Club Deportivo Godoy Cruz Antonio Tomba

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Club Deportivo Godoy Cruz Antonio Tomba
Escudo do Godoy Cruz.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial '
Origem Bandeira da Argentina Argentina - Godoy Cruz
Apelidos Bodega do Tio Antonio
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio Mundialista Malvinas Argentinas
Capacidade Não se faz ideia
Sede
Presidente Mcgyver
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga campeonato Argentino
Divisão primeira divisão
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Club Deportivo Godoy Cruz Antonio Tomba é um dos 5 times de futebol argentinos existentes de fora de Buenos Aires, muito reconhecido por sua mediocridade, sendo um time que nunca briga pelo título argentino e só serve para brigar para não rebaixar, reservando-se apenas a sonhar de vez em quando com alguma vaga numa Sul-Americana nos raros anos em que monta um time mais ou menos.

O time é recorrentemente composto por imigrantes de países vizinhos, como Uruguai, Bolívia, Chile, Malvinas, Tuvalu Ulterior e territórios desconhecidos. Os habitantes do vilarejo de Godoy Cruz pode vê-los andando em carros de modelo atrasados achando que estão em grandes naves espaciais, estes jogadores normalmente vivem em casas alugadas e possuem uma atitude reservada.

Por ser um clube de bairro, o seu uniforme é totalmente medíocre de acordo com as necessidades básicas, apenas listras azuis e brancas. Acredita-se que os torcedores deste clube jamais compram a camisa original, mas uma versão mais barata adquirida na feirinha.

História[editar]

Fundação[editar]

O Godoy Cruz foi fundado em 1921, primeiramente como time de badmington pois este era o único esporte conhecido no distante vilarejo de Godoy Cruz, que na época ainda fazia parte do estado do Acre, o que explica porque o Godoy Cruz disputou o campeonato acriano de badmington por 30 anos consecutivos.

Sabe-se que em 1930, frustrado com tantos insucessos, para não sucumbir à depressão, o antigo dono do Godoy Cruz comprou um barzinho chamado Bodega Antonio Tomba para sempre ter onde encher a cara. O local rapidamente tornou-se popular porque cachaceiros é o que não faltam numa cidade tediosa dessas, e o time acabou-se tornou-se muito popular, mas só naquele bairro mesmo..

Primera B Nacional[editar]

Típico jogador do Godoy Cruz entrando numa jogada.

Devido a natureza inóspita da distante cidade de Godoy Cruz no oeste argentino, o time local ficou renegado por várias décadas desde a sua fundação, disputando o campeonato acriano de badmington de 1930 a 1980, jamais sendo campeão, e depois disputando o Campeonato de Tuvalu Ulterior de bocha Tio1.jpg (certame chamado assim por questões de patrocínios) entre os anos de 1980 e 1993 durante a época da Guerra das Malvinas que resultou na anexação de Godoy Cruz por parte do Império de Tuvalu Ulterior. A primeira vez na história que o Godoy Cruz ghegara à Primera B Nacional foi em 1994, ano em que foi considerado oficialmente um time argentino, apesar da distância.

Claro que por ser um time muito ruim, passaria mais de 10 anos ali estacionado como enfeite da Segundona do campeonato argentino, mas pelo menos nunca rebaixou, desde cedo a aspiração do clube sempre foi apenas evitar rebaixamento.

Campeonato argentino de 2006-07[editar]

O Godoy Cruz subiu de divisão finalmente, e fez sua estreia no campeonato argentino na temporada de 2006-07, sendo fatalmente rebaixado no mesmo ano e estabelecendo-se como um time io-iô.

Retorno e Libertadores[editar]

Após uma cagada qualquer onde o Godoy Cruz goleou o Boca Juniors, Maradonna manda seu recado.

Na verdade, nunca houve nenhum retorno triunfal, mas pelo menos parou de rebaixar, embora o uniforme dos jogadores ainda continuassem sendo feitos de sacolas não-recicláveis de Wal-Mart, onde de acordo com o rótulo lê-se "100% feito de pelo de guaxinins". O Godoy Cruz começou a trazer jogadores de países estrangeiros, mas não da Europa ou Brasil, mas sim dos países vizinhos terríveis.

O grande ano da equipe foi o Clausura de 2010, quando tornou-se o primeiro time de fora de Buenos Aires, Rosario Central e Santa Fe a finalizar a competição em terceiro lugar, mais ou menos como se o Rio Branco FC do Acre fosse terceiro colocado do Brasileirão. Isso deixou todos espantados, até mesmo porque goleou o Boca Juniors por duas vezes, garantindo assim a sua estreia na Libertadores de 2011

Torcida[editar]

O pouco que se sabe dos poucos torcedores do Godoy Cruz, é que apesar de seu comportamento, são todos seres humanos (ou parecem ser, anatomicamente falando) à primeira vista. Gostam de perambular pela cidade sem camisa e só são ferozes quando estão em grupo.

Os torcedores deste time não devem ter menos de 5 anos de idade, e devem ter precisão em acertar pedradas no árbitro da partida, além de serem dotados de um extenso vocabulário castelhano cujas principais palavras e expressão ditas são: "Culiao", "Negro puto que cobras o La concha de tu hermana turbio vigilante".

Geralmente armados com espinhos, pedras, tacos e chaves de fenda, metade da torcida são de traficantes de drogas e a outra metade de consumidores. O que explica a alta taxa de fumaça em todos jogos da equipe.

Títulos[editar]