Chuva de animais

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Maezena.jpg Zé Pilintra aprova Chuva de animais. Saravá meu pai ê-ê!

Este artigo é piada de macumbeiro.

Nota: Não aceitamos passe como forma de pagamento.

60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Chuva de animais.
Típica tempestade de felinos e caninos.

Chuva de animais é um evento satânico, resultado de uma mandinga brava, um trabalho forte feito numa encruzilhada e com o objetivo de atemorizar as pessoas na face da Terra,mas há quem acredite que quem vê isso é só maconheiro(ou viciado em gatinhos).

A farsa científica[editar]

Embora afirmem supostos cientistas que a chuva de animais não passa de um simples fenômeno meteorológico relativamente raro (ô coisinha mais simples, um bando de bicho caindo so céu), é mais do que lógico que a chuva de animais é um ato bizarro, uma maldição do tinhoso que assola a raça humana desde os tempos mais remotos, (nascimento do Oscar Niemeyer)

A hipótese pós-diluviana[editar]

Cquote1.png Arca de Noel teria salvo as águas de um grande dilúvio de animais... Cquote2.png
Carla Perez sobre Arca de Noé

Até o ano em que a Dercy Gonçalves nasceu o século XXX a.C., não haviam relatos de chuvas de animais em qualquer parte do mundo.

O primeiro relato de uma chuva de animais é encontrado na Bíblia, no livro de Gênesis, onde é narrado que logo após o dilúvio, toda a água e também os animais que não foram salvos na arca evaporaram, e Noé novamente pôde pisar em terra seca.

Em Gênesis 6:17 lê-se: Cquote1.png Porque eis que eu trago um dilúvio de águas gatos sobre a terra, para desfazer toda a carne em que há espírito de vida debaixo dos céus; tudo o que há na terra expirará aspirará. Cquote2.png
Tradução de Olavo de Carvalho das Escrituras Sagradas

A ideia a princípio era evaporar todos os gatos da face da terra e fazê-los chover sobre a cabeça do povo iníquo. O ato de evaporar gatos acabou não sendo aplicada naquela ocasião, mas foi aproveitada em outra oportunidades.

Essa mesma crença justificaria o hábito do cheiramento de gatinhos entre o povo judeu, que depois se espalhou pela Europa, Ásia e Oceania, e mais 24 territórios.

Caso Rússia/Japão (Real)[editar]

Primeiro caso no Japão comprovado.

Crer ou não crer. Esse foi o dilema apresentado aos tripulantes de uma lancha patrulheira russa ao resgatar os naúfragos de um pesqueiro japonês: - "Uma vaca caiu do céu e afundou nosso barco", tentaram explicar os pescadores em desgraça ao serem resgatados. Ante a dúvida, os russos decidiram prendê-los.

A história chegou a ser publicada pelo diário Komsomolskaja Prawda, há uns seis meses, numa pequena seção de notícias insólitas, do tipo "Acredite se quiser", e causou o riso em milhares de russos que acreditavam que aquilo era conversa fiada dos japas. Mas com o tempo descobriu-se que o conto dos pobres náufragos japoneses era real.

Não só isso: a vaca que caiu do céu russo e afundou o pesqueiro japonês figura num relatório da Embaixada alemã em Moscou que tem um título muito sugestivo: "A segurança no céu da Rússia". O relatório foi enviado da embaixada em Moscou à chancelaria alemã em Bonn em 24 de abril passado e é assinado por um alto oficial da embaixada, Oberst Harden.

O diário alemão citando o relatório da embaixada. "A grande falta de sorte dos pescadores japas que viram a chuva de vacas e uma delas enviar seu barco para o fundo do mar".

A hipótese clotildiana[editar]

V.P. Clotilde LXXI, irmã mais nova de Bento XVI e suposta responsável por mais de 666 chuvas de gatos.

Entre os clotildianos existe a crença de que as chuvas de animais são resultado de um feitiço de sua mestra, a Bruxa do 71.

Segundo seu livro sagrado, Les Admirables secrets d'Clotild — la Brujah, "Vossa Profanidade Clotilde LXXI" clama ser a responsável por chuvas de animais no Acre, Pindamonhangaba e Acapulco, além de outras 666 cidades.

Atribui-se ainda, a D. Clotilde, a segunda praga do Egito Pernambuco do Norte:

Cquote1.png Haja sangue em toda a terra do Egito Norte de Pernambuco, até nas árvores e nas pedras. Cquote2.png
Êxodo Secrets d'Clotild 7:19

A hipótese mais aceita é de que Satanás, seu gato, dê cria seja clonado magicamente, e que os animais clonados sirvam de matéria-prima para a chuva

Entre os céticos, isso não passa de falácia, o que explicaria a alcunha de D. Clotilde. Bruxa do 71 seria uma contração de "Bruxa do 171" (muitos reduzem o 171 a, simplesmente 71), ou seja, Clotilde seria uma bruxa de araque.

A hipótese da festa no céu[editar]

Nesta hipótese, conta-se que Zeus, Dioniso, Apolo e tua mae arrumaram uma festa de arromba. Ao longo da festa conta-se que Zeus, irado coma presença de muitos penetras, acabou jogando todos estes animais, incluíndo você. Que história pra boi dormir.

A hipótese dos dispositivos antigravidade felinos[editar]

Nesta hipótese, conta-se que os gatos de uma sociedade muito mais esperta que você inventou um que amarra pão cum manteiga nas costas dos gatos mais burros e joga eles do avião. Dai eles ficam flutuando e girando no ar até a corda arrebentar e os gatos burros caem no nariz das pessoas.


v d e h
Fenômenos da Natureza
Ou pelo menos deveriam ser!!
Enchente06.jpg
Furacao-2.JPG

Ronaldo Fenômeno - Tony Tornado - Anticiclone - Efeito Estufa - Erupções - Enchente - Tsunami - Ciclone - Furacão - Maremoto - Pororoca - Inundação - Raio - Tua Mãe soltando peido Trovoada - Avalanche - Chuva - Tua Mãe pulando corda Terremoto - Aquecimento Global - Resfriamento Global - Incêndio - Neve - Nevasca - Tempestade - Brumas de Marte - Catástrofe natural - Chuva de animais - Chuva de pênis - Desabamento


Este artigo é um esboço e só fala merda!!
Você pode ajudar a Desciclopédia se limpar toda a merda dele.