Cida Marques

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.
Aparecida Sílvia Marques
Cida marques.jpg
Ajoelhou, vai ter que rezar
Nascimento 30 de julho de 1974
Bandeira do Brasil Brasil
Ocupação Puta paga
Altura 1,75
Cabelo Louro, ou não

Cida Marques é uma outrora conhecida e atualmente esquecida modelatriz, que fez muito sucesso durante os anos 90, principalmente entre os punheteiros, já que era uma das mulheres com os maiores seios daquela época aparecendo na televisão brasileira. Tornou-se notável devido a suas diversas participações em programas humorísticos, mesmo sem ter o mínimo talento para ser comediante ou tampouco atriz. Seus papéis resumiam-se em interpretar alguma mulher gostosa que usasse decotes com proporção inversa à de sua inteligência.

História[editar]

Nasceu em uma cidade desconhecida localizada no Paraná, chamada Ubiratã. Porém, mudou-se ainda criança para São Paulo, onde foi criada na cidade de Jundiaí.

Desde a infância, já demonstrava ser uma pessoa extremamente fútil e vazia, que não se preocupava com porra nenhuma além de sua própria aparência. Logo, o rótulo de loira burra não poderia cair melhor para ela.

Entrando na adolescência, começou a desenvolver complexo por ser despeitada, e seu maior sonho passou a ser aumentar sua comissão de frente. Como tinha medo de realizar a tradicional cirurgia para colocar implantes de silicone, Cida Marques optou por recorrer à macumba, sendo vista frequentemente pelas encruzilhadas das ruas paulistas sacrificando uma galinha voadora negra gigante em rituais satânicos de magia negra. As tentativas deram certo, e um belo dia, ela acordou incrivelmente peituda.

Como o Brasil é um país dominado por bundas, consideradas a maior preferência estética masculina em relação às mulheres, os peitões de Marques rapidamente chamaram atenção da mídia, que não estava acostumada com aquilo. Não demorou para que surgissem convites de posar nua para a Playboy, e assim teve início sua fama.

Carreira[editar]

Após ter sido capa da Playboy, Cida Marques passou a ser considerada a mulher mais desejada do Brasil, o que rendeu a ela uma entrevista para o Fantástico, apenas para falar a respeito dos peitos grandes. No ano seguinte, foi convidada para interpretar uma alienígena gostosona no humorístico sem graça Escolinha do Barulho, versão fajuta da Escolinha do Professor Raimundo cuja única diferença era que passava na Record, portanto, ao invés de atores globais consagrados, tinha um elenco formado apenas por canastrões.

Com o passar do tempo, Marques começou a ficar com os peitos caídos, já que os mesmos são naturais e não siliconados, embora tenham sido concedidos pelo capeta. Assim, ela tentou mudar o foco de sua carreira, apresentando programas "sérios", mas como aparecia inteiramente vestida, o público não se interessou em assistir. Não demorou para que caísse no ostracismo e ficasse desempregada, voltando a ser uma completa desconhecida. Atualmente, trabalha como vendedora de carros em uma concessionária e supostamente estuda jornalismo.

Assista e babe por[editar]

  • Companhia de Viagem, programa apresentado por ela que ninguém nem lembra que existiu, só lembra dos peitos dela, claro.