Club Deportivo San José

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Club Deportivo San José
Escudo do San José.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Club Deportivo Sin Éxito
Origem Bandeira da Bolívia Bolívia - Oruro
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio Jesus de Bermudas
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Boliviano
Divisão Primera División
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Club Deportivo San José é uma tentativa de Vélez Sársfield na Bolívia (vide escudos, cores e uniforme) que foi obviamente fracassada, que apesar de ter surgido em 1947, precisou de 70 anos para conquistar alguma coisa.

História[editar]

Fundação[editar]

O time do San José foi criado em 1942 na cidade de Oruro, uma das tantas favelas adjacentes de La Paz, e foi convidado a participar do campeonatinho chamado "Torneio Integrado", porque ele foi entregado para os times da capital, só que mesmo assim o San José acabou campeão boliviano por acidente.

Esta época rendeu ao San José a alcunha de Los Húngaros, porque eles eram tão amarelões quanto à famosa seleção húngara da época, que tinha um time rápido e bom, mas que nos jogos decisivos sempre perdia, e nas poucas vezes que ganhava era por algum roubo ou por quebrar a perna dos adversários com apelação nos jogos.

De 1960 a 1990[editar]

O San José faliu em 1960, porque esta é a única explicação plausível para justificar porque o time nunca ganhou nem um mísero campeonatinho boliviano feito de merda jogado por jogadores de merda por longos 40 anos perdendo para times bolivianos que são feitos de merda.

Campeonato Boliviano de 1995[editar]

Sagrou-se o grande campeão boliviano de 1995 após 40 anos de jejum. E mesmo assim o time não tinha o menor brilho (óbvio), e foi campeão mesmo só porque cedo ou tarde tinha que acontecer depois de tanta insistência.

Campeonato Boliviano Série B de 2000[editar]

No ano de 2000 o San José foi explorar novos ares, não bastasse fracassar por 50 anos no mísero campeonato boliviano com times piores que qualquer equipe de índios amazonenses, o San José conquistou a proeza máxima de rebaixar no Bolivianão e ir jogar contra times de incas descalços de Cobija e Guayaramerín.

Campeonato Boliviano de 2007[editar]

No ano de 2007 foi campeão do segundo turno do campeonato boliviano no começo de 2007, numa época em que a Federação Boliviana resolveu criar a fórmula de campeonato por Apertura e Clausura para sanar a ausência de títulos internacionais dos times bolivianos lotando-os de troféus bolivianos, e até o San José teve o seu.

Libertadores de 2013[editar]

Cquote1.png Qual lição aprendemos hoje crianças? Que não se deve torcer para times ruins, e muito menos se a torcida adversária estiver munidas de foguetes Cquote2.png
He-Man dando lição de moral no final de um episódio

Prender corintianos, única utilidade do San José nesse mundo.

O time do San José tornou-se conhecido na Libertadores de 2013, não por causa do seu desempenho pífio na competição, o que já era de se esperar, mas devido a um episódio feliz e fortuito da prisão de alguns corintianos.

Tudo aconteceu na primeira rodada do campeonato, quando o Corinthians e sua torcida de marginais visitou Oruro, dia este que a criminalidade na cidade aumentou os índices de 12 roubos para 431 roubos, 0 mijadas em muro para 221 mijadas no muro, e 357 homicídios para 358 homicídios. Durante este fatídico jogo um vândalo corintiano acendeu um foguete e explodiu a cabeça de uma criança boliviana.

Diferente do país vizinho, o Brasil onde reina a impunidade, na Bolívia se cumpre a lei, e todos os corintianos presentes no estádio foram detidos, presos, julgados e devidamente condenados a virarem torcedores do San José para suprir a ausência do torcedor assassinado. Os corintianos se recusaram a fazer isso, e por isso cumpriram a pena alternativa de 6 meses de prisão, e então foram liberados.

O Itamaraty no Brasil fez de tudo para que os corintianos permanecessem presos na Bolívia, mas eles infelizmente voltaram e poucos dias depois já estavam quebrando o pau em estádio.

Quanto ao desempenho do San José, obviamente tomou um montão de goleadas e foi eliminado nessa fase de grupos.

Títulos[editar]

  • Campeonato Boliviano: 4 vezes (1955, 1995, 2002 e 2007-C)
  • Manter 15 corintianos presos por mais de 1 mês em Oruro