Club de Estudi-antes del prova (su vagabundo)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Club Estudiantes de La Plata
Escudo do Estudiantes de La Plata.png
Brasão
Hino ABC! ABC! Toda criança tem que ler e escrever!
Nome Oficial Estudiantes de La Plata
Origem La Plata, Argentina
Apelidos Pincha
Torcedores estudantes
Torcidas Pincharratas
Fatos Inúteis
Mascote Verón
Torcedor Ilustre Verón
Estádio Ciudad de Verón
Capacidade 53.000
Sede
Presidente Verón
Coisas do Time
Treinador Verón
Pior Jogador Nuvola apps core.png Verón
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Verón
Patrocinador Verón
Time
Material Esportivo Topper
Liga Campeonato Argentino
Divisão Primeira
Títulos 4 Libertadores
Ranking Nacional
Uniformes Club Estudiantes de La Plata.jpg



Club Estudiantes de La Plata é mais um desses times de futebol enjoados da Argentina que tem como hobby foder com as esperanças dos times brasileiros, em especial o Palmeiras e Cruzeiro. O time é uma propriedade da Família Verón da cidade de La Plata.

O Estudiantes foi a única forma possível de um atleticano ser campeão de alguma coisa, a julgar pela grande festa dos torcedores do galo em 2009 pelo título da Libertadores de 2009, porque o Atlético em si jamais tinha sequer chegado numa semi-final até 2013.

História[editar]

Fundação[editar]

Estudiantes tricampeão da Libertadores na época que sua avó era virgem.

O Estudiantes foi fundado em 1905 por alguns estudantes que matavam aula para ir jogar uma pelada nos terrenos baldios de La Plata. Com o tempo o grupo foi se organizando e surgia o clube dos "estudiantes".

O Estudiantes sempre foi time de Playboyzinho e filhinho de papai que fuma baseadinho e tem os estudos bancados, essa classe privilegiada é rara em Buenos Aires, mas os poucos estudiantes que jogavam futebol foram os responsáveis pela criação do time.

Isso explica a intensa rivalidade do Estudiantes com o popular e favelado Gimnasia y Esgrima (conhecido também como Analfabietos), formado por mendigos, pedreiros e outros seres sem estudo que abundam em Buenos Aires.

Era amadora[editar]

Em seus primeiros anos alcançou grandes êxitos nacionais na era amadora do futebol argentino devido a aplicação tática, inteligência e aplicação que os outros times sem estudiantes não tinham.

Tri-Libertadores (68, 69, 70)[editar]

Ganhou destaque mundial quando foi tri-campeão da Libertadores na época que Pedro Álvares Cabral tomou posse do Brasil. Nessa mesma época foi campeão mundial apenas uma vez em 1968 ao vencer o Manchester United. O Estudiantes sempre foi conhecido por sua marrentice, catimba e dedo no olho do adversário, é recordista em causar expulsões nos adversários.

Após o grande auge do tricampeonato da Libertadores, o Estudiantes entrou em decadência devido ao fim da Bolsa Escola na Argentina. Perdeu muito respeito, foi rebaixado na competição nacional, ou seja, virou uma bosta mesmo.

Libertadores de 2009[editar]

Verón ao fundo liderando os atacantes do Estudiantes.

Depois de muito apanhar, por mais de 20 anos, Verón compra o Estudiantes e o transforma em algo decente novamente. Vence a Libertadores de 2009 ao derrotar de virada na final o maior vice de todos os tempos Cruzeiro. Todavia, no campeonato mundial daquele mesmo ano levou uma taca de virada do Barcelona para provar do próprio veneno.

Libertadores de 2011[editar]

Depois da vergonha passada em 2009, o Cruzeiro resolve se vingar. Para isso ele contrata um cara com nome de Pinga. Esse infeliz jogador ajudou a foder Verón e sua tropa, por 5x0 (mesmo que o Estudiantes estivesse já todo remendado, o jogo valesse nada, e a segunda partida fosse 5x0 de novo pro Estudiantes).

Títulos[editar]