Cenário

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Cenário pronto para um cruzeiro sub-marítimo.

Cenário é um aglomerado de paredes divisórias simulando paredes reais, pedras de isopor, frutas de plástico, perucas e apliques para cabeça, perucas para outras partes, pássaros fake cantando palavrões, minhocas disfarçadas de cobras e muitos outros apetrechos... Pra que isso tudo? Oras, para que um filme, seriado, propaganda, peça de teatro, série ou novela(eca!), pareça algo real para quem assiste.

Quem organiza[editar]

Nenhum cenário é tão ruim bom que não possa piorar melhorar.

Quem organiza isso tudo varia, mas pode ir desde pessoas da faxina, até paisagistas e designers, tudo depende da obra, algumas saem mais caro, outras mais barato. Algumas são feitas mesmo na cidade cenográfica dos estúdios outras podem ser feitas até lá no alto da montanha da puta que o pariu. Os cenários devem ser de acordo também com as montagens feitas, pois nem sempre é possível que uma garganta numa montanha parece um buraco do inferno(não esse), de onde saem almas, demônios e o caralho a quatro, então podem mesmo filmar uma garganta num vale, mas depois a ajuda da computação gráfica fará o restante.

O tal do diretor deve reunir produtores e mais pessoas, para montar a bagaça, de modo que tudo seja convincente, não pode por exemplo alguém estar num deserto, mas deixarem aparecer uma garrafinha d'água(a não ser que faça parte de miragem), esquecida por algum mongo, por isso a cena é vista e revista várias vezes, se algo assim acontecer, o pobre mongo é demitido e em seguida substituído por outro que seja menos distraído. Água não é uma coisa que se possa disfarçar como comida, que pode ser em plástico ou mesmo em madeira, não que hajam cupins atores... bom algumas vezes sim, mas para documentários, que é onde cupins e outros bichos escrotos figuram, não é preciso cenário, pois em geral é uma filmagem para mostrar exatamente aquilo.

Os produtores ou como algumas bichas produtoras gostam de dizer promouters, mas não promovem nada, pois quem promove são propagandistas e sócios que investem, porém eles são sim, organizadores para que não saia nada errado, mas como são tontos humanos, sempre acaba escapando algo e, mesmo os melhores filmes, é difícil que não tenham alguns errinhos: Cenários são erros ambulantes e, há mesmo coisas que se mexem sozinhas em cenários, o que não significa que atores devem ficar de pau duro ou atrizes de faróis acesos na hora errada, fora em cenas de sexo ou cenas de sexo disfarçadas românticas.

Como ficam[editar]

Vantagens desse tipo de ficção: O gasto com o cenário foi apenas grafite, borracha, papel e nanquim.

Cenários ficam bons ou ao menos convencem, o do Chaves e Chapolin por exemplo são porcaria, mas os atores salvam tudo e, não deixa de ser charmozinha a vila do Chaves, tem até fonte dos desejos - os atores são parte do cenário, portanto, precisam também de prepare, então entram figurinistas, bichas cabeleireiras, maquiadores e, mesmo algum tipo de enfeite do tipo um macaco dependurado no ombro, caso algum personagem tenha isso como bicho de estimação, então podem usar um mico real e, algumas cenas em que o bicho se assustará muito, pois os atores irão se matar ter uma briguinha, deve ser substituído por um bicho de pano, então as costureiras é que providenciam um que seja convincente.

Pedras pegas por atores, em geral são de isopor muito bem pintado e disfarçado, por isso não precisa se sentir um bosta por não conseguir erguer uma com a metade daquele peso e, é assim com tudo muito pesado que o ator erguer facilmente, mesmo que seja ter que salvar e então, ele erguer aquelas duas atrizes, cada uma com uma das mãos e, cada uma mais magrinha do que a outra, fazendo isso facilmente, saiba que isso tudo é simulação e, o cenário sempre ajuda com esses elementos.

Até mesmo luzes podem ser artificiais, de modo que uma lâmpada pode ser uma lanterna das boas, improvisada e penduradinha no meio do teto, bem como aquele macaco pendurado no lustre, em geral está preso por cabos, que não parecerão no cenário, bem como coisas caras que são estragadas, também são fake, mesmo aquela atriz que você acha muito gata, pode fazer parte do cenário, mas na verdade, ser estragada, mas o importante é o que o cenário convença e, possamos assistir com cara de mongo e a boca aberta ou cheia de pipoca.

Ver também, se achar que deve[editar]