Strigidae

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Coruja)
Ir para: navegação, pesquisa
Corujas
Coruja explorando a ausência de vértebras cervicais
Coruja explorando a ausência de vértebras cervicais
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Acordados
Classe: Voadores
Ordem: ORLY?
Família: Corujas

Strigidae é a família das corujas comuns que reúne todas as corujas do mundo (ver A Lenda dos Guardiões, exceto a Nyra que é uma Tytonidae). Todo mundo gosta de corujas e as contemplam (exceto os ratos e musaranhos) o que as tornam um dos animais mais populares do mundo.

Anatomia[editar]

Corujas são animais com visão noturna, dotados de capacidade telecinéticas que detectam qualquer atividade cerebral num raio de 2 quilômetros sendo assim para eles identificar com toda certeza a localização exata de um ratinho que lhe será o jantar.

As corujas filhote possuem todas o formato do capeta e por isso são escondidas em tocas pelos pais que aguardam seus filhotes atingirem a adolescência quando assumem um formato mais fofinho que possa enganar os humanos de que são animais do bem.

A característica mais chamativa nas corujas é o seu curioso pescoço capaz de executar movimentos que nenhum outro ser é capaz, exceto se eles possuírem a alma de alguém como foi o caso da Regan MacNeil. As vértebras cervicais das corujas são compostas de segmentos unidos por eletroímãs poderosos que giram sobre seus próprios eixos permitindo um livre movimento de pescoço para estas aves. O animal ainda é dotado de uma coluna vertebral que utiliza raios-x para transmitir informações até o cérebro, afinal não existe neles a existência de nenhuma medula espinhal para exercer esta função, devido a isto as corujas são capazes de rotação livre e sem entraves da cabeça e podem livremente imitar faróis e sirenes.

Hábitos[editar]

As corujas são consideradas um dos animais mais sábios da natureza, muito acima dos golfinhos, elefantes, ratos e tartarugas. Isto é devido ao fato de que eles são frequentemente observadas fazendo nada, apenas sentados ou empoleirados em algum local alto apenas observando seus arredores, contemplando, planejando, filosofando, pesando sobre a vida e seu sentido, desvendando os mistérios da existência, e exalando um ar de bizarrice presunçosa quando não está se ocupando sendo fofo e bonito.

São carnívoros, pois durante suas filosofias concluiu que vegetarianismo seria um retrocesso. São então capazes de localizar a presa telepaticamente sob até 3 metros de neve, feito este que leva alguns seres humanos erroneamente atribuem esta eficiência ao seu aguçado senso de audição (um fator que contribui para a sua ausência notável na lista de mais sábios animais).

Gêneros[editar]

  • Otus - corujas típicas
  • Megascops - corujas gritadoras
  • Pyrroglaux - coruja-de-palau
  • Margarobyas - coruja-de-perna-nua
  • Ptilopsis - mochos-de-face-branca e mochos-de-face-branca-do-norte
  • Bubo - corujas chifrudas, corujões, corujas-das-neves
  • Scotopelia - corujões-pesqueiros-de-pel, corujões-pesqueiros-ruivos e corujões-pesqueiros-vermiculados
  • Strix - corujas sem orelhas
  • Lophostrix - coruja-de-crista
  • Jubula - coruja-guará
  • Pulsatrix - murucututus
  • Surnia - coruja-gavião
  • Glaucidium - corujas-pigmeus
  • Xenoglaux - coruja-de-bigode-longo
  • Micrathene - mocho-duende
  • Athene - corujas-buraqueiras, mochos-galegos e coruja-manchada
  • Aegolius - corujas-serra-afiada, mochos-morenos, corujas-boreais e caburés-acanelado
  • Ninox - corujas falcão
  • Uroglaux - coruja-falcão-da-papua
  • Pseudoscops - corujas-orelhudas e corujas-jamaicanas
  • Asio - mochos-diabo, corujas-do-nabal, corujas-dos-pântanos
  • Nesasio - coruja-temerosa