Castanhal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Onde fica isso, minha gente? Cquote2.png
Governadora Ana Julia Carepa sobre a suposta cidade
Cquote1.png Nossa, que merda que eu fiz!! Cquote2.png
Deus sobre Castanhal
Cquote1.png Quem vai querer... A minha piriquita, minha piriquita, minha piriquita... Cquote2.png
Puta sobre Castanhal
Cquote1.png A Las Vegas paraense! Cquote2.png
Mentiroso qualquer sobre Castanhal
Cquote1.png Vamo sair? Vamo! Pra onde? Não sei... Cquote2.png
Castanhalenses entediados discutindo sobre pra onde sair

Castanhal é só a maior cidade-dormitório de Belém, embora considerado oficialmente um município, atua mais como se fosse um bairro distante de Belém.

É uma cidade localizada na zona do salgado, caracterizada pela sua população que é em torno de 200 mil habitantes. E como quem tem cu tem medo, logo foi atingida por uma grande desigualdade social. Além disso existem os seus pontos turísticos famosos no mundo inteiro. Eles são...(silêncio).

História[editar]

Uma simpática praça em boas condições no centro de Castanhal.

Atribuem-se a colonos e imigrantes nordestinos desocupados comedores de manga com farinha, as origens do povoamento. A cidade começou mesmo a existir quando o defenestrados paraibanos-acreanos-e-outros-bostas-nágua vieram com o seu (bisavô) Rua Coronel Antônio de Souza Leal, para a construção da Estrada de Ferro de Bragança. Sendo assim um importante monumento histórico é a Maria Fumaça, de maior importância para maconheiros, hippies e papudinhos (também como banheiro publico para a cidade), encontra-se até os dias atuais parada e imprestável.

O nome "Castanhal" vem do enorme número de castanheiras que existiam na cidade, e principalmente às margens do igarapé Castanhal. Hoje em dia, 98% das castanheiras já viraram carvão, ou a mobília da sua casa; e o igarapé virou um nojento e fedorento esgoto canalizado. Literalmente, os castanhalenses estão cagando na história da cidade.

Clima[editar]

Se você quer ter uma noção de pra onde irá quando morrer, visite a "cidade modelo do pará".

Um fenômeno raríssimo acontece, pouco visto no globo inteiro, é a chuva com sol. É que quando é "verão" chove 3 vezes por dia, e quando é inferno inverno mais faz sol do que chove .Paradoxo existencial que consegue mandar as leis da física para o além!

População[editar]

Atualmente, Castanhal é conhecida por sua maioria humilde que parece brotar de qualquer esgoto local. No entanto a minoria rica e cultuada é a que controla a cidade e que mantem a ordem. A população continua a crescer nas favelas ao redor da cidade e cada vez mais mendigos brotam nas ruas, pessoas desfavorecidas que não se deram bem em Belém e terminaram ali estabelecidas desordenadamente em suas propriedades que degradam todos igarapés.

Bairros[editar]

  • Estrela - Lembrado por ter moradores de classe média que se acham só por que moram perto da praça, é também onde acontece a maior concentração de ladrões, maconheiros, emos e playssons entre outras espécies de diversos bairros, ou seja, é centro da putaria!
  • Caiçara - Suposto bairro onde moram pessoas de bem, mas só tem fofoqueiros e desocupados
  • Pirapora - É um bairro em "desenvolvimento", e como no anterior as pessoas acabam se equivocando ao falar onde moram quando perguntadas e na maiorias das vezes (99,9%) dizem que moram no Centro (do cu). A única verdade é que até hoje nem mesmo os moradores sabem onde moram, se é na Saudade I, Saudade II, Saudade III... Vulgo Piraporinha ou Piraporão, onde o primeiro abriga ladrões de baixo porte e o segundo ladrões de banco.
  • Fonte Boa - Fonte boa sim! Fonte boa de ladrões,maconheiros e estupradores da cidade. Bairro que bate de "fronte" com o Jaderlândia em fama de fabricação de vândalos,ultimamente vem sendo esquecido por fugitivos que dão prioridades a bairros distantes de seus familiares.
  • Jaderlândia - Só posso lhe dizer que é o cu do inferno.O por que você deve imaginar.Ou pra mais duvidas pergunte a um caboco castanhalense o que é o "Jaderlândia".
  • Rouxinol - Bairro que dizem que foi planejado, mas foi esquecido pelo prefeito, e pelos vereadores que só aparecem no bairro em tempo de eleição... Até hoje ninguém sabe se realmente um bairro ou faz parte do Jaderlândia..
  • Pantanal - Exatamente! É mato e lama que não presta (e qual é a que presta?!). Olhe bem no relógio e claro pense no mínimo umas 100 vezes antes de entrar no pântano Pantanal. Já faz tempo que um morador não dorme por lá devido aos grandes índices de tiroteio entre traficantes de galinha e de curiós que "brincam" de acertar as contas.
  • Salgadinho - Área considerada inabitável por alguns,ficou famoso por ter acontecido a maior invasão de terrenos já vista no mundo em um tempo extremamente mínimo. Quando alguém liga e diz que foi roubado a polícia sempre prioriza esse bairro, já que quase todos os moradores,segundo uma pesquisa do IBOPE, já roubaram, roubam ou pensam em roubar por lá.
  • São José - Bairro conhecido como Imperial mas nome só é fachada pra não falar que mora nas sub-regiões do bairro (propira, invasão), bairro que fico famoso pro abriga diversos tipos de marginais pessoas, o point do bairro é a praça do imperial no passado só dava pessoas de bem, hoje em dia esta a deus dará deixada aos ladrões e usuários de drogas, que se reúnem todas as tardes para cheira um pó, fumar uma maconha e jogar uma bola, e aos finais de semana sempre rolam boatos que algum ladrão foi morto na praça mas são apenas fatos boatos. Hoje em dias os moradores reclamam da quantidade de vagabundos na praça porém não coçam o cu pra fazer algo.
  • Milagre/Florestal - Antigamente existia uma lenda nessa área de que existia cobra grande,chupa-chupa e até lobisomem,os boatos que sondam esse bairro é de a existência de um mutante mais conhecido como Bambysson Juggernout e que nunca teve QI suficiente para adentrar o Instituto do famoso professor Charles Xavier. O morador já não criava mais animais de estimação, principalmente galinhas que chegaram a ser anunciadas em extinção naquela época por ali. No início deste século,com o crescimento da população,as pessoas se uniram e descobriram que não passavam de ladrões que liam o livro sagrado de São Cipriano e conseguiam se transformar em porcos, jacarés, moscas e até baratas. No mínimo interessante.
  • Cristo Redentor - Onde fica o mesmo,isso mesmo! Depois da Maria Fumaça é a maior maravilha da cidade,alguns insistem em dizer que é a do mundo,mesmo não dando tanta importância ao mesmo.Não é difícil você achar no orkut,por exemplo,algum morador deste bairro dizendo que mora em Copacabana,e se você duvidar o mesmo tira-rá uma foto e provará a você que mora sim no Rio. Eu já ia me esquecendo, é também lá que fica a Rádio Liberal,filial da TV e pequena fonte de renda dos Maiorana.
  • Centro da Cidade - Na verdade o Centro da cidade não existe. É que são tantos bairros ao redor que as pessoas acabam fazendo os bairros o próprio centro. E se existir centro mesmo é na Barão do Rio Branco, onde fica a praça da Matriz,que mesmo sendo a praça da Igreja Matriz, os alunos do Cônego Leitão a fazem de Motel. Na matina facilmente você verá alguém fazendo sexo no beco.

Cultura[editar]

Ao contrário do que se pensa, há paraenses que não gostam de Calipso, sendo tolerado somente por ser o único ritmo que destaca o Pará no cenário nacional, e os paraenses tem esse complexo de inferioridade em relação ao restante do país, se apegando a qualquer porcaria que produzam. Portanto, se você der um rolê em Castanhal, certamente não vai encontrar um ser humano ouvindo Calipso. Prova da evolução cultural desse povo.

Essa revolução cultural ocorreu em Castanhal devido à internet. Primeiramente eles adotaram o carimbó, logo após nasceu o brega, que virou tecnobrega, que ocasionou a nascimento da "soca" (PQP!), depois veio o "Brega Melody", e por volta do ano de 2009 houve uma revolução jamais vista na humanidade desde os tempos dos dinossauros. Um DJ qualquer de Castanhal deu a ideia de criar o "Tecnomelody", o ritmo musical típico de Castanhal.

Paralelamente, tem também um tal de Arrocha, que nada mais é que o velho bregamelody de 2004. Não se sabe porque os músicos agora trouxeram de volta esse ritmo e chamaram de arrocha.

Lazer[editar]

Além de não se ter Porra nenhuma para se fazer a "Cidade Modelo" do Pará (prêmios para desordem, sujeira, tráfico, homicídios) também possui sua área VIP para as pessoas mais humildes da cidade que geralmente são barradas nas festas mais cultuadas, com um pé na bunda. No geral é o lugar onde Judas perdeu as botas, com gente rica que pensa ser dona do mundo quando na verdade não é dona nem do propio c*.

Turismo[editar]

Pouco se sabe a respeito do turismo de Castanhal mas existem os (raros) pontos de interesse. O Cristo Redentor é um deles, que tenta passar a imagem de uma cidade de respeito, mas falta pedaços dos braços e assim ele não pode coçar o próprio joelho. Ele até parece que diz: "Seja bem-vindo a esta Zona", e ainda por cima, o cristo tá quase desabando por questões de falta de vergonha dos prefeitos da cidade.

É extremamente difícil fazer uma crítica ao turismo de Castanhal, não pelos lugares e sim pela falta do que fazer ou visitar. Não tem porra nenhuma de lugar pra se criticar! E olha que no Brasil existe um "turismo" que atrai muito gringo, mas até mesmo em Castanhal não existem moças bonitas, só se encontra puta de trouxa e com tromba!

  • Praça do Estrela - É o lugar onde você marca o primeiro encontro com a sua/seu ficante. Você pode pensar em mil lugares, e pode crer que 999 serão uma praça. É o lugar onde mais se nota o contraste social da cidade, por lá vagam Maconheiros de "Adidas Originals" e Advogados que fazem caminhada com o seu cachorrinho (deixando a praça toda cagada).
  • Chopperias - A Globo está enfiando com força no ouvido indefeso da população brasileira a porra do sertanejo Universitário, e agora a porra do "Rock sem noção" vindo do exterior pra deixar o cu dos metaleiros brasileiros molhadinhos. E seguindo esta onda, as chopperias de Castanhal investem alto em modinhas assim para levantar real de playboys que no final de semana se reúnem em qualquer um desses "points".
  • Feira do Troca-Troca - Lugar onda se encontram todos os objetos roubados de um dia de trabalho dos ladrões da cidade. Celulares, relógios e principalmente bicicletas vendidas pelo preço de banana. Ao ser roubado vá direto a feira do troca-troca onde será mais fácil encontrar seu objeto roubado que indo à polícia, mas não se preocupe o local é seguro, há uma viatura da polícia só para fazer o "H".