Clube de Regatas do Flamengo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Ladraompce.jpg
Senhor ladrão.png

Clube de Regatas do Flamengo é um ladrão.

Todo o mundo tem medo deste ser (ou não)

Guarde bem sua carteira antes de ler este artigo.


Nota: Este artigo fala do Framengu do Rio de Janeiro, aquele que só ganha roubando. Para outros flamengos, consulte Flamengo (desambiguação).
LULA CV.jpg
AVISO IMPORTANTE:

Clubismo aqui não, cazzo!


A Desciclopédia é um site de humor, portanto NINGUÉM se importa com que time você torce, seja o Coritiba, o Atlético Paranaense ou a Portuguesa. Seja engraçado e não apenas idiota.
Rioband.jpg "Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!"

Não vandaliza, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia
pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.


331px-Longcat.jpg Prepare-se para ler:
Esse artigo é muuuuito grande e pode causar cegueira.
Pense duas vezes e não seja tão idiota antes de ler algo assim
Discionario em png.PNG
O Descionário possui um verbete sobre Flamengo
Clube de Regatas do Flamengo
FLA GLS.jpg
Brasão
Hino Uma vez bandido, sempre cadeia
Nome Oficial Club de Regatas do Flamengo
Origem Rio de Janeiro Rio de Janeiro (estado) Rio de Janeiro
Apelidos FLAvelados, Burro-Negros, Uruburros, FLAmerdas
Torcedores Favelados, Bandidos, Pobres, Andréias, alguns tricolores, juízes de direito, juízes de futebol, comentaristas da Globo etc.
Torcidas Jovim-Fra e Fla-Boquete
Fatos Inúteis
Mascote Uruburro
Torcedor Ilustre Fernandinho Beira-Mar
Estádio Um boteco lá na Gávea
Capacidade Quantas pessoas couberem nas lajes das favelas em volta do campo, já que não tem arquibancada
Sede Jacarezinho
Presidente Maníaco do Parque
Coisas do Time
Treinador Marcola
Pior Jogador Nuvola apps core.png Andréia
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Elias Maluco
Patrocinador Preto bras e Globo
Time
Material Esportivo Doado pelo governo que cobra impostos ou roubado
Liga Roubalheiras 2010 (desde 1905 roubando por você)
Divisão A-24
Títulos 38 (sendo 47 roubados)
Ranking Nacional 39º
Uniformes FlamengoUniforme.jpg
Camisa2Flamengo.jpg



O verdadeiro Fla

Nota: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

Cquote1.pngVocê quis dizer: Fábrica de Ladrões e AssassinosCquote2.png
Google sobre Clube de Regatas do Flamengo
Cquote1.pngVocê quis dizer: Clube de Regatas do "É Questão de Interpretação do Juiz"Cquote2.png
Google sobre Clube de Regatas do Flamengo
Cquote1.png Na União Soviética, o Flamengo rouba de VOCÊ!!!!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre coisas que nunca mudam!
Cquote1.png Flamengo é Flamengo... Cquote2.png
Presidente do Flamengo falando sobre os salários atrasados
Cquote1.png Não foram encontradas páginas padrão na Web contendo todos os termos de sua consulta. Cquote2.png
Títulos honestos do Flamengo
Cquote1.png In Obina we trust! Cquote2.png
Presidente do Flamengo gritando o novo lema do clube (não tem problema, o clube já está falido mesmo)[1][2]
Cquote1.png Ele apitou 3 pênaltis seguidos pra gente, anulou um gol do Botafogo, contra o Vasco ele deu mão do goleiro... é um grande árbitro, de competência e caráter irreparáveis. Infelizmente, não pudemos contar com ele na Libertadores. Cquote2.png
Comprador de Juizes Kléber Leite, cartola do bando de chorões Flamengo sobre Djalma Beltrami, árbitro da final do Carioca de 2007, o que anulou o Gol do Dodô no final do jogo.
Cquote1.png Todo mundo tenta, mas só o Flamengo consegue de Hexa ir pra Penta. Cquote2.png
Milton Neves sobre a façanha flamenguista de a hexa ir pra pentacampeão.
Cquote1.png Bom, o Botafogo de 2010 pode estar na mesma situação do Flamengo em 2009, mas não são situações tão iguais assim. vejam, por exemplo, tem o fator da torcida: a do Flamengo botava uma pressão enorme no time, a do Botafogo nem tanto.....e também tem, é claro, o fato da arbitragem: o Flamengo conta com a mídia e os juízes ao seu lado, já o Botafogo é ele contra todo o resto Cquote2.png
Comentarista do SPORTV (que provavelmente será demitido por dizer a verdade) no Arena SPORTV sobre situações semelhantes entre Botafogo e Flamengo
Cquote1.png Meu Deus!! Isso não é mais um time!! é uma quadrilha Cquote2.png
Uma dona de casa após ver no jornal nascional que o ex-goleiro do flamengo havia assassinado sua mulher.
Cquote1.png Fui campeão brasileiro enquanto jogava no Flamengo, em 1987 Cquote2.png
Forrest Gump sobre Flamengo
Cquote1.png ECA!!! Cquote2.png
Cascão sobre Clube de Regatas do Flamengo
Cquote1.png Esse time está acabando com meu estoque de piadas! Cquote2.png
Radialista sobre o Flamengo, na transmissão dos 6x0 sofridos para o Botafogo, em pleno aniversário burro-negro, durante o Brasileirão de 1972 (a Globo isolou os vídeos da partida em local radioativo)
Cquote1.png Qual é o menor presídio do mundo? A camisa do flamengo, porque só cabe um bandido dentro! Cquote2.png
Moleque piadista (e com alto poder de observação) sobre Clube de Regatas do Flamengo
Cquote1.png Urubu otário, Libertadores foi pra casa do caralho Cquote2.png
Torcidas do Defensores, America-MEX, Olímpia e La U sobre Flamengo
Cquote1.png Se joga dentro da área que eu faço o resto Cquote2.png
Juiz de futebol conversando com um jogador do Flamengo durante o jogo
Cquote1.png "La cartera, gringo!" Cquote2.png
Juiz (de direito) sobre leitura do histórico de um flamenguista
Cquote1.png É... A coisa está preta para o Flamengo! Cquote2.png
Galvão Bueno, ferindo sua imparcialidade jornalística após gol do Vasco
Cquote1.png O outro time está pressionando, criou mais oportunidades, mais toque de bola, está jogando melhor, por isso o empate é o resultado mais justo Cquote2.png
Noronha sobre Show do Intervalo com o Flamengo empatando
Cquote1.png Recebi uma proposta para voltar a jogar no Flamengo neste ano (2007), mas a proposta de mil reais + vale-transporte não me agradou Cquote2.png
Zico sobre Flamengo
Cquote1.png O Flamengo fingia que pagava e eu fingia que jogava. Cquote2.png
Vampeta sobre Flamengo
Cquote1.png O jogo tá equilibrado pros dois lados Cquote2.png
Léo Moura sobre alguma derrota do flamengo, que ele nem percebeu que perderam
Cquote1.png Ladrão de títulos!!! Cquote2.png
Sport, Botafogo e qualquer outro time que tenha perdido para o Flavela roubado em uma final sobre Flamengo
Cquote1.png Solta minha carteira! Cquote2.png
Cidadão de bem sobre Flamenguista
Cquote1.png Urubu imundo, vai pro maraca só pra ver gol do Edmundo Cquote2.png
Vascaíno após a vitória de 5 à 1 sobre o Flamengo
Cquote1.png Favelaaa, Favelaaa, Favelaa, Silêncio na Favela Cquote2.png
Torcida Vascaína parodiando o grito de guerra logo após gol do Vasco, que silenciou a torcida flamenguista. O Flamengo venceria no final - roubado, como sempre -, mas isso não fez com que nenhum flavelado iludido mudasse de lar
Cquote1.png Olha lá o varal da favela! Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre torcida imensa e merda do flamengo
Cquote1.png Xi! Deixaram o Cuca ir....e ainda levou Pinto e Leite com ele! Cquote2.png
Engraçadinho de mente poluída sobre demissão de todos do clube por ninguém aguentar mais o Flamengo
Cquote1.png Vai tomar no cu, cambada de filhos da puta, vão se foder! Cquote2.png
Leo Moura (jogador do Flamengo, até jogo passado muito elogiado pela torcida) sobre torcida falsa e ridícula do Flamengo
Cquote1.png Lá vem o arrastão! Cuidado com a carteira! Cquote2.png
Torcedor de outro time qualquer sobre Clube de Regatas do Flamengo
Cquote1.png OPA! Acho que deixei a carteira cair, vou me abaixar para pegar! Cquote2.png
Torcedor tricolor ao ouvir comentário acima
Cquote1.png Bandidos foragidos são presos em flagrante cheirando gatinhos. Cquote2.png
Plantão Jornalístico sobre Clube de Regatas do Flamengo
Cquote1.png Perdeu, perdeu, prei. Pó passandu, a casa caiu!!! Cquote2.png
A tranquilidade no maracanã dentro da torcida uruburro-negra.
Cquote1.png Já joguei lá....na dúvida, os juízes dão para eles Cquote2.png
Felipe, jogador vascaíno sobre imparcialidade dos juízes nos jogos contra o Flamengo
Cquote1.png É penta. Cquote2.png
CBF, em 2010, sobre "hexa" do Flamengo
Cquote1.png Ahhhhhhhhh!!!!! Cquote2.png
A urubuzada caindo da arquibanca em 1992.
Cquote1.png Não faria falta se todos tivessem morrido neste dia. Cquote2.png
Oscar Wilde sobre a frase acima
Cquote1.png Profeta William Bonner, no Jornal Nacional Cquote2.png
um torcedor ilustre e EXEMPLAR do Flamengo
Cquote1.png Aquele gordinho já tá acabado. Vai ser fácil pro Flamengo. Cquote2.png
Kléber Leite sobre Cabañas, do América-MEX
Cquote1.png GGOOOLLLL do América do México! CABANHAS!!! Cquote2.png
Discurso do narrador naquele dia

Cquote1.png Adiós, Flamengo!!! Yo soy su carrasco!!! Cquote2.png
Profeta, Messias e Salvador Cabañas sobre Flamengo


Tabela de conteúdo

Mas que macacada é essa?

Clube de Regatas do Flamengo é um bando de macaco time de futebol (será?) carioca que, surpreendentemente, se destaca em diversos setores e atividades, sendo que poucos deles têm uma relação clara e direta com o futebol. Dentre eles, podemos mencionar: roubo (grande especialidade, e não apenas de jogos e títulos), furto, assassinato, tráfico de drogas, vandalismo, arrastões, brigas (em estádios, dentro de campo, fora dele, com adversários, entre eles mesmos, etc.), queima de ônibus, esquartejamento de corpos, suborno, desvio de verbas, estelionato, calote, e toda forma conhecida ou mesmo desconhecida de criminalidade e banditismo.

É difícil para os especialistas definir ao certo como pode ter surgido uma instituição tão especializada em tantas coisas condenáveis e nocivas à sociedade, e é ainda mais difícil saber como ela pode ter chegado à condição de "clube mais querido do Brasil". Pensando bem, talvez não seja assim tão difícil, considerando-se que o país é o Brasil...

Mas, enfim... o clube tem sua origem explicada com base em certas teses (sim, seu passado é incerto porque ninguém sabia escrever a história, e portanto não há registros).

1ª tese: A partir de imigrantes belgas, conhecidos como flamengos. Foi fundado como um clube de dança flamenga, mas com o tempo montou uma equipe de futebol que jogava tão mal quanto dançava.

2ª (e a mais provável) tese: O Fluminense estava preocupado em ir para a Série C (sim, desde essa época ele já era um lixo) e, desesperado, contratou um grande grupo de jogadores analfabetos e favelados. Entretanto, o grupo não foi aceito pelos torcedores do flu (não tinham bem as "características" necessárias), ainda mais depois de tentarem roubar o carro do presidente do clube. Após serem expulsos por seus antecedentes criminais, não conseguiram achar emprego (por motivos óbvios). Como gostavam muito de futebol, resolveram formar a equipe burro-negra. No caso da torcida, esta nada mais era que a junção das famílias desses jogadores (afinal, todo favelado tem no mínimo 458.596.324 parentes), mais alguns torcedores do flu que se sentiram atraidos pelos flamenguistas (afinal, nós sabemos que os tricolores adoram a ideia de ficar no meio de uma torcida cheia de negão suado)!
P.S. (PS não que é coisa de boiola) OBS: Se você tem dúvida, veja as consequências: A torcida do Fluminense é a menor do Rio, e a do Flamengo a maior, justamente por esse motivo!

3ª tese: Um grupo de flanelinhas se organizava para jogar uma pelada no Vidigal. Certa vez, um "time contra" foi armado; o adversário era o time do hospício da comunidade. Para os favelados flanelinhas, que não sabiam falar e nem escrever, o time adversário foi nominado de Mengolóides Futiból Crube. O jogo terminou empatado em 22 a 22. Com essa chuva de gols, os times decidiram fazer uma parceria e juntaram os nomes, formando o Crube de Ragataz du Flamengo.

Atualmente, a diretoria estuda a possibilidade de mudança do nome para Clube de Regalias Flapito, uma homenagem aos juízes de futebol, grupo de torcedores mais atuante do rubro-negro.


História

Chegada dos Belgas Fundadores no Brasil

Fatos.png
O Deslistas tem uma lista sobre
Clube de Regatas do Flamengo

Em 1579, as regiões norte e sul dos Países Baixos, que ficam logo abaixo do País Umbigo e acima dos Países Coxas, se separaram politicamente, e se constituiu um governo independente: as Províncias Unidas. Os provincianos são historicamente reconhecidos como exímios na valsa, um estilo de luta europeu treinado em quartéis militares conhecidos como "Grandes Salões". As autoridades do novo país, esperando um desenvolvimento cultural e uniforme, propuseram a nacionalização e o embargo da cultura vulgar dos Arianos-Otomanos, dos Anglo-Saxofones e dos Franco-Atiradores.

Mesmo a cultura produzida no próprio país, mas considerada vulgar, deveria ser banida. Ficou decidido então que o Flamengo não poderia ser mais executado no país, e tudo que fizesse referência àquela cultura deveria ser eliminado. Os praticantes da dança se revoltaram no começo, mas, sem armas, cultura, organização ou dinheiro (desde aquela época era assim), decidiram dançar em outro lugar.

Flamengorebaixa.jpg

A terra escolhida pelos refugiados dançarinos foi a República das Bananas, mas o excesso de festejos dentro dos navios acabaram por desviar a rota dos intrépidos artistas, que aportaram em Salvador, no Brasil, em 1624.

Uma segunda leva de imigrantes aportou em Pernambuco, em 1630. Aqueles barulhentos e estranhos dançarinos provocaram tão má impressão nos colonizadores portugueses, nos jesuítas, índios e escravos que a Coroa Portuguesa decidiu expulsar todos eles (que dancem na corte inglesa, teria dito o Rei Português). A expulsão dos dançarinos flamengos no Brasil é historicamente conhecida como Invasões holandesas do Brasil, mesmo sendo os invasores belgas.

Mas os belgas não desistiram e se refugiaram na mata. Criando Quilombos Brancos, eles dançavam e cantavam livremente. Ninguém os incomodava porque seu estranho canto e o barulho dos seus passos de dança assustavam quem estivesse por perto. Foi assim até o século XVIII. Em data ainda incerta, os dançarinos belgas tiveram contato com tribos guaicurus. Exímios na cavalgada, os guerreiros indígenas também dominavam fortemente as regatas com suas canoas feitas de Jequitibá e Jequitinhonha. Os belgas, que sempre tiveram um espírito marginal, tinham agora um novo amor.

Fundação do Clube

Gávea, o estádio de várzea do Flamengo (porque o Maracanã que não é)

No final do século XIX, o Brasil era um país Emo. Tinha como paixões nacionais a dança e o remo. Enquanto clubes vencedores como o Vasco nas Regatas faziam grandes campeonatos de remo, os pobres dançarinos/remadores de origem Belga nada tinham. Nem mesmo um clube para dançar. Ficavam a morrer de inveja dos luxuosos clubes que ostentavam o poder e a glória da capital brasileira na época.

A baixaria durou até 1895, quando o intrépido marinheiro Homer Simpson decidiu mudar de vida e ganhar dinheiro com aqueles belgas. Juntou um bando deles na praia de Botafogo e propôs a criação de um clube de regatas. A adesão foi unânime, afinal eles não faziam mais nada do que remar e dançar flamengo. Mas uma briga começou durante a escolha do nome do clube. Cerca de 500 nomes foram sugeridos, desde Sport Club Corinthians até Club de Regatas da Pedra Sponjosa. Em meio à baixaria, Homer exigiu ordem e decidiu votar uma sugestão por aclamação.

Após pedir novas sugestões, obteve apenas um silêncio raivoso daqueles homens. Tentando arrancar algo, passou a perguntar "O que vocês gostam?", "Qual é o seu simbolo?", "O que você está falando?", "Que tipo de música vocês gostam?". Homer falava tão rápido que os homens não o acompanhavam, apenas respondiam sem muito pensar: "flamengo, flamenco, flamingo, flamengo, etc". Depois de um tempo pensando, Homer propôs o nome Clube de Regatas do Flamengo, que foi escolhido. O fato de a maioria dos torcedores até hoje manifestarem certa dificuldade em pronunciar corretamente o nome do time do coração (que, para eles, é "Framengu") já acontecia naquela época, mas o nome não foi alterado porque na verdade os flamenguistas tinham, têm e sempre terão enormes dificuldades em utilizar o português (ou mesmo qualquer outro idioma) da forma correta. Em suma, faz parte da cultura flamenguista não ter cultura (o que inclui falar errado e não saber escrever).

Farsas Títulos do Time

Freddy: Cquote1.png Ver o Flamengo jogar é a hora do pesadelo Cquote2.png
Homenagem a uma das cópias da torcida do Frameingu

Desde sua fundação, o Flamengo vem roubando títulos e até inventando que ganhou alguns, sendo difícil encontrar um título expressivo ganho de maneira honesta.[3]

Além dos títulos, muitas outras coisas são roubadas pela torcida do Flamengo (não apenas toda sorte de bens dos cidadãos de bem), como por exemplo as músicas de torcida; já reparou que todas elas são músicas já existentes, porém com letras diferentes? E eles ainda dizem que são a melhor torcida do Brasil...

Além dos diversos tipos de roubo[4], também entra na ficha criminal dos flamenguistas danos a patrimônios públicos (que eles acham que são deles), como, por exemplo, arrancar placas de homenagem a grandes jogadores que humilharam o Flamengo (não que precise ser grande para isso), destruir cadeiras da arquibancada em estádios dos outros times (flamenguistas são tão animais que fariam isso com o próprio estádio, se o time tivesse um, claro), xingar, brigar, espancar, matar, trucidar (adversários ou eles próprios, entre si), em resumo: seria necessário citar todos os artigos do Código Penal para exemplificar os crimes praticados por flamenguistas..

A verdade é que, se nenhum dos dois juízes (de futebol e de direito) amigões ajudar o Flamengo, ele não consegue ganhar nem mesmo de times como Resende, ABC, Madureira, Avaí...

Vejamos agora alguns dos principais títulos roubados do Flamengo (como TODOS os títulos que o clube possui são roubados, vamos nos limitar aos roubos mais escandolosos, ou não haveria espaço suficiente para tanta informação):

Mundial de 81 e Libertadores

Mundial

Os torcedores do Flamengo cismam em dizer que são os únicos cariocas que já foram campeões do Mundial Interclubes, mas isso não é bem verdade, uma vez que o primeiro Mundial de Clubes só foi realizado no ano de 2000, e quem chegou mais perto do título, desde então, foi o Vasco (sendo vice). Em 1981, o Flamengo não disputou com equipes da África, Ásia, Oceania e Américas do Norte e Central. Sendo assim, basta entender um pouco de Geografia (os flameguistas em geral não conhecem, pois não costumam frequentar a escola) para saber que um torneio onde só participaram duas equipes de dois continentes jamais poderá ser chamado de "Mundial". Sendo assim, o único título mundial do clube até hoje foi o Mundial de Futebol de botão de areia (venceria com folga qualquer Campeonato Mundial de Roubalheiras, se existisse algum). O flamerda foi campeão da chamada Copa Toyota[5], tendo sido classificado para participar dessa por meio do apito de José Roberto Rato. Além do mais, esse título fajuto (e roubado) foi há tanto tempo que quando aconteceu:

José Roberto Rato, um dos maiores ídolos da torcida flamenguista. Foi decisivo para a conquista de diversos títulos pelo clube
  • 50% do PIB da Colômbia ainda era oriundo das plantações de coca e não da criação de gatos
  • Pelé ainda não tinha falado sua primeira merda
  • Casagrande ainda era sinônimo de casarão, e não de "comentarista imbecil"
  • O Vasco chegava a ganhar alguns campeonatos
  • O Bangu foi campeão Brasileiro

Libertadores

Tom Hanks estreando o filme tão aguardado na milésima eliminação do Flamengo na Libertadores, em 2012

Há, ainda, o fato de a Libertadores que eles ganharam não ter contado com a participação dos times argentinos (favoritos na época), que enviaram apenas juniores para os jogos, temendo alguma consequência da Guerra das Malvinas, nem de times uruguaios (também com tradição no futebol sulamericano), que sofreram o mesmo problema.

O único adversário grande que o mengão teve no campeonato inteiro foi o Atlético Mineiro, com o qual empatou em 2X2 no primeiro jogo e foi incapaz de meter um golzinho sequer no segundo. Entretanto, por facilitação de seu maior torcedor, o "juiz" José Roberto Wrong, que viajou no mesmo avião e dormiu no mesmo hotel do clube, o Flamerda conseguiu passar, contando com nada menos que a vergonhosa expulsão de 5 jogadores atleticanos, fora da diretoria. Mesmo assim, o Flamengo ainda tomou um sufoco na final daquela Libertadores para o ridículo time do Cobreloa.
Aliás, se a regra de desempate de gols fora de casa valesse para a final, o Flamengo teria sido eliminado, após ter ganho por 2X1 o jogo no RJ e depois perdido por 1X0 na casa do Cobreloa, não metendo nenhum gol fora de casa.

Cquote1.png Um detalhe interessante sobre essa final: o jogador Mario Soto, um beque durão do Cobreloa, desceu o sarrafo em diversos jogadores flamenguistas em todos os jogos. Porém, o fez sempre em disputas de bola, com o juiz marcando as faltas quando necessário, com ele visando ganhar a jogada na força e na raça, demonstrando apenas um excesso de vontade de vencer o jogo. Pobre estrangeiro...não sabia com que tipo de "gente" estava lidando. No último jogo, após já estar definido o resultado final, eis que surge Anselmo à frente de Mario Soto e o encara de relance. Como a bola estava do outro lado do campo, o beque não se preocupou, e pensou apenas que o jogador flamenguista devia tê-lo achado bonito. A falta de malícia foi seu grande erro: como para bandidos perversos as regras (sejam elas legais ou morais) simplesmente não existem, bastou o coitado do Soto desviar um pouquinho a atenção para tomar uma porrada tão violenta, mas tão violenta que caiu praticamente em coma, com o osso da cara afundado. Detalhe: Anselmo cometeu falta gravíssima em cima da vítima SEM BOLA! Cquote2.png


Roubo escandaloso na Libertadores de 81


As Farsas do Hexa

1980

O Flamengo chegou pela primeira vez a uma final do Brasileirão, contra o Atlético-MG.

O Atlético, como sempre, começou tomando gol, mas fez um logo em seguida. Depois, houve um pênalti não dado em Éder (jogador atleticano), uma falta em que a barreira do Flamengo avançou (sendo que, nas duas vezes em que a barreira do Atlético adiantou, o juiz mandou voltar, dando mais duas chances para Zico fazer o gol, desperdiçadas), uma falta inexistente (que deu origem ao segundo gol flamenguista). O juizão rubro-negro ainda marcou dois impedimentos contra o Atlético erradamente, que gerariam duas chances extremamente claras de gol; em um dos impedimentos, Reinaldo, que sairia sozinho na cara do gol, inconformado com a marcação, atrasou a cobrança da falta do Flamerda, sendo expulso direto, sem nem tomar cartão amarelo; coincidentemente, Reinaldo era o craque do galo na época. Houve também dois escanteios nítidos não dados ao Atlético. O jogo terminou em confusão, com um bando de jogadores atleticanos expulsos e a torcida burro-negra invadindo o campo para terminar logo com o jogo. Em resumo, foi um ensaio do que estava para acontecer na Libertadores no ano seguinte....

Flamengo e um dos seus títulos

Final de 80 entre Flamengo e Galo


E assim o Flamengo conquistou seu primeiro título brasileiro de forma "HONROSA E LIMPA".


1982

Cada um tem a taça que merece...

Houve um jogo polêmico (novidade) contra o Sport. Nas oitavas de final, o time pernambucano perdeu no Maracanã por 2X0, mas teve um gol anulado absurdamente em Pernambuco, em um jogo em que vencia por 2X1 (detalhe: a vitória por dois gols de diferença classificava o Sport, que havia tido melhor campanha; não havia critério de desempate por gols fora de casa).

O árbitro Oscar Scolfaro alegou que a bola tinha saído pela linha de fundo, quando na verdade ainda tinha mais de meio metro de distância entre a bola e a linha de fundo.


Reportagem sobre jogo contra o Sport pelo brasileiro de 82


"Coincidentemente", esse erro favoreceu o Flamengo. Como todos sabemos esse tipo de "erro" é muito comum.

E assim o time avançou na competição, ganhando no aperto dos outros times. Até que chegou à final contra o Grêmio.

Depois de dois empates, o jogo de desempate foi no Olímpico. O jogo estava 1X0 para o time burro-negro, quando acontece outro lance polêmico: Andrade, zagueiro do Flamerda, tirou a bola de cima da linha do gol com a mão. Todos viram o braço de Andrade na bola, exceto o próprio Andrade (que declarou ter tido um apagão temporário e não lembrar o que aconteceu no lance citado), Júnior (lateral idiota do Flamengo e pela saco da Globo) e, é claro, o juiz da partida, ninguém mais, ninguém menos, que o próprio Oscar Scolfaro, o mesmo que havia roubado contra o Sport, que por algum motivo igualmente misterioso foi eleito o árbitro do campeonato. O fato é que esse juizão preferiu não ver o braço na bola e fingir que foi um fato místico e inexplicável da natureza que a tirou de dentro do gol. A pergunta que não quer calar: por que será que o árbitro que havia claramente prejudicado o Sport e favorecido o Flamengo foi o mesmo escolhido para comandar a final?


Grêmio e Flamengo na final de 82




1983

Na final contra o Santos, houve um pênalti para o Santos, o qual o árbitro "substituiu" por uma falta, alegando obstrução e, portanto, dois toques. Com o pênalti, o Santos teria grande chances de empatar, resultado que lhe daria o título brasileiro de 1983, já que tinha vencido o Flamengo no Morumbi por 2 a 1. Contudo, naquela época, ganhar uma decisão do Flamengo era virtualmente impossível, como já pudemos perceber anteriormente. O árbitro, Arnaldo César Coelho, atualmente é comentarista de arbitragem da Rede Bobo.


Lance polêmico na final Flamengo e Santos de 1983


1987

Mentira flamengo.jpg

Como todos sabem, o campeão aceito pela CBF e pela FIFA de 1987 é o Sport Club Recife, que possui a Taça em sua sala de troféus. Entretanto, a mídia esportiva e (de novo) as organizações Globo vêm sustentando a mentira de que o Flamerda conquistou, neste ano, seu Tetra campeonato. Essa questão é facilmente contestada com três argumentos:

  • Se algumas equipes do módulo amarelo terminaram, em 86, à frente do flamengo [6], como por exemplo o Guarani (vice-campeão), como poderiam estar na segunda divisão do ano seguinte?
  • Como o flamengo pode ser campeão, se nem da final ele participou???
  • Se o flamengo foi o campeão, por que quem disputou a Libertadores de 88 foram Sport e Guarani???

Como todos sabem, inteligência não é algo presente no cérebro de um flamerdista (se é que existe cérebro em algum), mas o fato é que eles se acham hexacampeões. O campeonato brasileiro de 1987 foi dividido em 2 grandes grupos, chamados de Módulo Verde e Módulo Amarelo.

O regulamento dizia claramente que os dois primeiros colocados de cada um dos módulos disputariam um quadrangular final para decidir o título.

O Flamerda foi o primeiro colocado do Módulo Verde e o Internacional o segundo. O Sport foi o primeiro colocado do Módulo Amarelo e o Guarani o segundo.


O Flamengo é Campeão!

Acontece que Flamengo e Internacional, sabendo da ruindade de seus times e temendo uma derrota vergonhosa para clubes "teoricamente" inferiores, rasgaram o regulamento e se autoproclamaram campeão e vice-campeão. Se recusaram a disputar o quadrangular final, alegando que não jogariam contra times de segunda divisão. Acontece que ambos os módulos eram 1ª Divisão; a segunda divisão era composta por Santo André, Americano, Juventude e outras porcarias. Esqueceram-se que, no Campeonato Brasileiro de 1986, ano anterior, o Guarani foi o 2º colocado, inclusive perdendo nos pênaltis para o São Paulo, e o Sport foi o 27º, em um total de 44 clubes, além do fato de o próprio Guarani já ter sido campeão brasileiro de 1978 e disputado as semifinais de 1982, bem como o Sport já havia chegado diversas vezes às oitavas de final nos anos anteriores. Como poderiam ter caído para a segunda divisão em 1987? Como poderiam ser considerados "times fracos, de segundona" se haviam feito boas campanhas nos anos anteriores? Com isso, o Flamengo passou a ser o único time do mundo que "ganha" após cometer um W.O. Os flamerdistas ignorantes ainda tentaram entrar na justiça, mas perderam em todas as instâncias (por um azar extremo, o juiz que julgou o processo era um dos únicos não-corruptos como todos os outros safados ou comprados pelo time) e, no final das contas, o Sport foi o verdadeiro campeão de 87, mas a Globo, anjinho-da-guarda dos burros-negros cariocas, ainda tenta manter essa farsa do hexacampeonato...e claro, esquecemos de falar que em ambas as fases o Flamengo não conseguiu chegar ao 1º lugar de seu grupo, tendo que ir às 4ªs de final, sendo vice duas vezes para o Atlético Mineiro (que perdeu nas semifinais por um fator denominado cavalo-paraguaio).

Os flamenguistas alegam que houve uma grande confusão entre o Grupo dos 13, que organizou o campeonato, e a CBF, e a CBF é quem quis inventar um regulamento novo após o flamengo ser campeão, já que eles são sempre injustiçados, coitados. Para aqueles que acreditam nessa história, basta ver a reportagem interessante a seguir, na qual é revelada que Eurico Miranda foi, em nome do Clube dos 13, aceitar o regulamento prsposto pela CBF. O que ocorreu foi que A CBF retirou-se da organização do campeonato brasileiro daquele ano e, então, o Clube dos 13 decidiu organizar um campeonato próprio, com os 13 clubes, denominado Copa união. Posteriormente, a CBF quis voltar atrás e participar da organização do campeonato também, por pressão dos times que haviam ficado de fora da competição e acabariam não atuando em nenhum campeonato brasileiro oficial naquele ano. A CBF então decidiu organizr um torneio com base na Copa União, com um total de 32 clubes em cada divisão (primeira e segunda), Copa essa já criada e articulada pelo Clube dos 13. Acrescentou mais 3 clubes ao grupo dos pioneiros ao campeonato e com isso determinou os participantes do chamado Módulo Verde. Os outros 16 times restantes formaram o Módulo Amarelo. A segunda divisão ficaria representada pelos módulos Azul e Branco. No final de cada módulo, as equipes ficaram combinadas de realizar um quadrangular final com 6 rodadas, no qual seria decidido o campeão não do módulo x ou y, mas o Camoeão Brasileiro de 1987. Flamengo e Internacional não aderiram ao quadrangular alegando que não era a regra inicial da Copa União, declarando-se campeão e vice, respectivamente. Acontece que a organização do campeonato brasileiro e a modificação do regulamento pela CBF foram aprovadas pelo Clube dos 13, tendo seu representante na época, Eurico Miranda, assinado, em nome do Clube dos 13, tal autorização à CBF.[7] Os flamerdistas também insistem em dizer que "Mas a coisa era tão roubada e mal feita que Sport e Guarani chegaram a um consenso de quem seria o campeão e o vice, ou seja, entregaram o título ao Sport". Esse argumento é desonesto e mentiroso, pois sim, verdade seja dita, após ambos os times empatarem em 11X11 nos pênaltis, o Guarani decidiu se retirar da disputa de pênaltis e entregar a vitória do Módulo Amarelo para o Sport. Posteriormente, no quadrangular, as equipes venceram Flamengo e Internacional por W.O. e se enfrentaram novamente em uma nova final, resultando na vitória por 1X0 do time pernambucano. O engraçado é notar o fato de esses dois times, memso considerados "pequenos" pelo Flamengo e Inter, não davam a mínima para quem seria o campeão do Módulo Amarelo, tinham olhos apenas para o quadrangular final.

Vale conferir os vídeos abaixo:

Nota: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

Satisfeito com a volta a boa fase (que boa fase?), o torcedor vai ao banheiro dar uma cagada; ao voltar, vê que foi o time quem fez uma cagada!


Reportagem sobre o Campeonato de 87 (vale conferir até o final)



Eurico Miranda fala sobre o Campeonato de 87



O que a Globo...quero dizer, o Flamengo ainda insiste em negar


Gol do flamengo.jpg

E um pequeno detalhe: quando um time desiste de um jogo ele desiste da competição, e quando um time desiste da competição ele é rebaixado. Então, os flavelados iriam chorar pela queda junto com os santistas, corinthianos e colorados, que seriam rebaixados de acordo com o regulamento do campeonato. Mas só que a CBF não revela essa história e tampouco deixou que ela acontecesse, porque sabe o que os flamenguistas bandidos fariam se um dia o Flamengo fosse rebaixado: O Mundo Acabaria em mortes violentas e Tiroteios!


1992

Também temos, na farsa do hexa, o jogo no qual Botafogo e Flamengo se enfrentariam na grande final do brasileirão. O Botafogo tinha um time melhor que o do Flamerda, inclusive teve uma campanha melhor, tendo 34 pontos e, o Flamengo, 32 pontos, tendo o Botafogo levado vantagem, em caso de empate, na final (dois jogos). Porém, o time contava com alguns jogadores com "espírito-de-equipe" burro-negro (como Renato Gayucho, famoso por ter sido responsável pelo rebaixamento do Vasco e um quase rebaixamento do Fluminense). Ele e mais três do time botafoguense (Renê Playboy, Carlos Alberto Dias e Márcio Santos) foram pagos (e acredita-se que alguns até ameaçados) pelo Flamengo; assim o Flamerda diz que conquistou o título "suadamente"![8] Inclusive, Renato Gayúcho foi celebrar a vitória do Flamengo após o primeiro jogo em um churrascão com a equipe burro-negra, na casa de um dos atacantes flamenguistas. Como são tão burros, não conseguiram apagar os rastros da roubalheira toda e acabaram sendo descobertos (não que isso tenha dado algum resultado: lembrem-se que a Globo e todas as grandes instituições corruptas desse país amam o flamengo). Após uma derrota de 3X0 para o Flamengo, devido aos craques que se recusaram a jogar, esses jogadores receberam uma advertência verbal do clube do Botafogo para o segundo jogo da final, e Renato Gaúcho foi afastado do time. O segundo jogo terminou empatado em 2X2.

2009

Comemoração do título roubado de 2009

O mais novo roubo do Flamengo! Após começar o ano roubando já no 1º jogo[9], o Flamengo conquistou o Campeonato Carioca no apito de novo (mas nem despertou tanto a atenção, pois isso já é de praxe).

Após esse fato (como dissemos, normal e esperado), o Flamengo perdeu a Copa do Brasil e a Sulamericana e começou muito mal o Campeonato Brasileiro, perdendo de 5X0 pro Coritiba (que possuía a pior campanha desse ano até então e acabou inclusive sendo rebaixado ao final do campeonato) e de 4X2 pro Sport (que terminou como lanterna da competição).

Mas, mesmo tomando essas goleadas e ficando praticamente na Zona de Rebaixamento, o Flamengo conseguiu ser campeão brasileiro.

Como? De que maneira? Mágica? Ou o Flamengo realmente jogou com raça?

Claro que não, meus amigos, foi por intermédio de ninguém menos que os juízes de futebol, que levaram o Mengão novamente ao topo (aposto que dessa vocês nem desconfiavam).

Escalação do Grêmio que tinha prometido não entregar o jogo

Após três péssimos resultados, o Flamengo viu que seu time era uma bela merda e resolveu fazer o que sempre fez melhor: comprar juízes e fingir que é campeão sem roubar, dessa vez com sua mais nova arma, o Pódriano Adriano, mais conhecido como O Cheirador Imperador (risos), acompanhado de seus famosos empurrões nos zagueiros antes de finalizar para o gol. Os mesmos empurrõezinhos aconteceram em jogos como contra o Náutico, Vitória, Grêmio e na verdade em todos os jogos disputados pelo Flamerda, sempre acompanhados das bichas comentaristas da Globo, como Arnaldo César Coelho, dizendo "É porque ele é muito forte e gostosão! E, claro, porque joga no Flamengo. Assim, pode empurrar todo mundo!"

Apesar do São Paulo ser um dos times que mais roubam, nem ele foi páreo para o Glorioso Mengão, o Rei Supremo da roubalheira! No 1º Turno, o juizão decidiu dar um pênalti inexistente mais que polêmico a favor do Flamengo, pênalti esse que provocou a posterior expulsão do zagueiro tricolor Renato Silva. O Flamengo peidou, não jogou nada no resto da partida, enquanto o tricolor paulista se sentiu motivado e partiu pro ataque, quase marcando diversas vezes. Ao final do jogo, como não poderia deixar de ser, o amigo juizão não deu um pênalti (ou melhor, um "mais do que pênalti") no atacante Washington, que ficou desesperado reclamando durante vários minutos no chão, pois o jogo estava empatado e já eram 43 do segundo tempo.[10][11]

Mais uma vez contra o tricolor paulista, dessa vez no segundo turno: após ignorar um pênalti (esse sim duvidoso) em um agarra-agarra entre Washington e Álvaro, aos 29, o juizão inventou mais uma vez um pênalti pro Flamengo, em um lance no qual Toró entra de sola na divida e é acertado pelo jogador Jorge Wagner, que deu um bico visando a bola. Após uma bela defesa de Rogério Ceni, tudo que sobrou à arbitragem é mandar voltar o lance, dando nova chance a Petkovic fazer o gol. A irregularidade apontada foi que Rogério Ceni se adiantou, o que não é mentira; porém, o movimento feito por Rogério Ceni é feito pela grande maioria dos goleiros no futebol brasileiro e NUNCA é apontado como irregularidade, a menos, é claro, em casos como esse, nos quais interessa para a arbitragem ser parcial.[12]

Contra o Palmeiras, no 1º turno, o mengão perdeu para o time paulista, mas erros de arbitragem a seu favor foi o que não faltou. No primeiro tempo, houve pênalti não marcado em Edmilson, jogador alvi-verde. Posteriormente, o juizão assinalou pênalti no atacante Adriano, do flamengo, pênalti esse não existente. Verdade seja dita, há um lance poL~emico contra o time burro-negro no primeiro tempo, uma possível falta do jogador Ortigoza na disputa de bola que originou o primeiro gol da partida.[13]

Contra ninguém menos que o Botafogo, após um gol irregular do Alessandro (jogador botafoguense), o juiz fez de tudo para o Flamengo virar o jogo: expulsou o próprio Alessandro injustamente, validou um gol, aos 45 do segundo tempo, a favor do Flamengo, no qual o jogador Émerson teve de dar uma cotovelada na cara de Lúcio Flávio (que saiu de campo com um corte sangrando no rosto), anulou um gol legítimo do André Lima, deixou de marcar um pênalti a favor do Botafogo.....terminando o jogo em 2X2. Óbvio que a única coisa que a Globo anunciou foi "Botafogo rouba descaradamente com um gol irregular!". O que já era esperado - afinal, como todos sabem (e o Arnaldo faz questão de lembrar a todo momento), "a regra é clara", ou seja: se o juiz erra a favor do Flamengo, está certo; se erra contra ele, está errado. Sempre foi assim, e os manda-chuvas do futebol não pretendem mudar (afinal, são uma corja de bandidos safados e, consequentemente, fica fácil saber com qual time eles mais se identificam...)

Verdade seja dita, contra o Botafogo, no 2º turno, houve um pênalti inexistente contra o Flamengo. Esse foi, possivelmente, um dos únicos lances de erros de arbitragem contra o Flamengo no campeonato. Segundo os burro-negros, esse lance e mais algum outro que aconteceu em algum jogo demonstram que o juiz erra igualmente para os dois lados e que, então, o título do mengão é mais do que honesto. E é por essas e outras que os torcedores desse time não são conhecidos por argumentos lógicos ou honestidade intelectual.

Contra o Náutico, no primeiro turno, o juiz não hesitou em expulsar logo um jogador alvi-rubro por ter trocado a vestimenta sem sua autorização (amarelo existe pra que né?).

Após perder de 3X0 para o poderoso time do Avaí, o mengão se desesperou novamente. Contra o Atlético-PR, no 2º turno, outro show de faltas burro-negras, estragando contra ataques e saídas de bola do adversário. Williams abusou das faltas pesadas nesse jogo, sendo advertido com um cartão amarelo que já deveria ter saído muito tempo antes. Ao final do jogo, o juizão não teve mais como fingir que não estava vendo Williams sentar o pau nos jogadores atleticanos, após o fato desse ter feito uma jogada desleal contra o lateral-esquerdo do time adversário. Williams acabou sendo expulso pelo segundo amarelo no final do jogo. Ao iniciar o segundo tempo, o técnico do Atlético-PR foi expulso por ter reclamado das marcações bizonhas do bandeirinha da partida. O jogo ainda terminou em 0X0, já que nenhum dos cracões do mengão teve a capacidade de meter a bola na rede.

Contra o Náutico e contra o Goiás, ambos já na reta final do campeonato, os juízes amarraram o jogo, dando faltas atrás de faltas inexistentes ou duvidosas para os times adversários ao flamengo e deixando o jogo rolar em lances de faltas do mengão (quase sempre com Williams, para variar). O jogo contra o Timbu terminou em 2X0 para o time carioca, com vários jogadores alvi-rubros protestando contra a arbitragem, enquanto que o jogo contra o Goiás terminou em 0X0, tendo o flamengo perdido uma oportunidade enorme de ultrapassar o então líder São Paulo.

Na rodada seguinte, penúltima do campeonato, contra o Corinthians, Ronaldo, o Gordo fingiu ter tido uma noite muito forte com seu negão e se recusou a jogar - e técnico do time paulista ainda assim o botou em campo, sendo que ele, como era de se esperar, pipocou o jogo inteiro. Ainda assim, o Flamerda tomou um aperto. E, apesar de o Corinthians também ser, historicamente, um dos times que mais roubam, também ele não foi páreo para o Grande Mestre da Roubalheira: assim que teve a oportunidade, o juizão flamenguista soprou com força o apito e assinalou um pênalti inexistente (adivinhe a favor de quem), seguido, é claro, de um cartão vermelho para o jogador corinthiano, no intuito de facilitar ainda mais as coisas para seu time do coração. O goleiro Felipe nem se deu o trabalho de agarrar o pênalti, matendo-se aplaudindo o juizão ironicamente ao sair o gol. Ainda expulsou o técnico do Corinthians de campo. O resto do jogo se baseou em todos os ataques corinthianos interrompidos por faltas e mais faltas duras não advertidas com cartões e, é claro, a maioria nem mesmo assinalada, um show de cartões amarelos aos jogadores paulistas, laterais invertidos, escanteios não dados.... Os torcedores do time paulista reclamaram ainda de um pênalti (discutível) não dado a seu favor. O árbitro da partida, Evandro Rogerio Roman, tem um histórico pesado de erros "estranhos" e manipulação de resultados em jogos pelo Campeonato Brasileiro.[14] O resultado foi mais vitória roubada do glorioso mengão, dessa vez o colocando em primeiro lugar para a disputa da última rodada.


Confira os vídeos abaixo:


Nota: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

Campanha feita pelos gaymistas


Torcida pedindo pro Felipe virar de costas



"Parou! Não chuta mais no gol" - Grêmio entregando a final

Entretanto, como não poderia deixar de ser, houve a providencial ajudinha do décimo segundo jogador (sempre flamenguista, mas que se veste apenas de preto, sem o vermelho, para disfarçar durante os jogos): no 1º gol flamenguista, o Cheirador empurrou o zagueiro do Grêmio. Considerando-se que era um jogo decisivo para o Flamerda ser campeão, nem que o jogador gremista tivesse sido morto dentro de campo o juiz invalidaria o gol.

Os flamenguistas alegam que é um absurdo falar que o Flamengo rouba tanto assim, sendo que ele nem tem dinheiro para comprar tantos juízes. Acontece que esse é um argumento improcedente. Recebendo dinheiro ou não, todos sabem que os juízes roubam para o Flamengo, em função de uma lógica muito simples: se roubam, é porque são ladrões safados; se são ladrões safados, só podiam ser flamenguistas. O curioso é que nunca um campeão brasileiro fez uma campanha tão ruim no ano seguinte como é o caso do Flamengo em 2010...para onde foi, afinal, todo o dinheiro ganho na campanha do ano passado? Ganha um doce quem adivinhar...

Os próprios flamenguistas dizem que esse ano só foram campeões pelo fato de "nenhum outro time ter querido ser campeão e terem perdido diversas vezes para times pequenos". Curiosamente, Palmeiras, São Paulo, Internacional e Cruzeiro estavam na disputa do brasileiro, à frente do Falmengo....e todos resolveram começar a perder para times pequenos de maneira consecutiva... houve muitos e muitos boatos a cerca de arbitragem e mídia querendo influenciar no resultado e querendo dar a vitória ao flamengo, arbitragem essa prejudicando os times de SP (exceto o Corinthians, mas esse nem estava na disputa), e mídia essa que nesse ano realizou seu desejo de colocar Petkovic na "Calçada da Fama do Maracanã", ao lado de nomes como Garrincha, Gérson, Didi, Dinamite....realmente, estão todos no memso nível, além de diversas homenagens ao goleiro Bruno, um exemplo de jogador e bem-feitor. Mas não se preocupem, o mais provável é que tudo isso é coincidência pura.
Sobre o assunto, vale ler o artigo e as reportagens a seguir: Reportagem sobre favorecimento em 2009 Dirigente de São Paulo reclama de favorecimentos em 2009 Palmeiras reclama de favorecimento ao Flamengo em 2009

Sites não freqüentados por flamenguista e pela mídia esportiva :

OBS: Nós nem ao menos precisamos da FIFA p/ saber que o Flamerda não ganhou esses títulos; qualquer um, à exceção dos Flamerdistas, Curinthianus, Bambis e Gaymistas, tem bom senso e sabe que esses times já roubaram muito e não merecem os títulos que fingem que têm.

2011

Após um ano de vergonhas e derrotas, chegando a ficar muito perto de ser rebaixado, o flamengo teve de investir pesado na campanha de 2011: contratou o jogador Ronaldinho Gaúcho e outros jogadores de qualidade. O mengão conquistou com muito aperto os jogos decisivos do estadual, sendo o vencedor do mesmo de forma limpa (\o/\o/\o/\o/\o/). Já no Campeonato Brasileiro, o Flamerda começou muito bem o campeonato e, em seguida, caiu bastante de produção, chegando à pré-libertadores na última rodada.


Vejamos o que realmente aconteceu por esse campeonato:


Nota: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

Roubos a favor do Flamengo no Brasileiro de 2011 (metade do vídeo pra frente, o início mostra roubos contra o Botafogo, para variar)



Roubos entre Flamengo e Vasco no brasileiro de 2011

Nesse ano, o Botafogo terminou com 56 pontos e o Flamengo, na pré-libertadores, com 61....já o Vasco, vice, terminou o campeonato com 69 pontos, enquanto o Corinthians, campeão, terminou com 71[15]....será que se os erros de arbitragem nesse vídeo fossem consertados, mudaria alguma coisa? Especialistas acreditam que sim.

Estaduais

Juiz que apitou a final de Botafogo e Flamengo da taça Guanabara 2008 (klap klap klap, Parabéns Flamengo)

Se o flamerda já roubava assim em grandes competições, nem se fala nos estaduais! Em 1955, o América-RJ chegou à final com seu grande time e o flamerda também chegou lá por pura sorte. o América tinha tudo para ganhar o jogo, exceto a colaboração do juiz...nessa época não eram permitidas substituições, então o lateral burro-negro Tomires, uma das figuras mais violentas e grotescas já produzidas pelo futebol brasileiro, chutou e pisou a perna do meia direita do América, Alarcón, um argentino craque de bola, o que resultou em uma fratura exposta. Qualquer um expulsaria o lateral do Flamerda....exceto o juiz que apitou a partida. Pulando no tempo, a então Federação Carioca de Futebol promoveu, em 1979, um torneio rápido, de um turno, ganho pelo Flamengo, que conseguiu que essa mesma Federação o homologasse como um campeonato “EXTRA”. Com isso os flavelados passaram a se intitular “Tricampeões” em 2 anos (1978/79 e 79 de novo...). O curioso é que o Botafogo foi vencedor de um torneio similar (senão até mais difícil), em 1996, promovido pela Prefeitura do Rio de Janeiro, cujo troféu chamava-se “Taça Cidade Maravilhosa” e teve a sua pretensão de ser considerado bi campeão (1996/97); obstada e negada por essa mesma Federação. Também em alguns jogos, quando o flamerda, mesmo com 14 em campo, não consegue dar conta, não demora para que um torcedor entre em campo para ajudar o time (os flamenguistas em geral não ligam para invasão de propriedade alheia). Mas, mesmo assim, o flamengo continua a perder em finais vergonhosamente, como quando tomou o gol de Cocada (ao lado).

A profecia se cumpriu: Depois de vinte anos, os Flamenguistas ainda lembram do Cocada.

A sequência é espantosa, como o gol de Paulinho Criciúma no primeiro jogo (0x0) da decisão de 1989, quando o juiz Luiz Carlos Felix (que assumiu ser flamenguista alguns anos depois) cinicamente vira-se de costas para a jogada e apita o final da partida com a bola entrando a menos de meio metro dentro do gol[16]. Felizmente, nesse mesmo ano o bem triunfou e Maurício fez um gol na base da raça contra o Flamengo e o Botafogo saiu vitorioso do Campeonato Carioca de 1989, com os flamenguistas, 20 anos depois, dizendo que houve um grande empurrão no zagueiro flamenguista, empurrão esse que ninguém, de qualquer outro time, viu, nem mesmo o zagueiro do Flamengo, apenas os torcedores e, portanto, existiu, já que eles são sempre os donos da razão e enxergam a realidade de uma maneira excelente. E é claro que nem precisamos citar aqui os roubos famosos como pênaltis não dados para o Vasco (2001), roubos descarados contra o Botafogo (2007/8/9).
Além do mais, quando algum time faz besteira (inclusive em 2009 mesmo, o juiz roubava do Botafogo - novidade - durante um jogo do início do Campeonato Carioca e alguém tacou-lhe uma garrafa, fazendo assim com que o Botafogo perdesse o direito de jogar em casa durante algumas rodadas), o flamerda logo arruma um jeito de "matar" o time (como ficou exemplificado anteriormente).

Sátira homenageando os títulos doFlamengo

Na final de 2009, um jogador do Flamengo (Fábio Luciano), expulso aos 44 minutos do segundo tempo, retornou ao campo e participou efusivamente com seus companheiros de equipe, da disputa de pênaltis, fazendo inclusive parte daquela “corrente” que os jogadores promovem no meio de campo a cada batida da penalidade máxima, um fato inédito no FUTEBOL MUNDIAL, sabendo-se inclusive que um jogador expulso não pode sequer permanecer no banco de reservas. E tudo isso sob o olhar benevolente do sr. soprador de apito que conduzia a disputa e com o aval do sr. Kléber Leite que adentrou o campo de jogo, onde só poderiam permanecer o juiz e os envolvidos diretamente naquele momento da partida. Ainda há o fato inusitado da presidente burro-negra Patrícia Amorim ter permissão para assistir vários jogos do time à beira do gramado. Pensemos um pouco: talvez isso não afete um pouco o piscicológico do juiz? Bom, não é isso que é pensado nesse caso né...Fora que TODO ANO o Flamerda rouba dos times menos favorecidos.[17]

E quem consegue esquecer a revelação ocorrida em 1986, denominada "Papeletas Amarelas"? É um fato tão absurdo e tão escandaloso que merece até um destque logo abaixo.

Em 1958, a Flapress da época fazia campanha nos jornais para que o titular da seleção brasileira que estava embarcando para a Copa da Suécia, fosse Joel, jogador do Flamengo, um ponta direita apenas razoável. E a seleção teria tido Joel como titular a Copa inteira, não fosse a postura decisiva de Bellini, Nilton Santos e Didi, que peitaram o técnico Feola, EXIGINDO a escalação de Garrincha. Em 1963, o Flamengo acabara de contratar um jogador chamado Berico, que em seu jogo de estréia fez dois gols – o suficiente para a Globo anunciar: “BERICO, MELHOR QUE PELÉ”....Berico nunca mais fez gol algum...uma história repetida recentemente com um jogador gordo e gay que se chamava....como é mesmo?.....esqueci...acho que era Obama, não, Orina....ah, sei lá!


Confira os vídeos abaixo:


Nota: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

Árbitros demitidos revelam esquema da FERJ de manipulação de resultados no Campeonato Carioca de 2006 a 2010 (curiosamente, o tri do mengão foi nesse período, mas é óbvio que é só coincidência).


Campanha a favor de árbitros da FERJ na Libertadores, assim o Mengão pode ganhar todas!


Seria a FERJ flamenguista?


O Escândalo das Papeletas Amarelas

Um escândalo ocorrido em 1986, logo após a conquista de um estdual pelo time burro-negro. Se tratava de umas papeletas encontradas na sala do presidente uruburro em que se lia a relação de todos os 1.125.658 juízes comprados e todos os jogos roubados! É um caso que realmente nos faz pensar no porquê de ainda existirem torcedores que apoiam uma instituição como essa.... É claro que a Globo conseguiu abafar esse caso depois de algum sufoco.


Escândalo das Papeletas Amarelas (coletânea de vários vídeos sobre o assunto)


Resumindo: o Flamengo é um time sem títulos (honestos), com uma torcida imensa, bandida e cheia de merda (que vive na estratosfera), se acha o grande, o maioral, o rei supremo do universo, mas sem a ajuda de juízes, dirigentes corruptos, da Globo e demais instituições desonestas perde até para times pequenos. A verdade é que, num mundo perfeito, sua simples existência seria proibida por lei.

Vídeos contendo roubos do Flamengo em estaduais: Carioca de 2007 Carioca de 2008 Taça Rio 2008 Falta no Dinamite - O mesmo Wright nao deu nem amarelo Puxão de Camisa absurdo no jogador do Vasco na semifinal de 2011 do Carioca Roubo descarado contra o Vasco, pênalti e mão do Williams na semifinal da Taça Rio 2010 Roubos do Flamengo em 1989 Juan ataca e ameaça jogador do botafogo e só leva amarelo

Vices

Ao longo da história, o Flamerda vem chamando outros times como Botafogo e Vasco de vices e se autoapelidando de "Rei do Rio". O curioso é que só o Botafogo conquistou um tetra campeonato, e de tetra o Flamengo só tem TRI-VICE!
Sim, o Flamengo foi 4 vezes tri-vice! 22-23-24, 36-37-38, 82,83-84 e, por fim, 87-88-89, este último com o astro Zico em campo e dirigido pelo técnico Telê Santana da Silva.


Títulos Verdadeiros do Flamengo

Estudos revelam que Tiririca seria o técnico mais bem preparado para assumir o time
  • Clube brasileiro com a maior dívida (o único que também conseguiu negociá-la de forma amigável: afirmou categoricamente que não vai pagá-la, coisa que os próprios credores já sabiam de antemão, razão pela qual oficializaram o acordo);
  • Clube brasileiro que mais vezes brigou para não ser rebaixado para a série B;
  • Clube brasileiro que mais roubou títulos até hoje (quantidade desconhecida);
  • Clube brasileiro que mais atrasa o pagamento de salários;
  • Clube brasileiro que possui mais integrantes e torcedores presos;
  • Clube brasileiro com o maior número de torcedores analfabetos;
  • Clube brasileiro com o maior número de torcedores favelados;
  • Clube brasileiro com o maior número de torcedores desdentados;
  • Clube brasileiro com o maior número de torcedores assassinos;
  • Clube brasileiro com o maior número de torcedores vândalos;
  • Clube brasileiro mais odiado;
  • Clube brasileiro que possui a administração mais harmônica e igualitária: todos, sem exceção, roubam;
  • Único clube brasileiro que possui bandidos em todos os escalões: torcida, jogadores, massagistas, preparadores, médicos, diretores, presidente, vice, advogado etc.;
  • Único clube brasileiro a ter o próprio capitão do time preso pelo crime mais repugnante da história do futebol (assassinato, esquartejamento, alimentação de cães com carne humana);
  • Único clube brasileiro capaz de quase fazer o Corinthians parecer um time simpático e honesto;


Dentre os times brasileiros chamados de "grandes":

  • É o que mais tempo demorou para construir um Centro de Treinamento: ainda não tem;
  • É o que mais tempo demorou para construir um estádio: também não possui


Bandidismo e Tráfico na Gávea

Há um fato curioso – e até então inexplicável – que quase sempre ocorre com aqueles que passam de um outro time qualquer para o tal do Framengu. O jogador pode ser bom, honesto, correto, humilde, educado, profissional, fiel cumpridor de seus deveres e o caralho a quatro.[18]

Mas, basta respirar o ar rubro-negro por algumas semanas (às vezes dias) para o sujeito se tornar, quase que por osmose, marrento, malandro, bandido, puteiro, antiprofissional, fazer corpo mole, faltar a treinamentos e jogos, se envolver com traficantes, bandidos, ter problemas com a lei, ser preso, brigar, torturar, matar, esquartejar, etc., etc., etc.

Podemos citar, como os exemplos mais gritantes:

  • Adriano Cheirador Imperador: sempre apresentou problemas por onde passou (porque já veio estragado para o futebol: foi revelado pelo Flamerda), mas nada comparado à sua última passagem pelo time do coração, quando se envolveu com o tráfico, apareceu em fotos fazendo o símbolo do Comando Vermelho (CV) e segurando um fuzil, deu moto de presente pra mãe de traficante, protagonizou um barraco público com sua noiva, e isso sem falar nas inúmeras vezes em que encheu a cara. Como se não bastasse, treinava quando queria, e se o treino fosse de manhã, não treinava nunca.[19]
  • Anselmo: um cara que tinha tudo para dar certo no futebol. Porém, estava no time errado: na Libertadores de 1981, um tal de Mario Soto, do Cobreloa, desceu o pé nos jogadores flamenguistas (mas sempre em disputas de bola). Deveria ser aplaudido por praticar um ato tão nobre, ao tentar ensinar boas maneiras àqueles que não as têm...mas, pobre-coitado, estrangeiro desinformado, não sabia com que tipo de “gente” estava lidando: no último jogo, quando já estava tudo decidido, eis que surge Anselmo à sua frente, encarando-o de forma estranha. Ignorou, pois a bola se encontrava do outro lado do campo. Mal sabia ele que, para marginais, as regras não existem: SEM BOLA, Anselmo pegou-o de surpresa, de forma absurdamente covarde, e lhe deu um murro tão forte, que o gringo saiu dali direto para o hospital, desacordado e com o malar afundado. A agressão foi de tal maneira absurda que encerrou a carreira do sujeito precocemente.
  • Diego Tardeli: no São Paulo sempre foi um bom jogador, disciplinado e correto. Mas assim se comportava porque estava em um time sério: chegando no Comando Vermelho e Preto, participou de festas, orgias, espancamento de prostitutas, quase bateu no Simon dentro de campo por ele não ter dado um pênalti que de fato não existiu (talvez por estar acostumado com o fato de os juízes roubarem descaradamente para o Flamengo, achou que quando isso não acontecesse, algo estaria errado), e por aí vai.
  • Marcinho: um sujeito que despontava como um grande atleta no Atlético/MG. Ao se juntar à mulambada, começou a participar mais de festas e orgias que de treinamentos, chegando ao ponto de ser denunciado na polícia por ter espancado uma prostituta.[20]
Evolução dos craques burro-negros
  • Vágner Love: sempre foi um jogador correto, em sua época de Palmeiras e futebol europeu, mas bastou chegar na fábrica de marginais para se envolver também ele com tráfico e bandidagem. Foi acusado por escoltar traficantes na Rocinha e por tomar parte no tráfico de drogas, ajudando seus "colegas", como os denominava. Também foi visto em um vídeo junto a outros jogadores flamenguistas com uma arma na mão em um baile funk na mesma Rocinha.[21][22]
  • Léo Moura: sempre foi um jogador muito humilde, do qual todos gostavam, quando ainda jogava em times cuja principal atividade era o futebol (como o Palmeiras e o Botafogo, por exemplo). Bastou chegar na favela para se transformar de imediato numa mala sem alça gigantesca, marrento, malandro, todo cheio de ginga e firula até pra falar. O episódio mais famoso interpretado por Léo foi o choro falso que fez quando o Flamengo foi campeão (roubado, como sempre) em cima do Botafogo em 2009, contrastando com sua atuação poucas semanas depois, no campeonato brasileiro, na qual mandou a torcida do Flamengo tomar no cu em alto e bom som. O mesmo se repetiu ao final do campeonato brasileiro de 2009, quando o jogador ofendeu igualmente a mesma torcida que elogiara algumas semanas depois, ao ser campeão. Léo também foi acusado de envolvimento com o tráfico de drogas, pois foi visto em atividades suspeitas na mesma festa em que se encontrava Vágner Love.
  • Petkovic: em suas passagens pelo Flamerda só arranjou brigas e confusões com praticamente todo mundo que fazia parte da instituição (técnicos, diretores, jogadores, massagistas, adversários, torcedores, a bola, quero-queros que ficavam no campo).[23]
  • Juan: outro exemplo de sujeito que era modesto e humilde e se tornou marrento, pretensioso e mala sem alça. Ficou famoso pelas suas atuações gentis em alguns jogos de futebol, como foi o caso do primeiro jogo da final do Carioca de 2009, terminado em 2X2, no qual o jogador, enfurecido por ter sido tão humilhado pelo jogador botafoguense Maicosuel, deu um pontapé na canela do mesmo e depois botou sua cara no chão, fazendo ameaças racistas contra o coitado. De maneira peculiar, mesmo após cometer uma entrada violenta e nada menos que um crime dentro de campo, o jogador não foi expulso (isso já era esperado, pois os juízes são orientados a expulsar somente jogadores que jogam contra o Flamengo, nunca a favor). Outras cenas famosas do jogador foram contra o Cruzeiro e contra o Ceará. Na primeira, em 2009, Juan apenas arrumou mais uma discussão e criou polêmicas no jogo. Na segunda, já em 2010, terminado em 2X2 (com direito a mais um frango do goleiro de seleção rubro-negro, Marcelo Lomba, injustiçado por não ter sido convocado para a a seleção), Juan arrumou briga com um jogador cearense. Esse, enfurecido com os xingamentos e empurrões do anãozinho bandido, empurrou-lhe com mais força. Juan se atirou no chão e fez um drama sensacional, na esperança do árbitro dar um cartão para o jogador cearense. Entretanto, ao ver que nada aconteceu, Juan parou de fingir e se levantou, pois percebeu que o árbitro estava de costas para ele e o jogador cearense resolvendo um outro problema na área. Como o juiz estava de costas e nada via, Juan decidiu chutar várias vezes a canela do jogador cearense de forma covarde, às escondidas.[24]
  • Willians: Outro jogador que começou a construir uma ficha criminal logo após entrar para a facção. Williams começou a praticar atos de indisciplina durante os treinos e violência durante os jogos, tendo a média de um cartão amarelo por jogo e sendo expulso em vários também (e, como é de conhecimento público, enquanto seu rivais vão para o chuveiro por qualquer bobagem, flamenguistas somente são expulsos por agressões extremas - e é este o caso de Williams). Após isso, entrou em uma confusão junto de outros jogadores flamenguistas, quando foi retirado do restaurante Rei do Bacalhau por seguranças. De acordo com a versão do jogador, ele estava no local com a sogra, a noiva e alguns parentes e explicou que havia desrespeitado sua noiva e ela havia falado coisas que não devia.[25][26]
  • Marcelo Lomba: O grande substituto do criminoso Bruno. Ciente da enorme responsabilidade em substituir uma figura mítica e lendária, já começou no Mengão do jeito certo: se envolvendo em polêmicas e sendo fichado. Foi denunciado por bater em sua ex-namorada, já seguindo os passos de seus coleguinhas burro-negros.[27]
  • Ronaldinho Gaúcho: O novato da Gávea já aderiu ao espírito burro-negro: após temporadas moderavelmente comportado na Europa, Ronaldinho chega ao flamengo e já passa a chegar bêbado em treinos, dormir no CT do flamengo alcoolizado, arrumar brigas com dirigentes e técnicos e, é claro, a cusar polêmicas ao aparecer pelado e se masturbando na internet.[28][29]
"O Melhor no Maior do Mundo": Flamengo e sua boa relação com os jogadores do clube

Há, inclusive, alguns casos mais severos, como:

  • Bruno Fernandes, o açougueiro: trata-se de uma lenda viva da legítima bandidagem no futebol. Desde garoto, Bruno apresentava certas tendências psicopáticas. Porém, passando por times como Atlético e Corinthians, não encontrou um ambiente integralmente propício para o desenvolvimento de todo o seu potencial criminoso. Ao chegar na facção vermelha e preta, percebeu que tinha nascido para aquele lugar. Desde os primeiros dias de Flavela, sempre se mostrou um sujeito extremamente arrogante, prepotente, convencido e antipático (como ficou exemplificado na entrega de prêmios do Campeonato Brasileiro de 2009); participava de orgias com prostitutas (sendo casado e com filhos), festas, espancava mulheres, dentre outras coisas típicas de um flamenguista. Talvez movido pelo mesmo sentimento de Edmundo (achar que só isso era pouco para um framenguista de verdade), e no intuito de se identificar de vez com a torcida, resolveu radicalizar e, não contente em matar a própria amante (e deixar seu próprio filho recém-nascido órfão), esquartejou seu corpo e o deu como ração para cães raivosos. Provavelmente, é o jogador flavelado que levou mais a sério a regra n° 1 do clube: acima de tudo, terás que ser bandido! Bruno está atualmente preso, e isso só reforça o quanto sua alma é verdadeiramente flamenguista: afinal, jamais um ídolo futebolista esteve tão próximo de seus fãs-torcedores! Fora que sua prisão ainda ajudou muitos deles a lucrar[30] Mas não se preocupem, depois que tudo isso acabar, ele "ainda vai rir disso tudo".[31][32]
  • Ércio Quaresma, advogado de Bruno: apesar de não ser, de fato, um integrante das organizações mafiosas burro-negras, manteve intenso contato com estas durante o caso Bruno, tendo que defender o bandido. Infelizmente, nem mesmo o advogado, que deveria ser leal à justiça, conseguiu se safar do poder de hipnose mental do Flamengo, usado para controlar as massas por todo o Brasil, visando conseguir mais torcedores safados, imundos e ignorantes. O advogado foi flagrado fumando crack em uma boca-de-fumo, em Belo Horizonte, rodeado de flamenguistas e cruzeirenses. Impotente, admitiu publicamente seu vício, e afirmou estar se submetendo a um rigoroso tratamento no intuito de tentar curá-lo. Seu drama reflete o tamanho do risco que qualquer ser humano corre ao lidar com a instituição Flamengo.[33]
  • Dirigente do Clube na gestão Patrícia Amorim: Um dirigente do Clube de Regatas do Flamengo, durante o atual período de Patrícia Amorim como presidente, foi acusado de pedofilia, porém nenhuma prova havia sido encontrada. Algumas semanas depois, ele foi visto em um bar acariciando o pênis de um garoto de 10 anos. Além de criminoso e vagabundo, ainda é viado; não podia torcer para outro time, senão o Flamengo. O dirigente não teve seu nome divulgado (mas era algo parecido com Márcio baba....).[34][35]


Isso tudo sem contar os atos insanos das torcidas (des)organizadas, como queimar ônibus, fechar ruas para promover arrastões, andar em grupos pela noite matando pessoas e estuprando jovens, roubar, brigar, espancar, matar, trucidar, esquartejar, torturar integrantes de outras torcidas (ou, na falta destes, integrantes da própria torcida), e mais uma série de coisas lindas que acontecem em diversos lugares do país, mas principalmente no Rio ou qualquer outro lugar em que haja uma concentração elevada de flamenguistas[36]

O Flamengo e a Política

Atenção: o Link original do texto, sem modificações e complemento, pode ser encontrado aqui: Texto sobre Flamengo e ditadura militar

Historicamente, o Flamerda sempre teve uma excelente relação com tudo aquilo que tivesse algo a ver com política (por que será, hein?). Essa boa relação, porém, ameaçou ruir tão logo surgiu o resultado de uma pesquisa encomendada pelo governo do Rio de Janeiro, cujo propósito era acabar de vez com as taxas de criminalidade da cidade (sim, existe nesse mundo alguém que achasse isso possível).

O resultado da pesquisa (até então séria, honesta e baseada em fatos incontestáveis) dizia o seguinte: bastava eliminar a instituição Flamengo, todas as suas filiais (incluindo o Comando Vermelho) e ramificações, assim como todos os seus "torcedores" (a medida mais importante e que traria resultados mais efetivos) para que o Rio se transformasse de imediato numa cidade exemplar, isenta de criminalidade e símbolo de tudo aquilo que fosse bom, correto e decente. Na verdade, a pesquisa era detalhada o suficiente para demonstrar com clareza que, caso seu campo de ação fosse expandido, essa simples medida poderia gerar todo tipo de melhoria possível e imaginável no Estado do Rio inteiro, quase na totalidade da região Sudeste (com exceção de São Paulo, dominada por uma facção rival que todo mundo conhece), no restante do Brasil e até mesmo em diversos pontos e países diferentes do globo terrestre. Diz-se que ela, sozinha, poderia tornar a região Nordeste uma região desenvolvida, e levar a civilização para muitos cantos esquecidos do Norte.

Estranhamente, o resultado dessa pesquisa nunca veio a público. Estima-se que, de seu resultado original até sua completa aniquilação, tenha acontecido: o suborno de 666 funcionários da prefeitura, a alteração de 11.987 dados relevantes, o misterioso desaparecimento de todas as pessoas inicialmente envolvidas no projeto e até mesmo o assassinato de alguns poucos que não aceitaram suborno (nenhum deles era carioca ou tampouco flamenguista). Presume-se também que muitos dos que tentaram consertar a cagada inicial e não conseguiram tenham sido entregues como brinde a traficantes locais – mas, como os traficantes (tente adivinhar o time deles!) negaram tudo e por lá a palavra deles sempre prevalece, não houve nenhuma investigação sobre o caso.

Portanto, oficialmente, o resultado originário dessa pesquisa nunca sequer existiu, e todas as pequenas medidas tomadas no intuito de desaparecer por completo com suas conclusões iniciais fizeram com que o Rio seguisse imbatível na liderança mundial da bandidagem. Porém, agora se sabe de maneira OFICIAL que o Flamengo e os flamenguistas nada têm a ver com isso (de jeito nenhum!), e consequentemente o imbróglio foi totalmente resolvido. Com isso, o Flamengo e a Política voltaram a ter a relação maravilhosa de sempre.

Flamengo, Mídia e Regime Militar

Anos 1960. O Brasil vivia época de ditadura. Nesse cenário conturbado uma organização começava a dar o “ar da graça”. A TV Globo nasceu e se sustentou da ditadura. Durante a ditadura os militares viram a necessidade de criar massas alienadas para serem melhor manipuladas pela Rede Globo (TV recem-criada pelo governo e seus jornais oficiais). Como o Futebol era a grade paixão nacional, a idéia foi engrandecer determinados clubes de futebol para que fossem queridos pela massa menos culta (o "povão") não só do RJ e de SP mas como de todos resto do país, de forma que a alienação fosse disseminada de forma mais efetiva. Nessa época o campeonato carioca de futebol era o evento desportivo mais importante do país e o futebol já era a paixão nacional há muito tempo. A divisão das torcidas do Rio de Janeiro era parelha e, pasmem, até mesmo o America tinha grande torcida. Segundo pesquisa da década anterior, feita em 1954 por Ibope/Jornal dos Sports, a divisão era assim:

Como age a mídia quando quer defender os interesses burro-negros

1º Flamengo 28 %
2º Fluminense 18 %
3º Vasco 17 %
4º America 6 %
5º Botafogo 5 %
6º Bangu 2 %
7º São Cristóvão 1 %
Nenhum 22 %
Não opinaram 1 %

Reparem o alto índice de “nenhum”. Pois, essa categoria poderia ser explorada futuramente. Então, veio a década de 1960 e com ela a ditadura e o surgimento e rápido crescimento da TV dos Marinho. Deem pão e circo e o povo ficará feliz, já diziam na antiga Roma. E assim foi feito, só que com uma cereja no (nesse caso) pão, pois o flamerda era o time de coração de Roberto Marinho. Numa pesquisa realizada em 1971 por Placar/Instituto Gallup, portanto alguns anos após a criação da Rede Globo de Televisão e do começo da disseminação do mito flamerda, o resultado foi esse:

1º Flamengo 35 %
2º Vasco 18 %
3º Fluminense 16 %
4º Botafogo 14 %
5º America 3 %
6º São Cristóvão 1 %
Nenhum 12 %

Notem que houve três grandes mudanças: o Botafogo conquistou muitos torcedores, pois contava na década de 1960 com Garrinha, Nilton Santos e cia; o flamerda cresceu bastante, apesar do time não ter ganho títulos especiais ou ter contado com grandes equipes, enquanto a categoria “nenhum” perdeu muita gente. O nicho começava a ser preenchido.

Chegaram as décadas de 1970 e 1980 e com elas o clímax da mídia no super poderoso flamerda. À essa altura, muitos jornalistas e jornais, TVs e rádios, já haviam se comprometido também em fortalecer o mito. Foi um festival de cores preto e vermelho nos veículos de comunicação. Na década de 1970 o flamerda ganhou uns estaduais e, pasmem, chegaram a criar dois estaduais no mesmo ano para que ele pudesse vencer os dois e se tornar tri-campeão...


Vale lembrar que o Regime Militar vivia seu auge nessas décadas, os chamados "Anos de Chumbo". No período de 1969 a 1974, estava no poder o militar Emílio Garrastazu Médici, anteriormente gremista, assumiu ser grande torcedor do mengão antes de ser escolhido para o cargo. Médici é conhecido por ser o pior dos ditadortes militares do Brasil e um dos mais violentos e cruéis presidentes desse país, senão o mais. O cinema, na época, era uma das principais maneiras de fazer com que a informação chegasse a todas as classes sociais brasileiras; antes de qualquer exibição em uma sala de cinema, era obrigatória a apresentação de um vídeo clipe contendo 15 minutos de cenas de jogos do Flamengo, em todo o nordeste brasileiro. A exibição desse vídeo clipe era obrigatória e, é claro, o vídeo era uma compilação feita apenas de bons lances do time. Obviamente, esse vídeo clipe não influenciaria os habitantes do estado de São Paulo e nem os habitantes da região Sul do país, já que na época todos já tinham times fortes, tradicionais e com grandes torcidas. E o que você acha que havia no Nordeste naquela época? Muitas pessoas analfabetas, sem cultura, sem esporte, sem informações atuais e sem times de futebol para torcer. E foi assim que a torcida do Flamengo se espalhou pelo país..... [37]

Enfim, para alegria da mídia, chegou a década de 1980, que até hoje é lembrada pelos pseudo-jornalistas como a década rubro-negra. Chega a ser hilário para os seres pensantes o fato de não se lembrarem da década de 1960 como a década alvinegra, as décadas de 1940 e 1950 como as décadas cruzmaltinas e a década de 1910 como a década tricolor, afinal esses clubes ganharam muitos títulos e tiveram timaços nessas épocas. Na década de 1980, auge do mito, o flamerda ganhou brasileiros, Libertadores e Mundial (mundial jogado apenas por europeu e sul-americano, mas mundial para os acéfalos, que não sabem nem o que é continente, quanto mais o que é mundo). Sempre contou com o 12º jogador. Não, não leitor, eu não caí no conto da mídia para chamar a torcida do flamerda de 12º jogador. Esse clube contava, na verdade sempre, com os árbitros a seu favor, os wrigths e coelhos da vida. Alguns deles, inclusive, são comentaristas da Globo....sem comentários né? O Atlético-MG que o diga... A TV Globo, cujo proprietário Roberto Marinho era torcedor fanático do flamerda, precisava de audiência; e conseguia. Os jornais precisavam ser vendidos e assim era feito. A massa que não sabia nem o que era futebol já era flamerdista e vibrava com os títulos. Roubados? Sim, mas que diferença isso fazia? Em pesquisa realizada em 1983 por Placar/Instituto Gallup o cenário já era muito diferente do da década de 1960. E muito mais flamerdista.

Flamenguistas com problemas psiquiátricos

1º Flamengo 54 %
2º Vasco 15 %
3º Fluminense 14 %
4º Botafogo 10 %
5º America 2 %
6º Americano 1 %
7º Bangu 1 %
Outros 2 %
Nenhum 1 %

Veio o Campeonato Brasileiro de 1987 e com ele a maior vergonha da história do futebol brasileiro. A CBF, órgão máximo do futebol brasileiro, e a FIFA, órgão máximo do futebol mundial, declararam o Sport campeão brasileiro de 1987. O clube pernambucano e o Guarani foram os representantes brasileiros na Taça Libertadores do ano seguinte. Mas e a imprensa? Até hoje divulga aos quatro ventos que o flamerda é o campeão, ignorando CBF, FIFA, justiça... No ano 2000 um regulamento também confuso afirmava que haveria cruzamentos entre times de grupos diferentes. Tanto é que o Vasco enfrentou o São Caetano na final, mas só que não se recusou a jogar. Ganhou no campo. Provou que não tinha medo e também sabia que não teria costas quentes da imprensa, caso fugisse (como fez o rival).

Chegam os anos 90. Como o Vasco da Gama conquistou muitos títulos nessa época (brasileiro de 1997 e 2000, Libertadores de 1998, Rio-SP de 1999, Mercosul de 2000, quatro estaduais, incluindo um tri), o Botafogo conquistou estaduais, Conmebol (antiga Sulamericana) e Brasileiro (1995) e o Fluminense colocou água na chope do centenário burro-negro, em 1995 com o gol de barriga, aconteceu algo inimaginável: a criação de um jornal de 24ª categoria, nas cores preto e vermelho, denominado Extra. Por uma “pequena coincidência”, afinal só pode ter sido por isso, o jornaleco em questão pertence à família Marinho e tem como manda-chuva Renato Maurício Prado, um dos maiores baluartes da divulgação do mito flamerda. Mais uma vez, tudo isso deve ter acontecido por pura “coincidência”: jornal preto e vermelho, pertencente à família Marinho, orquestrado por um flamerdista que odeia e persegue os outros clubes e voltado para as classes baixas. Só não dá pra entender como torcedores de outros clubes compram isso.

E o mito precisava ser alimentado.... Com a chegada do novo milênio, o São Paulo conquistou títulos, incluindo três brasileiros e, chegando a seis conquistas, passou o mais querido pela mídia, superando seus títulos ganhos no apito. Mesmo considerando que o mais querido pela mídia só tivesse quatro títulos (como Vasco, Palmeiras e Corinthians), pois em 1987, como já sabemos, o campeão foi o Sport. A imprensa ficou desesperada. O Fluminense historicamente era o maior vencedor de campeonatos estaduais. Sendo assim, com o Fluminense maior campeão carioca e com o São Paulo passando a ser o maior vencedor do brasileiro, como a mídia poderia alimentar os acéfalos compradores de jornais de 24ª categoria e passar a ideia de que o flamerda era o maior em alguma coisa? Simples. “vamos fazer do nosso clube o maior campeão estadual”. Ordem expressa. Ano após ano, título após título, roubo após roubo, em finais e contra os madureiras da vida, o flamerda chegou lá. Como esquecer a falta inventada no final do jogo de 2001? Como esquecer gol do Botafogo anulado? Fora as campanhas e as finais de 2008, 2009 e 2010? Enfim, o flamerda passou o Fluminense e virou o maior campeão estadual. Não importa se com arbitragens dos índios e beltramis da vida, com faltas inventadas nos finais dos jogos, com gols legais dos adversários anulados “por engano” e coisas afins. É o maior e pronto. Basta isso pra alimentar os egos dos acéfalos, pra dar audiência e pra vender jornalecos. A coisa ficou tão aberta que a Globo chegou ao ponto de colocar um ex-jogador do flamerda para ser o comentarista da emissora, mesmo no Campeonato Carioca (!), que já pode ser chamado de campeonato da Globo/flamerda. Em 2009, o flamerda conquistou o Campeonato Brasileiro. Campeonato com altos índices de falcatruas, como já era de se esperar. Em 2009, em pesquisa realizada por Ibope/Globo mostrava os seguintes resultados:

1º Flamengo 58%
2º Vasco 17%
3º Fluminense 13%
4º Botafogo 12%

Porém você, caro leitor, que já se acostumou a ver nos jornais sempre o nome flamerda na frente do rival (Vasco, Fluminense ou Botafogo) quando há alguma matéria sobre um clássico, que se irrita quando as TVs mostram durante muito mais tempo a torcida do flamerda do que as outras, inclusive botando microfones só nessa torcida, que fica aborrecido quando qualquer programa esportivo de rádio que chama o repórter que cobre o flamerda sempre na frente dos demais, dando a esse até mesmo o triplo do tempo pra falar ao invés dos demais, jamais vai ver a grande mídia divulgando a seguinte pesquisa, realizada pelo Instituto Gallup. Essa pesquisa foi muito diferente das realizadas anteriormente nesse país, e que tinham o claro objetivo de fazer crescer a massa flamerdista. Essa nova pesquisa buscou o verdadeiro torcedor, aquele que acompanha seu clube, que consome produtos e que frequenta estádios. Foi descartada a massa bovina, alienada e alimentada pela Rede Globo de televisão e seus seguidores da mídia. Foram entrevistadas 34 mil pessoas, em 1.913 cidades, incluindo todas as 27 capitais, no primeiro semestre de 2008. Eis o resultado:

1º Flamengo-9,91%
2º Corinthians - 8, 93%
3º São Paulo - 7%
4º Palmeiras - 6,9%
5º Vasco - 6,8%
6º Grêmio - 6,7%
7º Bahia - 5,3%
8º Cruzeiro - 5,29%
9º Atlético MG - 5,27%
10º Inter - 5,11%
11º Fluminense - 3%
12º Botafogo - 2,9%
13º Vitória - 2,8%
14º Sport - 2,7%
15º Goiás - 2,1%

O fato fundamental é que essa pesquisa jamais foi ou será divulgada por jornais, TVs ou rádios, afinal, o mito precisa sobreviver e, para que isso ocorra, ele precisa ser alimentado.

O vídeo abaixo mostra um monte de fatos relevantes para a discussão não comentados no texto acima (vale a pena conferir).


Umas verdades que vale a pena saber sobre o grande mengão


Atividades Principais Complementares

Além de ser líder mundial incontestável no roubo de títulos, o time, devido a uma propaganda extremamente exagerada e apelativa da mídia, aliado ao fato de possuir torcedores e integrantes que vivem além da estratosfera da mais pura ilusão, adotou a ideia de que é uma instituição suprema e está acima do bem e do mal, podendo, portanto, fazer qualquer coisa em seu benefício.

Com isso, tem se destacado cada vez mais em atividades similares ao roubo, tais como:

- Tráfico de drogas e armas (com destaque para as atuações de Vágner Traficante do Amor e Adriano Imperador do Tráfico);

- Assassinato (Edmundo Animal Matador do Trânsito e Bruno açougueiro são os destaques);

- Esquartejamento de cadáveres;

- Espancamento de prostitutas (Marcinho, Diego Tardelli e novamente Bruno Açougueiro são os principais expoentes);

- Suborno de dirigentes;

- Compra de integrantes do STJD;

- Desvio de verbas;

- Arrastões;

- Destruição do patrimônio público;

Dentre inúmeras outras (o pendor rubro-negro para atividades subversivas não tem limites). Em comum, todas essas atividades têm o seguinte: são completamente, descaradamente ilícitas e praticadas exclusivamente por qualquer tipo de bandido ou marginal.

As ligações do Flamengo com a facção criminosa Comando Vermelho são tão gritantes - e diversas de suas atividades tão parecidas - que até hoje não se sabe ao certo qual é a matriz, qual a filial, ou mesmo se há alguma diferença entre as duas corporações. Especialistas supõem tratar-se de uma única instituição, cujo nome no mercado negro já foi até escolhido: Comando Vermelho e Preto. Porém, há quem refute essa tese com uma réplica, convenhamos, bastante sólida: todas as outras facções criminosas do Rio de Janeiro (rivais do Comando Vermelho, portanto) são, também elas, compostas por uma maioria esmagadora de flamenguistas. Fato. Entretanto, ainda existe a tréplica, cuja força de argumentação parece ser mesmo definitiva: se os flamenguistas são bandidos, delinquentes, favelados, ladrões, ignorantes, analfabetos, vândalos, famigerados e não possuem qualquer grau de decência ou vergonha, por acaso teriam lealdade (a alguma facção criminosa ou mesmo qualquer outra coisa)? É...irrefutável.

Para mais informações, ver a seção de "Bandidismo e Tráfico na Gávea", abaixo no artigo.

Dívidas

O Flamengo deve tanto, mas tanto, mas tanto, mas tanto, e para tanta, mas tanta, mas tanta gente, que até mesmo os próprios credores (impossível nominá-los) perderam a conta do montante total e vem enfrentando dificuldades para ao menos tentar cobrar suas dívidas em juízo (já que, conforme as leis civis, para se cobrar um débito deve-se estabelecer o valor dele). Há especulações no sentido de que a dívida flamenguista já tenha ultrapassado o valor do PIB nacional. De qualquer maneira, tudo isso é irrelevante, uma vez que o clube não tem dinheiro sequer para pagar os fogueteiros das bocas de fumo que comanda, e mesmo se algum dinheiro aparecesse por lá, ele seria roubado muito antes de chegar na mão do setor responsável pelos pagamentos (e, ainda que chegasse neste setor, seus próprios integrantes o roubariam antes de pagar quem quer que fosse).

Logo, conforme essa "lógica" peculiar (lógica e racionalidade são expressões que, a rigor, não existem no universo flamenguista), pode-se mesmo dizer que o Flamengo é o único clube brasileiro que, na prática, não possui dívidas. Afinal, uma dívida só existe, na realidade, se há uma probabilidade (ainda que mínima, ou somente em tese) de que algum dia ela possa ser paga. No caso do Flamengo, essa possibilidade é inexistente.

Grandes Instituições que torcem para o Flamengo

Apesar das incontáveis e evidentes ligações do Flamerda com tudo aquilo que existe de criminoso, desonesto e ruim, inexplicavelmente, as maiores e mais execráveis respeitáveis instituições brasileiras são indisfarçavelmente flamenguistas. Algumas delas:

A globo mostra-se totalmente imparcial na trasmissão dos seus jogos.

- Rede Globo (a maior emissora do país e uma das maiores do mundo, insiste em defender o indefensável: o Flamengo);

- CBF (a entidade máxima do futebol brasileiro, principal aliada nas manobras políticas desonestas);

- STJD - Superior Tribunal de Justiça Desportiva (absolve flamenguistas culpados e condena rivais inocentes);

- CNAF - Comissão Nacional de Árbitros de Futebol (grande responsável por todos os títulos do Flamerda);

- Petrobras (maior empresa brasileira e uma das maiores do mundo, só encerrou o mais longo patrocínio da história do futebol nacional porque o governo parece finalmente ter percebido o tamanho do absurdo em dar montanhas de dinheiro para um de seus maiores devedores-caloteiros - a Petrobras é uma Estatal e o Flamengo, o devedor-mor do Estado)

- INSS - Instituto Nacional do Seguro Social (nenhum outro clube deve tanto para ele)


O Flamengo que a Globo não mostra


Na verdade, a própria existência do Flamengo enquanto time de futebol (cada vez mais, sua atividade menos importante) só é possível graças a todas essas e algumas outras instituições corruptas do país.


Estatísticas relevantes

Quando o Flamengo joga no Maracanã:

  • Há uma diminuição de 70% na quantidade de assaltos a mão armada;
  • 85% de decréscimo nos homicídios;
  • 78% de furtos a menos;
  • 90% a menos de arrastões;
  • Ligações para a polícia caem 3/4;
  • O Tráfico é provisoriamente interrompido;

Assim que o jogo acaba:

  • Uma quantidade incontável de cadeiras precisam ser recolocadas;
  • Banheiros e demais instalações do estádio precisam ser consertados;
  • Ônibus são queimados;
  • O tráfico tem continuidade;
  • Todos os índices de criminalidade não apenas voltam ao patamar pré-jogo como sofrem um significativo aumento (este aumento também é provisório: dura mais ou menos o tempo gasto para se ir do Maracanã à favela)


Hinos

Hino oficial

Fla desciclopedia.jpg

   
Uma vez perdendo

Sempre perdendo

Flamengo sempre vai sofrer

É meu maior prazer

Vê-lo perder

Pro Madureira

Ou pro ABC

Perder, descer, sofrer...

Uma vez perdendo

Caindo à série B

Flamengo lança um novo modelo de desodorantes para conseguir verbas para sair da crise

Avaí, Anapolina, Friburguense ou São Raimundo perdendo pra todo mundo!

Boavista, São Cristóvão, Campinense ou Guarani, vai ter que engolir!

Meteria num esgoto profundo

Que é o lugar do Flamengo imundo...

Ele é merda, é boneca, muita coça já levou

Até um gol do Elvis, tomou!



Versão Alternativa (versão que os burros-negros cantam)

Depois da entrevista (e outras coisas mais) dadas pelo casal...ora da revista
Flamengo perde novamente (que novidade; desta vez na Libertadores) mas recebe elogios do adversário

Porém há também uma outra versão, que embora não seja a oficial, é a mais famosa nos dias de hoje:

Uma vez viado

Sempre viado

Viado sempre eu ei de ser

É o meu maior prazer

Em querer dar

Seja na cama

Seja no mar

Sou gay, eu sei, sou gay

Uma vez viado,

Viado até morrer

Lá na mata, um mulato, me maltrata, me arrebata; Que emoção no coração

Que safado, um viado, sempre amado, o mais dotado

No Fla-Flu é o "Ai meu cu!”

Eu teria um desgosto profundo

Se faltasse, traveco no mundo

Ele vibra, ele enfia, muita libra me enrabou

Viado até morrer eu sou!



Grito de Arrastão

Ronaldo e Obina, uma relação intensa
Travestis admitem ser burros-negros


Tu és time de travecão,
puta, viado, ladrão
Adeus Mengo!

Merdão, Fogão vai te foder
Na tabela vais descer
Perder e sofrer!

Tu és time de fanfarrão,
Só ganha metendo a mão!
Que papelão!

Eu, nunca me esquecerei
Aonde estiver gritarei
Pega ladrão!

Eu, sempre me lembrarei
Nunca me esquecerei
Flamengo é gay!

Tu és, time de travesti
A raça só me faz rir
Flamengo é bi!

Tu és time de quem come traveco
Senta e esconde o boneco
Toma no cu mengo!

Sei que isso é time de gay
De bicha enrustida eu sei!
Toma no cu mengo!


Versão Alternativa

Eles não perdoam nem um gringo mesmo...

E na escola eu nunca vi!
No vestibular nunca tá lá
E a mulambada toda chora
Educação? Não tem quem dá!
OHHH! Favela olê, olê, olê!
Favela olê, olê, olê!
Favela olê, olê, olê!


Versão Alternada Alternativa

Vamos Flamengo!
Vamos fazer arrastão!
Vamos Flamengo!
Vamos para a prisão!
Vamos Flamengo!
Isso é time de cuzão!!!!
Vamos Flamengo!



Torcida

Ver artigo principal Torcida do Flamengo.

(a torcida flamenguista é tão nojenta, bandida e repugnante que merece um artigo próprio)

Torcedores Famosos

Um flamenguista típico
Hotelflamerda.jpeg

Antiflamenguistas Famosos


História do glorioso mengão


Novo jogo das empresas Flamengo: Resende Evil
Você acredita???
Página oficial do Flamengo no Facebook. Veja que nem eles acreditam no time


Diálogo entre Pai Burro e Filho Esperto

FILHO: - Pai, por que o senhor sempre fala que eu tenho que ser Flamenguista?

PAI: - Porque o Flamengo é o melhor time e também aquele que tem a maior torcida do mundo, meu filho!

FILHO: - Isso é legal, né, pai? Mas acho que não entendi bem... A Índia e a China são os países mais populosos do planeta, cada um com mais de 1 bilhão de habitantes, eles também jogam futebol e ninguém por lá sabe o que é o Flamengo. Além do mais, as pesquisas sempre mostram que o Corinthians tem mais torcida em certos lugares. Será que somos mesmo a maior torcida do mundo?

PAI: - Esses caras não entendem de futebol, por isso não torcem pelo Flamengo... e as pesquisas sempre puxam o saco do Corinthians, o Flamengo que é sempre judiado pela mídia.

FILHO: - Tá, mas outros países que entendem de futebol, como a Argentina, Uruguai, Espanha e Itália têm clubes com muito mais títulos internacionais (Libertadores e Mundiais) do que o Flamengo (que não tem nenhum dos dois). Será que somos mesmo os melhores do mundo?

PAI: - E daí! O futebol brasileiro é o que importa, meu filho! Porque nossa seleção é a única pentacampeã mundial!

FILHO: - Bom, nesse caso imagino então que o Flamengo seja o time que mais forneceu jogadores às seleções brasileiras em Copas do Mundo, né?!

PAI: - Na verdade, o time que mais cedeu jogadores às seleções brasileiras em Copas do Mundo é o Botafogo, seguido do São Paulo, depois pelo Vasco e o Corinthians..... ah, deixa pra lá, garoto! O que importa não é a quantidade, mas a qualidade dos jogadores cedidos! Nós tivemos craques do nível do Zico, Junior e Leandro vestindo a camisa canarinho!

FILHO: - Legal! E quantas Copas eles ganharam?

PAI: - Esses jogadores?.... bem....nenhuma....mas e daí?! O teu professor não ensinou que 'o importante é competir'?

FILHO: - Sim, mas eu só estava tentando entender....bom, eles podem não ter ganhado copas, mas já que eles eram tão bons garanto que o Flamengo é o time com mais jogadores no Hall da Fama da FIFA, né, pai?

PAI: - Bom......na verdade é o Botafogo que tem 3 de seus jogadores lá....

FILHO: - Hã....melhor esquecer esse negócio megalomaníaco de melhores do mundo.... Então me diz aí: quantas vezes o Flamengo foi campeão brasileiro?

Bom, tão faltando sim: O Inter e o Galo!

PAI: - Seis vezes, filho! Somos o time que mais vezes venceu o campeão brasileiro!! Seis!!

FILHO: - Mas, para a CBF, que é o Órgão Oficial de Futebol no Brasil, o campeão brasileiro de 1987 foi o Sport Recife e não o Flamengo, não é verdade?

PAI: - Sim, pentelho, mas nós, da torcida rubro-negra, consideramos que é o Flamengo!

FILHO: - Mas quem representou o Brasil na Libertadores de 1988 foi o Sport... E é verdade que em 1992 o time do Botafogo na final foi comprado?

PAI: - Apenas especulações.... Melhor voltarmos ao assunto dos títulos brasileiros.

FILHO: - Bom, então o único hexa é só o São Paulo?

PAI: - PQP......mais ou menos! Mas, também, o São Paulo rouba muito!!!

FILHO: - Calma pai, o senhor está bravo só porque o Flamengo não é bem isso que o senhor pensava? E, além disso, o time que mais tem fama de roubo no Brasil e até no mundo inteiro não é o Flamengo?

PAI: - Para com isso filho! Nós já fomos até campeões mundiais!

Mengão Tokyo.jpg

FILHO: - Sério Pai?! Quando?

PAI: - Em 1981, no Japão.

FILHO: - Estranho, achei que nessa época não existisse Mundial Interclubes.... mas, vem cá, já existia televisão nessa época, pro senhor ver o jogo?

PAI: - Claro, porra!

FILHO: - Que legal, então nós também ganhamos a Libertadores em 81?

PAI: - Sim, filhão!!!!

FILHO: - É verdade que ganhamos a Libertadores sem enfrentar nenhum time argentino nem uruguaio?

PAI: - Sim, e daí?

FILHO: - E daí que esses são países de tradição no futebol sul-americano. Sem enfrentar argentinos ou uruguaios a competição ficou muito mais fácil de ser ganha...

PAI: - Tá, mas ganhamos do Cerro Porteño, Deportivo Cali, Jorge Wilstermann e Cobreloa.

FILHO: - Caramba! Algum desses times já foi campeão da Libertadores, Sul-Americana, Mercosul, Recopa, Supercopa, Conmebol ou alguma coisa de expressão internacional?

PAI: - Não filho.... quer dizer, sei lá! Mas que merda!!

FILHO: - É verdade que os únicos times conhecidos contra os quais Flamengo jogou naquela Libertadores foram o Atlético Mineiro e o Olímpia do Paraguai e o Flamengo não conseguiu vencer nenhuma vezinha sequer?

PAI: - É...foram empates...

FILHO: - E também é verdade que passamos da primeira fase após aquela confusão na qual o Atlético Mineiro teve metade do time expulso pelo juiz "supostamente comprado"... e o jogo terminou com a vitória magra do Flamengo por falta de jogador adversário e não teve jogo extra como mandava a regra?

PAI: - Azar do Atlético....

FILHO: - Pai, também é verdade que se o critério de gols feito fora de casa (que vale o dobro na Libertadores) fosse mantido também na final que fizemos com o Cobreloa, não teríamos sido os campeões, porque eles meteram um gol no Maracanã e nós passamos em branco lá no Chile?

PAI: - É, mas, pra nossa sorte, só na final esse critério muda...

FILHO: - Sei não, pai, chegamos aos trancos e barrancos na final e também não pegamos nenhum time argentino ou uruguaio pelo caminho, assim ficou fácil demais!

PAI: - Porra, seu merdinha! Tá de sacanagem com a minha cara?

FILHO: - Não, só estou querendo saber... se o fato de não termos enfrentado nenhum time de expressão não fez nenhuma diferença, como fomos, então, nas outras NOVE vezes em que participamos na Libertadores?

PAI: - Bom, nós fomos eliminados nas primeiras fases quase em todas as vezes, normalmente por times argentinos ou uruguaios... mas isso não importa! O que importa é o título!

FILHO: - Eu achava que o senhor pensava que o importante era competir....

PAI: - Que nada! Isso é baboseira de Vascaino que só sabe ser vice!

FILHO: - Mas pai, eu li num livro que o Flamengo é o time do Rio que mais tem vice-campeonatos em sua história, são 33 vices contra 27 do Vasco! Está no livro 'Os 10 Mais', de André Alzer e Mariana Claudino, Editora Agir.

PAI: - Já falei pra você parar de ler livros! Isso não combina com ser flamenguista!

FILHO: - O que é isso pai! Eu só acho errado ficar menosprezando vice campeonatos, até porque às vezes acho tudo meio injusto. Veja agora, o Fluminense jogou 4 vezes com a LDU nessa Libertadores, ganhou duas, empatou uma e perdeu somente uma vez... O senhor achou justo a LDU ter sido campeã? E se critério de gols fora de casa não mudasse na final o título seria do Fluminense...

PAI: - Eu não quero saber do Fluminense!

FILHO: - É, mas eu vi o senhor sacaneando um tricolor por causa da LDU.... mas, pra mim, nessa Libertadores, a vergonha do Flamengo foi muito maior, afinal, perdemos em casa diante da nossa torcida para um timeco mexicano, tomando gols de uma cara que tem a barriga maior do que a sua e fazendo toda a nossa torcida chorar pela humilhação.... O Fluminense, pelo menos, ganhou todas em casa, ficou em primeiro lugar na fase classificatória (apesar de estar no grupo da morte), despachou times de tradição na competição (Boca, São Paulo, Arsenal, Libertad), ao contrário do Flamengo que, quando ganhou a Libertadores, só jogou com times tipo o Cerro Portenho, que foi eliminado até pelo time ridículo que o Fluminense teve em 2009, ficando na lanterna durante umas 20 rodadas...e o Fluminense, nessa Libertadores, ainda trouxe a grande final pro Maracanã, coisa que o Flamengo nunca conseguiu fazer na história do estádio.

FlaFestas.jpg

PAI: - Já falei que não quero saber do Fluminense!!!!!

FILHO: - Calma paizinho. Vamos passear então, me leva ao estádio do Flamengo.

PAI: - .......(Um minuto de silêncio)

FILHO: - Pai......?

PAI (chorando): - Não temos estádio, porra! Temos uma sede num terreno baldio alugado pela prefeitura do Rio, com um campo de treinamento e uma piscina muito mal conservada.

FILHO (puto da vida): - Chega pai! Assim não dá! Não temos estádio, não temos a maior torcida nem o melhor time, nosso título mais comemorado é um mundial vencido há quase 30 anos que nem existiu e uma Libertadores que só conseguimos roubando muito e graças à falta de argentinos e uruguaios, e ainda temos título brasileiro que sequer foi conhecido...

PAI (mais um minuto de silêncio): - É...mas esse ano passamos o Fluminense e nos tornamos o time com mais títulos cariocas!!

FILHO: - Mas pai, isso só é possível porque nós nos consideramos duas vezes campeões em um mesmo ano (1979)! E, ultimamente, dizem que andamos comprando juízes e ganhando dos adversários de forma vergonhosa, como foi contra o Botafogo em 2007, 2008 e, principalmente, em 2009. Neste período, o Botafogo teve expulsos o Lúcio Flávio e o Dodô injustamente (enquanto o Juan não foi), dois gols anulados, 3 pênaltis não dados e muito mais, enquanto o Flamengo só ganhou 2 pênaltis inexistentes e um gol irregular. Mas, apesar de tudo isso, já que "ganhamos" esse ano, nos tornamos finalmente os maiores campeões cariocas, isso em mais de 100 anos que estamos disputando essa competição, não é verdade?

PAI: - O Botafogo só inventa desculpa quando perde! Todos os comentaristas da Globo disseram que os títulos eram do Flamengo!

FILHO: - Mas pai, me disseram lá na escola que o grupo de comentaristas da Globo é composto por um monte de flamenguistas, inclusive o José Roberto Wrong, que foi quem deu a Libertadores de graça ao Flamengo....é verdade?

PAI: - Mas ele diz que é FLUMINENSE!!!

FILHO: - Pai, a meu ver, acho que isso só demonstra que ele tem vergonha de admitir que é flamenguista.....por quê?

PAI: - Não sei, pare com isso!!!!!

FILHO: - E você disse que o Botafogo inventa desculpas quando perde....mas é verdade que teve um vez que o Botafogo estava goleando o Flamengo e os jogadores rubro-negros sentaram em campo com medo da humilhação ser maior? E que, também em 2008, no único jogo em que o Flamengo não foi favorecido pela arbitragem, o Flamengo perdeu de 3X0 e toda a torcida ficou chorando sem parar falando que o Botafogo roubou, e o mesmo aconteceu com o título de 89, no qual anos depois de o Botafogo ter conquistado, os flamenguistas começaram a falar que viram um "empurrão" que ninguém mais viu?

PAI: - Sim, mas porra, esses são verdadeiros roubos, os pênaltis que o Flamengo ganhou, todos existiram!!!!!

FILHO: - Mas pai, com exceção da torcida do flamengo, todas as outras concordam que o Flamengo roubou descaradamente nos últimos anos, inclusive dos próprios São Paulo e Corinthians, times que também roubam muito! Mas você, mesmo com todos esses fatos, ainda acha que o Flamengo possui todos os títulos que diz ter?

PAI: - PORRA!!! PARA COM ISSO!!! O Vasco também roubou pra cacete em 2009 porque, senão, não iria subir pra Série A! E, por falar nisso, só pra você saber, o Flamengo NUNCA CAIU!

FILHO: - Mas pai, o Flamengo já caiu em 1987, quando desistiu de jogar a final porque tava com medo de perder ridiculamente para o Sport e também em 1995 quando...

PAI: - PARA!! PARA, seu filho da puta!! Filho dum corno!!! Tá de castigo!!!

Continuação em 2009

PAI: - Há, filhão! Não falei pra tu ser flamenguista? Agora nós é hexa!!! A gente somos os maiores campeões brasileiros!

FILHO: - Mas pai, o São Paulo também não é Hexa? E eu queria saber....alguém pode pular do Tetra pro Hexa?? Isso tá muito estranho, pai!

PAI: - Nós, já era Penta! Com mais um é Hexa! E nós é os maiores porque o São Paulo rouba muito e só ganha brasileirões, enquanto nós ganhamos Libertadores e Mundiais!

FILHO: - Mas pai, O São Paulo tem duas libertadores a mais, dois mundiais a mais....isso se nós considerarmos que o Flamengo ganhou algum deles, porque a meu ver ele roubou pra cacete e não foi campeão de nenhum dos dois!!! Mas o senhor ainda acha que é o São Paulo que rouba muito??

PAI: - Nós ganhamos tudo justamente, os comentaristas da Globo sempre falam isso no Baú do Esporte! E sim, eu acho que quem rouba muito é o São Paulo!!! Mengão não rouba......o juiz que rouba pra ele! É bem diferente!

FILHO: - Hum.....sei....não vou discordar que o São Paulo roubou muito nos últimos anos....mas ainda acho que o Flamengo roubou muito, mas muito mais! Veja esse Brasileirão de agora! O Flamengo começou mal pra cacete, foi humilhado pelo Coritiba, tava quase lá no Z4 e, de repente, ele pulou pro 1º lugar! Como você acha que isso foi possível?

Homenagem ao grande craque do mengão: Imcheirador

PAI: - Filhão, é claro que o que aconteceu foi que o Imperador jogou com muita raça e levou nós pro topo da tabela!

FILHO: - Pai, o cara é só um bêbado que não tá nem aí pro Flamengo e raramente entra sóbrio em campo para mostrar um pouco de futebol! Você acha mesmo que foi esse cara que levou um time de baixo da tabela até o topo?

PAI: - Sim, porra, acho!

FILHO: - Bom, pra mim, o que aconteceu foi que o Flamengo, como sempre, roubou pra cacete durante o campeonato! E com a ajuda da Rede Globo, para destruir todos os times que estavam na briga pelo título, ficou fácil, ainda mais com o Grêmio entregando o último jogo!

PAI: - Você não vai conseguir estragar minha alegria! Se tentar, vai ficar de castigo de novo, mais 3 meses sem ler aquela sua bosta de matemática que eu não entendo!!

FILHO: - Pai, se o senhor não gosta de matemática, como o senhor sabe que o Flamengo é Hexa?

PAI: - PQP, é porque é o que a torcida fala no estádio e o que a Globo fala no GloboEsporte!

FILHO: - Hum...sem comentários pra você, pai.....

Jogadores juniores comemorando o título roubado de 2009...deve ser pra rimar com Urubu!

PAI: - Só sei que seu time estava quase caindo enquanto o meu ganhou!

FILHO: - Hum, meus parabéns, mas pelo menos meu time não precisou roubar pra sair do rebaixamento, diferentemente dessa bosta de time rubro-negro nos anos anteriores!

PAI: - O que você disse? Tá de castigo! E também o certo é "diferente"; "diferentemente" não existe! Seu burro! Vai pro seu quarto!

FILHO: - (Suspiro)

PAI: - E, além do mais, o Mengão não só foi o campeão como também ganhou o prêmio de melhor torcida! O que é óbvio, porque nóis é melhor que todo mundo!

FILHO: - Sério? E o que a torcida fez de tão especial pra comemorar o título?

PAI: - Fizemos o maior mosaico do mundo, criamos músicas novas em homenagem ao Mengão, gritamos o nome de todos os jogadores....

FILHO: - Puxa, pai, que legal! Mas eu vi no noticiário que em todo o Brasil os flamenguistas saíram na porrada! [38]

PAI: - Foram aqueles vascaínos ou aqueles são-paulinos que implicaram com a torcida do Flamengo e tomaram na cara! Eles merecem!

FILHO: - Bem, na verdade, as brigas foram entre os próprios torcedores flamenguistas (dá para ver nitidamente por causa das camisas)...E, como não havia torcida adversária para bater, espancaram uns aos outros. E isso porque venceram o jogo e foram campeões. Fico tentando imaginar o que teria acontecido se tivessem perdido...pelo menos, foi o que disse o noticiário! Isso é verdade, pai?

PAI: - Mentira! Documentários mentirosos! Já te disse que a mídia detesta o Mengão, mesmo ele sendo campeão!

FILHO: - Mas pai, eu ainda cheguei a ver as imagens e era isso mesmo, flamenguistas brigando com flamenguistas! Foi tudo filmado!

PAI: - Quantas vezes já te disse que ver noticiários não é coisa de flamenguista? Vá ver Big Brother ou Zorra Total!! Esses noticiários são mentirosos! Aposto que eram vascaínos com a camisa do Flamengo que estavam na briga!

Grande mosaico feito pelos burro-negros

FILHO: - Bom, eu acho que o senhor está enganado, pai...mas de qualquer jeito tinha flamenguista na briga, né? O que não entendo é como uma torcida que, conforme o senhor diz, é composta da elite do Rio de Janeiro, briga tantas vezes, e ainda por motivos ridículos! E entre eles mesmos!! É verdade mesmo essa sua história da torcida do Flamengo ser composta por pessoas de tão alta classe?

PAI: - Eh....mais ou menos....é que tem um ou outro que sai da linha e merece porrada!!

FILHO: - Hum.....mas então vamos mudar de assunto; me mostra uma foto daqueles mosaicos que você disse que o Flamengo fez.

PAI: - Ah, filho.....deixa pra depois! Qualquer dia eu mostro pra você! Mas escuta só as novas músicas que fizemos: (pai canta)

FILHO: - Hum......essas não são as músicas do Internacional?

PAI: - Não, porra! Você não me ouviu cantar "Mengão do meu coração"? Como pode ser do Inter? O Inter é vice!

FILHO: - Sim, mas isso só porque o Flamengo teve a cagada de pegar o Inter com o time reserva e no outro jogo ter caído um dilúvio, deixando o jogo empatado, senão o Inter seria campeão, certo?

PAI: - Chega!! Mais uma palavra e o senhor será castrado! Vá para o seu quarto e nem ouse pegar aqueles seus livros para estudar!!


E Lembre-se:

Flafuturo.jpg


Ver também

Referências

  1. <a class="inlineAdmedialink" href="#"><a class="inlineAdmedialink" href="#">youtube.com</a></a>/watch?v=QE_AukX-QmY/ Pelé ataca dirigentes do Flamengo
  2. <a class="inlineAdmedialink" href="#">youtube.com</a>/watch?v=TNuXHpF5xGM/ Acabou o Flamengo
  3. Eurico falando sobre o Flamengo
  4. Roubos do Flamengo contra o Vasco
  5. Copa Toyota
  6. Campeonato Brasileiro de 1986 (classificação)
  7. Sobre o Campeonato Brasileiro de 1987
  8. Polêmica com Renato Gaúcho em 92
  9. Roubo Flamengo X Friburguense 2009
  10. Flamengo e São Paulo em 2009 (1º jogo)
  11. Análise do jogo:"Nenhum dos dois teve motivo para sair feliz de campo e Washington foi derrubado na área no fim do jogo sem que o árbitro desse nada."
  12. Flamengo e São Paulo em 2009 (2º jogo)
  13. Flamengo e Palmeiras em 2009 (2º jogo)
  14. Flamengo e Corinthians em 2009 (2º jogo)
  15. Classificação Final do Campeonato Brasileiro de 2011
  16. Gol mal anulado do Paulinho Criciúma, do Botafogo
  17. Árbitros revelam esquema da FERJ
  18. Necessidade de uma UPP na Gávea
  19. Notícia sobre Adriano
  20. Notícia sobre Marcinho
  21. Notícia sobre Vágner Love
  22. Notícia sobre Vágner Love
  23. Uma das mil brigas de Petkovic
  24. Viola humilha Juan em discurso
  25. Notícia sobre Willians
  26. Notícia sobre Willians
  27. Notícia sobre Lomba
  28. Notícia sobre Ronaldinho Gaúcho
  29. Ronaldinho realizando um 5 contra 1 em sua residência
  30. Notícia sobre lucros com o Caso Bruno
  31. Notícia sobre Bruno
  32. Notícia sobre Bruno
  33. Notícia sobre o advogado de Bruno, Ércio Quaresma
  34. Notícia sobre o dirigente
  35. Notícia sobre o dirigente
  36. Notícia sobre flamenguistas no RS
  37. Flamengo e ditadura
  38. 1 - http://www.youtube.com/watch?v=kKqRHHQeffU
    2 - http://www.youtube.com/watch?v=6cvxxH_ASjk
    3 - http://www.youtube.com/watch?v=yluH87YWm0o
    4 - http://www.youtube.com/watch?v=KYF5uzJjssg
    5 - http://www.youtube.com/watch?v=YtLnmzE3U-M&feature=related

Ligações externas


Mirror2.jpg
Conheça também a versão oposta de Clube de Regatas do Flamengo no Mundo do Contra:


Espelhonomdc.jpg
Mirror2.jpg
Conheça também a versão oposta de Clube de Regatas do Flamengo no Mundo do Contra:


Espelhonomdc.jpg
v d e h
1136805474 0.jpg
Clube de Regatas do Flamengo fecha com os traficantes.

Use com moderação para você não ser roubado. Mas cuidado se você vandalizar, você vai ter fumar maconha", que o Planet Hemp vai te dar.


v d e h
Copa Daltony Libertadores 2014
Novela america.jpg

Campeões: Independiente (7) • Boca Juniors (6) • Peñarol (5) • Estudiantes (4) • Nacional (URU) (3) • Olímpia (3) • São Paulo (3) • Santos (3) • Cruzeiro (2) • Grêmio (2) • Internacional (2) • River Plate (2) • Argentinos Juniors (1) • Atlético Mineiro (1) • Atlético Nacional (1) • Colo-Colo (1) • Corinthians (1) • Flamengo (1) • LDU (1) • Once Caldas (1) • Palmeiras (1) • Racing (1) • Vasco da Gama (1) • Vélez Sarsfield (1) . San Lorenzo (1)

Libertadores 2014:
Argentina: Arsenal de SarandíLanúsNewell's Old BoysSan LorenzoVélez Sársfield
Bolívia: BolívarOriente PetroleroThe Strongest
Brasil: Atlético MineiroAtlético ParanaenseBotafogoCruzeiroFlamengoGrêmio
Chile: O'HigginsUnión EspañolaUniversidad de Chile
Colômbia: Atlético NacionalDeportivo CaliSanta Fe
Equador: Deportivo QuitoEmelecIndependiente del Valle
Paraguai: Cerro PorteñoGuaraníNacional
Peru: Real GarcilasoSporting CristalUniversitario
Uruguai: DefensorNacionalPeñarol
Venezuela: CaracasDeportivo AnzoáteguiZamora
México: Monarcas MoreliaSantos LagunaLeón

Relacionados: Recopa Sul-AmericanaCopa AméricaCopa Sul-Americana

Edições: 19601961196219631964196519661967196819691970197119721973197419741975197619771978197919801981198219831984198519861987198819891990199119921993199419951996199719981999200020012002200320042005200620072008200920102011201220132014

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas