Coesa

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Huffraid.gif
Este artigo merece uma chance!
Este artigo tem sido ruim, mas promete que vai melhorar. Por favor não o delete! Ele pode mudar!
Cquote1.pngVocê quis dizer: Carroça?Cquote2.png
Google sobre Coesa

Cquote1.pngVocê quis dizer: Coisa?Cquote2.png
Google sobre Coesa
Cquote1.png Passa na Mariz e Barros? Cquote2.png
Passageiro sobre Linha São Gonçalo - Vila Isabel
Cquote1.png Não sei, to fazendo o caminho pela segunda vez... Cquote2.png
Motorista de ônibus sobre Passageiro
Cquote1.png O que foi piloto? Que demora! Tô esperando essa merda de ônibus a uma hora! Cquote2.png
Passageiro sobre Linha São Gonçalo - Vila Isabel
Cquote1.png Tá nervosinho? Pega táxi! Cquote2.png
Motorista de ônibus sobre Passageiro
Cquote1.png Ainda tem vaga? Cquote2.png
Passageiro do 545A ainda com esperança de ir sentado no frescão sobre Linha São Gonçalo - Tiradentes
Cquote1.png Nããão! Cquote2.png
Motorista do 545A nervoso por ter parado o ônibus à toa sobre Passageiro


A Coesa também faz parte da Linhas de ônibus de São Gonçalo e é a empresa de ônibus mais odiada querida pelos habitantes de baixa renda de São Gonçalo que perdem seu precioso tempo (e dinheiro de passagem) com UERJ, CEFET-RJ, trabalham vendendo o almoço para comprar a janta na Central do Brasil ou vem simplesmente ao centro do RJ para chorar o que jamais poderão comprar lá por seu baixo poder aquisitivo, ou ainda sujando as ruas cariocas de lixo. Os ônibus com "ar condicionado" se referem à parte gonçalense que tem o mínimo de oportunidade sorte em poder pagar um preço absurdo de tarifa - diga-se "assalto à mão desarmada" - e ainda podem exigir ir uma poltrona acolchoada - outro esforço em vão do Coesa - durante a viagem. Esse "ar condicionado", conhecido também como "frescão" refere-se a poucas linhas onde o usuário gonçalense paga parte de seu mísero salário na tarifa (atuais R$ 7,50) e de brinde recebem do motorista um refrescante picolé do china para irem sofrendo menos durante a tortura viagem. Já o "quentão", que agora é o quentão com picolé e que custa atuais R$ 6,30, proporcionando viagens para chegar no seu destino como cubos compridos de gelo. De uns tempos para cá, o Coesa cedeu ao bilhete único e proporcionou a realização de mais um sonho dos gonçalenses (incomodo para os cariocas) a chegarem ao centro do RJ, bastando desembolsar apenas sofridos R$ 4,95. Mas como a comodidade de gonçalense não é importante segundo o dono do Coesa, o bilhete único só vale para os "quentão".

Quando um Coesa demora a aparecer, pode significar que uma linha enguiçou. O motorista avisa à garagem - a cobrar via orelhão - o ocorrido. No dia seguinte, o veículo é rebocado. Para usuários que precisam do "frescão" (545A ou 110) para irem embora pra casa à noite, do Centro do RJ para São Gonçalo, precisam esperar pacientemente o motorista fechar a partida de buraco com o pipoqueiro que fica no ponto final do Passeio. Um outro fato a considerar é que a frota que cobra R$ 7,50 é de 90%, sem direito a bilhete único, com execeção nos fins de semana e feriados. Os outros 10% da frota cobram o bilhete único de R$ 4,95. É uma prova de que gonçalense tem renda para aceitar o monopólio do Coesa.

A Coesa proporciona diversão aos seus passageiros. O motorista alegra a viagem de todos com o pula-pula, onde os passageiros são arremessados no teto do ônibus depois de passar correndo em ondulações na Av. Rodrigues Alves. É a Viação Coesa sempre se dedicando ao cliente.

[editar] História

Um dos grandes investimentos tecnológicos da Coesa. Um A380!

A Coesa nasceu de uma ideia de um grande mendigo empreendedor dedicado, que transportava 24 pessoas por dia em sua carroça seu ônibus movido a xenônio radioativo, combustível derivado dos mangues da Praia da Luz ou ainda dejetos processados quimicamente. Inicialmente, sua única linha fazia o trajeto Bairro das Palmeiras (bairro cultural acriano) até Alcântara, a china-town gonçalense. No ano de 1969, foi construída a máquina de viajar para o futuro, a famosa Ponte Rio-Niterói, onde o dono desta maravilhosa empresa foi apostar todas as suas fichas, investindo em novos ônibus complementando novas linhas para o transporte de infelizes como você, para a grande metrópole. Hoje em dia, a empresa continua utilizando os mesmos ônibus, porém com novos veículos, como os ônibus espaeciais com "ar condicionado" até mesmo aviões, para diminuir a sobrecarga de lixo passageiros. A rota aérea é feita entre os aeroportos de São Gonçalo e Santos Dummont com aviões A380 com capacidade para 400 animais passageiros.

[editar] Linhas de ônibus

  • Linha 110D: São Gonçalo X Passeio Via Perimetral (Ou não) É 110 porque refere-se a 36 passageiros sentados e 74 em pé.
  • Linha 423A: São Gonçalo X Vila Isabel Via Saens Pena (A única aposta da Coesa que deu certo, pois os ônibus dessa linha sempre enchem de favelados indo pro Maracanã ver jogo do Flamengo)
  • Linha 428A: São Gonçalo X Vila Isabel Via UERJ Essa linha dá uma esperança rara oportunidade a uns poucos gonçalenses de aprenderem a ler e escrever nessa universidade.
  • Linha 426A: São Gonçalo X Estácio via Central (Agora o favelado pode ir pertubar o prefeito de merda do Rio, já que agora tem carroça o dia todo!)
  • Linha 535D: Alcântara X Estácio Via Central (com alguma serventia, ao contrário da linha acima)
  • Linha 545D: Alcântara X Praça Tiradentes Via Rodoviária Agora essa linha compõe-se de 545, 545A e 545E, ou seja, o roteiro é uma verdadeira bagunça deixando os usuários mais perdidos que cego em tiroteio.

[editar] Ver também

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas