Confins

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Confins do Judas Cquote2.png
Google sobre Confins
Cquote1.png Você quis dizer: Confins do Mundo Cquote2.png
Google sobre Confins
Cquote1.png Você quis dizer: Fim do Mundo Cquote2.png
Google sobre Confins
Cquote1.png Você quis dizer: No Rancho Fundo, bem pra lá do fim do Mundo... Cquote2.png
Google sobre Confins
Cquote1.png Nunca morei aí! Cquote2.png
Viktor Navorski sobre Aeroporto de Confins

Pista de aterrisagem do aeroporto sendo checada por dois fiscais.

Confins é o único Aeroporto Internacional do Mundo em que só é possível chegar voando, sendo também o local de pouso de alguns discos-voadores vips que vêm de Varginha.

-Onde você mora? -Em Confins. -Onde?! No aeroporto?! "Diálogo entre um habitante de qualquer outro lugar do planeta, e um morador de Confins."

História[editar]

Privilegiada localização do Aeroporto de Confins

Fundado em 1750, teve que esperar a invenção do avião por Santo da Mão (e o surgimento das companhias aéreas) para poder ser usado. O aeroporto é utilizado fundamentalmente para a exportação de queijo e cachaça e para a importação de todos os outros itens necessários à vida humana, que não são fabricados em BH.

Apesar de ter demorado 29 anos para ter ficado pronto, o aeroporto precisa ser constantemente modernizado, pois possui apenas 18 torres controladoras e 63 pistas de aterrissagem.

Entre 1912 e 2008, a prefeitura de Queijolândia Belo Horizonte, em parceria com o Governo de Minas, construiu uma ligação terrestre entre o Aeroporto de Confins e o resto do mundo. Seriam 28 pistas expressas paralelas, todas pintadas de verde e com árvores em volta. No entanto, apenas quatro pistas expressas ficaram prontas devido à proximidade das eleições ao prazo exíguo da obra. Entre Confins e Belo Horizonte, devido ao enorme fluxo de vento carroças veículos, já foram vistos taxistas carros andando a mais de 230 km/h, o que torna a Linha Verde o autódromo oficial da cidade, junto com a Av. Nossa Senhora do Carmo.

O transporte terrestre ao Aeroporto de Confins já é uma realidade! Entretanto, lá é o único aeroporto do mundo onde a passagem do ônibus para te levar ao centro da cidade custará mais do que o dobro do seu ticket aéreo. E levará o triplo do tempo de uma viagem a Tóquio, por exemplo.

Recentemente o Governador de Minas, Aécio Never construiu a sede do seu controle a imprensa no meio do caminho entre o aeroporto e BH. Atualmente, poucos jornalistas estrangeiros conseguem chegar a capital mineira.

Cenário para Filmes[editar]

O aeroporto de Confins foi utilizado como cenário para a gravação do filme O Terminal. No filme, dirigido por Steven Spielberg, o personagem interpretado por Tom Hanks fica isolado no aeroporto, sem saber voltar para a casa e sem saber falar a mesma língua das pessoas. O filme foi baseado em fatos reais ocorridos quando um habitante de Pedro Leopoldo pegou o ônibus errado e foi parar no aeroporto. Sem saber saber falar a mesma língua das pessoas e sem saber aonde era o ponto de ônibus e nem qual ônibus pegar,o senhor viveu por 25 anos no aeroporto. Seu corpo foi encontrado em 2001 e foi enterrado com honras no cemitério de Pedro Leopoldo.

Ver também[editar]

Este artigo é um esboço vindo do Inferno.
Ele está possuído pelo demônio. Você pode ajudar o artigo exorcizando-o.