Caxias (Maranhão)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Caxias do Norte
"Piriguete do Sertão"
Bandeira do Municipio de Caxias Maranhao.svg
Aniversário 1 de agosto
Fundação 5 de agosto de 1836
Gentílico caxiensofrente
Lema A vida é combate
Apelidos “Terra das águas coliformicas”
Prefeito(a) Fábio Gentalha
Localização
Localização de Caxias do Norte
Estado link={{{3}}} Maranhão
Municípios limítrofes Timão, São João do Sótão, Caxias das Aldeias Altas, Teresinha, Codorna, Coelhos Netos
Distância até a capital 66 km
Características geográficas
Área 5 150,666 km²
População 165 666 hab. IBGE/2019
Idioma Brasileiro
Altitude 66,6 metros
Clima Tropical AF
Indicadores
IDH 0,003 IBGE/2019
PIB per capita R$ 113,50 IBGE/2019

Cquote1.png Você quis dizer: Caixas? Cquote2.png
Google sobre Caxias (Maranhão)
Cquote1.png Você quis dizer: Caxias do Sul? Cquote2.png
Google sobre Caxias (Maranhão)
Cquote1.png Experimente também: Timon Cquote2.png
Sugestão do Google para Caxias (Maranhão)
Cquote1.png Experimente também: Teresina Cquote2.png
Sugestão do Google para Caxias (Maranhão)

Caxias, mesmo com todo o seu aspecto de cidade miserável de interior, é uma das maiores cidades do estado do Maranhão, sendo uma autêntica megalópole isolada no meio do sertão e um verdadeiro milagre da natureza que esta cidade possa existir apesar de toda a sua precariedade.

História[editar]

No início, viviam ali apenas índios pacíficos às margens de um límpido rio Itapecuru. Estes morreram após um surto de cólera ao beberem demais da água do rio, pois eles cagavam e jogavam lixo ali, algo que não mudou até hoje. Posteriormente, no século XVIII, os portugueses ali aportaram com um ambicioso projeto de construção de uma magnífica igreja. A ideia era provar a sua dominância ao construir coisas aleatórias em locais extremamente isolados. A igreja não foi lá aquelas coisas, mas serviu para tornar a região num ponto de referência para as várias famílias retirantes que ali aportaram e se estabeleceram.

Panorama de uma típica praça caxiense.

Em 1836, Caxias já era uma cidade, talvez a segunda cidade da história do Maranhão, embora em aspectos práticos se comportava como um bairro da capital Teresina, pois era pra lá que os miseráveis pobres caxienses emigravam ao atingirem a maioridade. O nome da cidade foi adotado em homenagem a uma rara espécie de esponja que, por ser justamente tão rara, acarretou a falta de banho do primitivo povo daquela região. Como eram analfabetos, o nome da esponja, que na realidade se escrevia "cachias", foi adotado com a grafia "caxias", e como uma mentira contada 100 vezes se torna verdade, hoje em dia a grafia "cachias" é considerada incorreta.

A cidade tornou-se conhecida durante a guerra da Balaiada, pois o foco dessa revolta dos maranhenses, já fartos dos portugueses, era ter independência e controle sobre seu próprio balaio de gato (daí o nome da revolução). Foi então convocado o Napoleão Bonaparte brasileiro, ninguém menos que Luís Alves de Lima e Silva, futuramente o famoso Duque de Caxias, que facilmente acabou com esta revolta, afinal ele só precisou lutar contra maranhenses preguiçosos, então até os revoltosos conseguirem se levantar das próprias redes, o exército imperial já havia massacrado todos e estabelecido a ordem. Em homenagem a essa vitória, Luís Alves foi condecorado no Morro do Alecrim onde recebeu o seu título de Duque de Caxias.

Traumatizados após a massacre ocorrido na Balaiada, o povo de Caxias prometeu nunca mais se revoltar com nada, e isso explica porque os governantes maranhenses e prefeitos da cidade podem fazer as falcatruas que bem quiserem justificar estratégias ousadas de governo que ninguém se importa e não sofrerem nenhum tipo de retaliação da população.

Geografia[editar]

Localizado no meio do nado, o rio Itapecuru passe pelo meio da cidade carregando as fezes e sacolas plásticas por lá produzidas. Isso apenas evidencia a falta de educação do povo maranhense, pois todos bairros da cidade de Caxias dispõem de coleta seletiva de lixo (pelo menos teoricamente) mas mesmo assim tornar a pesca no rio impraticável de tanto poluí-lo parece ser mais cultural do que necessário.

População[editar]

Na prática é o segundo maior município do Maranhão, atrás apenas de São Luís (visto que São José de Ribamar e Timon são respectivamente apenas bairros de São Luís e Teresina, e Imperatriz é capital do Maranhão do Sul), possuindo mais de 160 mil habitantes, a maior roça de toda América Latina.

Segurança[editar]

Caxias é uma cidade tão violenta e sem lei como qualquer outra pocilga maranhense, a diferença é que por ser (teoricamente) uma cidade grande, os meios de comunicação sensacionalistas reproduzem esse fato com maior ênfase. Uma rápida pesquisa no Google pelas palavras "Caxias", "Maranhão" e "Notícias" revelará imagens chocantes de gente esquartejada, baleada, escalpelada, atropelada e tudo mais o que for de ruim.

Lazer[editar]

Sim, existe um suntuoso shopping nesta cidade capenga, o Caxias Shopping, o único shopping da América Latina que tem formato de posto de gasolina. Um balneário chamado Veneza, que tem um lago que a cada 30 dias, morre um bêbado ou alguém que não sabia nadar