Chacrinha

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Rossi.jpg Este artigo trata de coisas muito bregas, bicho!

Se você acha que a moda é coisa só pra gente chique, esqueça isso aqui e tome seu rumo, mas se você é um mal-amado fã de Alípio Martins, pegue a cadeira porque o bingo já começou.

Falcao.jpg
ReaperlogoDare.gif
Chacrinha já morreu!

Dona Morte cumprindo sua cota diária...

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno


Placa80.svg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 80's!
Se você NÃO é daquela época, ligue para 8080-8080 e diga: "Oi, tenta crescer!"

Chacrinha e uma de suas prostitutas Chacretes

Cquote1.png Você quis dizer: Bozo Cquote2.png
Google sobre Chacrinha
Cquote1.png Vamo receber... Cquote2.png
Chacrinha sobre os convidados que apareciam em seu programa
Cquote1.png Na União Soviética, o bacalhau quer VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Chacrinha
Cquote1.png Nunca antes nesse país se deu tanto bacalhau ao povo Cquote2.png
Presidente Chacrinha sobre História
Cquote1.png É bom para o Moral Cquote2.png
Rita Cadillac sobre Chacrinha
Cquote1.png Uh-Uh Cquote2.png
Terezinha sobre Chacrinha
Cquote1.png Você traiu o buffet de bacalhoada, véio Cquote2.png
Dado Dolabella sobre Chacrinha
Cquote1.png QUEM QUER A MANDIOCA DA MARIA BETANIA!? Cquote2.png
Chacrinha sobre Maria Betania

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...as chacretes, além de dançar, salgavam o bacalhau?

Chacrinha, ou Abelardo Barbosa, foi o maior economista, filósofo, comunicólogo e comerciante de secos e molhados do Brasil ao longo do século XX. Foi o maior divulgador do consumo de bacalhau e de seus benefícios para a saúde do povo. Seu apelido advém de suas propostas de reforma agrária para o país.

Trajetória acadêmica e política[editar]

Formou-se em Economia pela Faculdad de Economía de Asunción, Paraguay, retornando ao Rio de Janeiro, onde foi chamado por Getúlio Vargas para criar uma nova moeda para o país, o Bacalhau.

Chacrinha, o Abelardo Barbosa

Chacrinha chamou então seus melhores assistentes, o sociólogo Fernando Henrique Cardoso e a poupançóloga Rita Cadillac, e juntos delinearam o que seria conhecido posteriormente como o Plano Real.

O toque genial do dito plano foi a introdução de uma enorme buzina na poupança do Estado, de modo que, toda vez que a gastança passava do ponto, Chacrinha tocava a sua enorme buzina na poupança do Presidente. Com o sucessivo incremento do déficit orçamentário, Getúlio, embora gaúcho, preferiu o suicídio.

"Quem quer bacalhaôô..."

O início[editar]

Chacrinha começou a trabalhar como gari, no Acre, e lá, lhe pagavam 1 tubituine por dia, o equivalente a 100 reais. Chacrinha depois se formou em maluquice na Universidade Federal do Acre (UFAC), e deu no que deu...

A carreira televisiva[editar]

Decepcionado com a política, Chacrinha dedicou-se à sua vida particular, casando-se com Terezinha Uh-Uh, jovem aborígene australiana, que ele conhecera num baile da Ilha Fiscal. Após a lua-de-mel, ficou claro para Terezinha que ele só queria saber do bacalhau das Casas da Banha e que ele não terminaria seu affair com o traseiro de Rita Cadillac.

O Presidente Chacrinha

Tudo se encaminhava para o divórcio, quando ela resolveu produzir um programa de TV em que Chacrinha pudesse popularizar suas teses econômicas, promovendo uma distribuição de renda lúdica e igualitária.

Com o lema "cinquenta ânus em cinco", Chacrinha e Rita Cadillac puderam dar novas diretrizes econômicas ao Brasil, sob a gestão previdente de Dona Terezinha.

Consagração popular e queda[editar]

Cansado da democracia, o povo resolveu fazer uma revolução e colocar o velho Abelardo no poder. Ele aceitou e chamou para compor o Senado seus principais auxiliares, sob a liderança de Pedro de Lara e uma belíssima jovem, a estrela russa Elke Maravilha. Essa última indicação foi um erro estratégico, pois aqueles tempos eram de Guerra Fria e logo a seleção russa de futebol invadia o Maracanã, sob o comando de Lênin para derrotar o Brasil na final da Copa de 50, pondo fim ao ciclo dos 50 ânus em 5.