Tárraco

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


O Conjunto Arqueológico de Tárraco é oficialmente uma cidade espanhola , mas como o nome diz, isso mais parece um sítio arqueológico abandonado, inúmeras são as ruínas e construções aos pedaços em Tárraco. Mas com suborno muita sorte, o lugar se tornou a capital de uma província igualmente aos pedaços.

História[editar]

Uma torre moderna em Tárraco.

Mesmo aparentemente uma porcaria, o lugar já foi importante. Ele foi fundado pelos romanos para ser a capital de quase toda a Espanha e Portugal. Ninguém sequer imagina como um lugarzinho desses conseguiu ter essa importância.

Uma das hipóteses mais prováveis é que como essa província romana não era muito importante, qualquer vilarejo minúsculo servia como capital. Outra hipótese diz que a cidade era grande, mas com o tempo as construções gigantes viraram ruínas e nos dias atuais Tárraco está essa merda que qualquer um repara.

Segundo a segunda hipótese, os romanos, por ficarem sem nada para fazer quando iam para Tárraco, construíam edificações gigantes, sendo que o maior orgulho deles é uma sala de cinema. Depois da época das obras gigantes e da queda de Roma, a Igreja Católica dominou Tárraco para afirmar seu domínio sobre o local, construiu um monte de catedrais na cidade.

Não que a população fosse muito grande, mas durante as obras, os arcebispos tinham mais oportunidades de desviar parte do dízimo arrecadado dos fiéis para suas contas pessoais e dizer que esse dinheiro foi gasto para fazer as catedrais.

Nos anos seguintes, os árabes ocidentais dominaram Tárraco: na época, o rei árabe descobriu que sua esposa lhe traiu com alguém. Furioso, decidiu descontar sua raiva em Tárraco, ferrando com a cidade até que ela ficasse na miséria, o que não demorou muito para acontecer.

Os moradores ficaram putos com isso e organizaram uma revolta para acabar com o controle árabe. Mas como a cidade já estava uma porcaria, os muçulmanos não se importaram em devolver Tárraco aos cristãos. Desde então, nada aconteceu de interessante. O conjunto arqueológico é formado por uns muros de taipa espalhados pela cidade, uma torre sem a parte superior e um aqueduto velho, chamado de "Aqueduto do Diabo" (não me pergunte o porquê), dentre outras esquisitices.