Clube dos 13

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Aviso importante: Futebolismo aqui NÃO, cazzo!
A Desciclopédia é um site de humor, logo, NINGUÉM aqui se importa pra quem você torce, seja o Ceará, o Fortaleza ou o Bahia. Seja engraçado e não apenas idiota.
Demonstração do carinho que muitos times brasileiros sentem pela instituição.

Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Ladroagem no futebol Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Clube dos 13
Cquote1.png Experimente também: Tapetão Cquote2.png
Sugestão do Google para Clube dos 13

Clube dos 13 é uma instituição de poder paralelo à CBF que na verdade é quem decide todos os campeonatos do Brasil, em especial os de relevância nacional, como a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro, inclusive as vezes criando campeonatos falsiês só pra seus tapetões, digo, suas ideias funcionarem, como a Copa União e a Copa João Havelange. Dizia-se que o nome original seria União dos Grandes Clubes do Futebol Brasileiro, mas na verdade, até pelo lugar onde hospedam seu site oficial dá pra sabermos quem realmente manda nessa porra toda.

História[editar]

O Clube dos 13 foi fundado pelos 13 times que em 11 de julho de 1987 representavam os "best of best" do futebol brazuca: Coloral, Gaymio, CUzeiro, Gayloucura, Bambi, Peixe Fresco, CUríntia, Porqueiras, Macumba Tricolor, Vice da Gama, Foguinho, Flamerda e Florminense. Pouco depois, devido à pressão popular, mais 7 timecos foram enfiados nesse montante (FuraCU, Cabeçudos, Popóti, Portugaysa, CUritibam, Goiáiz e Vicetória da Bahia), mas ainda assim permaneceu com o mesmo nomeco, ainda que não tivesse mais nada a ver com nada. Muitos deles depois desertaram e mandaram a instituição pra ponte que caiu.

Finalidade[editar]

Quando surgiu, em 1987, a finalidade específica era criar a tal da "Copa União", que seria a substituta do Campeonato Brasileiro naquele ano, já que a CBF estava completamente falida e ferrada, já que João Havelange tinha deixado a presidência com um rombo de mais de oito milhões de cruzados e o seu substituto, Nabi Abi Chedid, o qual certamente você nunca ouviu falar, era um inútil que apenas de última hora decidiu fazer uma coisa completamente bizarra: no meio da competição, simplesmente fez uma cagada monstruosa, e até hoje ninguém sabe se quem ganhou naquele ano foi mesmo o Clube Flamerda de Peladas ou o Popóti Clúbi du Relsífilis. A merda foi tão tremenda que o Clube dos 13 simplesmente se recusou a organizar outra merda do gênero, embora depois tenha feito o de 1988 usando o mesmo nomeco.

Daí pra frente o Clubinho dos 13 passou a se ocupar mais em vender as transmissões de times para emissoras de TV (entenda-se: Rede Glóbulo de Exploração). Esse vendimento descarado para a emissora de Jacarepaguá renderia muito tempo depois a deserção de diversos times da organização. Mas vamos falar disso depois, aguardem!

Em 2000, após o Gayma (velho conhecido por sempre ser rebaixado facinho e só fazer merda) se recusou a ir para a série B como previsto após sua vergonhosa campanha em 1999, com uma ajudinha de um certo político aí que ironicamente virou depois ministro... dos esportes, quanta dignidade! Bem, com isso e um processo no cu da CBF, o Clube dos 13 organizou um novo campeonato, a famosa Copa João Havelange, onde mais lambanças ocorreriam, como a "misteriosa" subida instantânea do Florminense para o Módulo Verde (primeira divisão) sem "ninguém nem perceber", ou a final que o Vice da Gama conseguiu derrotar o São Cagãotano (time de segunda divisão que hoje em dia ninguém nem lembra, mas já derrotou vergonhosamente um monte de "grandões"), mesmo após ser decretado que o jogo deveria ter sido terminantemente cancelado após o São Jegueário ter caído na cabeça de todo mundo e o Vice ser punido, mesmo assim, graças a argumentos bem convincentes, rolou uma segunda partida e o Vice acabou virando o campeão.

Destruição[editar]

Desde 2007, com as eleições seguidas de Fábio Koff, Curíntia, Foguinho e outros times simplesmente caíram fora do grupinho, pois viram que começara a rolar uma panelinha lá dentro de timecos financiados apenas pela Rede Glóbulo. Como a mesma não queria transmitir os joguinhos perebas da Segundona, que os gambás e os mijadores de parede jogavam em 2011, eles pediram água, sendo depois seguidos por outros times mais falidos ainda. Dizem por aí que o Clube dos 13 atualmente é igual ao Mercosul, às UPAs e à Constituição Brasileira de 1988: apenas de efeito decorativo.

Membros[editar]

Tentativa FAIL dos Flamerdistas chorões convencerem alguém que ganharam o Campeonato de 87, tsc tsc...

Atuais[editar]

Fugitivos e desertores[editar]

Ver também[editar]