Celebes Ocidental

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Celebes Ocidental é mais um dentre os tantos pedacinhos a que a ilha de Celebes foi subdividida, na Indonésia, sendo talvez o mais inútil de toda a ilha que já é bem inútil como um todo. A sua capital é o vilarejo de Caramujo.

História[editar]

Em 1960 a Indonésia tornou-se um país independente, e a primeira coisa que um país faz quando conquista a hegemonia é dividir seu território no maior número de províncias possíveis, e com isso surgiria Celebes do Sul que seria a província mais superpopulosa e desenvolvida, por ser detentora das vastas e cobiçadas plantações secretas de noz-de-cola da Coca-Cola. Só que por algum erro de cálculo, um pedaço de nada (mato e gente demasiadamente pobre) de 16,787 km2 acabou sendo incorporado à Celebes do Sul. Para corrigir este erro, no ano de 2004, esse pedaço desprezivelmente inútil foi removido de Celebes do Sul e criado como Celebes Ocidental. Ninguém foi notificado, porque pouco nos importa.

Geografia[editar]

Uma rara imagem de Celebes Ocidental, e que explica porque ninguém gosta de lá.

Caso você não tenha feito o MOBRAL, o ocidente fica no oeste, então Celebes Ocidental fica a leste de Bornéu numa ilha que fica ao sul das Filipinas e ao norte da Antártica. É um território inexplorado e desconhecido, o qual pegamos o mapa e não vemos cidades, estradas e nada, só bastante floresta. Mesmo assim dizem que 1 milhão de pessoas vivem ali, muito provavelmente algum tipo de índio.

Economia[editar]

Se Celebes Ocidental foi jogado fora por Celebes do Sul (que já nem é grandes coisas), é porque boa coisa não é, e de fato, a região tem como principal motor econômico a produção de carvão, que é apenas madeira queimada e só serve para destruir o pulmão das crianças submetidas a trabalho infantil, uma prática culturalmente aceita na região.