitado.
  • FREDERICK - A coisa sumiu! WTF?
  • CONTROLE - LSD, poxa! =´(
  • FREDERICK - Vocês não sabem se aquilo não era uma nave militar ou coisa do tipo?
  • CONTROLE - LSD, confirme o desaparecimento.
  • FREDERICK - Tu é surdo? Repita.
  • CONTROLE - Surdo é tu, pelo visto A aeronave ainda está a vista?
  • FREDERICK - Puta que pariu, ela está se aproximando a sudoeste (eu acho que é sudoeste).
  • CONTROLE - LSD que mais?
  • FREDERICK - Essa coisa é bizarra, eu tenho medo!
  • CONTROLE - Tu tá alto agora? Qual a altitude?
  • FREDERICK - Estou indo para a Ilha do Rei Roberto Carlos King. A nave está sobrevoando, está acima de mim... não é uma aeronave... é um disc... (indisponível o áudio)
  • CONTROLE - LSD não some agora?
  • FREDERICK - Macgyver... (Fim da comunicação com um grande barulho de metal sendo desintegrado por raios gama de alta periculosidade)

Apesar de procurarem imediatamente, nenhum destroço foi encontrado pela equipe de busca. O desaparecimento do cara ainda continua um mistério e, pela lógica, acredita-se que ele tenha encontrado com um OVNI que o desintegrou completamente no ar, mesmo o que o governo australiano tenha passado à imprensa de que não era um OVNI, mas sim um balão metereológico (como sempre!).

Ver também[editar]