Cliftonville Football & Athletic Club

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Cliftonville Football & Athletic Club
Escudo do Cliftonville.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Clipstonville Football & Athletic Club
Origem Bandeira da Irlanda do Norte Irlanda do Norte- Belfast
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio Solitude, Skyrim
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Norte-Irlandês
Divisão NIFL Premiership
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Cliftonville Football & Athletic Club é só um time de futebol inútil advindo da Irlanda do Norte, cujos únicos orgulhos é o de ser o time mais antigo da Irlanda e o de ser o único time do mundo que não tem vergonha de jogar há 130 anos no mesmo velho estádio de arquibancadas de madeirite. É, proporcionalmente ao seu tempo de existência, considerado o time mais fracassado do mundo fora da Inglaterra por ter ficado mil anos sem vencer nada.

História[editar]

Fundação e antigos títulos[editar]

O time foi fundado em 1879, quando tornou-se o primeiro clube a ser criado na Irlanda. Na época, a cidade de Belfast ainda estava numa profunda crise de identidade. pois ninguém por lá, como sempre, tinha personalidade própria, e a população se dividia entre aqueles que puxavam o saco dos irlandeses e jogavam rugby, e aqueles que puxavam o saco dos britânicos e jogavam o futebol. O Cliftonville, numa tentativa de criar uma personalidade própria para os norte-irlandeses fundou um time de squash, mais exatamente como os escoceses onde Celtic FC e Rangers FC disputavam acirrados campeonatos de linchamento de intolerância religiosa gaita de fole.

O time de squash faliu em 2 meses, e os atletas remanescentes foram convidados a jogar futebol num amistoso contra um time escocês chamado Caledonians, para quem perdeu de 9x1 em sua partida de estreia, confirmando a tese de que a Irlanda do Norte tem como única utilidade ser apenas a nação mais fodida e derrotada do Reino Unido.

Nos primeiros anos era tudo muito amador e fodido, e todo mundo jogava a hora que queria, como queria e sem nenhum compromisso, de maneira que o Cliftonville perdia de 11x0 para o Partick Thistle FC e era normal. Aos poucos, o time percebia que jamais conseguia ganhar no futebol, para agradar seus torcedores passava a buscar recordes mais inusitados, como ser o primeiro time a perder por mais de 10x0, ser o primeiro time a jogar de noite sob iluminação de tochas, e várias outras coisas inúteis. Nessa época só foi campeão em 1906 e 1910.

88 anos de jejum[editar]

A partir de 1910 o time começou um ousado projeto de superar o recorde da Ponte Preta de 100 anos sem títulos. Ao longos de todo século XX a equipe não fez questão de jogar muitos campeonatos (afinal o nível do campeonato norte-irlandês é tão fraco que o time sempre poderia ser campeão por acidente) e qualquer desculpa para não jogar era bem vinda, especialmente dizer que estava ocorrendo alguma guerra mundial.

Retorno aos títulos[editar]

Infelizmente, o time foi campeão em 1997, não concluindo o objetivo de ficar 100 anos sem ganhar títulos, pois os mentores desse audacioso projeto em 1910 já não estavam vivos mais, então a nova diretoria, sem saber disso, acabou formando um time que foi acidentalmente campeão norte-irlandês. Para não perder o costume de bater recordes inusitados, tornou-se o primeiro time do mundo a perder de 8x0 para o FC VSS Košice da Eslováquia.

Voltaria a ficar ainda mais 20 anos sem ganhar nada, mas agora por ruindade mesmo, até vir ser bi-campeão norte-irlandês em 2012-13 e 2013-14. Graças a estes títulos pode ir fazer número na fase preliminar da fase preliminar da fase dos times inúteis da Liga dos Campeões, onde perdeu em 2014-14 para o Celtic FC e depois até para o Debreceni VSC em 2014-15, mantendo a marca de jamais vencer uma equipe estrangeira em 150 anos de existência.

Títulos[editar]

  • Campeonato Norte-Irlandês: 5 vezes (1905–06, 1909–10, 1997–98, 2012–13, 2013–14)
  • E um monte de outras porcarias que nem vale a pena mencionar.