Chapada Gaúcha

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Uai! Chapada Gaúcha? Tamo no Rio Grande do Sul? Cquote2.png
Habitante de Chapada Gaúcha sobre estar no sul e não na caipiralândia
Cquote1.png EU DISSE! EU DISSE QUE ESSES BASTARDOS VINHAM DO RIO GRANDE PARA MINAS SÓ PARA TRAZER DESGRAÇA! Cquote2.png
Prefeito de Chapada Gaúcha jogando culpa sobre os gaúchos que mal pisaram em Minas Gerais

Chapada Gaúcha é uma cidade de Minas Gerais que é uma prova viva de que as cidades mineiras só existiram por causa dos pseudo argentinos e dos paranaenses. Convenhamos: catarinenses não está incluídos pois sequer podem ser considerados gaúchos, apenas acham que são.

Recebeu esse nome por ser a primeira colônia gaúcha no Brasil. Na época o movimento sulista estava tão confiante da emancipação do sul que criaram até uma cidade que foi dita como "embaixada" no Brasil.

O município de Chapada Gaúcha, antiga Vila dos Gaúchos, teve seu início de povoamento no ano de 1976, quando chegaram os primeiros moradores oriundos do Rio Grande do Sul, pelo projeto PADSA – Projeto de Assentamento Dirigido à Serra das Araras, que integrava os municípios de Formoso, Arinos, Januária e São Francisco. E o povoado de Vila dos Gaúchos, No ano de 1994, houve plebiscito na Vila dos Gaúchos, para escolha do nome do novo Distrito, os nomes mais votados foram: Novo Horizonte, Chapada Gaúcha e Serra Gaúcha, como já tinham outros Distritos com a denominação Novo Horizonte, automaticamente prevaleceu o segundo: Chapada Gaúcha. Neste mesmo ano, a Câmara Municipal de São Francisco aprovou a Lei nº 1523 de 19 de dezembro de 1994 criando o novo Distrito de Chapada Gaúcha, tendo seu território desmembrado do Distrito remanescente de Serra das Araras. Em 28 de Janeiro de 1995, foi instalado o Distrito de Chapada Gaúcha, na antiga Vila dos Gaúchos; neste mesmo ano, começou o processo de emancipação do novo distrito.

Ocorrendo um fato inédito no Estado de Minas Gerais, pois foi o único povoado que virou Distrito e Município no mesmo ano, criado pela Lei 12.030 de 21 de dezembro de 1995, onde houve a junção dos Distritos de Chapada Gaúcha e Serra das Araras e criando o mais novo município do Grande Sertão Veredas (CHAPADA GAÚCHA) e tendo o Distrito de Serra das Araras como Distrito, em 1996 aconteceu a primeira eleição municipal e em 1º de Janeiro de 1997 instalou-se a primeira administração.

A partir da promulgação da Lei Orgânica, que ocorreu em 07 de novembro de 1997, estabeleceu-se 25 de Julho para se comemorar o aniversário do município, por ser dia do agricultor (colono/trabalhador rural) e dia do motorista, devido ao município ser essencialmente agrícola.


A Chapada Gaúcha tem hoje 10 792 (último censo do IBGE - 2010) habitantes. Estamos situados a aproximadamente 130 km de distância do município de São Francisco, 90 km do município de Arinos, 165 km do município de Januária, 125 km do município de Formoso e à 85 km do município de Pintópolis; ressaltando que nossas vias de acesso não são providas de asfalto, Chapada Gaúcha está localizada no semi-árido Norte Mineiro. Economicamente, o município de Chapada Gaúcha, caminha para um desenvolvimento agro-silvo-pastoril acelerado, saindo de uma condição exploradora extrativista para outra econômica e tecnológica.


Ao rumo de seu 19º aniversário, o povo de Chapada Gaúcha, tem o orgulho de ser o município que mais cresce no Estado de Minas Gerais e de ser o maior produtor de sementes de capim do país, de ter o maior Parque Nacional da região do Cerrado (Grande Sertão Veredas), de realizar a maior festa religiosa do interior de Minas (Festa de Santo Antônio de Serra das Araras), de ser sede da maior festa do Grande Sertão (Encontro dos Povos) e de ter na história personagens históricos como: Antônio Dó, Eloi Ferreira da Silva, entre outros.

Cidade[editar]

A cidade não tem rodovia. Não tem luz, não tem água, não tem dinheiro, não tem casas, não tem prédios, nem arranha-céus, nem barracas, nem prostíbulos e muito menos banheiros. A cidade também não tem habitantes, mas isso é o de menos já que é a mesma merda no resto de Minas Gerais.

Estavam até mesmo bolando algumas coisas como festas tipicamente gaúchas para tentar manter os ideais sulistas na região, porém, sequer conseguiram explicar aos caipiras da região o que era "Brasil" e "sul".

Os habitantes de Chapada Gaúcha voltaram para o sul e fundaram uma cidade chamada Alto Feliz, para tentar disfarçar o fracasso e depressão que ganharam em Minas. Chapada Gaúcha ficou abandonada e é usada como depósito de lixo tóxico.