Combustão espontânea

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Pimentamas.jpg Este artigo é queeeente!

Se quiser editar este artigo, entre numa geladeira, ligue o ar condicionado no máximo e beba uma coca-cola gelada. E não lute contra Blaze!


Cquote1.png Você quis dizer: Peido? Cquote2.png
Google sobre Combustão espontânea
Cquote1.png Ja peguei esse troço ae 20 vesez Cquote2.png
Chuck Norris sobre Combustão espontanea
Cquote1.png AHHHHH isso Queimaaaaa Cquote2.png
escritor tendo combustão espontanea sobre Combustão espontanea
Cquote1.png CoMbUstAo EsPONtaneA é QuANdo eu QuEimo a ROSCA? Cquote2.png
Emo sobre Combustão espontanea
Cquote1.png NAUM ISSSO é VIADAGEM MESMO Cquote2.png
Alguem sobre Emo
Cquote1.png I'm Burning! Cquote2.png
Bixa Muda sobre Combustão Espontânea

Explicação Cientifica[editar]

Em dezembro de 1924, o corpo do Dr. J. Irving Bentley, de 92 anos, foi descoberto na Pensilvânia, ao lado do seu vibrador a diesel "Megavib 3.4 gls" desligado. Na realidade, apenas parte da perna dele, um pé de coelho e uma sandalhinha da sandy foram achados. O restante do seu corpo tinha se transformado em purpurina. A única evidência dos fogos que causaram sua morte, era um buraco que havia no piso do banheiro, do qual o Dr. Bentley se utilizava para fixar seu vibrador durante as horas de diversão: o resto da casa estava intacto e não sofrera nada, nem mesmo uma sapecadinha de leve.

Aqui vemos um inútil que já está acostumado com a combustão espontânea.

Como se explica que um homem pegou fogo - sem nenhum gel lubrificante a base de álcool - sapecando completamente o próprio corpo, sem espalhar as chamas para nenhum objeto próximo? O caso do Dr. Bentley, e centenas de outros casos semelhantes, inclusive o seu, ficaram conhecidos como eventos de "queimação roscal humana espontânea na forma mais hardcore possível" (Spontaneous Human Donnuts Combustion In Hardcore Contitions Style - SHDCIHCS). Embora ele e outras vítimas do fenômeno tenham sofrido combustão quase total, as redondezas de onde se encontravam, ou as próprias roupas, muitas vezes não sofriam dano algum, o que ocorre na maioria das vezes é que após a queimação muitas vezes.

Os seres humanos podem ser consumidos espontaneamente pelo fogo? Muitas pessoas acreditam que a combustão humana espontânea seja um fato real, mas a maioria dos cientistas não estão convencidos.

Nesse artigo, conheceremos o estranho fenômeno de combustão espontânea, o que se diz sobre ela e tentaremos separar a verdade científica do mito.

O que é combustão espontânea[editar]

A combustão espontânea ocorre quando uma pessoa rompe em chamas por causa de uma reação química interna aparentemente não provocada por uma fonte externa de calor. A primeira combustão humana espontânea conhecida foi divulgada pelo anatomista dinamarquês Thomas Bartholin, em 1663, quando descreveu como uma mulher em Paris "foi reduzida a cinzas e fumaça" enquanto dormia. O colchão de palha onde ela estava deitada não foi danificado pelo fogo. Em 1673, um francês chamado Jonas Dupont, publicou uma coleção de casos de combustão espontânea na sua obra "De Incendiis Corporis Humani Spontaneis".

As centenas de casos de combustão espontânea ocorridas desde aquela época tiveram uma característica comum: a vítima sempre era consumida quase completamente pelas chamas, usualmente dentro da própria residência, e os médicos legistas presentes relatavam ter sentido cheiro de uma fumaça adocicada nos cômodos onde os eventos tinham ocorrido.

A peculiaridade que os corpos carbonizados apresentavam era o fato das extremidades terem permanecido intactas. Ainda que o dorso e cabeça tivessem sido carbonizados de forma irreconhecível, as mãos, pés e/ou parte das pernas não tinham se queimado. Além disso, o cômodo onde o corpo fora encontrado mostrava pouco ou nenhum sinal de fogo, salvo por um pequeno resíduo que tivesse ficado na mobília ou nas paredes. Em raros casos, os órgãos internos da vítima permaneciam intactos, enquanto a parte externa era carbonizada.

Nem todas as vítimas de combustão humana espontânea eram simplesmente consumidas pelas chamas. Algumas desenvolviam estranhas queimaduras no corpo, embora não houvesse nenhuma razão para isso, ou emanavam fumaça sem que existisse fogo por perto. Nem todos os queimados sucumbiam: uma pequena porcentagem de pessoas que tinham passado pela combustão espontânea sobrevivia.

Ver também[editar]