Clube Atlético Patrocinense

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Clube Atlético Patrocinense
Escudo do Patrocinense.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Clube Patético Patrocinense
Origem link={{{3}}} Minas Gerais - Patrocínio
Apelidos Cópia roxa do Atlético
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote Piu-piu roxo
Torcedor Ilustre
Estádio Xiqueirão
Capacidade 7800
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador Uns 10 e toda hora muda
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Mineiro
Divisão Módulo I, Módulo II, fica trocando
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Clube Atlético Patrocinense é um time semi-amador do interior mineiro, que está ali apenas para fazer figuração no campeonato estadual, isso quando está ou falido desativado ou chafurdando nas divisões inferiores de Minas Gerais. Nunca conseguiu nada de bom, se um dia jogar uma Série D será o máximo que um time desses pode chegar.

História[editar]

Fundação[editar]

Fundado em 1954 no vilarejo mineiro de Patrocínio, a ideia era muito simples, percebendo que só haviam dois times bom em todo estado de Minas Gerais, não parecia muito difícil fazer um time que pudesse tentar ser alguma coisa, ainda mais existindo um campeonato estadual com 12 times, e todos uma grande porcaria. O que o Patrocinense não esperava é que fosse criar um time tão ruim ao ponto de não conseguir vencer nem Tupi FC, URT ou porcarias similares, ficando sempre no ostracismo do futebol mineiro.

Outro problema é que claramente faltou originalidade na hora de criar o brasão do clube, e isso porque já tem o Araxá EC. O Patrocinense simplesmente pegou o escudo do Atlético e pintou de Cor de burro quando foge, como se ninguém pudesse notar aquela cópia clara e descarada de escudo e uniforme. Isso resultou na equipe ser odiada tanto por cruzeirenses como por atleticanos, por isso o timeco não é querido nem na cidade de Patrocínio.

Primeira divisão mineira[editar]

O auge do clube foram nos quatro anos entre 1991 e 1994, época em que o campeonato mineiro estava ainda num nível tão amador que possuía uns 30 times, mais do que a capacidade total de clubes existentes em Minas Gerais, mas isso fez com que o Patrocinense jogasse a primeira divisão estadual essas quatro vezes. É claro que quando inventaram o rebaixamento em 1994, o timeco já caiu após seus quatro anos de figuração.

Falência[editar]

Por ser um time de perebas que não possui qualquer chance de conseguir algo de bom, chegou ao cúmulo de rebaixar da segunda para a terceira divisão do estadual mineiro, um campeonato que nem times tem direito, isso em 2006. Pelo menos os donos do clube da época tiveram a honradez de declarar a falência, que ninguém merece tanta humilhação.

Retorno[editar]

Após uns anos desativado, ressurgiu em 2017, quando enfrentando potências futebolísticas como Betinense e Nacional de Muriaé, venceu o Módulo II do Torneio Rural. Graças a isso, pode ir fazer figuração no Campeonato Rural de 2018, e comemorar como vitória e título poder ter empatado de 2x2 com sua cópia não autorizada, o Atlético Mineiro.

Títulos[editar]