Celebes do Sudeste

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Celebes do Sudeste é mais um dentre os pedacinhos de nada que a ilhota de Celebes na Indonésia foi subdividida. Mesmo sendo um pedaço bem desprezível de terra, possui incríveis 2 milhões de habitantes, comprovando a eficácia das leis islâmicas que proíbem putarias públicas, forçando os casais fazerem putarias em particular e gerar filhos feito loucos.

História[editar]

Não há muito o que se dizer do que aconteceu nessa inóspita região, uma vez que desde sempre foi apenas um local ermo e abandonado apenas cheio de mato que ninguém nunca se interessou. Sempre fez parte dos territórios de quem dominou a Indonésia, mas ninguém teve saco de efetivamente ocupar o lugar, que desde sempre é habitado por descendentes de Ali Babá. Quando a Indonésia conquistou a sua independência em algum ano que pouco importa, precisou criar províncias para se subdividir, e a ilhota de Celebes foi picotada em 7 pedaços, ficando considerado como Celebes do Sudeste não exatamente a área sudeste da ilha, mas sim a área sem estradas e sem interligação pra lugar algum. Ainda é um grande mistério como 2 milhões de pessoas vivem como se estivessem na ilha de Lost.

Geografia[editar]

Para chegar nesses quiosques, só usando uma piroga.

Se o mapa da ilha de Celebes fosse uma lagartixa manca recém-atropelada e transformada em patê de lagartixa, a localização de Celebes do Sudeste seria no calcanhar de aquiles do ex-animal, não exatamente no sudeste da ilha, mas por ali. Uma região montanhosa onde só tem mato, mangues e praias.

A Indonésia por ser um arquipélago garante com que Celebes do Sudeste tenha as suas inúmeras ilhotas também, entre elas as isoladas Ilhas Tukangbesi, no meio do mar das Flores, que tem esse nome não por causa de alguma flor existir ali mas por ser local de queda de aviões. E ali que fica o famoso Parque Nacional de Wakatobi, que na verdade em é famoso, senão já teriam devastado tudo por lá. Por ser bem isolado, abriga 1000 espécies diferentes de peixes e mais de 8000 espécies de corais, sendo o local de acasalamento das tartarugas-de-chapinha. E na verdade é só um manguezal bem fedido.

Transportes[editar]

Não há estradas ligando Celebes do Sudeste, e isso levanta teorias sobre como 2 milhões de pessoas são mantidas presas assim. As suspeitas são que esses 2 milhões de pessoas são inventadas, e que na verdade estão todos trabalhando como escravos em Jacarta. O único meio de chegar no local é embarcando numa das precárias aeronaves do país e torcer para que o avião dê alguma pane e caia em Celebes do Sudeste, porque a outra única opção seria chegar lá através de jangadas feitas de madeira até encontrar a aldeia de Aqui Dá, ou então a curiosa cidade de Beijinho-Beijinho Bau-Bau nas ilhas Buton.

Turismo[editar]

A região é teoricamente amplamente visada por turistas, todos aparentemente desejando fazer porra nenhuma. Acredita-se que tais turistas são fictícios, e que sua presença é inventada para o governo inventar dinheiro e assim tentar conter a inflação do país.