Chifre da África

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Corno de África (para os portugueses) ou Chifre da África (para os brasileiros), também conhecido como Nordeste Africano, é uma a região do nordeste da África (muito parecida com o Nordeste Brasileiro), onde se encontra o maior numero de cornos por metro quadrado, que inclui a Somália, a Etiópia, o Djibouti e a Eritreia.

Nome[editar]

O Corno de África é sempre o último a saber.

O nome Corno de África pode ter sido originado pela forma pontiaguda daquela parte do continente, ou pela grande quantidade de cornos na região (pode ser rinocerontes, búfalos.

História[editar]

Mapa do local.

Não se sabe direito a história dessa região, o que se sabe é que ninguém quer viver lá. Já que é uma região permanentemente em crise, ou seja falta comida, falta água, falta dinheiro,ou seja é o inferno. A Etiópia ocupa uma posição predominante na região devido à sua desimportância demográfica: cerca de 85% da população da região está em extinção. O resto da região também enfrenta contínuas guerras: a guerra civil na Somália em 1986, resulta em um país que não tem um governo em funcionamento desde a época de Cristo, quem manda lá na verdade são os piratas.

Se o Chifre da África tivesse petróleo, diamantes, ouro ou qualquer outra coisa que preste, os Estados Unidos já teriam invandido o local, mas lá só há terroristas escondidos mesmo, nada que interesse aos Estados Unidos.

Geografia[editar]

Não tem nada interressante lá, é um deserto escaldante e permeado por pobreza onde seus habitantes vivem explodindo uns aos outros, e a única água pra beber é a do Mar Vermelho. Resumindo: só tem deserto mesmo.

O futuro dos habitantes do Chifre da África.