Congonhas do Norte

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Congonhas do Norte seria originalmente uma outra versão do aeroporto de congonhas, no Rio de Janeiro, só que no norte da cidade. Quando as torre gêmeas caíram, o projeto melou e tiveram que deixar de construir o aeroporto de Congonhas do Norte. Deram o nome de doação para uma cidade que estava 300 anos sem ter algum tipo de nome. Assim, nascia em 1962, o município agora "oficializado" de Congonhas do Norte.

P.S: Quando digo "oficializado" é porque o documento foi feito com canetinha de criança e com desenhos maliciosos dos fundadores.

História[editar]

Congonhas do Norte, o Nordeste de Minas Gerais!

A história começa quando os paga-paus de Borba Gato começam a fazer uma viagem até o centro de Minas Gerais, na busca de criar uma rota em que eles pudessem puxar o saco mais facilmente de Borba, o líder tão foderoso deles.

Então, criaram dois vilarejos: Conceição do Mato Dentro e a futura cidade chamada Congonhas do Norte. Enquanto Conceição tinha um nome decente, Congonhas do Norte sequer tinha nome na época. Por isso era chamada de Conceição do Mato Dentro 2.

Foi assim, por mais ou menos 300 anos, gerações e gerações dos bandeirantes mantiveram a rota mesmo quando o Brasil inteiro já havia terminado de ser explorado. Como em Minas Gerais, toda notícia demora de 20 a 200 anos para chegar e ser aceita, Congonhas do Norte permaneceu como rota dos bandeirantes por 200 anos a mais do que o previsto.

Em 1962 avisaram a pegadinha do Mallandro que tinham feito com o povo da cidade. Todos, com cara-de-cu tiveram que ouvir que estavam organizando os municípios e que precisavam do nome de Congonhas do Norte, já que Conceição do Mato Dentro não queria dividir território com Congonhas do Norte que fedia.

Turismo[editar]

O turismo se baseia em explorar os recursos naturais e esgotar/sujar mais ainda eles. Como toda cidade do interior, visitar a própria Serra em que a cidade fica já é motivo turístico. O nome da serra é Serra do Palhaço, em homenagem aos habitantes da cidade. Também há um complexo de água cristalina para os turistas sujarem e uma caverna com pinturas rupestres, feitas pelos habitantes da cidade. Além disso, chamam aquele tipo de arte de "arte expressionista" por ter apenas pinturas de pênis e vaginas na caverna.

Economia[editar]

A economia se baseia na criação de ovelhas. Porém, todos sabem (ok, nem todos sabem) que as ovelhas tem um cérebro delicado e que não se pode criar elas em altitudes grandes. A altitude de Congonhas do Norte é tão grande que faz as ovelhas se jogarem nos complexos de água cristalina, em uma maneira de suicídio... Bem, a vida é bela e tem muito churrasco de ovelha em Congonhas do Norte!