Celtic Frost

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Passarinho.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Hitler curtindo um som do Fresno. Celtic Frost é emo.

Se você não respeitá-lo(a), um deles chamará o Adolfinho para lhe transformar em purpurina.


Cquote1.png Você quis dizer: Frota Celta Cquote2.png
Google sobre Celtic Frost
Cquote1.png Você quis dizer: Motley Crue com esteróide Cquote2.png
Google sobre Celtic Frost
Cquote1.png UUUUUHHHH Cquote2.png
Tom Warrior sobre suas músicas
Cquote1.png Vocês traíram o movimento do metal véio Cquote2.png
Dado Dolabela sobre Celtic Frost
Cquote1.png Perto de mim eles ficam comportados Cquote2.png
Chuck Norris sobre Celtic Frost

"Olha mamãe, sou um celta malvadão e tenho um escudo!"

Celtic Frost é uma banda de Black Metal da Suíça, formada depois que seu vocalista, guitarrista e esquentadinho Tumé Guerreiro acabou com sua banda anterior Hellhammer.

História[editar]

"Mamãe, eu sou malvado e tenho uma guitarra!"

Logo após a dissolução do Hellhammer, Tumé Guerreiro se viu na necessidade de formar uma outra banda para continuar com sua paixão que era ser enrabado por um negão fazer música. Tumé Guerreiro deu seus primeiros passos com o Celtic Frost com os lançamentos do Ep o Retorno do Rei e do álbum Contos Eróticos Do Tumé Guerreiro, álbuns que geraram lacaios fãs para a banda.

Mas Tumé Guerreiro conseguiu seu êxito máximo ao lançar seu álbum mais conhecido que foi o To Adultério. Nesse álbum além de Tumé Guerreiro na guitarra, vocal e gemidos de prazer, a banda era formada também por Martinho Eric Adão no baixo e pelo baterista e tocador de bronha Rego St. Napa. Nesse álbum se encontram alguns de seus maiores sucesso como:The Usurper conhecido no Brasil por influenciar a novela apresentada com o nome de A Usurpadora no canal do Sílvio Santos e Gritos Cruciais, música essa que falava das orgias que rolavam na cabana pagã de Tumé Guerreiro.

Tom Warrior quando aderiu a moda purpurinada. HUM BOIOLA!

Após esse disco, que era uma mistura de heavy metal com macumba, Tumé Guerreiro decidiu mudar o estilo da banda. Com o disco "Lindo Paunegrôneo", Tumé começou aquilo que seria uma série de álbuns ruins lançado por Tumé e seus companheiros de orgia colegas de banda. Esse álbum apresentava uma sonoridade mais calma com muitas influência do Hard Rock, o que não agradou alguns de seus fãs mais retardados extremistas.

Ai do nada a banda ficou com inveja das bandas de glam metal americanas. Dizem uns otários que foi por causa do sucesso de bandas como Motel Cru e Bom Joventino que Tumé decidiu tornar a banda tão glam quanto elas, mas não foi bem isso. Na verdade, eles viraram glam porque queria se maquiar tão bem quanto os caras, queria também o mesmo rimel que eles usavam. Essa revolta deu origem ao "Lago Gelado", o disco mais baitolal da história do black metal, que contava a história de um mítico lago que servia pra apagar fogo no rabo. Esse disco é tão gay, mas tão gay, que vários gays da associação dos gays do heavy metal, como Rob Halford, tornaram esse disco um hinário da boiolagem no metal. Já os fãs da banda, em geral bichas encubadas que não queriam assumir esse seu lado feminino, se revoltaram e amaldiçoaram a banda de morte. Alguns entretanto cederam as tentações da boiolagem e emisse e se mataram após esse disco.

Depois desse disco horroroso, eles ainda lançaram o Vânia/Neuza, um disco dedicado a duas putas que costumavam fazer serviços caridade pros membros da banda, bando de feiosos. Mas esse disco não vendeu porra nenhuma, e a banda só fez lançar mais uma demo-tape antes de ir pro espaço.

Celtic Frost nos anos 2000. Tom aparece com seu gorro de mano do rap que ele tinha virado. Repare na participação especial do Chewbacca. Esqueça o outro cara do lado.

Em 2006, Tumé Guerreiro, Martinho Eric Adão e Chewbacca o novo baterista lançaram um novo álbum, o Monotheist. Nesse albúm Tumé Guerreiro tomou uma postura meio gótica e meio marginal, passando a se trajar todo de preto incluindo um gorro ridículo que usava.Tumé Guerreiro já não dispunha mais da mesma voz de antes devido ao problema na garganta que passou a enfrentar com o passar dos anos por culpa de um acidente terrível ao fazer relações de sexo oral com seu novo parceiro de banda, o Chewbacca.

A banda acabou de novo depois que os dois se desentenderam e Tom criou uma nova banda chamada de Tripa de Cão. O Chewbacca bem que tentou manter a banda, mas a coisa tava tão fodida que ninguém mais ouvia a banda mesmo, ai acabou de vez com a banda.

Discografia[editar]

Álbuns[editar]

EPs[editar]

Coletâneas[editar]

Membros da banda[editar]

  • Tumé Guerreiro - Vocalista e cantora lírica, depois ela virou rapper da banda.
  • Chewbacca - Não estou bem certo o que ele toca na banda, mas deve ser o responsável pela parte grindcore da banda com seus latidos e rugidos.
  • Isaac Darso ou Isaac Khakshouri - Também conhecido como Iggor Cavaleira, chegou a tocar bateria com a banda no início. Sim, o baterista do Sepultura já tocou no Celtic Frost (mentira).
  • Martinho Eric Adão - Baixista e fornecedor de gatinhos para o viciado Tumé Guerreiro cheirar antes de fazer sexo com um vibrador seus shows.

O resto não tem a mínima importância quem sejam.