Cidade Alerta

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Rede Record.jpg Este artigo é propriedade de Edir Macedo, assim como a Rede Record e a Universal, e ele fará de tudo para que você seja roubado pague o dízimo!

Igreja universal.jpg
Conheça seus outros planos de dominação mundial clicando aqui.



Cidade Alerta
Logo do programa em sua 2ª fase (2011)

Logo do programa em sua 2ª fase (2011)
Formato/Género Policial
Duração 2 dias
Criado por Dom Pedro I
Diretor(es) Tem?
Produtor(es) Tem?
Apresentador(es) Dom Pedro I
Ney Gonçalves Dias
João Leite Neto
Gilberto Barros
José Luiz Datena
Oscar Roberto Godói
Milton Neves
Ricardo Caprioti
Wagner Montes
Lino Rossi
Marcelo Rezende
William Travassos
Reinaldo Gottino
Ana Maria Braga
Elenco

Narrador
Tema de abertura *Vinheta de abertura*
Tema de encerramento *Créditos*
País Brasil
Rede de televisão Record e R7
Formato de Exibição HDTV
Idioma Datenês
Transmissão original 1ª fase:
3 de Abril de 1995Junho de 2005
2ª fase:
20 de junho de 2011
– presente
Qt. de temporadas 16
N. de episódios
Página oficial
IMDb
TV.com


Cquote1.png Experimente também: Brasil Urgente Cquote2.png
Sugestão do Google para Cidade Alerta

Logo do Cidade Alerta em 1900 e Guaraná com Rolha, criado por Dercy

O Cidade Lerda era um programa de fofoca/policial investigativo transmitido e produzido pela Rede Record, ficou no ar entre 1995 a 2005, e quando todos estavam comemorando o fim do programa a Record resolve revivê-lo pondo em sua grade de programação novamente em 2011. Sua transmissão é feita através de televisão e via internet pelo portal R7, juntando as duas mídias o programa já chegou a ter até 12 pessoas assistindo, sucesso total.

O programa se limita a transmitir tiroteios e casos de pedofilia e estupro, puro sensacionalismo. Há uma conspiração de que os próprios diretores do programa comentem crimes apenas para ganhar audiência sobre o sensacionalismo.

Já foi apresentado por mais de 8000 apresentadores, entre eles: Dom Pedro I (1500—1995), Ney Gonçalves Dias (1995—1996), João Leite Neto (1997—1998), Gilberto Barros (1998), José Luiz Datena (1998—2003 e 2011), Oscar Roberto Godói (2003), Milton Neves (2003), Ricardo Caprioti (2003), Wagner Montes (2003), Lino Rossi (2003), Marcelo Rezende (2004—2005), William Travassos (2011), Reinaldo Gottino (2011—?) e Ana Maria Braga (em um futuro próximo).

Apesar de ter todos esses apresentadores apenas Datena se destacou na apresentação do programa e do resto ninguém lembra.

História[editar]

1995: A criação do programa[editar]

Produção do programa criando uma atração super "original".

Os produtores da Rede Record, cansados de não ter audiência nenhuma resolveram criar um programa policial imitando alguns programas americanos, assim como faziam outras emissoras que também tinham programas policiais no mesmo estilo.

Criar o programa até foi fácil, difícil foi arrumar alguém disposto a apresentar o programa. Depois de dias procurando algum jonalista culto, inteligente e interessante que tivesse disponível a Record não encontra nenhum e resolve chamar Ney Gonçalves Dias para apresentar a atração.

E assim o programa estreiou em fase de testes apenas para a cidade de São Paulo, após alguns meses a Record resolveu torturar não só a cidade de São Paulo e sim o Brasil inteiro e o programa passou a ser exibido em todo território nacional.

O Cidade Alerta é um plágio mal feito do Brasil Urgente, que por sua vez é um plágio do Cidade Alerta primeira fase.

1996—1997: Audiência em baixa[editar]

Em 1996 o programa parou de ser apresentado da redação da Record e foi para um estúdio próprio, fruto do fortalecimento da Igreja Universal naquele ano, mesmo assim ainda faltava alguma coisa no programa: o público.

Cerca de 4 pessoas assistiam o programa diariamente, mesmo assim a Record resolveu manter o programa no ar, porque mesmo tendo essa baixa audiência eles não tinham o que colocar no lugar do programa (na época Todo Mundo Odeia o Chris ainda não tinha começado a ser exibido).

1998: O início de uma nova era[editar]

Datena aumentou os custos da Record com comida em 208% após sua contratação

Depois da crise no programa a Record começou a ficar sem dinheiro para bancar o apresentador Ney Gonçalves Dias, e contratou um que aceitaria ganhar bem menos: José Luiz Datena.

Com seu jeito polêmico Datena deu um novo ar ao programa e aumentou a audiência da atração em 104829438947834%, chegou até a ganhar da Sessão da Tarde (Globo) algumas vezes quando era exibido A Lagoa Azul. Mesmo assim a Record não obtia lucro com a programação, pois apesar da grande audiência gastava todo dinheiro que ganhava na reconstrução do cenário que Datena destruía com seu sobre-peso.

Nesse ano o programa também ganhou uma versão aos sábados apresentado por Ulisses Rocha, a edição do sábado era um pouco diferente pois não falava apenas sobre os casos de polícia, e sim sobre a vida dos famosos e as celebridades, nessa edição chegava a dar notícias como: Pedro Bial é flagrado nas ruas de São Paulo dando a bunda pra um cavalo entre outras futilidades.

1999 - 2003: Ascensão, o sucesso total e a saída de Datena[editar]

Na camisa está escrito o que Datena pensa a respeito das acusações de traição.

Para economizar dinheiro a Record resolveu voltar o programa para a redação da TV, pois gastava muito no reparo do cenário. O programa continuou sendo um sucesso e Datena ganhava cada vez mais importância no cenário televisivo. A edição de sábado do programa passou a se chamar A casa é sua e passou a ser apresentado por Sônia Abrão.

Com o sucesso de Datena ele recebeu um convite da TV Bandeirantes para apresentar o Brasil Urgente (programa plágio do "Cidade Alerta") e ganhando bem mais. Ele saiu da emissora e abandonou o programa.

2004: Mais de oito mil apresentadores[editar]

Com a saída de Datena a Record tentou a adaptação de vários apresentadores a atração, mas nenhum deles se adaptou ao estilo do programa, então a Record resolveu apelar e contratou Marcelo Rezende para a apresentação. A audiência começou a cair bruscamente.

2005: Extinção do programa :'([editar]

Em 2005 o PCC não renovou os direitos de transmissão dos tiroteios para o programa, então como essa era a única atração o programa fechou as portas e deu lugar a série Todo Mundo Odeia o Chris.

No estado do Rio de Janeiro o Comando Vermelho também não renovou os direitos de transmissão e o programa saiu do ar no fim do ano.

2011: A volta/A saída de Datena/A crise[editar]

Apresentador substituto de Datena

Depois de repetir os mesmos episódios de Todo Mundo Odeia o Chris durante quatro anos a Rede Record resolve colocar de volta a sua programação o Cidade Alerta, tiraram o Datena da Band para ele apresentar o programa novamente. Ele aproveitou e deu um golpe milionário na Record e aumentou o próprio salário em 10 vezes quando voltou para a Bandeirantes. Datena trabalhou no programa por incríveis duas semanas. A audiência era boa enquanto ele apresentava.

Depois da traição de Datena pela segunda vez o programa passou a ser apresentado por William Travassos e que ia de mal a pior. Depois de oito dias a Record coloca Reinaldo Gottino para apresentar o programa com esperanças de ainda salvá-lo.

O programa é exibido no portal R7, além de também passar na TV.

No dia 17 de Agosto o "jornalístico" deixou de ser exibido na Cidade Maravilhosa Mais Violenta do Brasil por falta de audiência, em seu lugar a Record pôs o programa RJ Record, também jornalístico, mas futuramente também vai sair do ar e enfim Todo Mundo Odeia o Chris vai reinar na tela da Record pro resto da vida (MWAHAHAHAHAHA!).

2011: Fim[editar]

Depois de 2 meses no ar e muita crise o programa faliu de novo, pela segunda vez. Em seu lugar a Record colocou Todo Mundo Odeia o Chris.

2013: O Retorno[editar]

Depois de 1 ano e meses fora de ar e muita crise o programa, botam a bagaça para funcionar de novo mais com Marcelo Rezende e Percival de Souza botando verdades verdadeiras e coisas reais sem cortes e com seus amigos mascotes Percival Robô(Uma Versão futura do Percival daqui em 2020), Malloy(Uma Chevrolet Blazer 2014 de Polícia) e Comandante Stuart(Um Helicóptero de reportagem no ar)

Típicas manchetes do programa[editar]

Também é comum a divulgação, pela polícia, dos retratos falados dos criminosos.
  • Datena sai da Band e volta pra Record.
  • Datena sai da Record e volta pra Band.
  • Violência aumenta em São Paulo/Guarulhos.
  • Violência diminui em São Paulo/Guarulhos.
  • Enchente em São Paulo/Guarulhos.
  • Favela é invadida em São Paulo/Guarulhos.
  • Helicóptero sobrevoa São Paulo/Guarulhos.
  • Pedófilo estupra criancinhas e quatro cachorros em São Paulo/Guarulhos.
  • Alguém amarrou os sapatos em São Paulo/Guarulhos.
  • Peidaram em São Paulo/Guarulhos.
  • "...ME AJUDA AÍ Ô!!!"

Ver também[editar]