Cogumelo Records

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


NewBouncywikilogo.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Cogumelo Records.
Cogumelorecord.png

Cogumelo Records é uma fábrica de alucinógenos pequena grande gravadora independente de Belo Horizonte especializada em roque Paulera e seus inúmeros subgêneros.

História[editar]

Tudo começou no ano de 1980, quando um lindo casal foi abrir uma loja de discos para se sustentarem, isso durante a ditadura militar brasileira, onde filmês pornôs da Cláudia Ohana e da Gretchen eram censurados, já que aquele ditador do Medici não curtia nem uma punhetinha, seria meio difícil pra ele curtir umas pauleragem. A loja começou vendendo de tudo, desde molejo até drogas Carmen Miranda. Mas a maioria da clientela, eram uns moleques maconheiros fedidos, que não conheciam o cabeleireiro, eles iam lá pra comprar discos de bandas satânicas, como Iron Maiden, Slayer, Queen, Venom e outras pauleragens, para quando chegar em casa, colocar no ultimo volume para irritar os vizinhos, e como a maioria desses moleques eram pobres e não tinham dinheiro nem pra cortar o cabelo, o dono sempre dava uns descontos pra eles, ou se não, ele começaria a ser furtado.

Quase todos esses garotos, tinham suas bandinhas onde tocavam covers de suas bandas favoritas e faziam um sonzinho no fundo da garagem, o dono da loja de discos ao perceber isso pensou:

Cquote1.png Porra! Eu poderia ganhar uma puta grana gravando uns discos desses caras. Cquote2.png

O antigo logo da gravadora, com apologia clara ao uso de drogas alucinógenas.
Os donos e os funcionários da loja, fazendo pose pra foto

Então ele resolveu abrir um selo fonográfico, e procurou algumas das bandas mais famosas da área. A maioria era bem fudida, tocavam punheta o dia todo em instrumentos improvisados, isso quando tinham o instrumento. Então eles conheceram uma bandinha ai, que ninguem conhece hoje, chamada Sepultura, e outra chamada Overdose, assim ele resolveu gravar o famoso Bestial Devastation/Século XX, que hoje você só encontra o LP pelos olhos da cara. E também achou umas quatro bandas, chamadas Sarcófago, Holocausto, Chakal, Mutilator, para gravar o clássico Warfare Noise. Era muito barulho para aquela época do meados dos anos 80, todas as bandas que gravaram, ficaram podres de ricas até famosas na região, e gravaram uns discos, algumas pararam, outras continuaram, mas isso já é outra história.

A gravadora começou a gravar discos de bandas de outros lugares por ai, que hoje ninguém conhece. E então começam os temíveis anos 90, quando a onda do grunge aparece, e outras modinhas vem aparecendo, assim o metal satânico perde sua força, e o dono resolve investir nessas bandas modinha, e pra fuder mais, aparece a internet, o download o The Pirate Bay, e outras merdas pra fuder geral com a gravadora. O lado bom é que certas bandas, continuaram lançando discos para garantir o pão de cada dia.

Assim, começa o novo milênio, a maior fonte de dinheiro são os bailes funks shows das bandas, muita gente desocupada começa a se interessar por bandas antigas, e o vinil volta, mas somente para colecionadores exóticos e podres de ricos. A gravadora continua aberta até hoje.

Principais Bandas[editar]

Os jovens maconheiros em frente a loja da gravadora.

E OUTRAS QUE EU NÃO VOU CITAR AQUI, PORQUÊ NINGUÉM CONHECE MESMO.