Zefir

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Cephiro)
Ir para: navegação, pesquisa
As três galinhas em Zefir: note a ilha flutuante

Zefir, ou Cephiro, é o nome do planeta "mázico" e gay das lendárias e (idiotas) Guerreiras Mágicas de Rayearth (três patricinhas barangas e cheias de gritinhos de "ui, não me toque").

O planeta[editar]

Aparentemente, Zefir fica em outra dimensão e é governado pela Princesa Esmeralda (uma piriguete chata pra cacete que tem o cabelo loiro maior que sua altura e andou sendo traçada pelo seu Mago-Guardião chamado Zagard).

Tal planeta era um lugar muito chato, todo mágico e cheio de baitolices como passarinhos cantando e cascatas aéreas molhando tudo no chão e deixando as pessoas putas da cara porque tinham que limpar seus quintais todo santo dia.

Princesa Esmeralda no céu, junto com seu Ze-Gatão, quer dizer, Zagato

Entretanto, a casa caiu pra Zefir, mano. Um dia, cansada do papel de pilar do planeta (ou seja, viver atochada com um tremendo pilarzão vocês sabem onde), a Princesa Esmeralda resolveu soltar a franga e dar a periquita descontroladamente para seu Mago-Guardião, e meio baitolão-urubu, Zagard. Isso fez com que ela perdesse a concentração na integridade do planeta (lógico, porque vagabunda que se preste quer mais é saber do rala e rola e não de como vai o planeta) e a partir deste momento, Zefir começou a definhar. Tipo assim: foda-se, né?

Mas não satisfeito em deixar a insossa e vagaba Princesa Esmeralda furunfar em paz com Zagard, o Exú-caveira, o baitolérrimo Guru Cleff (um anão perobo de cabelo lilás bebê e que usa muitas pulserinhas "mamãe gosto de homem", também conhecido como Mestre dos Magos]]) resolveu convocar três , por falta de verba, já que na vez anterior chamou 5, japonesinhas chatas e meio galinhas (porque elas sempre tem que ser japonesas, hein?) para acabar com a raça da racha maluca que parou de ligar para o planeta e assim, conseguir restaurar sua integridade.


Guru Cleff, o mago-anão-de-jardim

Lógico que depois de muito auê e putaria, as Guerreiras Mágicas (que são mais burraldas que tudo já mostrado em toda a história da TV) despertam seus gênios (três robôs ridículos que ficam falando com voz de catacumba e achando que são psiquiatras porque vivem a dar concelhos insuportáveis que ninguém pediu) e conseguem dar um pega-pra-capar com a Princesa Esmeralda com direito a puxão de cabelo e briga de aranha.

Lexus, o robô fisiológico das fogueiras

As Guerreiras resolvem abolir a figura do núcleo de Zefir depois que a Princesa Esmeralda liga o botão do foda-se e dá um "pei" na própria cabeleira, indo furunfar com Zagard no céu.

Zefir é salva e as três galinhazinhas voltam pra Terra, de onde nunca deveriam ter saído.

Obviamente, na segunda temporada, ocorre tudo de novo, porém, desta vez, tem três planetas vizinhos querendo invadir o lugar (e mandam uns representantes ridículos, como um casal de homossexuais que lutam dentro de um robô, duas gêmeas malucas e sadomasô que botam as rachas pra brigar dentro duma nave feia e uma garota meio anã que fica gritando que nem uma louca dentro dum dragão voador). Sem falar na bruxa E-S-C-Â-N-D-A-L-O chamada Deboner, que bota pra ralar com as retardadas das Guerreiras Mágicas.

Ver também[editar]