Cezarina

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cezarina é um distante galinheiro de Goiânia em forma de município ferrado que nem aparece no mapa.

História[editar]

Pau-de-arara chegando em Cezarina.

Desgraça que infelizmente surgiu em 1960 graças à construção da BR-060 que visava ligar Brasília à Terra do Nunca. Os pedreiros que ficaram por ali construíram um rancho, um posto de gasolina e um puteiro, o suficiente para manter a linhagem da cidade. O nome Cezarina foi adotado em homenagem ao fundador da cidade que nasceu de cesariana.

Com o tempo foram se arrodeando fazendeiros e caipiras por ali e surgia o vilarejo. Em 1988 passou a ser considerado um município, acredita-se que fica em Goiás a julgar pela quantidade de roceiros.

Atualmente é uma cidade irrisória qualquer escondida no mato.

Geografia[editar]

A geografia de Cezarina é como a de qualquer outra porcaria do interior goiano. Muito calor, e um rio, o Rio dos Bois, onde os bois da cidade defecam.

Além do mato tem duas ruas principais uma que sobe e uma que desce, e ao chegar na cidade todos olham para você pois afinal a cidade parece mais o velho oeste (ou seja, o velho centro-oeste) onde nada acontece.

Economia[editar]

Economia completamente baseada na agricultura e pecuária, especialmente na criação de avestruz, abrigando inclusive uma das filiais da totalmente excelente e idônea empresa Avestruz Master. Cidade com baixa taxa de desemprego, há muitas opções de emprego como cortador de cana e roceiro.

Indústria só existe uma, bem sinistra onde é produzida cimento dizem.

População[editar]

População pequena de 7000 caipiras pacatos que passam as tardes fumando palha nas praças da cidade.

Turismo[editar]

Existe uma festa da cidade, a festa de São Cristóvão que é patrono da cidade. A festa ocorreu em 16 de julho, mas nem visitem na festa. É melhor conhecer as outras inúmeras opções da cidade, como a tal fábrica de cimento, considerado um bom passeio para ampliar os conhecimentos de pedreiro.