Chupeta

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Chupeta.

Cquote1.png Então Mamaaa.. Cquote2.png
Valeca Popozuda sobre Chupeta
Cquote1.png Ô Doente! Cquote2.png
Chupeta sobre Chupeta
Cquote1.png Ô loco, meu! Já paguei demais e agora recebo... Cquote2.png
Faustão sobre Chupeta
Cquote1.png ¡Ya pague a muchos en esta vida! ! Cquote2.png
Maradona sobre Chupeta
Cquote1.png Eu Queruu!! Cquote2.png
Criança Inocente sobre Chupeta
Cquote1.png Eu também quero pepêta!! Cquote2.png
Garota Infantilista sobre Chupeta
Cquote1.png Você acredita que eu nunca peguei recibo? Cquote2.png
Carla Perez sobre Chupeta
Cquote1.png ¡Yo chuepo, pero no mucho! Cquote2.png
Fidel Castro sobre Chupeta
Cquote1.png Companheirof... tenho o prafer de dizer à todof que o Brasil, agora, é autosuficiente em chupetaf! Cquote2.png
Lula sobre Chupeta
Cquote1.png ... inclusive paguei meu condomínio ontem em chupetas! Cquote2.png
Clodovil sobre Chupeta
Cquote1.png Vai te foder, seu filho da puta! Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre Chupeta
Cquote1.png Dá, a chupeta, pra o bebê, não chorar!! Cquote2.png
Carmem Miranda sobre Chupeta
Cquote1.png Na União Soviética, a chupeta paga VOCÊ! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Chupeta
Cquote1.png É vintchy reais! Cquote2.png
Vanessao Ji-Paraná sobre Chupeta
A chupeta é uma das mais antigas formas de pagamento já registradas na história. A palavra vem do grego σημαντικότερο, que significa "estou sem condições de quitar minha dívida contigo e quero te pagar de outra forma".

História[editar]

Propagandachupeta.jpg

Antes mesmo do escambo, dos contos de fada e da invenção do dinheiro, a chupeta era largamente utilizada para retribuir graças alcançadas (utilizada para pagamento nas igrejas, inclusive na obtenção de um lugar no céu - indulgências), favores diversos (utilizadas, principalmente, no feudalismo; atualmente é moeda corrente no mundo da moda e da televisão) e obrigações (quando se tratava, principalmente, do direito penal).

Na Grécia antiga a chupeta era utilizada pelos gregos e troianos que visitavam a cidade na busca de informações das mais diversas as pensadores. Sócrates, Demonstenes, Aristóteles, Platão e demais associados eram os gregos mais ricos do pedaço, pois com inteligência e perspicácia, ajudavam à solucionar problemas da plebe e até da classe dominante, como se setembro chove ou se outubro pinga. Como a classe dominante grega tinha condições de pagar pela assessoria intelectual dos filósofos, sobravam para os escravos, os estrangeiros e os favelados daquele país que nadavam na pobreza extrema, ao pagamento das faturas emitidas em chupetas. Os pensadores ficaram anos e anos vivendo de chupeta e, com a Recessão Grega de 554 AC, onde foram confiscados todo o ouro da classe dominante, passaram a pagar seus impostos também com ela.

Durante a Inquisição Espanhola, várias mulheres pobres de marré-marré, calanguentas e fedidas, inclusive sem recurso financeiro nenhum, eram acusadas de bruxarias à torto e à direito por espanhóis corruptos e sacanas. Como não tinham condições de comprar sua liberdade no clero, optaram por esta forma de pagamento – a chupeta - , à fim de livrar da fogueira cristã. Muitas daquelas desdentadas espanholas viraram carvão, pois naquela época os padres já detinham muitas chupetas advindas dos coroinhas e não quiseram optar em comutar a pena restritiva do fogo do inferno das pretensas bruxas peitudas.

Famosa chupeta que Xuxa pagou à Pelé para colocá-la na programação da extinta Rede Manchete.

Com o fim da 2ª Guerra Mundial, a Alemanha nazista se encontrava totalmente debilitada. Fome, recessão e uma conta altíssima com os Aliados do Reino Encantado, a chupeta virou praticamente moeda corrente naquele país. A Inglaterra recebia sua dívida em chupetas dos alemães, que também pagavam à França e à Rússia. Foi por causa de chupetas de baixa qualidade, inclusive, que o eixo capitalista e comunista dividiram Berlim, pois acreditavam que desta forma, teriam para todo o sempre um estoque de chupetas para o pagamento da dívida da guerra.

Assim a chupeta de tornou uma forte moeda mais poderosa que o dollar, um exemplo do dia-a-dia, 'a mãe pede ao garoto para comprar pão, ela não tem dinheiro, então ela faz uma chupeta pro garoto, que vai até a padaria, faiz uma chupeta pro padeiro, onde ai ele leva o pão para casa, e a moeda circula, o padeiro faz chupeta pro fornecedor dos ingredientes de pão, onde o fornecedor faz chupeta pro governo para pagar os impostos, onde os governadores fazem chupeta um para o outropara controlar a situação monetaria do país'

A CHUPETA BRASILEIRA[editar]

O Brasil está sempre inovando as velhas formas de pagamento e com a chupeta não poderia ser diferente. São modalidades de chupeta brasileiras

Chupeta política – é aquela que visa ao pagamento de favores eleitorais. Geralmente utilizada por vereadores em início de carreira que são ajudados por seus superiores hierárquicos.

Chupeta fashion – é aquela usada normalmente para pagar favores do mundo da moda. A Polícia Federal, inclusive, está atenta à onda de estelionatários de chupetas, que convencem pessoas idôneas e inocentes ao pagamento antecipado do favor e que depois da tradição, não cumprem com o combinado.

Chupeta juros ou chupeta multa – é aquela que você paga em dinheiro, com muito suor, a dívida inicial, e não sobra para pagar os juros e a multa. Muitos brasileiros, para evitar que a dívida se transforme numa bola de neve, cede à tentação de pagar em chupetas. Os banqueiros brasileiros, por intermédio da Federação dos Bancos, já avisaram que esta modalidade de pagamento tem dias contados: a partir de 2009 devem abolir esta prática e passar à receber só em qualquer tipo de fundos que o devedor, por ventura, tenha.

Chupeta policial – é aquela reprovada por toda a sociedade, mas muito utilizada por contraventores da lei para livrar sua própria pele. Alguns meliantes, contumazes ou não, ao serem abordados em situações incriminatórias, tem pago sua liberdade em chupetas aos policiais, sejam eles da civil ou da militar.

Chupeta judicial – é a chupeta policial numa instância superior. Desta vez, feitas aos juízes togados.

Chupeta esportiva – é a chupeta paga aos juizes de para garantir um placar de um jogo. Também renegada pela sociedade, é terminantemente proibida a sua prática, mas, infelizmente, bastante comum no meio futebolístico.

Chupeta plim plim – vários atores e atrizes de sucesso, que hoje ganham rios de dinheiro e tem fama nacional (e internacional), antes de protagonizar uma novela – ou um filme, ou um programa de auditório – optaram em recompensar a emissora de televisão a um pagamento em chupetas. Quanto mais chupetas os empregados dão à estes donos das cadeias de entretenimento, mais chances de sucesso terão.