Che Gay Vara

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Tango.gif
Villa 31.jpg
¡¡NO LLORES POR MI, DESCICLOPÉDIA!!

Como Maradona és muy merrór que Pelé y La Bombonera és más grande que el Maracanã, esto artículo és lo más merrór de la Desciclopédia. La torcida del Boca Runiors há assegurado que és un lerrítimo artigo arrentino porteño y por eso LO MEJOR, SIEMPRE...
Stankyle.jpg

Oh My God!! They killed Che Guevara!

You bastards!


Hammer and sickle.png
Este artigo foi aprovado pelo Conselho de Proteção à Moral da Família Soviética como sendo livre de conteúdo subversivo.
60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Che Guevara.
Crystal Clear action bookmark.svg.png Che Guevara Crystal Clear action bookmark.svg.png
CheHigh.jpg
Origem Argentina (tinha que ser)
Sexo by:tola
Ocupação Mocinha do Inferno
Profissional
Profissão Anterior Serial killer
Conchavo Fidel Castro
Maior Escândalo O beijinho na boca que deu em Fidel
Perfil
Nível de Inteligência Icon 00 percent.png
Plásticas Implantação de orelhas do Mickey no alto da cabeça
Vícios Coca-cola capitalista opressora
Emissora Atual Rede Globo
Preferências
Livro Nuvola apps bookcase.png O Capital
Música Emblem-sound.svg.png Matanza, The Killers
Prato criancinhas
Filme
Cquote1.pngVocê quis dizer: Seu Madruga?Cquote2.png
Google sobre Che Guevara

Cquote1.pngExperimente também: Porco Fedorento Cquote2.png
Sugestão do Google para Che Guevara
Cquote1.png Mi grande amigo de faculdad!! Cquote2.png
Fidel Castro sobre seu amigo Che Guevara
Cquote1.png Você traiu o movimento antiimperialista revolucionário CUbano veiu! Cquote2.png
Tem Dado em casa sobre Che Guevara
Cquote1.png Tchê, Que Vara hein!!! Cquote2.png
Gaúcho sobre Che Guevara
Cquote1.png Quem matou esse cara aqui?!...Quem matou esse cara aqui?! Cquote2.png
Capitão Nascimento interrogando a CIA sobre Che Guevara
Cquote1.png Companheiro comunista, já comemos mais de 200 criancinhas. Cquote2.png
Michael Jackson sobre Che Guevara
Cquote1.png Meu filho bastardo. Cquote2.png
Stalin sobre Che Guevara
Cquote1.png Ei! Já disse que esse bordão é meu! Cquote2.png
Severino sobre "Isso é uma bichona", seu bordão
Cquote1.png Sohn von a Weibchen Cquote2.png
Hitler sobre Che Guevara
Cquote1.png Eu Comia! Cquote2.png
Renivaldo sobre Che Guevara
Cquote1.png Chegado em Vara!!! Cquote2.png
Grindgore sobre Che Guevara
Cquote1.png Esse comunista safado é invenção dos Americanos Cquote2.png
Montoya sobre Che Guevara
Cquote1.png Na União Soviética, o Che Guevara usa camisa com foto de VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Che Guevara
Cquote1.png Seu viado, você tá enfiando o charuto no sitio errado! Cquote2.png
Fidel Castro sobre Che Guevara
Cquote1.png O maior homem que eu já tive. Até hoje me lembro daquela barba. Ahhhh...gozei Cquote2.png
Fidel Castro sobre seu comedor Che Guevara
Cquote1.png Foi por culpa dele que Vice City tem Cubanos! Cquote2.png
Tommy Vercetty sobre os Cubanos de Vice city

Tabela de conteúdo

[editar] Sobre

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...

Che Guevara, mais conhecido como Che Quer Vara, é o apelido dado a todos os revolucionários socialistas argentinos com o nome Ernesto Guevara de La Sarna, nascidos entre o dia 14 de Junho de 1928 ao 14º dia do 6º mês do mesmo ano, felizmente, até agora só existiu um.

[editar] História

[editar] A Infância

Che Guevara.

Che Guevara é filho de Ernesto Lynch, um jogador argentino famoso de futebol brasileiro e Celia de la Serna y Llosa, uma dançarina de tango mui caliente, que depois recebeu a guevara do marido atrás... (do nome, é claro!). O pequeno Guevara (Ou Guevarito para os íntimos de perto...) nasceu na Argentina em 14 de Junho de 1928, segundo o Calendário. Guevarito teve sua infância marcada pelo carinhoso apelido que lhe foi dado: "Chancho", que significa "porco" em espanhol. Afinal, sabemos que o garoto não era lá o mestre da higiene íntima.

Apesar de ter nascido numa família elitizada, o ambiente na casa era bem político e ambiental. Na biblioteca de livros (sim de livros, porque havia outra com outras coisas que são censuradas pela Desciclopedia), com as paredes muito bem decoradas com gravuras repetidas do viadinho grande artista Andy Warhol, tinha vários livros ecléticos de diversos estilos diferentes, como: “O Bacanal” de Marx, o marchista; “A Origem da Família, da Propriedade Privada Sanitária e do Estado dos Bananas de Pijamas” de Engels, o anjinho; “Que Fazer Com Os Power-Rangers? ” de Lenin; "A Caridade, como dar sem deixar os outros saberem que você dá!" de filósofo caolho e viado nas horas vagas Jean-Paul Sartre... e essas coisas uniformemente variadas. Che (Que ainda não tinha esse apelido, pois era um ano bissexto) sempre ficava escondido no banheiro feminino espionando as amigas de sua mamãe tomando banho, eram mulheres politizadas, argentinas, bonitas e calientes, despertando assim o seu interesse pelo Comunismo.

Aos doze anos Che e sua família se mudaram para um lugar próximo de uma favela. Apesar da burguesia argentiniana não gostar dos favelenses, Che se divertia com seus amigos favelianos ao jogar pedra nos carros burgueses. Uma vez Guevarinha aceitou o desafio de seus coleguinhas: fumar cigarro em baixo d’água. Então ele entrou na água da praia com um cigarro e uma caixa de fósforos, tentou acender duas ou três vezes, mas pra sua surpresa não conseguiu! Em compensação ele fez uma descoberta inédita, antes nunca vista nos cinemas brasileiros da Argentina africana: “não dá pra acender cigarro em baixo da água do mar argentino”. Corria um boato na época de que no mar cubano poderia fumar cana seca embaixo d’água, desde que não contasse a ninguém, é claro. Ele quase se afogou, quando saiu da água da praia estava muito mal (e também todo molhado de água!), tomou um gole de Coca-Cola e quase morreu ao desmaiar, quando acordou estava quase sem ar. A partir daí, ele acabara de contrair o vírus da Asma.

Che Guevara traumatizado com o chapéu que ele ganhou de seu pai durante sua viagem a Disney.

O pequeno Guevara sempre assistia desenhos estadesunidenses, principalmente o Mickey Mouse. Aos 12 anos, quando foi levado à Disneylêndia em uma excursão da escola, ele foi falar com o Mickey e o que ele lhe respondeu foi: “Você não já é muito grande pra ficar com essas tabaquices? Parece até que é argentino!!! Se você me quiser como Mickey Mouse vai ter que pagar cem dólares por noite, meu amor! ”. Muito diferente das dublagens em argentinês, ninguém ia adivinhar que Mickey era pedófilo, ou melhor, fazia tudo por dinheiro, mas tudo bem, foi a primeira característica capitalista que Chezito conheceu. Saindo de lá, juntou esse fato com sua grande aversão aos roedores, que o morderam aos 3 anos de idade ao tentar dividir o queijo, e decidiu: “Quando eu crescer vou ser médico! Vou curar todos do mal do Capitalismo e lutar para que não existam dublagens malfeitas inocentando algum capitalista pederasta! Também vou lutar a favor da Banguelização Ratial!”. A experiência dessa viagem causaria nele uma grande aversão aos Estados DesUnidos e suas grandes corporações da época, como a Coca-Cola Corporation & Sacanation que lhe causou a asma.

[editar] A Juventude

Cheago Lacerda e Fidel no Boteco Sierra Maestra. Nisso Fidel grita:"TOCA REGGAE COMUNISTA AÊ!!!".

Como a maioria de todas as pessoas da burguesia argentiniana de lá, Guevara decidiu ser médico e assim cuidar dos doentes vítimas da Coca-Cola. Após saírem da Faculdade, os ex-faculdandos, agora médicos, adquirem a infecção do “Complexo de Dom Diego de La Vega”, com Che (que ainda não tinha esse apelido, pois estava de dia!) não foi diferente. Individualisticamente falando, ele gastou toda a sua mesada argentiniana mandando dinheiro escondido via carta para os Ursinhos Carinhosos na luta contra o Coração Gelado. Os medicinianos (Estudantes de Medicina) e os direitanos (Estudantes de Direito, que só fazem coisa Errada!) viviam em constante conflito, pois a faculdade de Medicina era colada com a de Direito, tinham quase os mesmos alunos e até os mesmos professores! Num certo dia, num certo mês, no ânus de 1951, Che conhece Ana Gamada, a namorada de um Yuppie estudante de Direito, que estava querendo vender a sua ecocicleta e comprar uma moto, pois uma ecocicleta era silenciosa e limpa, já uma moto era cara, barulhenta e o melhor, deixava fumaça por onde quer que passasse ou não passasse, impressionando as estudantes atraídas pelo cheiro.

Sem dinheiro e sem diploma, o burguesinho Che comprou fiado a motocicleta ecológica do Yuppie capitalista. Além de dever dinheiro a ele, Che ainda teve a cara de pau de pegar emprestado sua namorada que montou na garupa (literalmente e metaforicamente). Segundo os livros históricos de História, Che teria viajado com seu amigo Alberto Granada, mas a nova verdade é essa: devido ao regime bushista de Tio Sam, não era permitido o uso de uma ecocicleta por um casal (pois se a mulher engravidasse, não pagaria impostos), então, Che transformou Ana Gamada em Alberto Granada, um velho amigo seu que estava viajando (literalmente e metaforicamente), vestindo-a de homem. Ele ainda tatuou na ecocicleta o nome de guerra de sua nova namorada: “La Poderosa II”. Faltando seis meses para se formar, o medicineiro Che, que agora vivia “La Vida Loca”, resolveu abandonar tudo e viajar com “La Poderosa”, que estava idêntica com Alberto. Eles viajaram e se esfregaram por todo o continente, sempre escondendo a verdadeira identidade dela, é claro.

Che Guevara.

Quando Che viu que Tio Sam havia decretado a nova Lei Latina: “Que todos tomassem Coca-Cola”, Che percebeu que todos estavam mesmo tomando. Che inventou de trocar de lugar com Ana, a Poderosa, pra Che poder ficar atrás dela e assim Che poder ver o mundo de outro jeito (sacou?). Ana, a Poderosa, não dirigia muito bem, mas mesmo assim aceitou o convite de Che pra ver de onde vinha o famoso sobrenome de Che. Ela, agora com Che atrás, acabara de descobrir o porquê do sobrenome poderoso de Che e por conta disso se descontrolou. Bem na hora H, eles pularam da ecocicleta de Che e ela, a ecocicleta, quebrou-se toda. Eles, Ana e Che, tiveram que continuar a viagem a pé, foi nessa hora que Che viu uma menina tomar Coca-Cola e explodir, isso mesmo, explodir! A partir daí Che assumira um novo complexo: o de Zorro"

Obs: Quantos Che’s há neste trecho?

[editar] O Revolucionário!

Che jogando Call of Duty Communist Warfare.

Em 1953, após voltar pra Argentina a pé, Che foi voltou pra casa com a sua vida burguesa normal e concluiu os estudos, além disso, ele começou a achar os estudantes de Medicina uns idiotas, essa opinião era fruto do Complexo de Zorro, o justiceiro, que só iria acabar quando ele fizesse uma grande revolução em algum lugar do mundo.

A partir daí, ele começa a estudar os fatos que estavam ocorrendo no Sistema Solar e passa a dedicar-se à política contra o Sistema. Ele começa a pesquisar os lugares do mundo que precisavam de heróis, o Brasil já tinha Pelé, o Paraguai já tinha o Capitão Nascimento, o Japão já tinha o ninja Jiraiya, a China também tinha o ninja Jiraiya mas com a participação especial de Jack Chan, a Alemanha já tinha Hitler, morto, mas tinha, os EUA já tinham as super Coca-Cola nota 0 que acabavam com qualquer um dos inimigos (com os amigos também).

Che Guevara é mal

Che pesquisava tudo na internet (que ainda não tinha sido inventada), quando num belo dia feio chuvosamente nublado de sol, Che conhece uma menina guatemaluana pelo Orkut de Guatemala (Todo em Inglês, com as cores dos Teletubbies), seu nome era Hilda Gadea Furacão, que depois de três horas se tornou a sua primeira esposa. Depois, Che descobriu que o irmão do irmão (que não é crente) do irmão do colega dela, Fidel Castro, fugiu de Cuba, e que o lugar não era lá essas maravilhas que passava no slogan televisivo da televisão argentiniana brasileira: “Cuba, lugar bom de se morar, lá, todos os cubanos trabalham, e se você for pra lá, é só relaxar e gozar, temos hotéis para estrangeiros e motéis para estrangeiras...”. Che se muda pra Guatemala pra ver sua esposa, lá todos o chamam de Che, mas ninguém sabe o porquê. A palavra Che sinigfica no cubanês literal, 'Aquele-Que-Deve-Ser-Nomeado'.

Che marca pra se encontrar com Fidel num bar argentiniano da Guatemala, e entre uma bebida e outra, eles decidem viajar pra Cuba e acabar de vez com a injustiça e com o seu Complexo de Zorro. Guevarinha, agora Guevarão, se muda para Cuba escondido do governo de lá (pois não tinha dinheiro pra pagar impostos). Como Cuba estava sendo dominada pelos sobrinhos retardados de Tio Sam, Che, Raúl Castro e Fidel Castro tinham que se disfarçar de bêbados, só que o disfarce virou real. Então, os três passaram infinitas horas curtindo a vida nos bordeis locais bebendo "Rum com Limonada", em nome da Revolução é claro. Depois de muitas noitadas, estranhamente Che passou a ser conhecido como Che Quevara, até agora ninguém sabe o porquê disso. O conjunto de várias noitadas cubanas era conhecido na época do século I AB (Antes de Bush) como Revolução Cubana.

[editar] La Revolución!

Che Guevara em propaganda dos cigarros Marlboro.

O ânus de 1956 foi muito crítico para Che Guevara e seus amigos. Cuba, conhecida como “a ilha cercada por águas secas”, estava sendo destruída por uma brutal escassez de limões (pois os pokémons capitalistas estavam roubando os limões dos canaviais de laranja), e Che e seus coleguinhas de boteco não conseguiam tomar sua bebida favorita, o "Rum com Limonada" e nem dar uma fumadinha na Cana-sem-Açúcar. Essa situação ameaçadora fez com que ele e Fidel se revoltassem contra o governo, passassem trote para o Tinky Winky e começassem a Revolução Cubana, dostambém conhecida como Revolução Limões. Durante a Revolução, Che se divorciou via e-mail de sua primeira esposa (Como?), pois se dedicara somente à Revolução. Lá na selva da ilha cubana, cercada por águas oceânicas, Che conheceu uma revolucionária chamada Aleida March (Quem?), ele logo se apaixonou por ela, pois o sobrenome dela era revolucionário “March”, e como “CH” (Símbolo do revolucionário-vermelho-comunista Chapolin Colorado) tem som de “X”, seu nome seria “Aleida Marx” (O Filósofo Socialista Karl Marx) e seus filhos seriam “Fulaninho Marx Guevara” (A vara sempre atrás), o Revolucionário. Casaram-se lá na selva mesmo e a lua-de-mel foi vigiada por revolucionários cubanos. Na cabana deles havia uma placa: “Estamos em reunião! Por favor, não atrapalhem!”. Todos os revolucionários sabiam que era mentira, mas respeitavam sua decisão, pois eles estavam fazendo mais revolucionários. Depois de heroicos combates contra os Power-Rangers, eles tomaram o poder. (puuuutz)

A famosa estampa do perfil de Guevara.

Com isso Fidel Castro passa a ser "El Presidente" de Cuba e Antígua e Barbuda, Che torna-se Ministro da Ofensa e Raúl torna-se o segundo melhor suspeito de cunhado de Che, pois todos eram irmãos. Juntos, eles expulsaram o então presidente Batista de Cuba, que era sobrinho de Tio Sam, juntamente com diversas empresas estrangeiras, como a Microsoft Tropical Fruits, a Microsoft Tobacco e vários Pokémons Capitalistas, daí decidiram comemorar esse fato tomando o seu drink favorito, o "Rum com Limonada" e fumando muita Cana. Infelizmente a Revolução ainda não havia resolvido o problema da falta de limões, pois os canaviais de laranja foram quase todos queimados e tal drink não era possível de ser feito.

É nesse momento que Fidel Castro tem a ideia genial de misturar seu Rum com menstruação, três colheres de açúcar e um pingo de suor cubano. Essa bebida revolucionária passaria a se chamar de "Cuba Libre", fazendo com que a questão dos limões se tornasse um assunto de pouca importância, e libertando Cuba da opressão da falta de limões e proporcionando drinks menstruais açucarados de qualidade a todos os cubanos.e aqui estava o meu soldado tokinho com um ak 47 na mão pronto pra guerra

[editar] A Camiseta

Seu Madruga fazendo um Cosplay do Che.

Não se sabe bem como começou a mais bem sucedida multi-nacional do mercado de camisetas, a 'Cli'-Chê, para adolescentes maconheiros. Num dos combates da Revolução, Che estava em Cuba pra variar, perto do Oeste do Pólo Norte Africano, derrotando uns Comensais da Morte. Ele venceu muito facilmente a batalha e decidiu que era melhor se sujar um pouco de lama e torcer o braço esquerdo (A Esquerda Socialista) para que ficasse vermelho (O Vermelho Socialista), pra dar ideia de esforço (O Esforço Socialista). Depois, ele foi a um hospital próximo da casa dos Sete Anões. Lá, Che pede para que a enfermeira, de origem cubana (lá em Cuba tem um montão delas), tirasse o seu avental branco imediatamente.

Excitada com a valentia e a atitude desse voraz revolucionário molestador de profissionais de saúde pública do governo cubano, a garota prontamente atendeu ao pedido, esperando pra saber de onde vinha o tão comentado sobrenome do herói revolucionário. Frustrada ao perceber que Che só queria limpar o próprio rosto, Penélope Gutierrez Spears, a enfermeira, não se importou muito com a impressão perfeita do rosto de Che que aparecera inexplicavelmente em sua peça de roupa, que acabou se tornando mais tarde o santo símbolo do Anti-Bushismo latino-americano do Acre Paulista, marcando de forma indelével a falta de aparelhos de barbear na Ilha.

Sentindo-se plenamente realizado após expulsar os demônios Yanques daquela ilha, Guevara mudou-se para vários lugares e, mediante o trabalho escravo de camponeses canibais famintos, Guevara montou uma pequena confecção de camisetas e bandeiras com seu rosto estampado para ajudá-los. Ele adquiriu os direitos sobre aquela imagem da enfermeira mediante tensa articulação judicial. Che agora estava famoso e faminto.

[editar] A caça ao seu pau

Cquote1.png Foda-se a revolução! Que comece o apocalipse! Cquote2.png

Vadálcom Limão, ex-velho mendigo japonês, e agora um jovem papudinho cubano, que propositalmente sem querer costumava roubar limão dos canaviais de laranja, pôr no sovaco raspado e depois meter a língua (Terapia chinesa do Japão), um dia estava passeando na floresta enquanto seu Lobo não vem até que achou no chão um pergaminho com o carimbo da Escola de Magia e Putaria de Hogwarts, era um testamento! Ele viu a sigla da escola “MPH” e deduziu que fosse “Multi Papel Higiênico”. Como ele estava passando mal e não era um dia de chuva, ele pegou esse testamento, usou como papel higiênico e jogou no rio amazônicas após se lavar.

O sistema de esgoto é uma roda-viva, um vem-e-vai aquático, quando tomamos banho com água, essa água vai pro esgoto, do esgoto vai pro mar, do mar vai pro rio Amazonas, do rio vai pra Wikipédia, da Wikipédia vai pra sua privada. Na manhã do dia 32 de Dezembro de 1967, o marido de Maria do Bairro, José Armandolando, tinha acabado de fazer suas necessidades fecais diárias até que percebeu que algo estava estranho com sua privada, então ele meteu a mão nela pra desentupir e achou o pergaminho sagrado. Com o pergaminho em mãos, Armandolando mandou Chapeuzinho Vermelho, a entregadora de pizzas, levar em mãos pro governo. Chegando no governo, Chapeuzinho Vermelho foi logo atendida, pois estava de vermelho (como sempre).

Che Guevara é fashion.

Do governo, o pergaminho foi pro Serviço de Inteligência Cubana do Governo, formado pelos filhos de Seu Madruga e Dona Florinda, que desintoxicou o material extremamente radioativo e enviou imediatamente pro El Presidente Fidel Castro, que estava muito triste (Daí veio o advérbio adverbial de lugar: Fidelidade).

Ele abriu e leu o poema secreto composto de uma só palavra em português greco-aramaico, uma das línguas inventadas pelo presidente Lula: “Dimetilaminofenil-Dimetipirazolona”, traduzindo pra brasileiro, sinigfica: “POBREMA”, que é derivado do latim pronominal imperfeito do futuro: “Pobreza”. Assim como o apelido "Che Quevara", alguns cubanos da Cuba cubana de Cuba levaram a sério, pois também leram a versão cubana de "O Código É: Dá A Vinte". Como os cubanos adoram literatura brasileira censurada, eles descobriram o segredo secreto da grande Caça ao Tesouro: Che estava no Brasil.

Aleida, a esposa de Che, viajou de férias permanente para o Brasil na esperança de vê-lo, e, como ela era bonita e estrangeira, os brasileiros logo deram as informações necessárias para ela achar, rápido, um homem parecido com o das camisas revolucionárias. Che estava, de fato, escondido no Brasil, comendo nos botecos cubanos ao som de Bob Marxley, esperando que alguém se tocasse que ele estava ali pra pedir autógrafos ou algo parecido. Então, conversando com os botequeiros brasileiros, ele repensou alguns conceitos e aderiu a uma nova fase ideológica, chamada por ele mesmo de "Che".

Também criou uma nova identidade: "Luís Inácio Brizola". Em busca de paz e cansado de corrupção, Che mudou-se para o Vietnã do Iraque. Tempos depois percebeu que não fez uma boa escolha, por causa da Lenda dos Camponeses Sem-Cabeça. Então, por falta de opção, teve que voltar pro Brasil, desta vez um homem novo (a voz a mesma, mas os seus cabelos). O novo Che estava trabalhando numa loja de "Neo Cuba Libre" (uma bebida egitana do Egito Egípcio) quando Aleida o achou. Os dois ficaram morando juntos com seus filhos e, finalmente, “A Caça ao Tesouro” tinha chegado ao fim.

[editar] Fim

Che se afogou tomando Coca-Cola, foi quando se revoltou contra o capitalismo.

Anos depois, com o avanço da tecnologia e a chegada do MP3, a humanidade descobriu que Zordan não passava de um boneco de Computação Gráfica mal-feito e logo seus poderes não afetaram mais ninguém, os Ursinhos Carinhosos derrotaram o Coração Gelado de uma vez por todas, o Mestre dos Magos passou a dar aulas de Bundismo para toda a comunidade Hippie do Orku, os Bananas de Pijamas tomaram jeito, os Teletubbies finalmente enjoaram de pedir repeteco de novo e de novo e o dia foi salvo graças às Meninas Super-Poderosas.

Tudo estava ficando diferente...Che já podia revelar sua verdadeira identidade, mas não quis obviamente, por causa do assédio dos fãs do mundo inteiro, porque o governo iria mandar ele lutar contra Hulk e por causa dos cientistas fanáticos que iriam querer abri-lo pra ver do que ele era feito e fazer clones para exportar pro exterior estrangeiro de fora. Então ele resolveu se-dedicar-se mais à sua família e à Floresta Amazônica. Depois, ele e sua família foram pra Argentina, pra casa de sua mãe, onde tudo começou...

Lá, ele teve contato com Fidel e seus coleguinhas da Revolução, que juntos usavam disfarces pra fazer altos atentados pelo mundo afora, principalmente aos Estados DesUnidos. Os amigos de Che reforçaram a tarefa dos Power-Rangers e da literatura asiática ao espalhar pelo mundo que Che tinha morrido injustamente. Depois Che escreveu vários livros autobiográficos com vários nomes diferentes. Tudo estava indo perfeitamente, Voldemort não tinha mexido com mais ninguém, Che estava feliz e sua cicatriz não o incomodara mais... E assim como a nova novela das oito ou como as de Maria do Bairro: “Todos tiveram um final feliz”... ou melhor, “...E viveram felizes para sempre...”

[editar] Uma Biografia Não DesAutorizada

Garoto propaganda da Rolex.

A versão oficial que lemos na Wikipédia sobre a morte do guerrilheiro (a História é contada pelos vencedores) diz que Guevara teria sido assassinado em uma execução na Bolívia, em 8 de outubro de 1967. Entretanto, a médica cubana Hildita Ainda Quer-Vara, a primeira filha de Che, defende outra versão. Em visita à cidade de Brás Cubas, Hildita confessou, após algumas doses de batida de rapadura com limão escocês do Iraque e suco de caranguejo, a verdadeira história de seu pai. Anos mais tarde ela escreveu um livro culinário chamado: “Caninha com Limão”, ou, traduzindo pra cubanês: “A Morte que Não Está nos Livros”. Nesse livro ela relata a sua verdade desciclopédica sobre Che Guevara...

Para Fidel Castro tudo o que foi contado sobre a morte de Che é una mientira deslavada, e como prova apresenta a Autobiografia de Che, escrita pelo próprio Fidel Castro, neste libro el comandiante relata com detalhes sórdidos como agentes da C&A estadunidenses mataram Che durante uma caçada de viados nas selvas bolivarianas, como prova apresenta um documento oficial do gobierno imperialista estadunidense se desculpando pelo ocorrido, mataram um argentiniano no lugar de um boliviano e ainda se lê claramente no official paper: I`m so sorry! My mistake! E junto vem um cobarde ticket de desconto de um dólar para ser usado na compra de um Big Mac em lanchonetes da McDonalds na Flórida, que todos sabem ser o lugar preferido dos cubanos quando fogem perdem o caminho da Ilha; pero todos sabiem mui bien que Fidel prefere el sobrerito de Mickey Mouse.

Fãs de Chê-que-Vara em Miami.

O ano de 1967 foi muito agitado. Zordon havia se convertido de uma vez por todas ao Capitalismo e obrigado Alpha a trabalhar dia e noite na fabricação de bombas caseiras. A mando de Zordan, os Power-Rangers do Zodíaco foram obrigados a se converter ao Capitalismo também. Enquanto isso os jovens dos anos 60 não queriam assistir televisão, só queriam protestar e protestar, todos com a camisinha do "Che Guevara". Sem audiência global, Zordan se invocou e decidiu acabar de uma vez por todas com o movimento Hippie. A muito custo, marcado pelo bloqueio comercial americano da África gaúcha, Fidel manda Che para uma expedição pelo mundo, com o objetivo de encontrar uma tribo perdida que teria dominado a sagrada arte de fazer as barbas, os índios tupi-barbaní e também pedir apoio aos Ursinhos Carinhosos (5, 4, 3, 2, Uuum!). Mas foi um fracasso, os Ursinhos Carinhosos estavam tão chatos que Che descobriu que eram na verdade gringos e gringas fantasiados de ursos e que os verdadeiros estavam na Rússia de férias. Então ele voltou pra Cuba, agora mais respeitado e bonito.

Che Guevara era otaku

Zordan estava procurando Che e seus amigos em todos os lugares. Como Zordan tinha lido a nova versão em inglês de "O Código: Dá A Vinte" e estava muito mais esperto do que vemos na TV, ele estava ligando pistas e mais pistas até que um dia ele fez uma descoberta inédita: Che estava em Cuba! Zordan publicou na internet (que não existia ainda) que iria invadir a ilha. O que eles não sabiam é que os cubanos tinham acesso à internet e o pior: eles sabiam ler. Os cubanos (o povo de Cuba) se preparavam dia e noite sem parar pra proteger seu país, já que de madrugada eles iam pro bar dançar merengue comunista bem agarradinho pra comemorar a Revolução Cubana e pela manhã saborear a Ressaca Cubana. Eles se preparavam assim: pegavam cana dos pés-de-acelóra e faziam bastões de guerra, o restante eles fumavam pra ficar mais espertos. No final do dia eles tomavam muita caninha azeda com laranja, já que os canaviais voltaram a desabrochar limões verde-e-amaléro. Os capangas de Zordan invadiram a ilha cercada por água, mas esse ataque não era mais surpresa para os cubanos. Apesar de estarem com as armas mais sofisticadas do mundo e de busho cheio, os soldados estadesunidenses não contavam com a união de todo o povo de Cuba, composto por punkcubanos, bruxas de Tony Blair, um monte de Maria, metaleiros, madeireiros, cangaceiros e cubanos livres membros do A.A. (Álcool À-vontade). Quando os soldados de Zordan chegaram levaram paulada, ou melhor, canada na cabeça. Os camponeses invadiram o tanque onde ficava o rádio, pegaram o microfone e imitaram a voz de Zordan, mandaram todos os capangas zordanistas atirarem em direção à praia, eles obedeceram, o que eles não sabiam era que a beira da praia era exatamente o lugar onde eles estavam! Conclusão: como estavam camuflados, não conseguiam distinguir de onde vinham as bombas, pensaram que eram os cubanos e atiraram neles mesmos! Alguns voltaram pros Estados DesUnidos e outros viraram prisioneiros de guerra.

Zordan ficou muito invocado, pois tinha dominado o mundo todo, mas quando foi dominar uma ilha, fracassou. Então ele mandou espalhar pelo universo mundial os novos Power-Rangers Turbo 1, que eram comandados pelo Capitão Nascimento. Zordan também espalhou os Os Cavaleiros de Ouro, liderados por Bush e o “Queixo” comandado por Hitler, o bigodudo engasgado. A mando de Zordan, ninguém podia pensar mais do que deveria e nem apoiar nenhum revolucionário que não bebesse Coca-Cola. Seus subordinados estavam em tudo quanto é canto. Se Che saísse de Cuba, seria pego!

Che Guevara ficou mais atraente entre as mulheres e invejado entre os homens do mundo inteiro, mas ele não queria ficar preso ali em Cuba fazendo filho e revolução, filho e revolução, filho e revolução... ele queria mudar o mundo! Pra isso, Che pediu o apoio da URSOS (Um SOS pra os Ursinhos Carinhosos de verdade), mas eles estavam com medo de Zordan, assim como todos os heróis da época (inclusive os japoneses). Então ele se despede da família (de novo!), decide abandonar tudo (de novo!) pra mudar o mundo (de novo!) e depois ir pra selva amazônica da Bolívia começar, de novo, uma Revolução! Che teve que se virar sozinho pra mudar o mundo. Sozinho, porém, acompanhado por alguns revolucionistas bolivenses, que por serem revolucionários tão sujos e malcheirosamente fedidos eram chamados de Hippies. Che havia falsificado sua identidade e entrado na Bolívia sem frescura. 30 minutos depois, ele já estava sujo na selva, onde pretendia difundir o "Foquismo" (doutrina revolucionária de óbvias implicações sexuais, pois: 1 revolucionário + 1 revolucionária = um monte de revolucionários!). Ele estava sem apoio, com exceção dos novos Hippies, (se é que podemos considerar isso um apoio!) numa floresta de pokémons-morcegos. Ele havia feito um acordo diplomático com o Lobo Mau, oferecendo metade de seu sobrenome mais uns traguinhos de cana em troca de proteção antipokémons-porquinhos e também poderem acampar na Terra do Nunca do Lobo Mau, agora Lobo Mau Vara. Eles estavam com muita sede, a água do rio estava aformigada e poluída de Pokémons-Formiga, pois como a água do rio é doce, ela atrai as formiguinhaZ que não sabem anadar. Quase tudo estava ruim até que Che e os Hippies acharam os seus amigos que os ajudaram, anos atrás, a tomar o poder cubense e que agora os ajudariam a tomar água limpa. Eles estavam ali a mando de Fidel pra ajudar na libertação da Bolívia.

Tudo ia bem , até que os soldados do mal invadiram as selvas jurássicas procurando Che e os Hippies. Eles encontraram, Che ia correr mas voltou pra salvar os Hippies, que ficaram conversando com gnomos imaginários. Foram todos rendidos pelos Cavaleiros de Ouro, só que ninguém conseguia reconhecer quem era quem, todos estavam sujos de Amazônia boliviana e cheios de picadas de Pokémons-Vacas. Os Power-Rangers Turbo 3 iam matar todos até que Che se assumiu. Antes de tentar mata-lo, eles lhe pediram autógrafos, mas Che se recusou a fazê-lo a não ser que seus colegas fossem libertados, os Rangers negaram. Nessa hora Che contou a piada do casamento do português com a lorabúrra pra tapear, como os estadesunidenses adoram racismo e discriminação, eles riram tanto que se mijaram. Nesse intervalo de tempo, Che mandou os Hippies correrem, mas eles estavam correndo em volta de um árvore de cana. Quando o efeito da piada passou, Che teve que atrair a atenção dos Power-Rangers Turbo 5 para que os Hippies percebessem que estavam correndo em círculos e fossem correndo pra Cuba, onde ficariam sãos e salvos. Apesar de sua Asma, Che correu muito, mas quando ele ia pular o rio amazonas da mata atlântica boliviana, viu os Sete Power-Rangers Turbo 7, já que todos os outros soldados do mau não resistiram aos Pokémons-Gambás da floresta. Então era Che de um lado do rio e os Power-Rangers Turbo 9 do outro apontando as armas pra ele. O fundo musical era o mesmo de sempre para cenas de tenção dos filmes ação dos EUA. Depois de um minuto de silêncio para as vítimas do Atentado de Obama Bin Laden contra as Torres Gêmeas, Che disse alto e com passado: “se eu, o Che, for assassinado, eu sei que os jovens dos anos seguintes irão honrar minha morte mudando o mundo... Além do mais, eu sei que essas espadas são de borracha e que o peito da Rangel Rosa é de silicone... ”. Os Rangers ficaram apavorados, pois o grande Che Guevara tinha assistido aos bônus do DVD e descoberto os truques do cinema. A Rangel Rosa, agora vermelha, disse alto e sem compasso: “Nossas espadas não são de borracha! ”. Então Che propôs um acordo: “Vamos fazer o seguinte: eu me finjo de morto e vocês dizem pro Zordan que eu, o Che, estou morto, só assim vocês compram espadas de plástico e derretem as borrachas pra fazer silicones à prova d’água! ”. Os Power-Rangers Turbo 11 aceitaram o pacto, fizeram uma sessão de fotos com Che, cortaram as patas de um Digimon-Búfalo pra dizer que eram as mãos de Che e mandaram pra Zordan. Esse fato: Che e os Sete Power-Rangers Turbo 7 influenciou J.K. Rowling a escrever a estória fictícia baseada em fatos reais de Branca de Neve e os Sete Anões. Che teve a ideia de escrever uma mensagem secreta dizendo onde iria morar dali pra frente e deixar na selva caso algum cubano velho estivesse de férias no Havaí e passasse por acaso na floresta amazônica jurássica da Bolívia olhando pro chão e achasse. Pois foi exatamente isso que aconteceu.

[editar] Curiosidades australianas

Broom icon.svg
Tua mãe desencoraja seções de curiosidades, mas nós não ligamos a mínima! Sob as políticas da Desciclopédia
Mas bem que este artigo pode ser melhorado integrando-se piadas decentes e removendo idiotices sem graça.
Cada curiosidade pode render uns bons parágrafos, então faça direito!
Che Guevara antes de conhecer Fidel Castro!
  • Che guevara rejeitou o convite de um churrasco vegetariano proposto por seu amigo de jardim primário Chuck Norris...24 horas depois CheFodeu!
  • Recentemente cogitou-se a possibilidade de ser lançado o CD "Che só para baixinhos", com canções de forte crítica social à Tio Sam em versão "música-de-roda". As gravadoras, entretanto, não se animaram com a ideia.
  • Os comunistas do Shopping Center adoram comer no MiCkey Donalds com a camiseta do Guevara, e isso o deixa irritado.
  • Che Guevara é o autor da frase "Hay que beber sin perder la compostura", a qual se tornaria um jargão muito usado por seu amigo Fidel.
  • "Somos todos iguais: você é como eu, e eu como você". Che falou essa frase quando participou de um programa de TV cubano chamado "La Praza es Nuestra".
  • Che Guevara influenciou direitamente grande parte da tradição gaúcha da China, fundando a expressão conhecida como "Tche", apropriado do espanhol Cubanianês-Lulês "Che", referência ao revolucionário, o que concretiza o fato de que todo gaúcho, além de revolucionário e nordestino, aprecia música erudita. "Bach, Che!"
  • Che usou os capangas capitalistas dos EUA em troca de bebidas.
  • Che Guevara inventou a Wikipédia, depois se arrependeu e inventou a Desciclopédia para corrigir a anterior.
  • Che Guevara é o melhor método capitalista para vender camisetas.
  • Che na verdade é Gaúcho e seu nome verdadeiro é Chê Que-Vara!

[editar] Ver também

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas