Confins

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Confins do Judas Cquote2.png
Google sobre Confins
Cquote1.png Nunca morei aí! Cquote2.png
Viktor Navorski sobre Aeroporto de Confins

Pista de aterrisagem do aeroporto sendo checada por dois fiscais.

Confins é o único Aeroporto Internacional do Mundo em que só é possível chegar voando, sendo também o local de pouso de alguns discos-voadores vips que vêm de Varginha.

-Onde você mora? -Em Confins. -Onde?! No aeroporto?! "Diálogo entre um habitante de qualquer outro lugar do planeta, e um morador de Confins."

História[editar]

Privilegiada localização do Aeroporto de Confins

Fundado em 1750, teve que esperar a invenção do avião por Santo da Mão (e o surgimento das companhias aéreas) para poder ser usado. O aeroporto é utilizado fundamentalmente para a exportação de queijo e cachaça e para a importação de todos os outros itens necessários à vida humana, que não são fabricados em BH.

Apesar de ter demorado 29 anos para ter ficado pronto, o aeroporto precisa ser constantemente modernizado, pois possui apenas 18 torres controladoras e 63 pistas de aterrissagem.

Entre 1912 e 2008, a prefeitura de Queijolândia Belo Horizonte, em parceria com o Governo de Minas, construiu uma ligação terrestre entre o Aeroporto de Confins e o resto do mundo. Seriam 28 pistas expressas paralelas, todas pintadas de verde e com árvores em volta. No entanto, apenas quatro pistas expressas ficaram prontas devido à proximidade das eleições ao prazo exíguo da obra. Entre Confins e Belo Horizonte, devido ao enorme fluxo de vento carroças veículos, já foram vistos taxistas carros andando a mais de 230 km/h, o que torna a Linha Verde o autódromo oficial da cidade, junto com a Av. Nossa Senhora do Carmo.

O transporte terrestre ao Aeroporto de Confins já é uma realidade! Entretanto, lá é o único aeroporto do mundo onde a passagem do ônibus para te levar ao centro da cidade custará mais do que o dobro do seu ticket aéreo. E levará o triplo do tempo de uma viagem a Tóquio, por exemplo.

Recentemente o Governador de Minas, Aécio Never construiu a sede do seu controle a imprensa no meio do caminho entre o aeroporto e BH. Atualmente, poucos jornalistas estrangeiros conseguem chegar a capital mineira.

Cenário para Filmes[editar]

O aeroporto de Confins foi utilizado como cenário para a gravação do filme O Terminal. No filme, dirigido por Steven Spielberg, o personagem interpretado por Tom Hanks fica isolado no aeroporto, sem saber voltar para a casa e sem saber falar a mesma língua das pessoas. O filme foi baseado em fatos reais ocorridos quando um habitante de Pedro Leopoldo pegou o ônibus errado e foi parar no aeroporto. Sem saber saber falar a mesma língua das pessoas e sem saber aonde era o ponto de ônibus e nem qual ônibus pegar,o senhor viveu por 25 anos no aeroporto. Seu corpo foi encontrado em 2001 e foi enterrado com honras no cemitério de Pedro Leopoldo.

Ver também[editar]

Esse esboço é diferente dos outros.
Mas ainda assim ele precisa de uma ajuda sua, editando-o.