Castelo Lichtenstein

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este é o Castelo Lichtenstein. O Castelo Liechtenstein é outro.
O Castelo Lichtenstein

O Castelo Liechtenstein Castelo Lichtenstein (Falha nossa) é um castelo alemão que não é o Castelo Liechtenstein. Ao contrário do Castelo Liechtenstein, o Castelo Lichtenstein não fica no Liechtenstein. Bem, o Castelo Liechtenstein também não fica no Liechtenstein, então fica mais difícil diferenciar os castelos. O único jeito de diferenciar os castelos é pela localização. O Castelo Lichtenstein fica na Alemanha e o Castelo Liechtenstein fica na Áustria, que nada mais é que um pedaço alemão fora da Alemanha. Então, os dois castelos ficam em lugares onde a língua alemã é o idioma oficial. Agora sim ficou difícil saber quem é quem.

História[editar]

O expressivo castelo, uma mistura de Hogwarts com Terra Média. Ele é apenas uma casa grande com uma chaminé maior ainda.

O Castelo Lichtenstein, que não é o Castelo Liechtenstein, foi construído por Franz Lichtenstein, que não nasceu no Liechtenstein, mas morou no Liechtenstein por alguns anos. Franz Lichtenstein saiu do Liechtenstein para construir um castelo com seu nome em uma região pouco longe do Liechtenstein. Enquanto ele construia seu castelo na Alemanha, na mesma época (Era Medieval) outra pessoa construia um castelo, em um local diferente. A princesa do Liechtenstein, que estava viajando em locais distante do Liechtenstein, talvez nem tão longes assim do Liechtenstein, já que ela saiu do Liechtenstein mas continuou falando alemão, e também teve a ideia de construir um castelo. Franz Lichtenstein usou seu sobrenome no castelo, o Lichtenstein, mas a princesa do Liechtenstein usou o nome do seu país, Liechtenstein, no Castelo Liechtenstein.

Inicialmente, o Castelo Lichtenstein, do Franz Lichtenstein, não seria chamado Lichtenstein, mas o senhor Lichtenstein, idealizador do Castelo Lichtenstein, não tinha nome melhor e decidiu chamar sua construção de Castelo Lichtenstein. Seu castelo, apesar de não ser tão grande como o Neuschwanstein, nem tão conhecido como o castelo do Frankenstein, teve um custo alto. Quando o senhor Lichtenstein morreu, seu castelo foi atacado por guerreiros do Liechtenstein. O castelo sofreu alguns ferimentos e ruiu. Foi reconstruído pelo filho do senhor Lichtenstein, Fritz Lichtenstein, com o mesmo molde do castelo antigo. Depois da morte de Fritz Lichtenstein, o castelo foi vendido para o governo alemão, e passou a ser sede da câmara dos vereadores da região.

Localização[editar]

O Castelo Lichtenstein, como já foi dito, não fica no Liechtenstein, mas em um lugar quase perto e quase longe daí, em um lugar conhecido com Baden-Gutenberg. Ele sofre a síndrome dos castelos alemães e também fica isolado no penhasco, cercado de árvores e longe da civilização. O morro é cercado por videiras e fazendas desertas, isolando ainda mais o local. A região está livre da criminalidade e assim como no caso do Neuschwanstein, também isolado e escondido, o Castelo Lichtenstein também não foi localizado pelos Spitfires na Segunda Guerra Mundial. Mas isto não fez diferença pois o castelo já estava em ruínas mesmo. A sorte do castelo é que a região não é afetada por terremotos.

Aparência[editar]

Um ladrão de casas que tentou entrar pela chaminé do castelo e ficou entalado

O Castelo Lichtenstein não parece muito com um castelo. Pode ser confundido com uma mansão ou no máximo uma casa grande com chaminé alta, mas não tem jeito de castelo. Esta grande casa com esta grande chaminé já foi vítima do Papai Noel, que tentou entrar no castelo, que não é um castelo. Ele se decepcionou com o ambiente e foi embora. Esta grande chaminé era usada para as brincadeiras de pega-esconde do senhor Franz Lichtenstein. Ele sempre se escondia na chaminé e nunca era encontrado. Foi assim que ele morreu.