Charles Dickens

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Nota: Peço perdão ao cinza chumbo por ele estar nesse artigo, mas não achei a cor adequada para expressar a atmosfera e os personagens encardidos dos livros de Charles Dickens, essa cor teve que ser sacrificada.

Bandeira da Inglaterra.png GOD SAVE THE DESCIC£OPEDIA!!

The Merlim's Order First Class garante que este artigo é 100% inglês. Ele é industrializado, casto, vitoriano e tem a aprovação de £ewis Hamilton.

Certamente, paraguaios, franceses e alemães odiarão este artigo!
Rainhavitoriapre.jpg


Charles Dickens se fosse dos dias atuais.

Cquote1.png Aí, Oscar Wilde, perto dos dele, seus livros são bons. Cquote2.png
Alguém sobre Charles Dickens.
Charles Dickens é um grande ícone da literatura inglesa e mundial que escreveu duas grandes obras conhecidas: Oliver Twist, uma bibinha abandonada que retrata o próprio Charles em sua infância e A Christmas Tree uma bosta literária natalina sobre três fantasmas que visitam o tio engraçadão do Charles Dickens. Fora isso, não tem mais nada conhecido e, nem é preciso, de ler essas duas porcarias, você já percebe que não vale a pena ler mais nada dele.

Biografia[editar]

Professora recomendado proibindo a leitura dos livros de Dickens, para assegurar que seus alunos sejam saudáveis mentalmente.

Dickens sempre foi uma criança estranha que via não apenas gnomos (isso até eu e você vemos e sem qualquer ajuda), mas via fadinhas putinhas, elefantes voadores, macaquinhos cor de rosa (fora os humanos) e toda gama de coisas ridículas impossíveis para um piá desgraçado de estranho, mas ele ver essa coisas não era o pior, o pior mesmo é que ele continuoou vendo isso até o fim da vida já com seus 90 anos, e ficava revoltado quando diziam que não havia nada lá...

Dickens conhecendo sua segunda esposa (a que está na mão dele.

Quando ele começou a escrivinhar suas bobagens, daí sim você pensa que de tanta noia saíria algo positivo e, ao menos ajudaria sua criatividade mas, nada disso, ele perde até pra J. K Holligans e até mesmo para Paulete Lebrezinha em termos de imaginação. Não se sabe a que isso se deve, mas pode ser pelo simples fato dele ser inglês de uma época triste e fétida na Europa. Se o Pequeno Príncipe fosse o Oliver Twist ele se mataria antes de ver a cobra... e a cobra se mataria de tédio antes de dar o bote no infeliz.

Os livros dele são mais cinzas (e que a cor não se ofenda) do que a cara do Dickens. Quando jovem ele já era cinza e, acha-se que teve dez filhos, mas são todos dele só de nome, pois ele era mais corno do que o Dom Casmurro.

Quando o Charles Dickens se tornou uma tia velha, ele já era bem cohecido por não fazer nada que preste, mas como não fazer nada que preste era um grande feito na época ele conseguiu a proeza de ser reconhecido ainda em vida e morreu sendo levado por três fantasmas: Catinga, Assombroso e Gasparzinho... o Penadinho não entrou nesa putaria e deu graças à Deus porque nasceu morreu bem depois do Charles Dickens ir pra fita.

Bibliografia[editar]

Um dos fantasmas que conseguiu matar pela segunda vez os fantasmas de Dickens.

Charles escreveu as duas obras citadas, vamos a mais chata delas que é aquela dos três fantasminhas natalinos, que provavelmente ele fez enquanto estava cagando. Essa maravilhosa merda (nem serve de adubo) já é uma bosta por ser algo relativo ao natal, nem preciso mencionar que Jesus nem é citado, na verdade o personagem principal é uam espécie de papai Noel enrrustido (em termos de enrustido o Charles Dickens era campeão), esse papai Noele era empresário e não gostava de dar satisfações de seu dinheiro a ninguém, nem confessar que gastava uma parte dele com lindas putas, mas esse hábito que era a única coisa que o velho fazia que preste na vida foi deixado de lado, para ele então se tornar papai Noel.

Oliver Twist com seu primeiro love.

Agora vamos outra obra mais chata, mas com um detalhe: Não é um papai Noel, mas sim um duende do papai Noel, porém Oliver não sabe que é um duende, ele só descobre depois de passar mais privações do que eu e você juntos, de ser aliciado por uns dez maníacos diferentes, e mais um monte de coisas tristes, coisas tristes e mal contadas, lembrando que isso pertence ao Dickens. Oliver após isso tudo se descobre duende e tem enfim uma vida infeliz na arvore natalina.

O restante das obras ninguém mais conhece, mas por essas duas você já imagina que nem vale a pena ler, mas se quiser se arriscar fique à vontade, mas não pode dizer depois que não foi avisado na DP. Aqui só tem pessoas que gostam de alertar.